Cultura

| Cinema

Tokusatsu é um estilo de seriado muito popular no Japão e que ganhou destaque no Brasil nos anos 1990 com os super-heróis "Jaspion" (1985), "Jiraya" (1988), "Kamen Rider" (1971), "Jiban" (1989) e "Changeman" (1986). Essas séries conquistaram uma legião de fãs, como o ator Fabiano Ferreira, 45 anos, do Rio de Janeiro, que, baseado nas lembrancas da infância, criou o seu próprio herói, o TimerMan.

Ferreira alimentava esse sonho desde a época em que assistia "Kamem Rider Black" (1987), mas a produção independente era inviável naqueles anos 1990. Com o avanço da tecnologia, equipamentos de filmagens mais acessíveis e a popularização da internet, o desejo do ator ressurgiu em 2014. "Ao lado de meu sócio e co-criador, Francisco Mauriz, criamos o TimerMan e acabei realizando meu sonho de ser um herói", conta.

##RECOMENDA##

"TimerMan" se passa no Rio de Janeiro e conta a história de Fabiano, um professor de educação física que recebe poderes e precisa aprender a usá-los para defender a Terra do ataque de uma frota nômade de conquistadores do espaço em sucessivas viagens no tempo. Para essa empreitada, Ferreira buscou referências em "Ultraman X" (2015), "Cybercops" (1989) e "Kamen Rider Fourze" (2011). "Mas o grande problema foi o nome, pois não conseguimos bolar nenhum nome em português que nos agradasse e fosse comercial. Foi então que o Francisco soltou 'TimerMan', e lá estava o nosso guerreiro do tempo", relembra Ferreira.

Design inicial de TimerMan | Foto: Divulgação

Além do seriado, TimerMan também ganhou uma versão em histórias em quadrinhos, em uma parceria com a Editora Kimera. "TimerMan também será lançado nos Estados Unidos pelo selo Behemonth em todo território americano ao lado de clássicos como 'Superman', 'Batman' e 'Homem-Aranha'", comenta Ferreira.  

A HQ chegou ao mercado junto com a pandemia de coronavírus (Covid-19) e, para evitar aglomerações nas ruas, Ferreira decidiu gravar um vídeo para divulgar o trabalho. Foi aí que surgiu o trailer de "TimerMan" e o início da produção audiovisual do super-herói. "Eu estava um pouco relutante, pois era apenas um teste, mas foi um sucesso atingindo mais de 22 mil visualizações em uma semana, o que pra nós foi incrível", afirma. Assista o trailer: 

O local da filmagem é bem isolado e fica ao lado da residência de Ferreira. O vídeo foi gravado por ele e um amigo. "Enquanto eu vestia o TimerMan, ele vestia os vilões, um de cada vez. Acabei voltando mais vezes sozinho para vestir os soldados que apanham. 80% do vídeo sou eu sozinho mesmo", revela ele, que usou suas habilidades no software After Effects (Adobe) para editar todos os efeitos visuais do vídeo. "Agora deixei tudo nas mãos do design Edinho Gouveia, que cuida desta parte e trouxe ainda mais profissionalismo ao projeto", complementa.

O ator deseja levar TimerMan para o cinema, tendo como referência "O Doutrinador" (2018), ou seja, a HQ será adaptada no filme e servirá como episódio piloto, depois disso, a produção seguirá no formato de série tokusatsu. "Inclusive, TimerMan já está licenciado pela loja Kanikoss Moda Nerd, que faz as camisas exclusivas da marca, desenhos animados e versões infantis do herói", conta Ferreira.

"TimerMan" mescla elementos dos seriados japoneses, filmes da Marvel e um pouco do tempero brasileiro. "Temos a intenção de trazer um produto onde crianças, adolescentes, geeks e também antigos fãs de tokusatsu possam se divertir igualmente", diz Ferreira.

[@#galeria#@]

Todas as novidades a respeito de "TimerMan" podem ser acompanhadas no canal oficial do Youtube, o "TimerMan Tokusatsu".

Ferreira já atuou nas novelas "Mandacaru" (1997) e "Brida" (1998), orientado pelo chefe do departamento de elenco da TV Manchete, Ivan Martin. Também fez algumas participações na novela "Chamas da Vida" (Record TV, 2008) e no filme "O Cavaleiro Didi" (2006).

Christina Ricci, a Vandinha Addams do filme Família Addams, pediu divórcio do marido James Heerdegen.

Segundo o site US Weekly, o pedido veio uma semana após o Departamento de Polícia de Los Angeles responder a uma ligação da casa da atriz de 40 anos de idade, em Hollywood Hills, Califórnia, dia 25 de junho, por agressão doméstica.

##RECOMENDA##

Ricci recebeu uma ordem de proteção emergencial contra Heerdegen, proibindo qualquer contato entre os cônjuges. O produtor do filme não foi preso. Christina e James se conheceram em 2011 no set da série Pan Am e começaram a namorar depois que a série foi cancelada. Os atores têm um filho de cinco anos de idade chamado Freddie.

A atriz Charlize Theron está de volta aos filmes de ação, como mostra o trailer de "The Old Guard" divulgado pela Netflix nesta quinta-feira (2). O longa-metragem chegará no catálogo da empresa em 10 de julho. Confira as primeiras imagens:

##RECOMENDA##

O filme é uma adapetação da HQ de Greg Rucka e Leandro Fernandez, publicada pela Image Comics.

"The Old Guard" conta a história de Andy (Charlize Theron), líder de um grupo secreto de mercenários que luta para proteger o mundo. Os soldados são imortais e tem suas habilidades expostas. Cabe a Andy e a nova integrante da equipe, Nile (KiKi Layne), impedirem que os inimigos repliquem e lucrem com seus poderes.

[@#galeria#@]

Além de atuar no filme, Charlize também participa da equipe de produção ao lado de AJ Dix, Beth Kono, David Ellison, David Ellison, Dana Goldberg, Don Granger e Marc Evans. A direção é de Gina Prince-Bythewood, que já trabalhou em "Além dos Limites" (2000), "A Vida Secreta das Abelhas" (2008) e "Nos Bastidores da Fama" (2014).

O elenco reúne nomes como Chiwetel Ejiofor, Harry Melling, Luca Marinelli, Marwan Kenzar, Matthias Schoenaerts e Van Veronica Ngo.

Na última terça-feira (30), a Nickelodeon revelou ao portal Deadline que está desenvolvendo um filme em computação gráfica de "As Tartarugas Ninja", em parceria com a Point Grey Pictures.

A nova aventura do quarteto será escrita por Brendan O’Brian, responsável pelo filme "Vizinhos" (2014), e dirigida por Jeff Rowe, que também está trabalhando na animação "Super Conectados", prevista para setembro de 2020.

##RECOMENDA##

O novo filme contará as aventuras dos mutantes Leonardo, Rafael, Michelangelo e Donatello, que tentam proteger a cidade de New York do vilão Destruidor. A Nickelodeon ainda não divulgou a data de estreia do filme.

Os heróis foram criados em 1980 pelo ilustrador Kevin Eastman, em parceria com Peter Laird. Após o sucesso dos quadrinhos, as Tartarugas Ninjas ganharam uma versão animada para TV em 1987.

Tiveram a primeira estreia nos cinemas em 1990, com "As Tartarugas Ninja", e recebeu duas sequências, sendo elas "As Tartarugas Ninja 2: O Segredo do Ooze" (1991) e "As Tartarugas Ninja 3" (1993).

A última aparição dos heróis no cinema foi em 2016, com "As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras", dirigido por Dave Green.

A academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, entidade que organiza o Oscar, divulgou na última terça-feira (30) a lista anual de novos membros. Este ano, 819 novos membros de 68 nacionalidades passam a integrar a organização. A lista deste ano inclui os brasileiros Mariana Oliva e Tiago Pavan, produtores do documentário “Democracia em Vertigem”, indicado a premiação em 2020.

Outros brasileiros também foram aceitos pela organização, são eles: o animador de “Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock’n’Roll”, Otto Guerra; a montadora do documentário “Um Filme de Verão” e do filme “Person”, Cristina Amaral; a documentarista Julia Bacha de “Naila and the Uprising” e “Brudus”; e Vincent Carelli de “Martírio” e Corumbiara”.  

##RECOMENDA##

Respondendo às críticas sobre a falta de representatividade na premiação, entre membros, indicados e vencedores, a academia ressaltou a diversidade na escolha dos novos membros. A exemplo, toda a equipe do filme sul-coreano “Parasita”, um grande vencedor da edição 2020; a atriz chinesa Awkwafina e a atriz nigeriana Cynthia Erivo, entraram para os novos membros da premiação. 

A academia de Hollywood conta com mais de 10 mil membros votantes. Entre os brasileiros que já compõem a instituição estão: Petra Costa, Fernanda Montenegro, Sônia Braga, Alice Braga, José Padilha, Rodrigo Santoro, Kleber Mendonça Filho, Carlinhos Brown, Walter Carvalho, Rodrigo Teixeira e Walter Salles.

No dia 16 de julho, Recife vai estrear um cinema ao ar livre. O famoso drive-in exibirá filmes a céu aberto entre as avenidas Boa Viagem e Antônio de Góes, no Pina, Zona Sul da capital pernambucana. Distribuídos em três sessões, sucessos do audiovisual poderão ser conferidos dentro do carro, com capacidade para até quatro pessoas. De acordo com Juliana Cavalcanti, o projeto é embalado pela nostalgia dos eventos que eram realizados no passado, mas precisamente na década de 1950. 

Para a produtora, pessoas mundo afora estão vivendo novos tempos, um "novo formato de socialização". Na visão de Juliana, os serviços drive-ins estão tomando conta do cenário do entretenimento. Serão exibidos na arena os filmes Era Uma Vez em Hollywood, Sonic, Parasita e 1917. As pessoas que estiverem presentes no dia irão assistir as produções cinematográficas em um telão de 144m², em alta resolução (4K).

##RECOMENDA##

O áudio chegará nos veículos através do sistema via rádio, e o público também vai poder conferir a exibição dos títulos comendo alguns petiscos. Será disponibilizado um aplicativo para a realização dos pedidos. Atendentes irão até as pessoas com as comidas solicitadas. A sessão custa R$ 70 por carro. Os ingressos estarão em pré-venda no dia 9 de julho. Mais informações no site Planeta Drive-in.

Conhecido pelo remake do filme Onze Homens e Um Segredo, o ator Carl Reiner, 98 anos, faleceu na noite da última segunda-feira (29), em Bervelly Hills, na California.

De acordo com a revista Variety, a assistente do ator, Judy Nagy, informou que a morte foi por causas naturais.

##RECOMENDA##

O ator, consolidou sua carreira como comediante na TV dos Estados unidos, com a criação da série “The Dick Van Dyke Show”, que ficou no ar de 1991 a 1996. Durante a carreira, Reiner trabalhou como ator, produtor, roteirista e diretor.

Reiner foi sucesso durante os anos 60 e 70 na TV, e em 2000 entrou para a franquia “Onze Homens e Um Segredo” interpretando o vigarista Saul Bloom. Entre os trabalhos recentes do ator estão “Young and Hungry” (2017); “Angie Tribeca” (2018) e “Toy Story 4” (2019).

O traje espacial que se acredita ter sido usado pelo Dr. David Bowman quando "matou" HAL no filme "2001: Uma Odisseia No Espaço" será leiloado no próximo mês.

A peça é o item principal de um leilão sobre exploração espacial e Hollywood, que será acontecerá em 17 e 18 de julho em Beverly Hills.

##RECOMENDA##

O valor do traje está avaliado entre US$ 200.000 e US$ 300.000, segundo estimativas conservadoras.

Esta é uma uma peça rara, pois acredita-se que para evitar seu uso em outras produções sem a sua autorização, o diretor, Stanley Kubrick, destruiu grande parte dos acessórios e figurinos do filme de 1968, considerado um dos mais influentes de todos os tempos.

De acordo com Jason DeBord, diretor de operações da Julien's Auctions, que organiza o evento, a outra peça única de grande importância do filme que já foi leiloada foi a nave espacial Aries 1B, que transportou o Dr. Heywood R. Floyd da estação espacial internacional à Lua.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que organiza o Oscar, a comprou em 2015 por US$ 344.000.

A roupa é particularmente cobiçada pelo seu uso em uma das cenas mais emblemáticas do filme: quando Bowman destrói o HAL 9000, um computador sensível que mata os astronautas a bordo para manter sua missão programada.

Os organizadores do leilão acreditam que o traje em particular foi usado na cena porque seu capacete tem uma camada verde, a cor do capacete usado por Bowman, interpretado por Keir Dullea.

O traje quase completo provavelmente também foi usado por outros atores, já que o escafandro tem camadas de tinta branca e amarela.

Junto ao escafandro, o traje inclui botas e uma caixa de transporte da MGM.

A peça foi leiloada em 1999 e está em armazenamento em temperatura controlada por duas décadas.

"Simplesmente desapareceu da face da Terra", disse DeBord à AFP. "É mágico porque é um tipo de artefato duradouro do processo de gravação do filme".

"2001" recebeu quatro indicações ao Oscar e venceu na categoria efeitos visuais devido a suas técnicas pioneiras, que incluíam retratar com precisão os voos espaciais.

Entre os mais de 900 itens que serão leiloados no mesmo evento estão o bastão de controle do piloto Neil Armstrong usado no voo da Apolo 11 até a Lua, avaliado entre US$ 100.000 e US$ 200.000, e uma luva do traje espacial da época do programa Apolo projetada para Armstrong, que tem valor calculado entre US$ 10.000 e US$ 20.000.

Assim como outros eventos prejudicados pela pandemia do novo coronavírus, a Comic Con de San Diego levou sua edição de 2020 para a internet. Entre os dias 22 e 26 de julho, os painéis e demais atividades da feira acontecerão na internet e uma das atrações já confirmadas para uma das lives é o ator Keanu Reeves. 

Anunciado pela Orion Pictures, o painel que receberá Keanu será sobre o filme Bill & Ted: Face The Music, continuação do longa de 1989. Além de Reeves, que é um dos protagonistas da trama, demais integrantes do elenco também participarão da live, como Dean Parisot, diretor. Samara Weaving, Brigette Lundy-Paine e William Sadler e os roteiristas Ed Solomon e Chris Matheson. A apresentação do painel será feita por Kevin Smith.  

##RECOMENDA##

A Comic-Con@Home acontecerá nos mesmos dias marcados para o evento presencial - entre 22 e 26 de julho. As lives serão gratuitas, porém, ainda não há mais informações de local e horários.

 

A mítica série animada "Os Simpsons" anunciou nessa sexta-feira (26) que não usará mais atores brancos para interpretar personagens de minorias étnicas.

"A partir de agora 'Os Simpsons' não terão mais atores brancos representando personagens que não são brancos", informou uma nota da FOX enviada à AFP.

##RECOMENDA##

O anúncio provavelmente não afetará as vozes dos personagens da família Simpson, embora sejam amarelas.

Mas sim a um personagem recorrente na série lançada em 1989 como Apu Nahasapeemapetilon, um comerciante indiano que devia sua voz em inglês ao ator Hank Azaria.

Em janeiro, o ator branco anunciou que, em acordo com a produção, deixaria o personagem, acusado por um longo tempo de transmitir estereótipos racistas.

A mudança também deve afetar o personagem do Dr. Hibbert, um negro interpretado pelo ator branco Harry Shearer que empresta sua voz a muitos outros personagens da série, como o Sr. Burns, o chefe de Homer Simpson, seu vizinho Ned Flanders e o diretor Skinner.

Antes disso, o ator Mike Henry, também branco, anunciou que deixaria de dar voz ao personagem negro Cleveland Brown de outra popular série animada, "Family Guy".

"Foi uma honra interpretar Cleveland para Family Guy por 20 anos. Eu amo esse personagem, mas pessoas de cor (não brancas) devem interpretar os personagens de cor. É por isso que estou deixando o papel", escreveu ele no Twitter.

Esses anúncios seguem decisões semelhantes da Netflix ("Big Mouth") e da Apple TV + ("Central Park") em meio a um exame de consciência da sociedade americana sobre seu passado racista e discriminação, motivada pela morte de George Floyd, um homem negro que foi sufocado por um policial branco.

Devido a pandemia do coronavírus, os drive-in são uma alternativa às salas de cinema e voltam a ser tendência para os amantes dos filmes. De olho nesse programa, que pode ser nostálgico para uns e uma completa novidade para outros, o LeiaJá destaca a programação deste fim de semana em São Paulo.

Arena Sessions

##RECOMENDA##

Com ingressos de R$ 84 a R$ 150 por carro com até quatro pessoas, o drive-in apresentará neste domingo (28), às 15h, a animação "Meu Malvado Favorito" (2010).

Serviço

Allianz Parque | Av. Francisco Matarazzo, 1.705, Água Branca, São Paulo - SP | Capacidade: 285 carros | Tel.: (11) 4800-6680 | Informações: site.bileto.sympla.com.br/arenasessions/ 

 

Belas Artes Drive-in 

No sábado (27), a partir das 17h30, será exibido "As Bicicletas de Belleville" (2002), seguido por "Relatos Selvagens" (2014), às 20h, e "Kill Bill Vol1" (2003), às 22h. Já no domingo (28), começa às 18h com "Tel Aviv em Chamas" (2018) e, depois, "Matrix" (1999), às 21h.

Serviço

Memorial da América Latina | Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, São Paulo - SP, entrada pela Rua Tagipuru s/nº – Portão 2 | Capacidade: 100 carros | Tel.: (11) 3823-4600 | Ingressos e combos deverão ser adquiridos antecipadamente no www.sympla.com.br 

 

Cine Drive-in Centerplex CTN 

Com valores a partir de R$ 80 por carro com até quatro pessoas, no sábado (27) será exibida a animação "Pets 2" (2019), a partir das 19h. No domingo (28), será exibido "Aquaman" (2018), ás 21h30.

Serviço

Shopping Center Lapa | Rua Guaicurus, 72, Loja 54, Lapa, São Paulo - SP | Tel.: (11) 4858-1152 | Informações: www.ticket360.com.br

 

A atriz Mariana Ximenes usou as redes sociais para homenagear a cineasta Suzana Amaral, que morreu nessa quinta-feira (25), em São Paulo. Publicando uma foto ao lado do ator Julio Andrade e da diretora, em um momento de descontração nos bastidores de um trabalho, ela lamentou a morte. "Deixa um legado de sabedoria, devoção ao cinema, coragem e força", escreveu.

"Tive o privilégio de estar num set com essa mulher extraordinária no filme 'Hotel Atlântico' - ela é uma força da natureza! Era uma pequena gigante que ensinava a todos. Recomendo assistir tudo dela, principalmente o clássico 'A Hora da Estrela' - adaptação da obra de Clarice Lispector. Mando um abraço para todos seus familiares e para meu amigo Tomas Rezende. Sua avó mora em nós", completou

##RECOMENDA##

Além de Mariana, atores como Julio Andrade, Leticia Colin e Rodrigo Lombardi prestaram homenagens à paulistana. "Obrigada, Suzana Amaral. Pioneira, diretora, inspiradora", declarou Leticia. Matheus Nachtergaele também se despediu virtualmente de Suzana: "Até as estrelas, Suzana Amaral. Como eu te admiro! Até as estrelas....".

Veja:

[@#video#@]

Para o Dia do Orgulho LGBT, comemorado neste domingo (28), o LeiaJá selecionou cinco produções que abordam a diversidade. Confira:

##RECOMENDA##

1 – "120 Batimentos por Minuto" (2017): O filme mostra um grupo ativistas franceses nos anos 1990, que intensifica seus esforços para conscientizar a população sobre a prevenção e tratamento da AIDS. A direção é de Robin Campillo, e o longa foi vencedor do Prêmio da Crítica em Cannes, além de liderar as indicações ao Cesar Awards, prêmio mais importante do cinema francês.

2 – "Carol" (2015): O longa mostra o romance entre Carol (Kate Blanchett) e Therese (Rooney Mara), que se conhecem por acaso em uma loja de departamentos. A trama se passas na Nova York (EUA) dos anos 1950, um período de preconceito e ignorância. O filme foi dirigido por Toddy Haynes, que é responsável por títulos como "Longe do Paraíso" (2002) e "Velvet Goldmine" (1998).

3 – "Moonlight: Sob a Luz do Luar" (2016): Chiron (Alex R. Hibbert, Ashton Sanders e Trevante Rhodes) trilha uma jornada de autoconhecimento, enquanto lida com a criminalidade e mundo das drogas. Encontrando o amor em locais surpreendentes, ele sonha com um futuro onírico. Dirigido por Barry Jenkins, o longa venceu 3 categorias do Oscar, incluindo a de Melhor Filme, em 2017. 

4 – "Tatuagem" (2013): Paulete (Rodrigo Garcia), a estrela de um ousado grupo de teatro, recebe a visita de seu cunhado Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Os dois desenvolvem um romance e lidam com questões diferentes em meio a ditadura. O filme foi dirigido por Hilton Lacerda, e trilha sonora é do cantor Jhonny Hooker.

5 – "A Garota Dinamarquesa" (2015): O filme conta a história de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. O relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) entra em turbulência com sua descoberta como mulher. Dirigido por Tom Hooper, o longa é vencedor de um Oscar.

 

Mais um capítulo na batalha judicial de Johnny Depp contra o jornal britânico The Sun! Agora, segundo o Yahoo estadunidense, o ator enviou à corte que julga o caso uma declaração sobre sua luta contra a adição, que foi lida na última quinta-feira, dia 25, em uma audiência preliminar, após o advogado que representa a empresa de mídia dizer que Johnny esconde mensagens que mostram que ele tinha posse e usava drogas.

Depp processa o jornal após ser descrito como espancador de esposa em 2018, por conta das acusações mútuas de agressão que rolaram quando o astro se separou da atriz Amber Heard.

##RECOMENDA##

Nas mensagens, supostamente Depp pede a uma assistente pílulas da felicidade e coisa branca, em 2015, quando a agressão a Heard teria ocorrido.

Eu fui aberto sobre meus desafios com alcoolismo e vício toda minha vida. Na verdade, comecei a beber e usar drogas quando ainda era uma criança. Não fico envergonhado em dizer isso. (...) Usei outras drogas [além de pílulas para dor em que foi viciado] em minha vida, e durante meu relacionamento, mas nunca fui viciado nelas. Nem nenhuma droga ou bebida me fizeram ficar violento, nunca, diz o comunicado.

Ele contou que também já usou drogas com a ex, mas que isso não era comum.

Ele e Amber devem ir a Londres dia 7 de julho, quando o julgamento do caso ocorrerá.

Após ter seu lançamento adiado por conta da pandemia do novo coronavírus, o quarto filme da franquia Matrix tem suas gravações retomadas em Berlim, na Alemanha. Fotos publicadas pelo TMZ, mostram os atores Keanu Reeves, Neil Patrick Harris e Anne Moss no set de gravação do longa.

Nas imagens, alguns membros da equipe de produção aparecem usando máscaras, no entanto os atores estão sem a proteção facial. A Alemanha tem sido eficiente no combate ao coronavírus. 

##RECOMENDA##

O filme ainda passará por diversas gravações na Europa, nos países que já estão relaxando as medidas de isolamento social. A estreia de Matrix 4 está prevista para 1º de abril de 2022.

A Disney modificará a atração "Splash Mountain" dos seus parques americanos, por evocar o passado racista dos EUA, e a adaptará para a história de sua primeira princesa negra, Tiana, anunciou a companhia nesta quinta-feira (25).

Uma atração muito popular na Disneylândia, na Califórnia, e na Disney World, na Flórida, o "Splash Moutain" é um trajeto aquático, percorrido em um veículo que imita o tronco de uma árvore. O percurso termina com uma queda na água.

##RECOMENDA##

A temática de "Splash Mountain" faz referência a um filme muito controverso da Disney, "A Canção do Sul", de 1946.

Desde o seu lançamento, o filme foi alvo de críticas, sendo acusado de reproduzir clichês racistas e mostrar de forma romantizada as plantações nas quais os escravos trabalhavam, no antigo sul dos Estados Unidos.

Por esses motivos, não foi exibido nos cinemas desde os anos 80 e nunca foi lançado em DVD. "A Canção do Sul" também foi excluído do catálogo Disney +, a plataforma de vídeo sob demanda.

As duas atrações de "Splash Mountain" nos dois parques da Disney serão "completamente remodeladas", e no futuro serão baseadas na história de "A Princesa e o Sapo", cuja heroína Tiana é a primeira princesa negra da Disney.

"O novo conceito será inclusivo, todos os nossos visitantes poderão se enxergar (nas atrações) e serão inspirados, e falará da diversidade das milhões de pessoas que visitam nossos parques a cada ano", ressaltou em comunicado a empresa de entretenimento número um do mundo.

A decisão faz parte das iniciativas e pedidos de remoção de estátuas e monumentos associados à escravidão e opressão racista nos Estados Unidos, após protestos contra a morte do cidadão negro George Floyd pelas mãos de um policial branco.

Para a Disney, a mudança da atração "Splash Mountain" tem "um significado particularmente importante hoje", embora a empresa observe que já havia começado esse processo desde o último ano, e tenha uma política de adaptar suas atrações ao momento atual.

Após o movimento #MeToo, uma cena mostrando mulheres sendo vendidas em leilão, por exemplo, foi removida de uma atração de "Piratas do Caribe" na Disneylândia, na Califórnia.

"É importante que nossos visitantes se reconheçam nas experiências que criamos", afirma Carmen Smith, responsável por criar estratégias de inclusão na Disney.

O grupo não detalhou quando essas mudanças estarão prontas em seus dois parques nos Estados Unidos, que atualmente permanecem fechados por causa da pandemia do novo coronavírus.

Bollywood retoma, nesta quinta-feira (25), as filmagens interrompidas pela pandemia do novo coronavírus, mas com regras sanitárias que vão limitar o cronograma e a produção da fábrica de sonhos da Índia.

Divulgado nesta quinta, um acordo entre três grandes estúdios do cinema indiano põe fim à suspensão das rodagens de filmes, instituída pelo confinamento nacional decretado no final de março na Índia para conter a propagação da Covid-19.

##RECOMENDA##

O governo já havia autorizado a retomada das filmagens em junho, mas atores, produtores e técnicos estavam negociando uma regulamentação, diante dos riscos de saúde criados com a volta ao trabalho.

Os representantes do setor indicaram que "resolveram amistosamente os problemas restantes", como a questão de seguro de saúde para toda equipe. Isso abriu "o caminho para a retomada imediata das filmagens".

As atuais regras sanitárias serão um desafio artístico importante para os diretores, que não poderão rodar, por exemplo, cenas de casamento, ou de luta - dois temas onipresentes em praticamente qualquer longa bollywoodiano.

Atores com mais de 65 anos ainda não poderão trabalhar, o que deixará fora das telonas, por enquanto, superestrelas como Amitabh Bachchan, de 77.

As normas de distanciamento físico impedem cenas de beijos e abraços, marcando o retorno às práticas conservadoras dos anos 1980, quando as flores simbolizavam, castamente, cenas de amor.

Além disso, os produtores precisarão ter um médico, uma enfermeira e uma ambulância no "setting", um critério difícil de cumprir em Mumbai, onde há uma falta aguda de médicos e de ambulâncias.

O ator pornô Ron Jeremy foi acusado de estuprar três mulheres e agredir sexualmente uma quarta, informou o Ministério Público de Los Angeles nesta terça-feira (23).

Jeremy, um dos nomes mais importantes da indústria pornográfica com mais de 1.700 créditos em filmes para adultos, foi acusado de abuso sexual nos últimos anos e vetado pela indústria.

##RECOMENDA##

A promotoria do condado de Los Angeles o acusa por quatro incidentes separados, o mais antigo de 2014.

Três dos casos foram relatados ter ocorrido no mesmo bar, situado em West Hollywood, uma cidade vizinha a Los Angeles, entre os anos de 2017 e 2019, segundo o MP.

Outro suposto estupro, ocorrido em 2014, teria acontecido em uma casa localizada na mesma área. As supostas vítimas tinham entre 25 e 46 anos.

Um caso separado, de 2016, foi julgado como improcedente por falta de provas.

Caso seja condenado, Jeremy, de 67 anos, pode receber a pena máxima de 90 anos em prisão perpétua.

O ator, cujo nome verdadeiro é Ronald Jeremy Hyatt, aparece em filmes adultos famosos como "Garganta Profunda II" e "John Bobbitt Uncut".

A promotoria determinou uma fiança de US$ 6,6 milhões para ele. Sua primeira audiência presencial está marcada para a tarde desta terça, quando ouvirá formalmente suas acusações.

Após uma sequência ter sido anunciada em 2018, a continuação da animação ‘A Fuga das Galinhas finalmente vai acontecer.  O anúncio aconteceu nesta terça-feira (23) através das redes sociais da Netflix. 

"Notícias das aves: Exatamente 20 anos depois do lançamento do filme original, podemos confirmar que haverá uma sequência de 'A Fuga das Galinhas' na Netflix! Feita pela pela Aardman Animations, a produção começa no começo do ano que vem", tweetou a empresa.

##RECOMENDA##

O primeiro filme até hoje detém o recorde de bilheteria para as produções em stop motion, com US$ 224 milhões arrecadados. A sequência ainda não possui uma data de estreia definida e ainda não há confirmação de que o longa será em stop motion como o filme original.

A continuação terá direção de Sam Fell, e o roteiro por Karey Kirkpatrick, John O’Farrell, Rachel Tunnard e Nick Park.

Até a sinopse do novo filme foi divulgada:

“Após uma fuga que desafiou a morte da fazenda de Tweedy, Ginger finalmente encontrou seu sonho — uma pacífica ilha-santuário para toda a galinhada, longe dos perigos do mundo humano. Quando ela e Rocky chocam uma pequena garota chamada Molly, o final feliz de Ginger parece completo. Mas, voltando ao continente, toda a espécie se depara com uma nova e terrível ameaça. Para Ginger e seu time, mesmo que isso signifique colocar toda a liberdade que custaram tanto a conseguir em risco — desta vez, eles estão invadindo!”

Michael Keaton, que deu vida ao personagem Batman no longa de Tim Burton, de 1989, está negociando vestir novamente o uniforme de Cavaleiro das Trevas na nova produção de Andy Muschietti (que comandou as duas partes de "It – A coisa"), "The Flash", que explora o super herói homônimo.

Keaton ainda está em fase de discussões sobre seu retorno. Assim, ainda não há detalhes sobre o quão importante será seu papel na trama, visto que o longa não será uma adaptação fiel dos quadrinhos.

##RECOMENDA##

Com estreia adiada para 3 de junho de 2022, por conta da pandemia do novo coronavírus, o personagem principal, Flash, ficou por conta de Ezra Miller, que viverá Barry Allen.

"O enredo acompanha a viagem no tempo de Barry Allen/Flash para impedir o assassinato de sua mãe. Porém, quando ele retorna ao presente, sua mãe ainda está viva mas o mundo é um pesadelo. A Liga da Justiça não existe e Barry deve fazer tudo o que puder para consertar as coisas ou o mais próximo disso possível”, conta.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando