Cultura

| Cinema

A polícia do Japão identificou nesta sexta-feira, 19, o suspeito e o motivo do incêndio intencional do estúdio Kyoto Animation, que deixou ao menos 33 mortos e 10 feridos em estado grave na quinta-feira. Segundo a imprensa japonesa, citando testemunhas do incêndio e fontes policiais, Shinji Aoba, de 41, reclamava de plágio quando foi levado sob custódia pela polícia, ainda ferido pelas queimaduras. Ele está num hospital de Kyoto desde o ataque.

Aoba levou um carrinho carregando ao menos um balde de gasolina até a entrada do prédio do estúdio Kyoto Animation, na cidade de Kyoto, antes de derramar o líquido pela área, gritando "morram" enquanto as chamas queimavam o edifício. A polícia se negou a comentar. A Nippon TV informou que o suspeito estava sob efeito de anestesia devido a queimaduras, o que impedia que a polícia o interrogasse.

##RECOMENDA##

"Ele parecia estar desconectado, ele parecia irritado, gritando algo sobre como ele havia sido plagiado", disse a repórteres uma mulher que viu o homem ser detido.

Maioria das vítimas morreu no acesso ao telhado

Os corpos de 19 das 33 pessoas que morreram na quinta-feira em um incêndio na cidade de Kyoto, no Japão, foram encontrados na escadaria para o telhado, cuja porta estava fechada, de acordo com relatórios oficiais divulgados hoje.

As autoridades acreditam que as pessoas que tentaram escapar para o telhado no meio da fumaça e chamas, mas não conseguiram pois não puderam abrir a porta.

A rede de televisão pública NHK também mencionou que as equipes de resgate encontraram a porta fechada, mas não com uma chave. Existe a possibilidade da porta ter sido bloqueada por corpos que se acumularam perto dela e isso impediu o restante de acessar o telhado.

Além dos 19 cadáveres encontrados no acesso ao telhado, outros 11 foram localizados no segundo andar, dois no primeiro e mais um nos degraus que ligavam o segundo e o terceiro andar. Segundo os sobreviventes, o incêndio provocou pânico entre os 74 ocupantes do prédio, onde funcionava um dos principais estúdios de animação do Japão.

Inferno no incêndio da Kyoto Animation

"Foi como olhar para o inferno", contou uma sobrevivente ao incêndio que destruiu o estúdio em Kyoto, matando 34 pessoas.

Várias pessoas foram ao local nesta sexta para colocar flores ante os destroços do prédio. "Esses jovens tinham da idade de meus netos. Se meus netos morressem em circunstâncias semelhantes, eu não gostaria de continuar vivendo", declarou Sachiko Konishi, de 78 anos, referindo-se às vítimas, cuja identidade ainda é mantida sob sigilo por parte das autoridades.

O que se sabe que em sua maioria eram jovens artistas, criadores de séries de TV de muito sucesso entre os admiradores do gênero anime. De acordo com especialistas e bombeiros, as chamas teriam destruído a estrutura quase que instantaneamente, deixando dezenas de pessoas presas e sem qualquer possibilidade de fuga.

"Uma pessoa pulou do segundo andar, tentando desesperadamente escapar do fogo, mas não pudemos correr para ajudá-la devido à intensidade do incêndio", contou uma mulher a um site afiliado ao jornal Asahi Shimbun. "Havia pessoas com queimaduras graves, chorando desesperadas." (Com agências internacionais)

A nostalgida da Hollywood dos anos 80 tomou conta da Comic-Con de San Diego com a participação de Tom Cruise prometendo uma nova versão para "Top Gun Ases Indomáveis" e Arnold Schwarzenegger revelando que ele "will back" em uma explosiva sequência de "Exterminador do Futuro".

Cruise surpreendeu uma multidão em êxtase na maior convenção de cultura pop do mundo, na Califórnia, com a primeira imagem da tão esperada sequência do filme de ação de 1986, que fez dele um astro mundial.

##RECOMENDA##

Descrevendo "Top Gun: Maverick" como uma "carta de amor à aviação", Cruise apresemtpi clipes de seu antigo personagem, que se nega a se aposentar, apesar de não conseguir subir na hierarquia.

As tomadas aéreas foram "todas reais" e o filme é o resultado de trabalhar em estreita colaboração com as autoridades da Marinha dos EUA, disse Cruise, acrescentando: "Eu realmente queria dar a todos uma experiência do que é estar dentro de uma aeronave".

O "Top Gun" original, de 1986, no qual Cruise interpreta um piloto da Marinha dos EUA que tem um estilo perigoso e imprudente de voar, foi um grande sucesso comercial.

O novo trailer apresenta imagens familiares de Pete "Maverick" Mitchell pilotando uma motocicleta com seus icônicos óculos de aviador, e cantando junto a amigos em um bar.

A aparição surpresa de Cruise veio o final de uma apresentação de outra sequência da Paramount, "Exterminador do Futuro: Dark Fate".

- 'Eu caço Exterminadores' -

Quase 30 anos após evitar o juízo final com seu filho John, a aguerrida Sarah Connor não tem descanso e retorna com o novo "Exterminador", cujas cenas foram exibidas durante um painel com a participação de Schwarzenegger e sua estrela, Linda Hamilton, além do diretor Tim Miller.

Hamilton volta a interpretar o papel que marcou sua carreira, sem aparentar seus 62 anos.

A atriz disse que "considerou muito" a decisão de voltar a fazer o papel porque estava satisfeita com o resultado dos dois primeiros trabalhos.

Mas decidiu finalmente dizer sim à proposta porque sua personagem e ela mesma poderiam mostrar o que "uma mulher de certa idade" consegue fazer.

"A riqueza da minha experiência de vida só pode enriquecer o personagem que interpreto".

"Dark Fate", que estreia no dia 1° de novembro nos Estados Unidos, é uma continuação direta do "Exterminador do Futuro 2", quase três décadas após a destruição da obscura Cyberdyne.

Schwarzenegger, que participou de cinco dos seis filmes da saga, disse que é "viciado" no Exterminador.

"É absolutamente incorreto dizer que eu não precisava voltar", declarou ele em referência à icônica frase "I'll be back".

"Sou viciado no Exterminador. O Exterminador foi o filme que lançou minha carreira no cinema de ação".

James Cameron, que regressa à saga como produtor pela primeira vez desde "O Exterminador do Futuro 2", falou por videoconferência que sua única exigência foi a volta de Schwarzenegger.

Confirmou também que Eddie Furlong, que interpretou o adolescente John Connor em "O Exterminador 2", também reinterpretará seu papel.

- Crítica ao autoritarismo -

A HBO e a BBC encerraram os eventos do dia com sessão de perguntas e respostas sobre próxima adaptação televisiva dos romances de fantasia "His Dark Materials" (traduzido como "Fronteiras do Universo", no Brasil)

Lin-Manuel Miranda, Ruth Wilson e James McAvoy estrelam o programa criado por Philip Pullman e ambientado em um universo paralelo governado por uma ditadura dogmática chamada Magisterium.

Organismos religiosos condenaram o texto como um ataque do ateu Pullman à a Igreja Católica Romana.

"Não sei se é um ataque puramente católico", disse Wilson. "Obviamente Philip estava se referindo a isso nos livros, mas, para mim, é mais sobre um tipo autoritário de ditadura".

Jane Tranter, executiva da BBC, acrescentou: "Isso não diz respeito a nenhuma igreja ou forma particular de religião em nosso mundo".

A edição de número 50 da Comic-Con International atrairá 135 mil espectadores ao centro de convenções de San Diego em quatro dias repletos de novidades dos próximos mega-hits em termos de programas de TV, filmes de cinema e histórias em quadrinhos.

O presidente Jair Bolsonaro considera transferir a Agência Nacional do Cinema (Ancine) do Rio de Janeiro para Brasília. Ele criticou o suposto "ativismo" na produção de filmes brasileiros, citando como exemplo o filme "Bruna Surfistinha", que narra a história de uma ex-garota de programa. Bolsonaro falou sobre o assunto durante evento de comemoração pelos 200 dias de governo.

"Agora há pouco, o Osmar Terra (Cidadania) e eu fomos para um canto e nos acertamos. Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha. Não dá. Ele apresentou propostas sobre a Ancine, para trazer para Brasília. Não somos contra essa ou aquela opção, mas o ativismo não podemos permitir, em respeito às famílias, uma coisa que mudou com a chegada do governo", disse o presidente.

##RECOMENDA##

Nesta quinta-feira, 18, Bolsonaro assinou a transferência do Conselho Superior de Cinema, responsável pela política nacional de audiovisual, do Ministério da Cidadania para a Casa Civil. O objetivo é que o Palácio do Planalto tenha mais influência sobre o órgão. Oficialmente, o intuito é "fortalecer a articulação e fomentar políticas públicas necessárias à implantação de empreendimentos estratégicos para a área".

No evento, o presidente focou mais em questões ideológicas e deixou de lado medidas econômicas. Ele voltou a falar da suspensão do vestibular que reservava 120 vagas para transgêneros e pessoas não-binárias, o que, para ele, é algo que não pode acontecer. Ele disse que por ser um vestibular "exclusivo" significa que "não tem espaço para quem for heterossexual".

Bolsonaro também disse que não sabia o que era "não-binário," foi pesquisar, mas não ia comentar em respeito aos presentes. A categoria de pessoas que não se definem exclusivamente como homem ou mulher é contemplada em glossário da Organização das Nações Unidas (ONU).

"Não podemos preservar um concurso público que tem esse comportamento. Tenho que levar avante as bandeiras que fizeram o povo acreditar em mim", afirmou Bolsonaro.

Tom Cruise está de volta, 34 anos depois, em um dos papeis mais icônicos de sua carreira: o piloto Pete “Maverick” Mitchell de ‘Top Gun - Ases Indomáveis’, filme lançado em 1986 que ganhou milhares de fãs e se tornou um clássico da época.

Assista ao primeiro trailer oficial de ‘Top Gun: Maverick’, que traz a nostalgia do primeiro filme e muitas cenas de ação de tirar o fôlego – como é de se esperar de um filme estrelado por Tom Cruise. Dirigido por Joseph Kosinski (Oblivion), o longa está previsto para chegar aos cinemas brasileiros em 25 de junho de 2020.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Com a produção de Jerry Bruckheimer,‘Top Gun: Maverick’ traz ainda no elenco Jennifer n, Miles Teller, Jon Hamm, Ed Harris e Val Kilmer de volta como Iceman.

Confira o poster:

Insatisfeito com a atual política de fomento ao cinema no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve transferir o Conselho Superior do Cinema do Ministério da Cidadania para a Casa Civil.

O Conselho é responsável pela formulação da política nacional de audiovisual e a possível mudança faz parte de decreto do Palácio do Planalto e a expectativa é que seja assinado nesta quinta-feira (18).

##RECOMENDA##

A assinatura acontece durante uma cerimônia comemorativa dos 200 dias do atual governo. Além dessa transferência, Bolsonaro avalia extinguir a Agência Nacional do Cinema (Ancine), que atualmente passa por uma crise.

No final de 2018, o ex-presidente Michel Temer (MDB) já havia feito alterações no colegiado de cinema, diminuiu o espaço de cineastas e aumentou o de representantes das telecomunicações.

Um coro de gritos estridentes e galões de sangue falso marcaram a inauguração da edição de número 50 da Comic-Con em San Diego, que apresentou imagens arrepiantes de "It: A Coisa 2", sequência do filme de terror que ocupa o primeiro lugar no ranking do gênero.

O estúdio New Line Cinema, da Warner Bros., aproveitou a noite de quarta-feira do maior encontro de fãs de cultura pop para apresentar a segunda e última parte da adaptação do romance de Stephen King, publicado originalmente em 1986, sobre um palhaço aterrorizante que aparece nos esgotos e aterroriza as crianças.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

A sequência tem Jessica Chastain e James McAvoy como as versões adultas das crianças que aparecem na primeira parte e que retornam a sua cidade 27 anos depois para lutar contra o palhaço Pennywise.

Consultado por Conan O'Brien, anfitrião da noite, em um trecho em que seu personagem aparece banhado em sangue da cabeça aos pés, Chastain disse que ela própria se ofereceu para uma imersão total, mas depois se arrependeu.

"Foi algo como: vamos fazer 'Carrie' com esteroides", comentou ela em um cinema lotado no centro da cidade.

"E foi isso que ele (o diretor Andy Muschietti) fez; e ele literalmente me torturou durante o filme", disse ainda.

Chastain afirmou que a produção do filme consumiu 4.500 galões (pouco mais de 20.400 litros) de sangue falso, segundo ela um recorde mundial e que teve que ser armazenado a temperaturas muito baixas para que não fermentasse no calor do verão.

McAvoy, por sua vez, disse que sofreu tensões musculares e tendinite durante as filmagens devido à grande demanda física que Muschietti exigiu em várias tomadas.

- Personagens femininos -

Chastain, conhecida por seu papel como analista da CIA que descobre o paradeiro de Osama bin Laden em "A Hora mais Escura", também elogiou a forma como as mulheres, da era #MeToo, são representadas em filmes de terror.

"Muitas pessoas estão falando sobre as personagens femininas e os arcos (de narrativa). Acho que os filmes de terror honram as mulheres, porque são s mulheres que acabam derrotando o monstro e, em geral, os homens morrem", afirmou.

A edição do 50º aniversário da Comic-Con reúne 135.000 nerds e geeks por quatro dias em um centro de convenções de San Diego tomado por propagandas de filmes, programas de televisão e histórias em quadrinhos.

Alguns dos eventos mais esperados é a nova sequência de "O Exterminador do Futuro", que reúne Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton, assim como a estreia de "Star Trek: Picard", com a volta de Patrick Stewart, e uma reunião com o elenco de "Game of Thrones".

O live action de "O Rei Leão" estreia nesta quinta-feira (18). O filme é uma reinterpretação da animação lançada a 25 anos, que é um clássico da animação da Disney.

##RECOMENDA##

No Filme, Simba (Donald Glover) é um jovem leão cujo destino é se tornar o rei da salva, entretanto, uma armadilha elaborada por seu tio Scar (Chiwetel Ejiofor) faz com que o Mufasa (James Earl Jones), o atual rei, morra tentando salvar o filhote. Consumido pela culpa, Simba deixa o reino rumo a um local diante, onde encontra novos amigos q o ensinam a mais uma vez ter prazer pela vida.

A superprodução contou com um orçamento de 250 milhões de dólares, além do impressionante elenco de vozes incluindo Beuoncé, tem duração de 1h e 58 minutos, e no Brasil conta com a dublagem de Iza (Nala), Ícaro Silva (Simba), Saulo Javan (Mufasa), Rodrigo Miallaret (Scar), Ivan Parente (Timão) e Glauco Marques (Pumba).

Com a direção de Jon Favreau, mesmo diretor de "Homem de Ferro 1 e 2" e "Mogli, o menino Lobo", o longa tem projeções locais de ser o mais bem sucedido da Disney no país.

*Waleska Andrade

A hora de cantar Hakuna Matata em frente às telonas do cinema está cada vez mais perto, pessoal! E para aumentar ainda mais nossas expectativas, chegou a hora de termos uma visão mais detalhada do que podemos esperar dos personagens Timão e Pumba no live action de O Rei Leão! Os estúdios Walt Disney divulgaram no YouTube um novo trechinho do filme, em que estes personagens aparecem falando pela primeira vez em português!

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Na cena em questão, os dois personagens aparecem correndo pela savana e, então, acabam espantando os pássaros que estão em cima do protagonista Simba - que está desacordado. Apesar de a princípio Timão não conseguir identificar o que o herdeiro é, logo ele e Pumba entram em uma discussão para decidirem se vão ficar com ele ou não. Nem é preciso dizer o resultado dessa conversa, né?

Apesar de até agora os fãs terem ficado megaempolgados com as novidades a respeito do filme, a dublagem brasileira destes dois personagens dividiu os internautas. Enquanto uns amaram, outros foram só críticas:

Se vocês quiserem, vocês ainda tem dois dias para arrumarem a dublagem. Não está legal.

A dublagem está estranha, né?

Eu não gostei da dublagem, não! Preferi o legendado. Até o nome mudaram no final da cena. Mas vou ter que assistir em português por conta das músicas.

Meu Deus, isso está muito bom!!!

Perfeito demais!

Não vejo a hora de ver esse filme!

Bacurau, filme pernambucano dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, ganhou o seu primeiro trailer, nesta terça-feira (16). O longa, vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes deste ano, estreia no dia 29 de agosto.

A obra de passa em um povoado que sofre com a morte da sua moradora mais antiga. Logo depois, o povo da cidade descobre que o vilarejo não existe mais nos mapas. Confira o trailer:

##RECOMENDA##

[@#video#@]

 

Mudanças estão vindo! Aparentemente, para o próximo filme de James Bond, chamado 25, uma mulher negra será a escolhida para viver o agente secreto 007! Segundo informações do Daily Mail, Lashana Lynch foi escolhida para o papel. A atriz, britânica, ficou mais conhecida por interpretar Maria Rambeau, a melhor amiga da Capitã Marvel.

De acordo com o veículo, a beldade foi a eleita para ter a licença para matar na produção que marcará o 25º filme do James Bond - e tudo isso graças a Phoebe Waller-Bridge, uma das roteiristas, que ficou bem conhecida no Reino Unido após a série de sucesso, Fleabag, além de também escrever episódios para Killing Eve.

##RECOMENDA##

Mas, para os críticos de plantão, Lashana não será propriamente James Bond, mas sim, uma nova personagem que assume o número secreto dele - 007 - após Bond deixar o MI6. A história, inclusive, gira em torno justamente dessa mudança: com Bond aposentado, curtindo dias de descanso na Jamaica, M, que dessa vez será interpretado por Ralph Fiennes, tenta convocar o agente para uma nova crise mundial.

Uma fonte dos bastidores do longa deu os seguintes detalhes:

- Há uma cena crucial no começo do filme em que M diz: Entre, 007. E aí entra Lashana, que é negra, maravilhosa e mulher. É um momento de largar a pipoca. Bond ainda é Bond, mas está sendo substituído como o 007 por essa mulher incrível.

A pessoa ainda acrescenta que Phoebe Waller-Bridge, à frente do roteiro, é algo significativo e importante, para mudar como o 007 é retratado no cinema:

- Lashana é absolutamente incrível e o roteiro de Phoebe é tão afiado e engraçado quanto você pode imaginar. Esse filme faz homenagem aos primeiros, com muito humor.

Legal, né?

As adaptações de suas animações clássicas em live action deram à Disney uma série de sucessos de bilheteria nos últimos anos, como "Mogli: Entre dois mundos" ou os recentes "Dumbo" e "Aladdin". Mas a nova versão de "O Rei Leão" representa uma aposta ainda maior.

Com um orçamento de 250 milhões de dólares e um impressionante elenco de vozes incluindo Beyoncé, as expectativas são grandes para este filme que volta a contar a história de Simba, um jovem leão que deverá vingar a morte de seu pai para se tornar o rei da savana africana.

##RECOMENDA##

Em novembro, o trailer da produção foi visto 225 milhões de vezes nas primeiras 24 horas, um número recorde para a Disney.

O filme, que estreia na quinta-feira (18) nos cinemas brasileiros, foi quase inteiramente gerado por computador. No entanto, este "O Rei Leão" não é um filme de animação 3D convencional.

Segundo seu diretor, Jon Favreau, uma nova técnica foi usada no filme: foi filmado por uma equipe tradicional de técnicos, mas que trabalhou em um mundo virtual em três dimensões.

O processo exigiu que os produtores e atores utilizassem capacetes de realidade virtual para "entrar" em uma savana artificial, como num videogame, para filmar cenas ou apenas olhar versões brutas das aventuras de Simba e seus amigos.

"A equipe colocava seus capacetes, explorava o meio ambiente e podia instalar as câmeras dentro da realidade virtual", disse Favreau a repórteres em uma entrevista coletiva na quarta-feira em Beverly Hills.

Este método encantou JD McCrary, que empresta sua voz ao jovem Simba no início do filme.

"Colocávamos os capacetes e tínhamos uma espécie de controle remoto nas mãos", relatou o ator. "Podíamos ver tudo, as terras do reino, a pedra do rei. Eu vi tudo, foi ótimo".

Para trabalhar em um set de filmagens virtuais, não é necessário nenhum conhecimento específico sobre efeitos visuais. Desta forma, técnicos sem experiência nessa área puderam trabalhar e contribuir com seu conhecimento tradicional neste filme.

Essa imersão na realidade virtual permitiu que técnicos e roteiristas visualizassem o filme durante a filmagem e fizessem ajustes, como de iluminação, diretamente.

Em seguida, as imagens geradas foram enviadas para Londres, para a empresa de efeitos visuais MPC, onde foram processadas para a finalização.

- Inspirado por documentários -

O filme também foi inspirado nos documentários do famoso cineasta britânico David Attenborough, que fez com que a natureza fosse admirada por milhões de pessoas em todo o mundo.

Desde o início, o remake procura chamar a atenção do público com impressionantes "cenas" de antílopes e zebras galopando pela savana.

Ao contrário do desenho original, os rostos dos animais nesta nova versão são realistas e não se assemelham aos dos humanos.

Para Favreau, é importante que o filme dê "a ilusão de ser um documentário naturalista".

"Vimos (...) todos os documentários de Attenborough na BBC e (vimos como) a emoção poderia ser expressa sem representação humana", explicou.

Outra ruptura com a tradição: os atores que emprestaram suas vozes aos personagens, e que geralmente falam sozinhos em cabines, gravaram juntos no palco, o que lhes permitiu improvisar. Foi assim que a célebre cena em que Simba aprende a filosofia de "Hakuna Matata" foi recriada.

Seth Rogen, a voz do javali Pumba, achou "incrível" que lhe pediram para improvisar "no que é provavelmente o filme mais incrível, tecnologicamente falando".

O remake do sucesso de 1994 segue meticulosamente a história do primeiro filme, e até James Earl Jones retorna como a voz do pai de Simba, Mufasa.

As músicas "Círculo sem fim" e "O que eu quero mais é ser rei" voltam iguais.

Os compositores Hans Zimmer e Lebo Morake voltaram a trabalhar juntos, e Elton John e o letrista Tim Rice fizeram uma nova música.

O cineasta pernambucano Heitor Dhalia, diretor de "O Cheiro do Ralo", lançará na próxima quinta-feira (18) um documentário sobre a história da cerveja. Gravado em quatro países, o filme patrocinado pela Ambev conta por que a cerveja ideal é feita pelo paladar e pela ocasião.

Intitulado de "Em Busca da Cerveja Perfeita", o documentário estreia em 6 capitais, com classificação indicativa de 18 anos. Em Pernambuco, será exibido no Cinema Multiplex do Shopping Boa Vista, na área central do Recife.

##RECOMENDA##

O projeto também passará em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Belo Horizonte nas redes Kinoplex, Espaço Itaú, Multiplex e Cine Belas Artes, a partir da próxima quinta-feira (18). Para saber mais sobre os horários e locais basta acessar o site do filme. 

Confira o trailer:

*Da assessoria

Denise Nickerson, mais conhecida por ter interpretado Violet Beauregarde em A Fantástica Fábrica de Chocolate, filme clássico de 1971, morreu aos 62 anos de idade no dia 10 de julho. Por meio de uma postagem no Facebook, o filho da atriz, Josh, anunciou o seguinte:

Ela se foi.

##RECOMENDA##

Além disso, mais cedo, ele havia informado que os aparelhos que mantinham Denise viva seriam desligados:

Eles acabaram de desligar os equipamentos. Nada disso estava ajudando, mas deixando-a apenas mais desconfortável. Nós estamos dizendo para ela que está tudo bem ir embora.

Denise havia sofrido uma grande emergência médica e havia sido levada ao hospital. Depois, a esposa de Josh, Jasmine, havia informado que a atriz tinha sofrido convulsões e estava com problemas respiratórios e pulmonares, que logo viraram uma pneumonia.

O estúdio Orion Pictures promete levar aos cinemas muito terror com uma história inspirada na Momo. A boneca aterrorizante, que na verdade é uma escultura japonesa, ficou conhecida mundialmente após desafios esquisitos com a imagem dela afetarem o convívio de pais e filhos.

Pensando nisso, a Momo vai virar um filme em parceria da Orion com a Vertigo Entertainment. Segundo informações do site Deadline, Taka Ichise, produtor do clássico "O Grito", foi o escolhido para capitanear o projeto. Até o momento, detalhes do elenco ou previsão de estreia não foram revelados pelos envolvidos.

##RECOMENDA##

Batizada de Momo pelos internautas, a escultura de Keisuke Aiso não existe mais. Apesar de toda repercussão negativa que a obra causou mundo afora, Keisuke destruiu tudo. De acordo com ele, a peça não teria sido feita para ser permanente.

LeiaJá também

--> Anitta é chamada de 'boneca Momo' em tutorial de maquiagem

Começou a viralizar nos últimos dias um vídeo que mistura as atuações de Jack Nicholson e Jim Carrey. Publicado pelo canal do YouTube Ctrl Shift Face, o registro mostra Jim Carrey "substituindo" Nicholson em uma das cenas do filme "O Iluminado".

O conteúdo desse tipo é classificado como deepfake, que brinca com o rosto das pessoas. A montagem realista foi aprovada pelos internautas e muitos até pediram o contrário. Algumas pessoas solicitaram nos comentários do canal que Jack Nicholson virasse Jim Carey na comédia "Ace Ventura", mais especificamente na cena do rinoceronte falso.

##RECOMENDA##

Confira:

O julgamento de Kevin Spacey por agressão sexual, caído em desgraça após o escândalo, pode não ocorrer após a decisão da suposta vítima de não testemunhar.

O ator de 59 anos, cuja carreira desmanchou após as primeiras acusações de agressão sexual contrá vários homens, realizadas em novembro de 2017, não compareceu à audiência desta segunda-feira na ilha de Nantucket, em Massachusetts.

##RECOMENDA##

Foi nesta ilha que o protagonista de "House of Cards" e do premiado filme "American Beauty" teria tocado o pênis de um jovem de 18 anos, funcionário de um bar, em julho de 2016, após convidá-lo para uma bebida.

A denúncia por atentado ao pudor e agressão ocorreu no final de 2018, após o surgimento de várias outras acusações de agressão sexual contra jovens seguindo os passos do movimento #MeToo.

Nenhuma das outras acusações, tando nos Estados Unidos como em Londres, levou a um processo penal.

No caso de Massachusetts, o celular da suposta vítima é chave: o jovem o utilizou para gravar a suposta agressão e para comentar com a namorada e um grupo de amigos o ocorrido.

Mas o telefone, que a defesa quer examinar, desapareceu, confirmaram nesta segunda-feira o jovem e seus pais.

Um policial afirma ter entregue o celular à família da suposta vítima, mas admite não ter pedido um recibo. A família diz que não recuperou o aparelho.

Consultado sobre o que fez com o telefone e as mensagens, o jovem garantiu que não apagou nada, mas quando foi advertido de que qualquer manipulação do telefone poderia significar um processo contra ele, a suposta vítima recorreu à Quinta Emenda da Constituição, que lhe permite manter silêncio para não se incriminar.

A mãe do jovem, a apresentadora de televisão Heather Unruh, admitiu ter apagado algumas imagens do telefone que poderiam envergonhar seu filho antes de entregá-lo à polícia, mas garantiu não ter alterado nada ligado à suposta agressão.

O advogado Alan Jackson, que representa o ator, insinuou que foram apagados textos nos quais a suposta vítima - fã de Kevin Spacey - revelaria ter consentido com o toque.

O juiz Thomas Barrett não tomou qualquer decisão nesta segunda-feira, mas a defesa alertou que pedirá o arquivamento do caso.

"Todo o dossiê está comprometido", afirmou Jackson.

Saiu! No último domingo, dia 7, a Disney divulgou o primeiro trailer do live-action de Mulan, inspirado na animação de 1998. A atriz chinesa Liu Yifei, também conhecida como Crystal Liu, apareceu pela primeira vez em cena como a heroína e progonista do filme, que na versão original, se disfarça de homem para evitar que seu pai tenha que se juntar ao exército do país.

Yifei, de 30 anos de idade, é uma das atrizes mais populares na China. Ela já participou de inúmeras produções no país e também atuou em inglês nos filmes americanos como O Reino Proibido e O Imperador. De acordo com o The Hollywood Reporter, a Disney demorou cerca de um ano para encontrar a protagonista de Mulan, visitando os cinco continentes do mundo e avaliando quase mil candidatas, em busca de alguma atriz com conhecimento de artes marciais e que soubesse falar inglês.

##RECOMENDA##

O longa terá direção de Niki Caro e no elenco ainda estão nomes como Donnie Yen, Jason Scott Lee, Yoson An, Utkarsh Ambudkar, Ron Yuan, Tzi Ma, Rosalind Chao, Cheng Pei-Pei, Nelson Lee, Chum Ehelepola, Gong Li e Jet Li. No vídeo, que você confere abaixo, já é possível notar que o filme trará novidades e muitas mudanças! A ausência do dragão Mushu foi notada pelos fãs da animação, que criticaram o trailer por não fazer menção ao personagem. Por enquanto, não se sabe como o live-action irá retratar o icônico personagem, mas especula-se que na verdade ele seja interpretado como uma fênix e não como um dragão.

[@#video#@]

Filas gigantescas, salas lotadas, bilhetes disputados e diversão. Esses são os pilares essenciais para quem não dispensa ver um bom filme nos cinemas. Na década de 1980, produções nacionais e internacionais causavam o maior frisson em todas as gerações com histórias totalmente desencontradas com as da vida real. 

Para brindar a boa nostalgia, o LeiaJá relembra dez clássicos que arrebataram as atenções mundo afora há exatos 30 anos.

##RECOMENDA##

Confira:

A Pequena Sereia

Querida, Encolhi as Crianças

Olha Quem Está Falando

A Princesa Xuxa e os Trapalhões

Os Caça-Fantasmas 2

De Volta Para o Futuro - Parte II

Ela é o Diabo

Karatê Kid 3 - O Desafio Final

K-9 - Um Policial Bom Pra Cachorro

Batman

Nesta quinta-feira (4), a Marvel Studios lança "Homem-Aranha: Longe de Casa" nos cinemas. Desde 2016, o ator britânico Tom Holland, 23 anos, é quem dá vida ao adolescente Peter Parker, personagem-título, que conquistou fãs dentro da aclamada fraquia "Vingadores", mas outros atores marcaram época na pele do homem da teia. Confira:

1. Nicholas Hammond 

##RECOMENDA##

O ator e roteirista norte-americano foi um dos primeiros a interpretar o Homem-Aranha. Ele atuou em "Homem-Aranha: o Filme" (1977) e no seriado "The Amazing Spider-Man" (1977-1979).

 

2. Shinji Tôdô

 

O ator japonês Shinji Tôdô também interpretou o super-herói em "Supaidamen" (1978-1979, "Homem-Aranha", em japonês). O curioso é que na série o personagem não se chama Peter Parker, mas sim Takuya Yamashiro, e a roupa do herói também era acionada por meio de um relógio.

 

3. Tobey Maguire

Já Tobey Maguire foi um dos atores que marcou o público - e os fãs mais saudosos chegam a dizer que é dele o melhor Peter Parker de todos os tempos. O sucesso foi tanto, que o herói teve franquia própria com "Homem-Aranha" (2002), "Homem-Aranha 2" (2004) e "Homem-Aranha 3" (2007).

 

4. Andrew Garfield

Andrew Garfield foi o segundo ator que mais teve sucesso interpretando o herói nos filmes. É dele o personagem nos filmes "O Espetacular Homem-Aranha" (2012) e "O Espetacular Homem-Aranha 2" (2014).

 

5. Tom Holland

Quando tinha 20 anos, o ator britânico fez sua primeira aparição como Homem-Aranha no filme "Capitão América: Guerra Civil" (2016). Depois, veio o filme solo "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" (2017). Na sequência, Peter Parker se reuniu com outros heróris da Marvel em "Vingadores: Guerra Infinita" (2018) e em "Vingadores: Ultimato" (2019). Por fim, no mais novo filme do super herói "Homem-Aranha: Longe de Casa" (2019), em cartaz nos cinemas, Peter Parker está em uma viagem pela Europa quando é surpreendido pela visita de Nick Fury (Samuel L. Jackson), que o convocado para uma missão: enfrentar o enigmático Mysterio (Jake Gyllenhaal).

A cantora de R&B Halle Bailey interpretará Ariel na versão com atores do desenho animado "A Pequena Sereia", informou nesta quarta-feira a Disney, que raramente contrata atrizes negras para o papel de princesas.

Bailey, que participou de um clipe de Beyoncé e que atua na série de comédia 'Grown-ish', escreveu numa rede social que interpretar este papel era um "sonho que se torna realidade".

##RECOMENDA##

Junto com o texto, a atriz postou uma ilustração da personagem Ariel da animação da Disney, mas de pele escura, olhos castanhos e cabelo negro.

O diretor do filme Rob Marshall disse que Bailey, de 19 anos, foi escolhida após uma busca extensiva e que optou por ela por sua combinação de espírito, coração, juventude, inocência e conteúdo, além de uma voz gloriosa".

A notícia da escolha de Bailey foi celebrada nas redes sociais.

Como a maioria das princesas de Disney, Ariel foi representada como uma jovem de pele branca no clássico desenho animado.

Bailey participa com a irmã da dupla Chloe x Halle, indicada ao Grammy de artista revelação do ano passado.

Depois das versões em live-action de "Mogli", Dumbo", "Aladdin" e o "Rei Leão", a Disney vai iniciar as filmangens de "A Pequena Sereia" no próximo ano. A data de estreia não foi divulgada.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando