Carreiras

| Empreendedorismo

O RioMar Shopping Recife, localizado na Zona Sul da capital pernambucana, recebe, nos dias 21 e 22 de outubro, a 19ª Feira de Miniempresas. O evento conta com a participação de cerca de 700 estudantes do ensino médio de instituições públicas e privadas.

O encontro é a fase prática do programa Miniempresa, da Junior Achievement Pernambuco, que é uma instituição sem fins lucrativos atuante na educação empreendedora de jovens ainda na escola. O programa tem como objetivo ensinar aos estudantes como planejar e operar uma empresa.

##RECOMENDA##

Neste ano, os alunos participantes criaram 31 produtos como bolsa ecológica, almofadas decorativas, estojo que vira nécessaire e outros que podem ser comercializados. Os “miniempresários” são do interior do Estado e da Região Metropolitana, como Recife, Olinda, Paulista, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes, Belo Jardim, Caruaru, Vitória, Gravatá, Limoeiro, Belo Jardim e Itaíba.

Com o objetivo de ajudar pessoas que vivem em situação de rua, os alunos da Escola Técnica Estadual Mororó Moura, localizada em Belo Jardim, no Agreste pernambucano, criaram um kit para essas pessoas: a cada duas unidades vendidas dos “chaveiros solidários”, confeccionados por eles, os estudantes entregam um conjunto composto por lençol e travesseiro para um desabrigado da cidade.

De acordo com Alice Silva, de 16 anos, representante do grupo, a ideia surgiu após os educandos perceberam que há muitos moradores de rua passando frio, por isso está ansiosa para ajudar quem precisa e colocar seus conhecimentos em prática durante a feira. “Temos as melhores expectativas para a feira, pois irá complementar tudo que foi visto dentro da miniempresa. Sabemos que é muito sério e estamos dispostos a dar o nosso melhor”, revela a líder.

Alice conta ainda que a experiência em participar do projeto junto com os seus amigos de sala tem sido enriquecedora. “O miniempresa é algo que vem nos ajudando de forma incrível, não só para o lado empresarial para nós jovens empreendedores, mas também para o lado pessoal. Ver jovens no mercado de trabalho agindo de forma empresarial com responsabilidades e obrigações é fantástico, pois já vem nos preparando de forma grandiosa para o mercado de trabalho”, declara. 

Já o grupo da estudante Sarah Vitória, de 15 anos, da Escola Técnica José Alencar Gomes da Silva, localizada em Paulista, Região Metropolitana do Recife, tem a preocupação de preservar o meio ambiente, por isso e criou uma bolsa feita de banner. “Ela tem diversas funcionalidades como uma bolsa comum, no qual tem um diferencial de sustentabilidade, resistência e baixo custo”, conta a líder da equipe. 

Pensando também em sustentabilidade, o grupo do estudante Pedro Marcos, de 17 anos, criou a “Balu”, uma nécessaire feita com tecidos de roupas já usadas. O jovem conta que a ideia surgiu quando perceberam que após o almoço servido na instituição, eles levavam os seus produtos de higiene pessoal para o banheiro sem nenhuma proteção, portanto uma bolsa seria muito útil, principalmente se, além dessa função, o produto causasse impacto na sociedade e no meio ambiente. 

Durante encontros com os voluntários na Escola de Referência em Ensino Médio Beberibe, na Zona Norte do Recife, o grupo passou a pensar no bem comum. “Estamos aprendendo que a base de uma boa empresa é um bom relacionamento entre os colaboradores, gerando assim um ambiente onde todos têm espaço e atenção para manifestar suas opiniões e sugestões, ou seja, estamos aprendendo a respeitar uns aos outros”, revela Pedro. 

Para chegar à feira, durante cinco meses, os jovens participantes frequentaram 18 encontros com aulas semanais com uma duração de três horas, nos quais foram ensinados fundamentos de economia de mercado e da atividade empresarial, por meio do método Aprender-Fazendo. As atividades foram ministradas por voluntários, entre eles estudantes universitários e profissionais de diversas áreas.

Além da comercialização dos produtos, o evento proporciona interação entre as equipes, já que no ano passado, a Junior Achievement Pernambuco lançou o “Desafio Nexa”, no qual dois representantes do desafio de cada miniempresa receberão atividades para cumprir em um tempo determinado, para poder receber uma pontuação. As pontuações adquiridas no desafio serão registradas e divulgadas na formatura de miniempresa. 

Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (81) 3421.2277 ou pelo e-mail jape@jape.org.br. O RioMar fica na Avenida República do Líbano, 251, bairro do Pina, Zona Sul do Recife.

Com informações da assessoria.

A base da carrocinha é de ferro e na rodagem são três pneus que dão movimento ao meio de transporte. Foto: Júlio Gomes/LeiaJáImagens

##RECOMENDA##

É por volta das 12h20, de segunda a sexta-feira, que o trabalho de Gervânio Ronaldo do Nascimento, de 50 anos, tem início. É assim há pelo menos quatro anos, desde que decidiu transformar uma carcaça de ferro velho em um meio de transporte manual para levar crianças “ao caminho da escola”, como ele mesmo diz. O ponto de encontro é na esquina da Rua Cabo Eutrópio com a Rua Interlândia, no bairro Ilha Joana Bezerra, onde fica localizada a comunidade do Coque.

É lá que após o almoço as crianças começam a chegar aos poucos e já vão se acomodando no transporte escolar inventado por Ronaldo, que cobra R$ 1,50 por dia para levar e buscar os alunos à Escola Municipal Almirante Soares Dutra, no bairro do Cabanga. O percurso é de um quilômetro e dura aproximadamente 20 minutos. 

Longe de ser um um veículo escolar motorizado, como os ônibus, kombis ou até peruas, a carrocinha de Ronaldo é movida pela força dos braços, pernas e o sonho de colocar as crianças para estudar. A base da carrocinha é de ferro e na rodagem são três pneus que dão movimento ao meio de transporte. Revestida de madeira e coberta com adesivos e desenhos amarelos feitos sob medida, a criação do morador do Coque faz sucesso por onde passa, arranca olhares de curiosos e é a alegria das crianças, transportadas todos os dias de aula. 

Longe de ser um um veículo escolar motorizado, como os ônibus, kombis ou até peruas, a carrocinha de Ronaldo é movida pela força dos braços, pernas e o sonho de colocar as crianças para estudar. Foto: Júlio Gomes/LeiaJáImagens

Mas, apesar da ideia ter se tornado a fonte de renda de Ronaldo, não era esse o objetivo inicial. Ele conta que comprou a carcaça de um familiar por apenas dez reais. “Não tinha nada, era só a estrutura de ferro. As pessoas reclamavam e me mandavam jogar fora chamando de lixo. E eu lembro que dizia, jogo nada, isso ainda vai ser uma grande coisa”, contou Gervânio Ronaldo, em entrevista ao LeiaJa.com.

Ainda que ele não sabia exatamente o que fazer, tinha em mente que construiria um brinquedo para levar os seus netos à escola porque eram muitas crianças e era sempre um perigo ao atravessar as avenidas. “Enquanto eu não colocava em prática, muitas pessoas queriam comprar porque ela ficava amarrada em um poste na rua, mas eu não conseguia vender, era como se tivesse algo maior que me impedisse”, relembrou Ronaldo, que também já trabalhou como palhaço, principalmente animando festas infantis. 

Formato antigo da carroça escolar de Ronaldo. Foto: Arquivo Pessoal

O sonho de reformular a carrocinha passou a se tornar realidade quando ele mandou soldar a ferragem e ganhou de presente pneus e o rolamento do pai do cantor recifense Sheldon Ferrer. No início do ano letivo, em fevereiro de 2015, Ronaldo começou a levar seus netos ao colégio. A carroça ainda era muito simples. A estrutura de ferro comportava os bancos de plástico para acomodar as crianças. Eram de quatro crianças e a repercussão durante o trajeto já era grande. 

Poucos meses após colocar o brinquedo em prática, muitas mães abordaram Ronaldo para contratar o serviço de transporte escolar. As razões eram diversas, mas em geral, a maioria precisava trabalhar e não tinha tempo para levar as crianças ao colégio. “Eu fiquei muito na dúvida se queria aquele compromisso. Mas a vontade de ajudar essas mães foi maior. Muitas vezes essas crianças não têm pai e como não há ninguém para fazer esse transporte, elas acabam não indo à escola. Eu sei disso porque meus pais não me levaram, também”, explicou Ronaldo, que cursou somente até a segunda série. 

Como a brincadeira se tornou um empreendimento, Ronaldo decidiu aperfeiçoar o carrinho. Com a ajuda do marceneiro chamado Fabinho, segundo ele, o melhor do Coque, a carroça ganhou até janelas, como se fosse um ônibus escolar. “No início cobrava 1 real por dia. As pessoas me chamavam de velho besta porque eu carregava peso por pouco dinheiro. Mas eu gosto e se eu não saio com ela, fico triste”, disse. 

[@#video#@]

Conhecido por muita gente no bairro, Ronaldo garante ainda que não pretende expandir o negócio, apesar de outras mães solicitarem novas vagas no transporte. Ele não quer contratar outras pessoas e construir novas carroças, justamente porque é feliz com a simplicidade do que faz. “Eu sei que faço a diferença na vida de muitas pessoas e contribuo de alguma forma com a educação desses meninos, mas por enquanto, do jeito que está, sou grato e feliz”, comentou Ronaldo. 

Atualmente, o empreendedor leva todos os dias treze crianças, incluindo os seus netos. A maioria embarca na primeira viagem, pontualmente às 12h20. O restante é transportado depois por conta do atraso, já que ele garante a pontualidade. A faixa etária varia entre crianças de seis anos até dez. 

O foco de seu trabalho é só no transporte escolar, mas houve um tempo em que ele também utilizada a carrocinha para oferecer passeios nos fins de semana. Os sábados e os domingos de Ronaldo também eram preenchidos com o barulho da criançada no Tour pelo Coque. “Eu levava os meninos para passear pelo bairro, a carroça tinha iluminação de tudo.  Eles adoravam, mas eu ficava com muito medo da violência no bairro e temia que uma criança se machucasse. Por enquanto, os passeios não acontecem mais”, lamentou. 

Mas, é na passada firme, com olhares atentos e ouvidos aguçados que Ronaldo empurra todos os dias um pouquinho de sua felicidade. “Não quero motor, vou mover apenas com força física e do coração. Meu único desejo é transformá-la no formato de uma kombi, eu vi uma no shopping assim e já passei o modelo para o marceneiro”, destacou. 

Os meses de setembro e outubro serão de muito aprendizado para os jovens empreendedores da cidade de São Paulo. Estão abertas até a próxima quarta-feira (18) as inscrições do Programa Fábrica de Negócios o qual disponibiliza, de maneira gratuita na região central da cidade, cursos de capacitação em dois módulos para quem tem visão de futuro para criar, empreender e inovar.

Direcionado a orientar aqueles que ainda não conseguiram colocar em prática suas boas ideias, o Programa Fábrica de Negócios oferece cursos com dois módulos de qualificação técnica para dar o suporte necessário na hora de começar um negócio. Na primeira fase, que tem como tema “Tenho uma ideia e agora?”, os participantes são estimulados a trocar informações sobre seus negócios para identificar oportunidades e, a partir de cada realidade, dividir experiências que facilitarão a identificação e a clareza das ideias. Durante a segunda etapa dos cursos, a “Teste seu negócio pondo a mão na massa”, os jovens serão guiados a fortalecer suas próprias ideias e modelos de negócio, desenvolvendo o Mínimo Produto Viável (MVP) para efetivar uma primeira venda.

##RECOMENDA##

As vagas são limitadas. Para participar é preciso ter mais de 16 anos e se inscrever pelo link da Fábrica de Negócios.

Serviço:

Fábrica de Negócios - Juventude Empreendedora

Datas:

1ª fase: “Tenho uma ideia, e agora?” - 23 e 24/09

2ª fase: “Teste o seu negócio pondo a mão na massa” - 30/09; 1/10; 3/10 e 04/10

Horário: das 9h até 16h

Endereço: Rua Boa Vista, 136 (mezanino) – Centro – Próximo à estação São Bento do Metrô

Inscrições: link da Fábrica de Negócios

Nos dias 8, 9 e 10 de novembro, acontece em São Paulo o Summit de Empreendedorismo Instituto Êxito – Facing the Giants, maior evento sobre empreendedorismo, criatividade e inovação do Brasil. Durante os três dias de evento, o público poderá acompanhar talks de 34 palestrantes, com grandes nomes do empreendedorismo nacional. O Summit acontece no São Paulo Expo, dentro do Welcome Tomorrow – evento que reúne startups e grandes empresas de inovação e tecnologia e que é referência em mobilidade na América Latina. Os ingressos já estão sendo vendidos direto no site do evento.

O Summit de Empreendedorismo vai reunir um público de três mil pessoas. Entre os palestrantes confirmados, estão: Fábio Coelho, presidente da Google Brasil; Geraldo Rufino, fundador da JR Diesel; João Appolinário, fundador e CEO da Polishop; Murilo Gun, palestrante, professor de criatividade e fundador da Keep Learning Shool; Ana Carolina Paiffer, CEO da Atom; José Alberto Jr, controlador e atual CEO do Grupo Life Brasil S.A.; Thiago Nigro, fundador do canal do Youtube Primo Rico; Fernando Seabra, especialista em negócios, inovação e startups e líder do Acelera FIESP; José Roberto Marques, coach visionário, palestrante, empresário, escritor, fundador e presidente do Instituto Brasileiro de Coaching; Janguiê Diniz, fundador e controlador do grupo Ser Educacional; Gustavo Caetano, empreendedor, fundador e CEO da Sambatech; Eduardo Shinyashiki, consultor organizacional, escritor, conferencista nacional e internacional, especialista em desenvolvimento das competências de liderança organizacional; Leandro Marcondes, fundador da Experiência de Sucesso; Lilian Primo Albuquerque, executiva de desenvolvimento de negócios na IBM e diretora executiva de Tecnologia na Anefac.

##RECOMENDA##

A programação inclui ainda nomes como Celso Niskier, reitor do Centro Universitário UniCarioca e doutor em Inteligência Artificial, diretor-presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES); Claudio Castro, empreendedor, CEO e fundador da Ensinar Tecnologia, maior partner Google Education do Nordeste, sócio da Beyond Cloud e Sunrise Tecnologia,  sócio da Faculdade ESM-FAMA, VP de inovação da Sucesu e do Instituto Êxito; Tatyane Luncah, CEO do Grupo Projeto, especialista em marketing e empreendedorismo feminino; Márcio Giacobeli, consultor empresarial nas áreas de liderança, vendas, gestão de pessoas e negócios, fundador do Conexão Rede e dirigente do Movimento Educacional Brasil Lúdico;

João Kepler, partner Bossa Nova Investments e um dos maiores investidores-anjo no Brasil; Edgar Ueda, empresário do segmento imobiliário, com conhecimento adquirido em institutos de renome nacional e internacional; Bruno Pinheiro, especialista em Marketing Digital e fundador da Be Academy; Erika Stancolovich Veiga, escritora especialista em educação em resiliência empreendedora, idealizadora do método “Vença o stress em 21 dias”; Ari de Sá Neto, fundador e CEO da Arcos Educação; Antônio Carbonari Netto, professor titular e reitor do Centro Universitário Anhanguera, diretor do Semesp e fundador da Miami University of Science & Technology; William Douglas, professor e juiz federal brasileiro, autor dos best sellers "Como passar em provas e concursos" e "As 25 leis bíblicas do sucesso";

Marc Tawil, empreendedor, palestrante, autor e filantropo, head da Tawil Comunicação, LinkedIn Top Voices & Live Broadcaster, colunista de Época Negócios, conselheiro da Revista HSM; Daniel Castanho, fundador do grupo Ânima Educação; Ricardo Bellino, ex-sócio de Donald Trump e fundador do Grupo SOL; Marcelo Cherto, advogado, presidente da empresa Cherto e um dos fundadores da Associação Brasileira de Franchising (ABF); Juliano Belletti, embaixador global do Barcelona, palestrante e co-fundador da rede de franquias Arena Belletti; Nina Silva, executiva de TI, uma das 100 pessoas afrodescendentes com menos de 40 anos mais influentes do mundo e sócia fundadora do Movimento Black Money; Roman Romancini, 18º brasileiro a chegar ao cume do monte Everest e VP da Sales Force; Surama Jurdi, fundadora e CEO da iWE; Verônica Filgueira, inovadora social, fundadora do movimento global #AwakeHumanity2019, empreendedora e diretora de Inovação da Accenture.

O presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo, Janguiê Diniz, afirma que o evento promete entrar para a história. “Já temos grandes atrações confirmadas, incluindo palestras de alguns dos principais nomes do ecossistema empreendedor e do cenário de inovação do país”, explica. A programação do Summit de Empreendedorismo reúne ainda feira de estandes, lounge Giants, Shark Tank Overdrives de Startups, torneio de games de empresas, mentorias, tudo destinado ao fortalecimento de ideias empreendedoras e ao compartilhamento de experiências inovadoras entre o público envolvido.

Para a fundadora do Movimento Black Money, Nina Silva, uma das palestrantes do evento, o Summit Êxito chega em um momento muito apropriado. “É preciso disseminar a cultura empreendedora e o Summit vai permitir um contato direto com o que há de mais moderno no cenário atual, além de apresentar tendências e muitos cases para se inspirar e extrair lições”, comenta.

Para os apaixonados por startups, o espaço terá ainda uma hackathon, que é uma competição entre programadores para criar soluções de hardware e software usando tecnologia. A inclusão dessa modalidade no evento visa estimular a educação, a inovação e, também, a geração de negócios. “As hackathons já são uma grande tendência no mercado tecnológico, principalmente fora do Brasil, e ver no Summit um produto desses só reforça o seu comprometimento em proporcionar experiências incríveis para o público participante”, explica João Kepler, partner da Bossa Nova Investments.

Os ingressos para o Summit Êxito estão disponíveis no site www.summitexito.com.br. O ticket dará acesso livre aos cinco dias da Welcome Tomorrow e a quase todas as áreas do evento. Quem se antecipar poderá comprar os ingressos com o desconto do primeiro lote. Toda a arrecadação será destinada aos projetos filantrópicos desenvolvidos pelo Instituto Êxito de Empreendedorismo, uma entidade sem fins-lucrativos.

Sobre o Welcome Tomorrow

O Welcome Tomorrow é um evento de cinco dias que vai discutir mobilidade, tecnologia e o futuro da humanidade. Serão oito palcos, 300 expositores e startups, 250 palestrantes globais, coworkings, academias, salão de beleza, cinema, food trucks, mercados digitais, pubs, chopperia, esquinas musicais, boxes para reuniões. Tudo isso em 25 mil metros quadrados dentro do São Paulo Expo, o maior centro de exposições da América Latina.

Serviço:

Summit de Empreendedorismo Instituto Êxito – Facing the Giants

Data: 8, 9 10 de novembro

Local: São Paulo Expo - Rod. dos Imigrantes, Km 1,5, Vila Água Funda, São Paulo/SP

Horário: 9h às 21h

Informações e inscrições: www.summitexito.com.br

Da assessoria de comunicação

Em comemoração ao Dia do Administrador, a UNINABUCO – Centro Universitário Joaquim Nabuco, em Recife, promove, no dia 9 de setembro, a palestra “Empreendendo em tempos de crise”. A atividade, voltada para os estudantes, profissionais de administração e empreendedores, acontece nos turnos da manhã e noite, no auditório da Instituição.

A atividade tem como objetivo discutir as dificuldades encontradas por empreendedores para tirar suas ideias do papel no atual cenário econômico mundial. A palestra será ministrada pelo consultor empresarial e especialista em gestão financeira Pablo Urpia. 

##RECOMENDA##

O coordenador do curso de Administração da UNINABUCO Recife, Aureliano Barros, destaca que o evento “foi pensado com o intuito discutir com os alunos e profissionais sobre como enfrentar as dificuldades e conseguir empreender em momentos difíceis”. “Também será uma oportunidade para ouvir as dicas de um ex-aluno da UNINABUCO e que hoje é um profissional renomado no mercado”, explica.

A palestra acontece em dois horários. Pela manhã, a partir das 9h, e à noite, a partir das 19h30. Os interessados poderão realizar a inscrição na assessoria da coordenação, localizada no 1º andar da UNINABUCO Recife. Para confirmar a inscrição, é necessária a doação de 1kg de alimento não-perecível.

*Da assessoria

Com o objetivo de gerar mais produtividade e aumentar o número de empregos no Estado de Pernambuco, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), lançou, na manhã desta quinta-feira (5), no Recife, o programa Mobiliza Brasil. Aplicado em outras cinco capitais do país, a ferramenta funciona como aplicativo, servindo para receber sugestões de cidadãos comuns para a melhoria de negócios na própria localidade.

Na cerimônia de lançamento, esteve presente Carlos da Costa, Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Governo Federal, que falou sobre a viabilização que a iniciativa pode levar aos munícipios e governos dos estados a criarem políticas públicas que possam diminuir as burocracias no cotidiano de empresas.

##RECOMENDA##

"Os municípios e os estados também precisam implementar programas de simplificação e de redução da complexidade. E já temos tido enorme sucesso trabalhando com alguns municípios e governos dos estados e agora chega a hora de nós ampliarmos esse processo para muitos municípios e governos estaduais" ressaltou.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, explicou que a iniciativa surgiu da demanda de problemas administrativos e trabalhistas que envolvem as micro e pequenas empresas. "60% dos que atenderam à nós falaram da burocracia. E que tipo de burocracia? É fiscalização trabalhista, que ela deixa de ser punitiva no primeiro momento para ser orientadora. São os alvarás, que as empresas precisam de uma coleção de alvarás e agora não vão precisar mais. Não precisa mais de carteira assinada, você precisa de carteira digilitalizada. Enfim, há uma série de ações que facilitam a vida do empreendedor", explica.

A ferramenta já está disponível nas lojas Apple Store e Google Play e permite reunir e organizar dados que servirão de subsídios para a elaboração de políticas públicas.

Um festival com a presença de gestores de marketing, RH, consultores e CEO's será realizado na próxima quarta-feira (4), no Recife, com o objetivo de debater tendências nas áreas de mercado e gestão de pessoas. Além disso, serão oferecidas dicas direcionadas aos pequenos e grandes empresários que buscam inovar, acelerar e transformar seus negócios. 

O evento é viabilizado pelo Amcham Talks, juntamente com a consultoria Lee Hecht Harrison (LHH). O Amcham Talks já realizou diversos encontros do gênero na capital pernambucana, no qual especialistas de todo o país vêm ao Recife para dividirem com o público suas experiências no mundo do empreendedorismo e dos negócios. Nesta edição, a programação terá nomes como Rose Guareschi, fundadora grupo Julietto, Victor Fernandes, que é partner manager da rede social Pinterest, Paula Rabelo, business development manager no Ifood, Ana Fontes, CEO e fundadora da Rede Mulher Empreendedora, Carlos Pignatari, diretor de impacto social da Ambev, além de uma participação por meio de uma live de Claudio Garcia, Vice-Presidente Global de Estratégia da LHH, diretamente de Nova York.

##RECOMENDA##

O festival será realizado no Museu Cais do Sertão, das 10h às 17h. Para participar, é necessário fazer a inscrição online, no site da Amcham Recife. Os valores dos ingressos são de R$ 50,00 para sócios e R$ 100,00 para não sócios. Para inscrições e ver a programação completa, clique aqui.

Serviço

Amcham Talks: Acelere as transformações

Onde: Museu Cais do Sertão, Armazém 10, Av. Alfredo Lisboa, s/n - Recife, PE, 50030-150

Quando: quarta-feira (4), das 10h às 17

Ingressos: R$ 50 e R$ 100

Discutindo assuntos que envolvem tecnologia, inovação e o futuro do trabalho, o Innovation Meeting chegou a Pernambuco reunindo grandes líderes e empreendedores do Norte/Nordeste.

Para apontar novos caminhos e provocar insights positivos, André Navarrete, empreendedor e produtor-executivo de encontros relacionados a tecnologia, gestão e inovação, convocou um time de empreendedores que combina experiência, conteúdo e sucesso empresarial. Um deles é Janguiê Diniz, fundador e presidente do grupo Ser Educacional - um dos maiores do país, com mais de 150 mil alunos e 60 unidades em todos os estados do Brasil. Janguiê dividiu sua história de sucesso com os participantes do encontro, que promete ser um dos mais destacados no segmento no Norte/Nordeste.

##RECOMENDA##

 

Programação: 

“Criamos um conceito de eventos complementares – meetings Innovation e Health – para integrar conteúdos e experiências bem-sucedidas em tecnologia, gestão e inovação. A área de saúde tem uma abordagem específica pelo tanto que representa para a vida e os negócios. O mundo crescerá também em torno dela, pois estamos vivendo mais, mas temos, também, de viver melhor, com mais saúde”, explica Navarrete. 

[@#video#@]

Temas das palestras: 

• O caminho para a singularidade;

• Salvando vidas com inteligência;

• A arte de empreender;

• Desafios em segurança de informações;

• Seu spa para inovação;

• Desafios da saúde pública e privada;

• Saúde 4.0.

Além das palestras, haverá business suítes (reuniões segmentadas de negócios). O evento também conta com uma programação social, voltada tanto para os participantes quanto para seus acompanhantes.

 

SERVIÇO:

Innovation Meeting/N-NE 2019 e Innovation Health 2019

Data: 30 e 31 de agosto de 2019 (sexta-feira e sábado)

Local: Sheraton Reserva do Paiva

Informações: www.innovationmeeting.com.br

O Innovation Metting/N-NE, evento com foco em tecnologia no empreendedorismo, teve seu primeiro dia de palestras nesta sexta-feira (30). O encontro reuniu diversos palestrantes, entre eles o diretor do grupo Ser Educacional, Janguiê Diniz. O evento é realizado nesta sexta e sábado (31), no Sheraton Reserva do Paiva, localizado no Cabo de Santo Agostinho, litoral pernambucano.

Durante palestra, Diniz contou como sua vida mudou e o propiciou a se tornar um dos maiores empreendedores em educação no Brasil. "Aos oito anos de idade tive meu primeiro empreendimento que foi uma caixa de engraxate. Eu via meus amigos na matinê todos os sábados indo ao cinema e meu pai agricultor não podia me dar dinheiro para ir. Então, eu peguei a caixa de engraxate e, além de levar dinheiro para casa, ia ao cinema todo sábado", relembrou.

##RECOMENDA##

Janguiê Diniz também salientou como a tecnologia influencia no empreendedorismo. "Quem não entra na onda tecnológica vira uma empresa fadada ao esquecimento. Então é essencial que essas novas corporações consigam implantar tecnologias nos seus sistemas. Quem não surfa na tecnologia fica para trás", complementou.

O coordenador do evento e empreendedor André Navarrete salienta que o Innovation Metting/N-NE é um encontro que tem como objetivo fomentar a troca de informações entre empresas na área de tecnologia. "Queremos reinventar o que as empresas trazem como bagagem nas suas áreas de tecnologia da informação, além de buscar a redução de riscos na segurança da informação", explicou ao LeiaJá.

O empreendedor Renan Hannouche considera a saúde como um foco importante do Innovation Metting/N-NE. "Tem evento de médico para médico, mas não há evento de tecnologia para médicos. O mercado da saúde movimenta sete trilhões de dólares todos os anos, então é um segmento que impacta todos nós e quando se alia à educação, o valor sobe para 12 trilhões de dolares", disse.

[@#galeria#@]

O encontro também conta com a presença de diversas empresas participantes. Em estandes montados na área de convivência do Sheraton Reserva do Paiva, empreendedores trazem suas soluções tecnológicas para incentivar e lapidar as formas de empreendedorismo.

Uma pesquisa divulgada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), nesta quarta-feira (28), apontou que os pequenos empresários brasileiros estão adotando práticas mais sustentáveis e econômicas. Entre as iniciativas estão a geração de energia limpa por meio do sistema fotovoltaico, que é a energia obtida através da conversão direta da luz do sol em eletricidade por meio do efeito fotovoltaico. Cerca de 83,9% dos empresários conseguiram reduzir os custos com a conta de energia graças à utilização do processo.

O estudo foi apresentado pela gerente do Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), Suênia Souza, em Cuiabá, no Mato Grosso, para o presidente da instituição, Carlos Melles, e para o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa. Na ocasião, foi assinado um termo de cooperação entre o Sebrae e o Sicredi, instituição financeira cooperativa, para estimular mais iniciativas de busca por energia limpa entre os micro e pequenos empresários.

##RECOMENDA##

Entre os entrevistados, mais da metade se mostrou interessado em investir em uma forma mais sustentável de obtenção de energia, mas de acordo com Suênia Souza, poucos ainda a utilizam. “Temos uma nova economia se formando no país, com a economia do compartilhamento e os negócios digitais, e a inovação nos processos deve priorizar a preocupação com a preservação de recursos hídricos e energéticos. O nome disso é competitividade”, afirmou a gerente.

Já para o secretário do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, as micro e pequenas empresas tem o papel de transformar o Brasil através dos ambientes de negócios e o modelo de ter o governo à frente do empresariado não funciona mais. “Esse modelo acabou, agora será baseado no empreendedorismo para tirarmos de uma situação, que é o desemprego.”  Ele lembrou que alguns dos pilares que podem ajudar os pequenos empresários que são a sustentabilidade, a produtividade e o marketing.

No dia 18 de setembro vai ser realizado o lançamento oficial do programa de energia solar fotovoltaica para pequenos negócios, que prevê consultorias e linha de crédito especial para estimular a adesão do processo de geração de energia solar.

 

A Cervejaria Ambev, dona de marcas como Skol, Brahma, Budweiser, Colorado e Corona, está lançando o Start Ambev, programa que visa atrair e reter talentos. A ação é voltada para empreendedores do Brasil com ideias e projetos para diferentes áreas, como marketing, logística, finanças ou produção, tecnologia, sustentabilidade. As inscrições podem ser feitas até 30 de setembro.

Os criadores das 60 ideias consideradas mais inovadoras serão convidados para participar de um final de semana de imersão na sede da empresa, em São Paulo. Lá, eles apresentarão os projetos  para os jurados. As 15 ideias finalistas serão escolhidas. Esses projetos vão receber aporte de R$ 50 mil para que saiam do papel e virem realidade. Os escolhidos também ganharão mentoria para assuntos jurídicos, financeiros e de marketing pelo período de três meses.   

##RECOMENDA##

Os interessados em participar devem inscrever seu projeto pelo site do programa até 30 de setembro de 2019. É necessário ter mais de 18 anos e residir no Brasil. 

 Serviço

Site: https://www.startambev.com.br/

Quem pode participar: Maiores de 18 anos com ideias empreendedoras

Prazo para cadastro: 30 de setembro de 2019

Premiação: aporte de R$ 50 mil 

Nos dias 30 e 31 de agosto, será realizado o Innovation Meeting/N-NE 2019, no Sheraton Reserva do Paiva Hotel, no Grande Recife. O evento é organizado pelo Optimize Group. O keynote será o  empreendedor Janguiê Diniz, que nasceu em Santana dos Garrotes, no interior da Paraíba, e hoje é presidente do Grupo Ser Educacional, um dos maiores do país, com mais de 150 mil alunos e 60 unidades em três regiões do Brasil: Nordeste, Norte e Sudeste. Janguiê Diniz vai dividir com a plateia, formada por gestores convidados, sua história de sucesso.

O meeting também contará com os talentos de speakers como Dante Freitas, Enrico de Vettori, Onicio Leal Neto, Renan Hannouche, Vinicius Senger e Alberto Oliveira (este último, em palestra patrocinada).

##RECOMENDA##

 “Não são somente exposições e debates, mas propostas de transformação do ambiente de negócios, que podem nos levar à retomada do crescimento com geração de trabalho e renda”, pontua André Navarrete, que é  empreendedor e produtor executivo de eventos, relacionados a tecnologia, gestão e inovaçãos.

“Criamos um conceito de eventos complementares – meetings Innovation e Health – para integrar conteúdos e experiências bem-sucedidas em tecnologia, gestão e inovação. A área de saúde tem uma abordagem específica pelo tanto que representa para a vida e os negócios. O mundo crescerá também em torno dela, pois estamos vivendo mais, mas temos, também, de viver melhor, com mais saúde”, explica Navarrete sobre a programação do evento. 

Para apontar novos caminhos e provocar insights positivos, Navarrete congregou um time de empreendedores que combina experiência, conteúdo e sucesso empresarial. “Temos de entender, de uma vez por todas, que times vencedores devem apresentar resultados, inclusive financeiros”, analisa.

Speakers

André Navarrete – É CEO do Optimize Group. Sua trajetória começou na área técnica, passando por gestão e empreendedorismo. Ajuda empresas a reduzir custos, acelerar processos e a se reinventar. Gosta mesmo de fazer amigos e de movimentar o ecossistema do qual faz parte. Em 2017, lançou o primeiro Innovation Meeting.

Dante Freitas – Já orientou mais de 15 mil empreendedores. Costuma “nadar de braçada” pelo mar da complexidade da vida. Destrincha o empreendedor e seus negócios em fragmentos em busca da alma e da verdade para, assim, construir pilares que sustentem a navegação em uma era muito além da Economia 4.0. É um decodificador da ambiguidade e desconfigurador de padrões. Criador da Daytox, um spa empresarial para a nova era.

Enrico de Vettori – Sócio-líder da consultoria Deloitte para a Indústria de Life Sciences & Health Care, integra o Global Advisory Group de Saúde da companhia. Tem anos de experiência no setor de saúde brasileiro e em consultoria para empresas multinacionais e nacionais, principalmente no desenvolvimento de estratégias de crescimento de mercado. Atua em planos de saúde, hospitais, indústria farmacêutica, indústria de materiais médico-hospitalares e empresas de medicina diagnóstica, no Brasil e no exterior.

Onicio Leal Neto – Pesquisador de pós-doutorado no Center for Child Well-Being & Development, na Universidade de Zurique, na Suíça, e consultor de pesquisa da Unicef Malawi. Lidera projetos de aplicação de wearables (tecnologias vestíveis), drones e machine learning (aprendizado de máquina) no desenvolvimento infantil. Fundou o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), no Recife, tornando-se referência em Detecção Digital de Doenças. É um dos embaixadores da Singularity University no Brasil, estando à frente do SingularityU Recife Chapter.

Renan Hannouche – Super nerd apaixonado pelas pessoas e suas histórias, bem como por transformar seus problemas em inovação. Ajuda organizações e executivos a se preparar para as grandes mudanças que transformarão mais a humanidade nos próximos 20 anos, do que nos últimos três séculos. Faz isso por meio de estratégias de inovação disruptiva e incrementais, pela utilização de tecnologias exponenciais (que revolucionam negócios e vidas) e de frameworks autorais (templates com diversas funções, aplicados em diferentes projetos).

Vinicius Senger – Senior Technical Evangelist (responsável pela construção de massa crítica de suporte para tecnologia) na Amazon Web Services, começou a trabalhar com programação ainda na adolescência, aos 13 anos. Foi instrutor de linguagens de programação na Microsoft, Sun, Oracle, e também atuou em consultoria pela Sun Microsystems. IoT (Internet das coisas), cloud (computação na nuvem), serverless (computação sem servidor) e Inteligência Artificial têm sido os focos de sua atenção nos últimos anos.

Palestrante patrocinado

Alberto Oliveira – Especialista em CyberSecurity, trabalha com segurança da informação há mais de 20 anos. Atualmente, é Head of Security Services da Truesec Security Experts, empresa de consultoria em segurança da informação baseada no Recife (PE). Ajuda a proteger pessoas e negócios “neste insano mundo conectado”. É especializado na implantação e design de soluções de segurança da informação, gerenciamento de projetos, engenharia de pré-vendas, gerenciamento e análise de riscos, e na implementação e desenho de infraestrutura de redes.

 Temas das palestras

 • O caminho para a singularidade;

• Salvando vidas com inteligência;

• A arte de empreender;

• Desafios em segurança de informações;

• Seu spa para inovação;

• Desafios da saúde pública e privada;

• Saúde 4.0.

 Além das palestras, haverá business suítes (reuniões segmentadas de negócios). O evento também conta com uma programação social, voltada tanto para os participantes quanto para seus acompanhantes.

SERVIÇO:

Innovation Meeting N NE 2019 e Innovation Health 2019

Data: 30 e 31 de agosto de 2019 (sexta-feira e sábado)

Local: Sheraton Reserva do Paiva

Informações: www.innovationmeeting.com.br

Da assessoria

 

O Escola de Inovadores, um programa de cursos de extensão gratuitos sobre empreendedorismo oferecido pelo Centro Paula Souza (CPS), está com inscrições abertas até a próxima sexta-feira (23). As aulas estão previstas para começar em setembro e acontecem em 45 Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) de 40 municípios do estado de São Paulo.

O curso é oferecido para estudantes de ensino público e privado de nível médio, médio técnico ou superior que tenham ideias inovadores. O candidato precisa apresentar um projeto de empreendedorismo que será avaliado com base em critérios de inovação, viabilidade técnica e potencial mercadológico.

##RECOMENDA##

Serão selecionados de 10 a 25 projetos por unidade de ensino. A relação de aprovados será divulgada no dia 9 de setembro no site das unidades participantes. Alguns dos temas abordados no curso serão sobre gestão empresarial, design thinking, marketing, tecnologia aos negócios, finanças e mercados.

As inscrições são feitas pelo site do Inova Paula Souza. Os interessados devem escolher a unidade de interesse mais próxima de sua moradia. No mesmo site está disponível o edital 2019/2, com as regras do programa.

Uma iniciativa inovadora promete incentivar o empreendedorismo nas escolas da rede municipal de ensino em São Paulo. A parceria entre a prefeitura e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para utilização da metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) entre os alunos do 1º ao 5º ano foi firmada na última segunda-feira (12). O projeto piloto será realizado em três escolas da capital paulista.

A metodologia do curso é semiaberta, permitindo que as atividades possam ser adaptadas a cada projeto pedagógico elaborado pela escola sem alterar os conceitos praticados no ano letivo. No 3º ano, por exemplo, a sugestão é montar uma oficina de brinquedos ecologicamente sustentáveis, fabricados com material reciclável. O exercício incentiva fatores imprescindíveis ao comportamento dos empreendedores, os quais somados ao divertimento, facilitam o aprendizado das crianças. Relacionando teoria e prática, o programa realizará projetos de acordo com a faixa etária dos alunos.

##RECOMENDA##

Na ação, professores serão treinados e formados em um curso de três módulos, totalizando 76 horas de treinamento. Em sala de aula, serão abordados temas sobre cooperação, cultura, inovação, ecosustentabilidade, ética e cidadania. As lições de fundamentação teórica e metodológica do curso preparam os alunos para o comportamento empreendedor. Não é obrigatória a participação de todos os educadores, entretanto só estarão habilitados a participar do JEPP quem concluir, na íntegra, a formação que será finalizada com o Seminário Jovem Empreendedor da Universidade nos Centros Educacionais Unificados (UniCEU).

A profissão de digital influencer surgiu por intermédio das redes sociais. Pessoas com milhares de seguidores e marcas perceberam a internet como uma oportunidade de negócio, uma vez que, com a ascensão do número de usuários, influencers, sobretudo do Instagram, passaram a ser vistos e valorizados graças ao seu alcance por meio de likes, comentários e compartilhamentos. 

Ainda cercada de pré-conceitos, a profissão de digital influencer foi a escolha de pessoas que se consideram formadores de opinião. Nanda Figueiras (@nandafigueiras), como é conhecida Fernanda Figueiras, 20 anos, no Instagram, é estudante de moda e já conquistou mais de 50 mil seguidores na rede. De acordo com a influenciadora digital, perceber que poderia utilizar o alcance das publicações para gerar receita foi um marco. 

##RECOMENDA##

Ao LeiaJá, Nanda também falou da mudança na forma que ela passou a lidar com as empresas interessadas em publicidade. “[As empresas] estavam acostumadas a pagar pelas ações através de mimos, um vestido ou outra peça de roupa”, conta. “Aí eu percebi que poderia fazer contratos e profissionalizar aquilo”, conclui Nanda, que interrompeu a faculdade de publicidade e propaganda para se dedicar à profissão.

Com a grande falha das redes sociais no último mês, ficou evidente, para os influenciadores e empresas, a necessidade de criação de outros canais de comunicação com seu público e até mesmo de outra fonte de renda. Thaliane Pereira (@thalianepereira), 21, tem 141 mil seguidores, também no Instagram. A influenciadora utiliza de sua visibilidade para promover um negócio próprio, uma loja física de roupas, além das parcerias com diversas marcas e empresas. Da mesma forma que Nanda, Thaliane percebeu logo cedo que o Instagram poderia ser algo além da permuta, da troca, e se tornar algo profissionalizado. 

Sociedade líquida

Para o professor e sociólogo Pedro Botelho, o principal malefício da tecnologia é quando o jovem toma o digital influencer como verdade absoluta e ignora o mundo real, fora das redes. De acordo com Pedro, ainda há uma carência nos estudos relacionados aos efeitos da internet na vida dos indivíduos. “Podemos destacar estudos sobre a cybercultura do fim do século passado, mas ainda não temos estudos conclusivos sobre essa nova era do advento da internet. Como professor, é perceptível que os alunos já sofrem com dificuldade em focar no conteúdo e outras coisas relacionadas ao uso excessivo das redes sociais.”.

Botelho também afirmou que é difícil prever um cenário para a profissão devido à natureza líquida da sociedade em que vivemos. Citando essa efemeridade, Pedro fala que, de acordo com o escritor e sociólogo polonês Zygmunt Bauman, a sociedade está dividida em duas categorias. “Temos a categoria dos cidadãos de jure, que são as pessoas que conseguem acompanhar a velocidade da internet, que conseguiriam se adaptar a uma nova rede social, por exemplo, e temos os cidadãos periféricos, que são os indivíduos que não conseguem ou têm dificuldade em acompanhar essa evolução, como alguns indivíduos de idade mais avançada”.

Bauman se destaca, também, por relatar a falta de referenciais sociais, como noção de família, noções de consumo e até referenciais pedagógicos na geração atual, em complemento ao relato do professor. “Os malefícios e benefícios do uso das redes sociais e até da internet, de modo geral, devem ser observados atentamente.”, conclui Pedro.

Para Isabela Andrade, sócia-diretora da Berlim Digital, academia de treinamento em comunicação digital, “se não houver profissionalização e consistência na criação e produção do conteúdo, não é algo sustentável”. Isabela também conta que tanto empresas quanto influencers precisam observar o seu público em busca de identificar personas. “A profissionalização, até por meio de mídia kits, pode ser um diferencial quando a meta é transformar as contas nas redes sociais em uma fonte de renda.”.

Os mídia kits são uma espécie de panfleto digital onde dados como alcance e engajamento podem ser descritos pelo digital influencer a fim de fechar parcerias e acordos com marcas e empresas interessadas com a plataforma que eles têm a oferecer. A especialista também conta que, quando o influencer não consegue se adaptar às especificações da marca ou empresa, é comum que o engajamento, o retorno da campanha realizada, não seja satisfatório, se tornando, por muitas vezes, insustentável. 

Tanto influenciadoras como especialistas relataram a necessidade de adaptação que a profissão requer, sobretudo pelos canais de comunicação utilizados para alcançar seus seguidores. "Junto com minha equipe, eu penso em criar um canal no Youtube para poder interagir com quem me segue em outra plataforma, de outra maneira", conta Nanda Figueiras, no que diz respeito à apreensão em torno de uma possível queda prolongada das redes sociais.

O desemprego na família e a primeira gravidez fez com que Carla Beatriz Damasceno, de 32 anos, mergulhasse em cursos online de confeitaria. Muitas horas na frente do computador depois, abriu o próprio negócio para vender bolos de pote. "Comecei do zero, mas hoje vivo do que aprendi pela internet. Claro, precisa de disciplina e organização. Mas é possível aprender online, sim."

Essa história não tem sido tão incomum. Entre as atividades mais buscadas pelos mais de 8 milhões de microempreendedores individuais no País está a de produção para confeitaria e padaria. Segundo o Sebrae, esse tipo de negócio caseiro aumentou 22% nos últimos 4 anos - e é um dos que têm maior potencial de crescimento.

##RECOMENDA##

Rápida pesquisa no YouTube por "cursos de gastronomia" traz uma infinidade de vídeos sobre o tema. Há material gratuito e outros mais estruturados, com apostilas e possibilidade de conversar com os chefs por meio de chats pagos.

Diretor de produtos da EduK (plataforma de cursos online), Emílio Mesquita diz que cursos de confeiteiro e chef estão entre os mais buscados - e os motivos para isso são bem concretos. "Acredito que esse sucesso tenha relação com o potencial de empreendedorismo."

Para a chef e professora do Edu K, Georgia Lousada, especializada em bolos, a vantagem do online é "difundir técnicas que não estariam acessíveis em muitos lugares do Brasil". A chef Patricia Helu, especializada em culinária saudável (vegetariana e vegana), e com mais de 208 mil seguidores no Instagram, também é professora virtual. Para ela, o que também motiva a pessoa a ver a aula de culinária "é a preocupação com o próprio corpo, com aquilo que se come e como esse cuidado pode trazer benefícios à saúde".

Formação

Depois dos reality shows, da glamourização da vida dos chefs e, claro, experiências gastronômicas mais recompensadoras, é natural que as pessoas procurem mais conhecimento e formação sobre o tema. Hoje, além de aulas online, as presenciais também estão em voga - com cursos de um dia, uma semana ou de meses (com temas específicos, como ceviche ou cozinha tailandesa). Quem procura formação mais academicamente estruturada também vai encontrar a possibilidade de graduações e pós.

O Estado visitou a Accademia Gastronomica, em Moema, zona sul. Lá, alunos de confeitaria aprendiam técnicas de como trabalhar com chocolate. Em uma bancada, sob o comando da chef Dani Barreto, alunos de Medicina, técnicos de informática, donas de casa, publicitários e até cozinheiros profissionais seguiam o passo a passo da professora. "É diferente de ser chef ou trabalhar em restaurante. Minha alegria é ver o aluno indo além. Não guardo segredinhos de cozinha", afirma.

"Claro que programas de TV atraem, mas temos alunos que vieram até por recomendação médica. Gente que aprende a cozinhar para vencer o estresse", diz o coordenador da Accademia Gastronomica, Rosny Gerdes.

São Paulo ainda tem escolas importantes como Wilma Kövesi (com 37 anos no mercado) e o Instituto de Artes Culinárias Le Cordon Bleu (de Paris), aberto em 2018 no Brasil. "Quando minha mãe, Wilma Kövesi, começou com os cursos, o público era diferente. A gente tinha adultos que iriam morar sozinhos e não sabiam cozinhar. Hoje, o ambiente do curso é mais diversificado, com pessoas que têm a culinária como hobby e, eventualmente, querem transformar isso em profissão", diz a coordenadora, Betty Kövesi.

"Temos cursos de curta duração e também módulos mais aprofundados para quem pretende se profissionalizar", diz Patrick Daniel Marie Lucien Martin, o diretor técnico e executivo Le Cordon Bleu São Paulo.

Universidade

Há 20 anos, o País ganhava o primeiro curso superior em Gastronomia, na Anhembi Morumbi. No início, eram só duas cozinhas de aulas práticas. Agora são 17 cozinhas pedagógicas, para chocolataria e panificação e outras aulas. "Hoje a procura por formação mais sólida aumentou muito porque os próprios proprietários de restaurante querem profissionais com mais qualificação e exigem diploma", diz a responsável por criar o curso, Rosa Moraes.

O Senac também tem graduação e pós em várias áreas desse mercado - com parcerias com empregadores. A Universidade São Judas Tadeu está prestes a iniciar uma pós em Gastronomia Brasileira e Cozinha Autoral. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Já tem um tempo que se tornar um empreendedor deixou de ser algo ligado apenas à necessidade de ter uma renda. Hoje, bem mais que isso, empreender passou a ser um fator que gera grandes impactos nas esferas social e ambiental.

Os novos negócios que surgem passam a trazer em seu DNA valores que conjugam resultados financeiros com a presença de bem-estar social e a prova disso está nos dados levantados pela Ande Brasil (Aspen Network of Development Entrepreneurs), que apontou um aumento aproximado de 7% ao ano nos negócios de impacto social, o que representa um montante de cerca de US$ 60 bilhões em uma escala global.

##RECOMENDA##

Partindo de uma análise mais profunda, na próxima quinta-feira, 8, o auditório da Be Academy, em São Paulo, irá receber o conselheiro de empresas, investidor de startups, ex-CEO mundial da Jafra Cosmetics, presidente da Sara Lee Europa e conselheiro consultivo do Instituto Êxito de Empreendedorismo, Mauro Schnaidman para falar sobre “Quem disse que você não pode mudar o mundo? Empreendedorismo e propósito” no seminário Facing the Giants.

O seminário acontece todo mês e integra o calendário anual de eventos do Instituto Êxito de Empreendedorismo. Em cada edição um empreendedor de renome sobe ao palco para falar de um tema específico e passar dicas aos que desejam ter sucesso no empreendedorismo. “Muitas pessoas desejam empreender e muitas até já têm os seus empreendimentos. Mas será que todas elas estão verdadeiramente engajadas com os seus propósitos? Neste seminário terei a oportunidade de falar um pouco sobre o que representa ter sucesso, felicidade, como encontrar seu propósito e criar impacto positivo nos negócios, na vida e até no mundo”, explica o CEO de empresas globais. 

Ele ainda acrescenta que antes de o empreendedor desenvolver seu negócio, é fundamental buscar o autodesenvolvimento, o crescimento pessoal,  pois desta maneira será possível encontrar o seu propósito e a partir daí construir um negócio bem-sucedido e com impacto positivo no mundo.  Esse conceito, inclusive, faz parte do livro ‘Quem disse que você não pode mudar o mundo? Construa uma carreira com propósito?’ da editora Figurati e que será lançado pelo Mauro em agosto, em São Paulo.

O evento começa às 19h e é gratuito, mas as vagas são limitadas e as inscrições podem ser realizadas no link https://lp.beacademy.com.br/institutoexito. Como as vagas são limitadas, os interessados em assistir ao seminário Facing the Giants também poderão conferir tudo vivo e on-line pela TV Êxito no site www.institutoexito.com.br. Basta acessar o site no horário do evento, que começa às 19h e termina às 21h.

 Seminário Facing the Giants

Data: Quinta-feira (08/08)

Horário: 19h às 21h

Local: Auditório Be Academy - - Rua Dr. Eduardo de Souza Aranha, 387 – 15º andar - Vila Nova Conceição, São Paulo

Palestra – ‘Quem disse que você não pode mudar o mundo? Empreendedorismo e propósito’

Link para inscrição presencialhttps://lp.beacademy.com.br/institutoexito

Da assessoria

O programa global Merck Accelerator, ofercido pela empresa de ciência e tecnologia Merck, está recebendo inscrições de starutps de todo o mundo para a participação em um dos dois projetos promovidos pelo programa que serão apresentados na própria sede, na Alemanha ou em Xangai, na China. O objetivo do programa é conectar startups a projetos de inovação da Merck juntamente com os três setores de negócios para o desenvolvimento conjunto de parcerias comerciais sustentáveis.

 O programa terá duração de três meses e todos os integrantes das startups receberão um valor de até 50.000 euros. Além do mais, os participantes terão a oportunidade de criar um aprofundado network com uma rede global de mais de 50 mil especialistas, entre a gerência sênior da Merck e coaching. Os empresários também participarão de eventos de inovação e tecnologia.

##RECOMENDA##

De acordo com Isabel De Paoli, diretora global de estratégia da Merck, os participantes do projeto ganham experiências que os ajudam a acelerar os negócios no setor. “Geramos novos negócios impulsionando a inovação além do que estamos fazendo atualmente” completa.

Os eventos da Merck Accelerator serão realizados simultaneamente entre janeiro e abril de 2020, tanto Merck Innovation Center em Darmstadt, onde funciona a sede alemã, quanto no Centro de Inovação da China. As inscrições seguem abertas até 25 de agosto, por meio do site.

Com Informações da assessoria

A partir dessa quarta-feira (24), os empreendedores do município de Paulista, no Grande Recife, contarão com um novo espaço de atendimento. Com intuito de facilitar os trâmites de quem deseja abrir, formalizar ou expandir seu negócio, a Sala do Empreendedor inicia as atividades a partir das 8h30, em Maranguape I.

Serviços como: concessão de alvará de funcionamento, acesso a linhas de microcrédito, nota fiscal, cursos e oficinas, serão promovidos no novo espaço, localizado na Avenida Prefeito Geraldo Pinho Alves, nº 222, no antigo campo de Aviação da Família Lundgren. Com 21 mil empresas na cidade, a iniciativa promete atendimento rápido e personalizado, visto que antes os empreendedores deslocavam-se entre diversos setores da prefeitura. 

##RECOMENDA##

 

 

 

 

 

Trabalhar por conta própria é o sonho de muita gente. Existem diversas vantagens em gerenciar seus negócios, como ter controle sobre os rendimentos e horários que você pode disponibilizar para dedicação à vida profissional. Entre dezembro de 2018 e julho deste ano, houve um aumento de 10,9% na taxa de empreendedores no Brasil. Hoje são 8,5 milhões de pessoas que atuam por conta própria, de acordo com o Portal do Empreendedor, que é responsável por receber os cadastros de formalização dos profissionais. 

Visando facilitar a vida e atuação desse público, há uma série de aplicativos que funcionam de maneira simples e intuitiva. Eles são capazes de melhorar a organização pessoal, da empresa e das finanças, da relação com os clientes e parceiros. O LeiaJá separou uma lista com dez exemplos gratuitos que podem ser boas ferramentas de trabalho para empreendedores.

##RECOMENDA##

1 - Aussi

Quem está no começo do empreendimento sempre tem muitas dúvidas em relação aos preços que deve cobrar, às demandas, à própria gestão, entre outros procedimentos. Muitas pessoas não têm recursos financeiros disponíveis para bancar os custos de uma consultoria, então o 'Aussi' chega com essa intenção, de ser um veículo de troca de experiências e conhecimentos entre os micro e pequenos empreendedores. Os idealizadores se definem como uma plataforma colaborativa, justamente por ter esse perfil de integração e compartilhamento de conhecimentos entre quem sabe e quem quer saber. Por exemplo, quem tem dúvida sobre marketing fala com quem empreende na área. Cada resposta recebe avaliações de outros usuários. A ferramenta está disponível para download em Android e IOS. 

2 - Primer

Conhecimento também é o lema do Primer. Criada pelo Google, a plataforma oferece dicas e cursos rápidos por meio de vídeos e postagens, voltados para negócios e marketing digital. Os assuntos podem ser buscados por temas de interesse e os participantes podem ir acompanhando seu progresso e avançando nas lições. São cinco minutos de conteúdos, que trazem tópicos como engajamento, construção de marca, comunicação com o cliente, mobile marketing, entre outros. Para ter acesso basta fazer o download no celulares com Android ou IOS. 

3 - Munddi

Voltado para os empreendedores que atuam com vendas on e offline, o Munddi é um aplicativo que reúne informações das lojas e disponibiliza para consumidores que estão em busca de serviços compatíveis na região. Ele identifica a localização do cliente e sugere lojas mais próximas, endereços online onde os consumidores podem encontrar seu produto ou até mesmo os distribuidores, sendo uma opção para todas as cadeias de consumo. Ainda é oferecido serviço de delivery e divulgação dos produtos à venda nas redes sociais. Conheça o Munddi.

4 - Siscontrole

Este é um programa oferecido para empresas que querem manter o controle financeiro em dia. Os interessados em utilizar os serviços ofertados devem informar dados como lançamentos de títulos a pagar e receber, movimentações bancárias e de caixa, focando no que tem disponível para o negócio. Com isso, são gerados relatórios de fluxo de caixa, despesas, receitas, relações com clientes e fornecedores, por exemplo. No site do Siscontrole, é possível ainda encontrar vídeos com orientações de como utilizar as ferramentas oferecidas. 

5 - Meu Negócio em Dia

Desenvolvido em uma parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Federação Brasileira dos Bancos (Febrabam), o Meu Negócio em Dia também atua na gestão e educação financeira dos empreendedores. Entre as promessas da ferramenta, estão a organização das finanças, análise de receitas, despesas e viabilidade do negócio. Os usuários ainda têm a possibilidade de utilizar “A Calculadora do Empresário”, para comparar os custos dos produtos e serviços financeiros para empreendedores disponíveis e também um “Simulador de Sonhos”, que serve para analisar se o plano de aumento dos negócios e investimentos é compatível com o prazo estipulado e se a escolha feita para alcançar esse objetivo é a mais viável. Para baixar basta entrar na loja de app do celular. 

6 - CamCard

Este aplicativo tem o objetivo de melhorar a divulgação do trabalho desenvolvido pelos empreendedores. É um ferramenta que otimiza os contatos profissionais através do armazenamento de cartões de visita. São mais de 100 milhões de usuários no mundo. A utilização dele é simples. Através da câmera do celular as pessoas podem escanear os cartões corporativos e o aplicativo se encarrega de salvar cada novo contato, criando uma carteira de parceiros, clientes, tornando mais eficaz essa troca e ampliando o networking. Além disso, é possível dentro de um contato fazer alterações, anotações e detalhes personalizados. Para baixar basta ir à loja de aplicativos do celular e depois fazer um cadastro. 

7 - WhatsApp Business

Clientes tendem a voltar a fazer negócios com empresas que lhes atendem bem ou que solucionam os problemas que surgem no meio do processo de compra de algum produto ou serviço. O caminho para isso é uma boa comunicação, e pensando em manter um canal de diálogo eficiente com os clientes é que o Whatsapp Business se insere. Depois de instalar o app no celular, os empresários podem manter contato facilmente com clientes, fornecedores e parceiros, otimizando e organizando facilmente as respostas e solicitações. Pode ser utilizado como um canal também para oferta de novos itens, suporte e notificações para o público alvo. 

8 - Evernote

Perder o caderninho de anotações ou a agenda de trabalho parece um pesadelo. Imagina quando estão anotados nesses espaços detalhes de uma reunião importante ou dados que você não gostaria que outras pessoas tivessem acesso? O aplicativo 'Evernote' promete auxiliar na concentração das informações em um lugar só e permite que você leve tudo para onde quer que vá. Ele funciona em todas os sistemas operacionais e também offline. A plataforma é ideal para quem trabalha com catalogações de dados, para quem faz pesquisas, para clipagem e controle de informações. E se mesmo tendo tudo organizado dentro do Evernote o usuário acabar se perdendo, é possível utilizar o recurso de pesquisa para localizar qualquer arquivo. Para conhecer, acesse a loja de aplicativos do celular e baixe. 

9 - Trello

Organização é o lema desta ferramenta, que não precisa de download para começar a usar, mesmo sendo também encontrada nas lojas de aplicativos dos smartphones e tablets. A tela inicial do site é composta por diversos quadros, que podem ser personalizados de acordo com as demandas, criando assim diferentes listas. Ainda é possível adicionar cards específicos dentro dessas listas, gerenciando melhor as anotações, permitindo adicionar datas, limites para finalizar um trabalho e checklists, permitindo que o usuário acompanhe o progresso da atividade. Ainda é possível compartilhar os conteúdos com demais membros do Trello, facilitando o trabalho em equipe, atribuindo funções específicas para cada um deles e controlando o desempenho e a proatividade de todos os participantes. Para experimentar clique aqui.

10 - Doodle

Imagina tentar marcar uma reunião em um dia e todas as pessoas estarem disponíveis na hora desejada? O Doodle é um aplicativo que promete tornar o conciliamento de agendas uma tarefa mais fácil. O recurso permite a criação de calendários online e que as pessoas compartilhem sua disponibilidade através das respostas a enquetes colaborativas, que disponibilizam resultados em gráficos com as opções mais votadas, identificando quem respondeu ao quê. É um aplicativo que pode ser eficaz para micro e pequenos empreendedores que não têm espaços físicos e necessitam se reunir com parceiros e clientes. Pode ser baixado gratuitamente em IOS e Android, mas possui ferramentas mais aperfeiçoadas na versão premium. Ainda dá para vincular o app às contas de Facebook e Gmail dos usuários. Conheça as funcionalidades do Doodle. Acesse.

Páginas

Leia Concursos

Procure os
Concursos

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando