Carreiras

| Educação

O Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC) responsável pela elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), emitiu um comunicado na noite deste domingo (19) informando que o e-mail designado a receber o contato de estudantes que tenham dúvidas sobre suas notas só aceitará mensagens até às 10h desta segunda-feira (20).  

O endereço virtual foi disponibilizado aos estudantes após o Inep divulgar uma inconsistência entre as notas e os gabaritos de alguns participantes do Enem 2019. O erro ocorreu após esses gabaritos serem trocados na hora do armazenamento. O Inep ainda emitiu outro comunicado no sábado (18) alegando que o erro, na realidade, teria sido da gráfica ao contabilizar erroneamente as notas dos candidatos.

##RECOMENDA##

Os participantes que se sentiram prejudicados ou perceberam essa inconsistência entre gabarito e nota podem enviar um e-mail com nome e CPF para enem2019@inep.gov.br para que a autarquia avalie a situação do estudante. Reforçando, o prazo para envio é até às 10h desta segunda-feira (20).

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, garantiu que a situação será resolvida até o final do dia desta segunda. Ainda de acordo com o comandante da pasta, o erro atingiu cerca de 0,1% dos participantes do Exame no ano passado.

A Prefeitura Municipal de Carpina (PMC) estará, de 20 de janeiro a 07 de fevereiro, com inscrições abertas para 560 vagas em cursos gratuitos oferecidos na Biblioteca Pública Municipal Geraldo Lapenda.

As oportunidades são para aprendizado em língua espanhola (90), inglesa (80) e de libras (160), informática (60), artesanato (50), redação (60) e português (60).

##RECOMENDA##

Os interessados precisam ir na própria biblioteca, localizada na Praça Lourival da Silva Bastos, S/N, Centro, próxima à Escola Municipal Eliane Carneiro Leão de Melo, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, portando toda a documentação.

Quem deseja se candidatar precisa levar a cópia e original do RG, CPF,  comprovante de residência, foto 3x4, declaração de escolaridade, só para quem ainda é estudante, e, para os menores de idade acompanhados pelos pais ou responsável, a certidão de nascimento.

Outras informações podem ser obtidas através do contato com o diretor da unidade, Josenildo Nery, pelo telefone (81) 9 7314 3386 ou pelo site da Prefeitura Municipal de Carpina.

Quem está se preparando para o concurso da Autarquia Municipal de Previdência e Assistência à Saúde dos Servidores - AMPASS - (Reciprev/Saúde Recife), ficou animado com o aulão beneficente que aconteceu no Espaço Jurídico, realizado neste sábado (18), no bairro da Boa Vista, centro do Recife.

Ao todo, o aulão teve duração de 5h30, contemplando aulas de raciocínio lógico, direito constitucional e português para intensificar o estudo dos candidatos. Além disso, ao invés dos participantes pagarem uma taxa de inscrição, o preparatório decidiu arrecadar alimentos não perecíveis para doação.

##RECOMENDA##

Luciana Magalhães Costa, 40, estudante no Espaço Jurídico, diz que vem se preparando para concursos há quase três anos e confirma que já foi aprovada em três certames. “Venho me preparando para concursos há quase 3 anos. Já fui aprovada com boas colocações em três, inclusive para Analista do Tribunal da Justiça de Pernambuco (TJPE)”, declara a estudante.

Ela ainda acrescenta que os aulões beneficentes no qual participou, o ajudaram também nessa trajetória. “Fiz alguns cursos regulares, muitas matérias isoladas e vários aulões, alguns beneficentes, que me ajudam muito no aprendizado”, destacou a estudante do preparatório, Luciana Magalhães. 

“Aulão beneficente é um excelente incentivo, pois além de ajudarmos ao próximo, vemos questões atualizadas nas quais estão focadas para aquele concurso específico e, ainda, de acordo com a banca organizadora do certame, pois sabemos como cada banca trabalha de uma forma específica.”, conclui Luciana.

LeiaJá Também:

--> Curso realiza aulão para concurso público da Reciprev

 Ministro assumiu erros na correção de algumas provas. (Divulgação)

Estudantes de Viçosa, no interior de Minas Gerais, repararam grande incoerência entre acertos e pontuação obtida Após o anúncio do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cerca de cinquenta alunos do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (UFV), o Coluni, localizado no interior de Minas Gerais, denunciaram a possibilidade de erros nas correções de suas provas. A desconfiança dos estudantes surgiu devido a incoerência entre o alto número de acertos no gabarito de alguns em detrimento de notas consideradas baixas, contabilizando entre 300 e 400 pontos.

##RECOMENDA##

Ao jornal O Tempo, o estudante Vítor Brumano, um dos que questionam o resultado das provas, contou que tomou um susto ao se deparar com a pontuação obtida. “Minha nota foi de 378 em matemática e 422 em ciências da natureza! Eu já fiz Enem anteriormente, e minhas notas eram entre 700 e 800 [...] Eu tinha acertado 35 de 45 questões em matemática. Não faz sentido”, colocou. Na próxima terça (21), o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abrirá a inscrição de notas do Enem em concorrência por vagas em universidades de todo o país, complicando ainda mais a situação dos estudantes que se dizem prejudicados. Os alunos do Coluni cogitam a possibilidade de erro relacionado às provas aplicadas no Pavilhão de Aulas B (PVB) da UFV.

Em suas redes sociais o Ministro da Educação, Abrahim Weintraub, assume que houve inconsistência no gabarito de algumas provas. “Por isso, candidatos foram surpreendidos com os resultados de suas notas. O número é muito baixo. Até segunda-feira, dia 20, tudo será resolvido. Pedimos desculpas aos participantes do exame pelo transtorno”, escreveu.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, apontou falha da gráfica Valid Soluções S.A. nas notas erradas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019. Esse foi o ano em que a empresa trabalhou pela primeira vez com o teste. O dirigente do órgão estimou um número inferior a nove mil candidatos com o problema.

O Inep prometeu corrigir as informações até segunda-feira (20). Pelas redes sociais, candidatos protestaram contra o erro nas notas da prova. O resultado das avaliações foi divulgado na véspera. Um dos motivos da apreensão é o início das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em universidades públicas com as notas do Enem, na próxima terça-feira (21).

##RECOMENDA##

O problema, de acordo com Lopes, foi verificado no segundo dia do teste, realizado no dia 10 de novembro. Candidatos fazem provas diferentes, que são identificadas por cores. Na hora da correção, houve pessoas que realizaram prova de uma cor e tiveram a correção com base em outra, afirmou. Segundo ele, o mesmo problema ocorreu em anos anteriores.

"Não há nenhum prejuízo concreto", disse Lopes. Dos 5.095.388 inscritos no Enem ano passado, 3.709.809 fizeram a prova no segundo dia de aplicação. Anteriormente, ele havia citado um número inferior a 1% de candidatos com o problema. Até o momento, foram confirmados quatro candidatos em Viçosa (MG) com as notas trocadas, afirmou o dirigente. "Acho que não chega a nove mil pessoas."

'Falha administrativa'

Lopes classificou o erro da gráfica como uma "falha administrativa de transmissão de informações", mas afastou a possibilidade de punição à empresa. "Situações, problemas, sempre podem acontecer. O que temos que ter primeiro é transparência", comentou.

Ele ainda se disse "bastante satisfeito" com o trabalho da gráfica e que não está avaliando uma punição com base no contrato. "Acho que não há problema nenhum", afirmou. "Fazer ilações sobre a capacidade técnica e gerencial de qualquer um dos parceiros seria leviano."

O MEC abriu um canal por e-mail e telefone para receber reclamações de candidatos que possam ter sido prejudicados. Quando a nota errada é verificada, a prova será corrigida novamente até segunda-feira, de acordo com o Inep.

O Ministério da Educação prometeu resolver até segunda-feira (20) a situação de candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que tiveram os gabaritos trocados no segundo dia da prova, realizado no dia 10 de novembro de 2019.

De acordo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em torno de 0,1% dos candidatos tiveram o gabarito trocado na hora de serem armazenados. Dos 5.095.388 inscritos, 3.709.809 fizeram a prova no segundo dia de aplicação.

##RECOMENDA##

O ministro prometeu que as "inconsistências" serão corrigidas até segunda e que ninguém será prejudicado. "Apesar de estatisticamente não serem significativos, individualmente não pode haver uma inconsistência como essa", afirmou Weintraub em vídeo nas redes sociais.

O ministro estava ao lado do presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, órgão responsável pela aplicação do exame. Weintraub pediu desculpas aos candidatos que levaram, conforme ele, o "susto".

O Inep agendou uma coletiva de imprensa neste sábado, 18, para comentar os resultados das notas individuais do Enem, divulgados na véspera.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu nessa sexta-feira (17) a ausência de questões sobre a ditadura militar no Brasil na última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pela primeira vez em dez anos, o tema não foi abordado na prova. Segundo o ministro, o objetivo do teste "não é polemizar" e a questão da ditadura não está "pacificada".

Questionado sobre a ausência do assunto no exame, o ministro citou Cuba e Venezuela. "Para mim, ditadura é isso, uma situação muito pesada. Como aqui no Brasil existe ainda uma coisa não pacificada de como foi o período do regime militar, e o objetivo do Enem não é polemizar, o banco examinador resolveu não colocar. Não é para ter questão polêmica."

##RECOMENDA##

No ano passado, a gestão Jair Bolsonaro criou uma comissão para inspecionar questões do Enem, com o objetivo de fazer varredura de conteúdos com "abordagens controversas" e "teor ofensivo". Foram barradas 66 perguntas do banco de itens do ministério, segundo balanço da própria pasta, mas o conteúdo dessas questões nunca foi revelado. Desde 2018, Bolsonaro tem criticado um suposto viés ideológico do teste.

Ontem, o ministro apresentou os resultados do último Enem. No total, 53 candidatos tiraram avaliação máxima na Redação (mil pontos) e 143,7 mil receberam tiveram nota zero - 3,9 milhões fizeram o exame.

Em Matemática, a média geral foi de 523,1 (em uma escala de zero a mil). Em Linguagens, foi de 520,9. Nas áreas de Ciências Humanas e Ciências da Natureza, as médias foram de 508 e 477,8, respectivamente.

Digital

Weintraub ainda dobrou para 100 mil o número de candidatos que poderão fazer, de modo experimental, o exame pelo meio digital este ano. Até então, o teste digital seria feito com 50 mil estudantes. A meta da pasta é fazer uma transição gradativa para a nova versão até 2026, com a extinção da prova em papel. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Atentos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): os participantes da prova veem uma oportunidade para começar seus estudos em uma universidade. Os estudantes que participaram do exame, em 2019, pretendem submeter sua nota aos sistemas de seleção do país.

De acordo com o levantamento divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), em 2019, dos quase quatro milhões de participantes, 53 candidatos tiraram nota mil na redação do Enem. Um dos contemplados mora na Região Metropolitana do Recife (RMR). 

##RECOMENDA##

Thiago Coutinho Nakazone, 18, ex-aluno do Colégio Boa Viagem (CBV), foi o único pernambucano a obter nota máxima na redação do Enem (2019). O segredo, segundo o estudante, é se manter atualizado e praticar bastante. “Eu tinha uma meta. Procurava escrever duas ou três redações por mês”, diz.

A redação do Enem (2019) abordou o tema "Democratização do acesso ao cinema no Brasil", onde os candidatos tiveram apoio dos textos bases para se nortear na hora de passar suas ideias para o papel. Nakazone, conta, que sempre busca estar informado, não descartando a bagagem que os filmes e as músicas tem a oferecer. 

“Se você passa um tempo sem escrever, acaba perdendo a técnica. É sempre bom procurar estar bem informado, assistindo filmes ou escutando músicas para ter uma bagagem e poder articular melhor”, conclui Thiago.

As redações em 2019 não obtiveram um resultado superior ao ano anterior. O número de candidatos com nota mil caiu de 55 para 53 em relação a 2018. As redações tiveram uma média de 592,9, e o número notas zero aumentou de 112.559 para 143.736, conforme informações divulgadas do Inep.

A dica é praticar

Thiago Coutinho comemora a conquista com amigos e parentes e reforça aos candidatos que irão prestar ao exame em 2020, como a prática de escrever regularmente e o feedback dos professores leva a nota máxima. “Eu sempre estava buscando escrever, também buscava tirar muita dúvida com meus professores, sempre levava as redações que escrevia para eles corrigirem. Eu gostava de saber o que estava errado e pedia para me mostrarem”, diz o estudante.

Nakazone, além de frequentar regularmente as aulas no colégio, também participou do cursinho com a professora de redação, Fernanda Bérgamo. A profissional diz que não tem mágica para escrever uma redação nota mil, e não ficou surpresa pela nota do seu aluno.

“Eu acompanhei Thiago Nakazone nessa preparação e não tem mágica. Eu não considero que tenha sido uma grande surpresa porque ele fazia o que era preciso. Ele se mantinha atualizado, era consistente e tinha o compromisso de nas redações seguintes evitar as falhas da redação anterior”, conta a especialista em redação.

Confira o vídeo:

[@#video#@]

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 1.608.770 participantes já visualizaram suas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) logo após a divulgação. Até às 14h10, o Inep revelou não constatar nenhuma queixa significativa sobre o funcionamento do site. 

Na Página do Participante, os candidatos podem conferir as notas de redação e das quatro áreas de conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias.

##RECOMENDA##

Em 2019, o recorde de comparecimento dos participantes foi de 77,2% sobre os mais de cinco milhões de inscritos, a maior taxa desde 2009. Quem deseja ver o resultado, basta acessar a página do participante e realizar o login, que é o CPF do participante, e a senha cadastrada.

LeiaJá também

-> Mulheres são maioria entre notas 1000 na redação do Enem

As notas dos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram divulgadas nesta sexta-feira (17), de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Ao todo, 53 estudantes de 15 estados brasileiros conseguiram a nota 1.000 na redação.

Ainda segundo dados do Inep, 32 textos, cerca de 60% das redações com nota máxima, foram escritas por mulheres. No que diz respeito a faixa etária, os participantes têm de 16 a 28 anos e estão espalhados entre 15 estados das regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Minas Gerais é a unidade da federação que concentra mais notas máximas na redação do Enem: 13 estudantes. 

##RECOMENDA##

Na edição de 2019, o tema foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Os participantes tinham que desenvolver um texto dissertativo-argumentativo com até 30 linhas, a partir de uma situação-problema e com o auxílio de textos motivadores que não podem ser transcritos para a folha de resposta. 

LeiaJá também

--> Enem 2019: 53 candidatos tiraram nota mil na redação

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, nesta quinta-feira (16), os projetos selecionados no Programa Capes Entre Mares, que vai pagar bolsas de estudo para pesquisas sobre o combate ao derramamento de óleo nas praias brasileiras. Foram selecionadas 12 propostas das 278 submetidas. 

Serão destinados R$ 1,3 milhão para projetos de sete áreas temáticas: avaliação dos impactos ambientais e socioeconômicos, biorremediadores, dispersão do óleo, processamento de resíduos, tecnologia aplicada à contenção do óleo e saúde coletiva. Cada uma delas receberá até R$ 100 mil, juntamente com uma bolsa de mestrado, a ser implementada até junho de 2020. Os pesquisadores não selecionados podem recorrer da decisão em até três dias úteis. O resultado final será publicado depois da análise dos eventuais recursos.

##RECOMENDA##

Conforme a coordenação, a iniciativa foi desenvolvida para atender a pedido feito pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação, formado pela Marinha do Brasil, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis (Ibama), criado no âmbito do Plano Nacional de Contingência para responder rapidamente às necessidades de limpeza das praias e contenção da mancha de óleo em águas brasileiras.

LeiaJá também 

--> Capes estabelece valores para bolsas de estudos

--> Capes oferece 60 mil bolsas para a formação de professores

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (17) e já geraram várias reações dos participantes, que criaram memes nas redes sociais. No início da tarde, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) utilizou sua conta oficial no Instagram para anunciar que mais de um milhão de participantes já conferiram seus resultados. 

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Para conferir as notas, os participantes do Enem devem acessar a página do participante, informar o CPF cadastrado e fazer login no sistema. Em caso de esquecimento da senha, que também é necessária para acessar a plataforma do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), os estudantes devem seguir o passo a passo para recuperação do acesso

LeiaJá também

--> Enem 2019: 53 candidatos tiraram nota mil na redação

--> Confira os prazos de inscrições dos Sisu, Prouni e Fies

--> A nota do Enem saiu: saiba onde e como usá-la

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou, nesta sexta-feira (17), as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por volta das 8h, horário mais cedo que o esperado pelos participantes. Não demorou para que a internet começasse a ser tomada por memes com as reações de estudantes diante dos resultados obtidos no exame. 

Termos como “Enem”, “Sisu” e “Tirei 900” (em referência à nota da redação) já estão entre os temas mais comentados do Twitter, entre participantes que comemoravam suas notas ou já duvidam da aprovação. Confira, a seguir, alguns dos memes sobre a nota do Enem: 

##RECOMENDA##

[@#video#@] 

LeiaJá também

--> Nota do Enem 2019 já está disponível

--> A nota do Enem saiu: saiba onde e como usá-la

--> Sisu 2020.1 terá 237 mil vagas em todo o Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, na manhã desta sexta-feira (17), as notas dos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Com o resultado em mãos, chega o momento dos estudantes se prepararem para concorrer às vagas em instituições de ensino superior. 

Com diversas opções de programas de acesso ao ensino envolvendo o Enem, é importante que os feras se mantenham atentos aos prazos de inscrições, para não perder nenhuma oportunidade. Confira, a seguir, o cronograma dos processos de seleção e financiamento do ensino superior que utilizam a nota do Enem: 

##RECOMENDA##

Sistema de Seleção Unificada (Sisu)

Voltado para candidatos que desejam ocupar vagas em universidades públicas e institutos federais de todo o território nacional, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) permite que os participantes do Enem busquem pelas vagas e realizem suas candidaturas em duas opções de curso. 

Para o semestre 2020.1, as inscrições devem ser feitas da próxima terça-feira (21) até o dia 24 de janeiro através do site do Sisu. Lá, os estudantes devem fazer login com o número de inscrição e senha do sistema do Enem. 

Programa Universidade Para Todos (Prouni)

O objetivo do Programa Universidade Para Todos (Prouni) é conceder bolsas totais ou parciais em instituições privadas a estudantes egressos de escolas públicas e de baixa renda. 

Para concorrer, é necessário ter obtido no mínimo 450 pontos em cada prova do Enem, sem zerar a redação. As inscrições devem ser feitas de 28 a 31 de janeiro no site do Prouni. A divulgação do resultado da primeira chamada será realizada em 4 de fevereiro. 

Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferece opções de financiamento do valor de cursos de graduação para estudantes com renda familiar por pessoa de até cinco salários mínimos. Para concorrer, também é necessário ter feito o Enem e obtido média maior ou igual a 450 pontos nas provas de múltipla escolha, sem zerar a redação. No primeiro semestre de 2020, as inscrições serão realizadas de 5 a 12 de fevereiro no site do Fies

LeiaJá também

--> A nota do Enem saiu: saiba onde e como usá-la

--> Nota do Enem 2019 já está disponível

Com mais de 3 milhões de participantes, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 teve apenas 53 candidatos com nota máxima na redação. As informações foram dadas em coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (17) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

No ano passado, o número de feras com desempenho máximo na prova dissertativa foi ligeiramente superior, com 55 candidatos que obtiveram nota mil. Os resultados com as notas do Enem foram divulgados na manhã desta sexta-feira (17), no site do Inep, na Página do Participante e no aplicativo do Enem.

##RECOMENDA##

No caminho inverso ao do sucesso na redação, também foi divulgado o quantitativo de estudantes que zeraram a prova em 2019. Segundo o balanço do MEC, foram 143 mil notas zero. A maioria delas foi por deixar a prova em branco: 56 mil candidatos não escreveram o texto.

Além disso, outros 40 mil participantes cometeram a fuga ao tema proposto e não alcançaram pontuação alguma. Outros 23 mil foram punidos por cópia, enquanto mais 22.902 participantes zeraram por outros motivos.

LeiaJá também

-> Nota do Enem 2019 já está disponível

-> A nota do Enem saiu: saiba onde e como usá-la

As notas dos estudantes que fizeram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 foram divulgadas nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Passada a agitação e o primeiro momento de curiosidade para saber como foi o desempenho, os participantes precisam planejar o que fazer em seguida com a nota obtida. 

Atualmente, o Enem oferece muitas opções para os estudantes, que podem se sentir perdidos em meio a tantos programas de acesso ao nível superior de ensino, com requisitos e prazos distintos. Confira, a seguir, quais são as opções dos estudantes que fizeram o Enem para utilizar a nota em busca de seus objetivos educacionais:

##RECOMENDA##

Vestibulares

Várias instituições de ensino têm seus próprios vestibulares, mas os candidatos também têm como opção de ingresso a nota do Enem. Dessa maneira, o estudante faz as provas do exame, apresenta suas notas à instituição e, em caso de aprovação, pode iniciar o curso. 

Sistema de Seleção Unificada (Sisu)

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) seleciona estudantes para universidades públicas e institutos federais em todo o país. Para participar da edição do primeiro semestre de 2020, os estudantes precisam ter feito o último Enem e obter nota maior que zero na redação. Para fazer login no sistema, os estudantes devem digitar o número de inscrição e senha do Enem, que podem ser recuperados pela Página do Participante.

As inscrições devem ser feitas a partir da próxima terça-feira (21) até o dia 24 de janeiro através do site do Sisu. Por meio dele, os estudantes poderão pesquisar as vagas, cursos e universidades, concorrer a duas opções simultaneamente e se matricular naquela em que for aprovado. Alunos não classificados podem optar por ficar na lista de espera.  

Programa Universidade Para Todos (Prouni) 

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) concede bolsas integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior para estudantes egressos de escolas públicas. Há também um critério de renda familiar. Para concorrerem às vagas, os estudantes devem ter feito o Enem e tirar notas maiores que 450 pontos em cada prova, sem zerar a redação. 

As inscrições devem ser feitas de 28 a 31 de janeiro no site do Prouni. A divulgação do resultado da primeira chamada será realizada em 4 de fevereiro e o período de comprovação das informações fornecidas na inscrição vai de 4 a 11 de fevereiro. 

Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) tem por objetivo financiar o pagamento de cursos superiores privados avaliados positivamente pelo Ministério da Educação (MEC) que realizem a adesão ao programa. 

Atualmente, o programa tem duas modalidades: O Novo Fies com juro zero, para estudantes com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; já o P-Fies tem uma escala de financiamento que varia conforme a renda de cada candidato, para estudantes com renda familiar per-capita de até cinco salários mínimos. 

Para pleitear o financiamento, os estudantes devem ter feito o Enem e obtido média maior ou igual a 450 nas provas de múltipla escolha, sem zerar a redação. No primeiro semestre de 2020, as inscrições serão realizadas de 5 a 12 de fevereiro no site do Fies

Universidades Estrangeiras

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não serve para ingresso apenas em universidades brasileiras, mas também abre portas em algumas instituições fora do país. Além das 47 universidades portuguesas que têm um acordo interinstitucional com o governo brasileiro, há universidades em outros países que aceitam a nota do Enem como forma de ingresso.  

LeiaJá também

--> MEC realizará balanço do Enem 2019 na sexta-feira (17)

Liberada antes do que havia sido informado pelo Ministério da Educação (MEC), a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 já está disponível. Os estudantes podem consultar os desempenhos individuais pelo site do Enem e pelo aplicativo do Exame. 

Na última quinta-feira (16), o MEC havia informado que as notas seriam divulgadas apenas às 10h desta sexta-feira (17). No início da manhã sexta, muitos estudantes já tinham conseguido ver os resultados nas disciplinas de Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens, matemática e redação.

##RECOMENDA##

Procurado pela reportagem do LeiaJá para confirmar a divulgação oficial do resultado do Enem, o MEC não atendeu às nossas ligações.

*Mais informações em instantes

Nesta sexta-feira (17), os quase 4 milhões de participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 poderão consultar os resultados das provas. Os estudantes terão acesso à nota da redação e à pontuação de cada uma das quatro áreas de conhecimento: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza e matemática.

As notas estarão disponíveis na Página do Participante e no aplicativo do Enem. É preciso fazer o login com o CPF e a senha cadastrada. Quem esqueceu a senha, pode recuperá-la pelo próprio sistema. Saiba como recuperar a senha.

##RECOMENDA##

Agora os estudantes terão acesso apenas à nota que obtiveram na redação. O espelho da prova, que contém detalhes da correção dos textos, será divulgado em março, 60 dias após a divulgação do resultado individual. As notam não cabem recurso.

Os chamados treineiros, aqueles que fizeram o exame apenas para testar os conhecimentos, terão que esperar mais um pouco, as notas desses participantes serão divulgadas também em março. Esses candidatos não poderão usar o Enem para concorrer a vagas no ensino superior pelos programas federais.

Correção das provas

O exame é composto por quatro provas objetivas, totalizando 180 questões, e uma redação. As questões objetivas são corrigidas pela chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI).

Pela TRI, não há um valor fixo para cada questão. A pontuação varia conforme o percentual de acertos e erros naquele item entre os participantes e também de acordo com o desempenho de cada estudante na prova.

Já a nota da redação varia de 0 a 1 mil. Cada redação é corrigida por duas pessoas, que dão notas de 0 a 200 para cada uma das cinco competências avaliadas no Enem. A nota final será a média aritmética das duas notas.

Caso haja uma diferença entre as notas de mais de 100 pontos na nota final ou de mais de 80 pontos em qualquer uma das competências, a redação passa por um terceiro avaliador.

Se a diferença entre as notas dadas se mantiver, a redação é avaliada por uma banca presencial composta por três professores, que definirá a nota final do participante.

As cinco competências avaliadas na redação do Enem são: 

1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa. 

3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 

4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 

5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Ensino superior

Com os resultados, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O primeiro processo que terá as inscrições abertas é o Sisu. Para participar é preciso fazer a inscrição online no período de 21 a 24 de janeiro. As inscrições para o ProUni poderão ser feitas de 28 a 31 de janeiro e, para o Fies, de 5 a 12 de fevereiro.

Além dos programas nacionais, os estudantes podem usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com mais de 40 instituições portuguesas.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) revelou o horário em que as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão divulgadas. De acordo com a autarquia do Ministério da Educação (MEC), responsávem pela elaboração da prova, o desempenho dos estudantes será liberado às 10h na Página do Participante e no site do Inep.

Após a liberação do resultado, o Inep irá realizar uma coletiva de imprensa com o balanço do Exame e dados por região do Brasil. A entrevista será transmitida ao vivo, através do Facebook oficial do Ministério da Educação (MEC). Além de expor detalhes sobre a edição 2019, há a expectativa de que durante o evento sejam divulgadas mais novidades a respeito do projeto piloto do Enem Digital 2020.

##RECOMENDA##

*Mais informações em instantes

 

 

O Ministério da Educação (MEC) divulgará um balanço geral sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 na manhã de sexta-feira (17). As informações serão divulgadas durante uma entrevista coletiva concedida pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, e por Alexandre Lopes, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

A entrevista será transmitida ao vivo, através do Facebook oficial do Ministério da Educação (MEC). Além de expor detalhes sobre a edição 2019, há a expectativa de que durante o evento sejam divulgadas mais novidades a respeito do projeto piloto do Enem Digital 2020. 

##RECOMENDA##

LeiaJá também

--> Memes: internautas agitam Twitter com 'resultado' do Enem

--> Resultado do Enem: como controlar a ansiedade na espera?

Páginas

Leia Concursos

Procure os
Concursos

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando