Esportes

| Basquete

O Sport, que conta com planos ambiciosos de retornar a Liga Basquete Feminino (LBF) em breve, vai realizar do dia 28 a 31 de janeiro a primeira Copa Sport de basquete feminino. O torneio vai acontecer no Ginásio Marcelino Lopes, na Ilha do Retiro, e deve ser fixado anualmente no calendário da modalidade.

A competição terá além de clubes, alguns colégios e universidades. "Essa copa será realizada todo ano, no mês de dezembro. Se Deus quiser, nas próximas, de casa cheia, com as equipes aqui do Nordeste, para iniciar a temporada. Vamos ver se a gente inicia com o pé direito, para que a gente consiga no próximo ano efetivar a nossa volta à LBF (Liga de Basquete Feminino)", disse o experiente treinador, Roberto Dornelas. 

##RECOMENDA##

A competição será para o clube uma oportunidade de colocar suas atletas em quadra e trabalhar o desenvolvimento delas justamente pensando nesse retorno à LBF. O Sport em 2013 foi campeão com Dornelas no comando do time.

"A expectativa é de fazer um grande campeonato. Estamos entrando com duas equipes, a principal e a meninada do Sub, que está crescendo, desenvolvendo. Queria que todos os torcedores fizessem uma corrente de fé, para que a gente faça uma boa competição e representa muito bem essas cores que amo tanto", disse Dornelas. 

O treinador também deixou seus elogios para João Damásio, que dará nome ao troféu. João foi jogador e treinador do Leão onde conquistou diversos títulos. O torneio será realizado mediante ao cumprimento dos protocolos sanitários.

Desde quando foi criada no ano de 1946, a Associação Nacional de Basquete (NBA) dos Estados Unidos nunca teve duas mulheres árbitras atuando simultaneamente em uma mesma partida. Mas o momento histórico, enfim, vai acontecer nesta segunda-feira (25), às 21h, no jogo entre Orlando Magics e Charlotte Hornets. 

São 85 anos de NBA. Umas das ligas mais rentáveis e mais assistidas em todo mundo, mas esse tabu ainda não foi quebrado durante tantas décadas, e só no ano de 2021 iremos presenciar esse efeito em que duas mulheres farão parte do mesmo trio de arbitragem. 

##RECOMENDA##

Natalie Sago e Jenna Schroeder ganharão protagonismo no duelo de logo mais. A primeira está desde 2018 na liga e já passou pela WNBA, a liga feminina de basquete. Jenna tem um ano a menos na NBA. Juntas, já trabalharam na J-League, que é uma liga onde normalmente atuam jogadores mais jovens, mas nunca haviam atuado juntas na liga principal. O experiente Sean Wright vai fechar o trio. 

“É como se meus sonhos feministas se tornassem realidade, como se meus valores pessoais estivessem colidindo com meus valores profissionais e isso é incrível”, disse Schroeder. Sago expressou que esperava que sua filha pudesse ver esse momento, mas ela está impossibilitada de ir ao ginásio devido à pandemia da Covid-19.

E não faz muito tempo da estreia da primeira mulher a arbitrar uma partida na liga. Em 1997, contra tudo e todos, Violet Palmer estreou na NBA sendo a primeira mulher na posição de juíza. 

A NBA anunciou nesta quinta-feira (14) o adiamento da partida no Arizona entre Indiana Pacers e o Phoenix Suns, que revelou oito casos de coronavírus em seu elenco. O duelo estava marcado inicialmente para o próximo sábado (16) e ainda não tem uma nova data definida.

A liga informou que o confronto de sábado foi adiado para cumprir os protocolos de saúde e segurança estabelecidos. A partida foi postergada depois que os casos positivos de Covid-19 no Suns deixou a equipe com poucos jogadores para entrar em quadra. O time atuou na segunda-feira, em Washington, contra os Wizards, equipe que também teve jogadores diagnosticados com a doença.

##RECOMENDA##

A NBA lida com um grande número de adiamentos esta semana devido à pandemia. Dois jogos na sexta-feira, Washington Wizards x Utah Jazz e Boston x Orlando foram adiados na quarta-feira. Três outros jogos agendados para o mesmo dia, incluindo o do Suns contra o Atlanta Hawks, também não serão disputados nesta semana.

Suns, Hawks, Wizards, Miami Heat e Philadelphia 76ers estão entre as equipes que tiveram vários casos de covid-19 em seus elencos nos últimos dias. Os jogos adiados provavelmente serão remarcados para a segunda metade da temporada. A NBA liberou horários apenas até 4 de março, dizendo no início desta temporada que o segundo semestre também incluiria "todos os compromissos adiados".

Em quase um mês de competição, dez confrontos já foram adiados. A liga e o sindicato de jogadores atualizaram os protocolos de saúde e segurança contra o coronavírus na terça-feira com o objetivo de manter os jogadores saudáveis e disponíveis para jogar.

As novas medidas foram impostas "em resposta a um aumento nos casos de covid-19 em todo o país e às equipes da NBA que exigem quarentena de jogadores", disse a NBA.

Na quarta-feira, a NBA divulgou seus últimos números de exames realizados, dizendo que de 497 jogadores testados desde 6 de janeiro 16 foram contaminados.

Na terça-feira, a NBA e a Associação Nacional dos Jogadores divulgaram regras atualizadas que estarão em vigor "pelo menos nas próximas duas semanas", exigindo que jogadores e funcionários das equipes permaneçam em suas residências quando os jogos foram em seus domínios e proibindo-os de deixar seus hotéis quando atuarem como visitantes - com exceção principalmente para treinos e jogos.

A preocupação com os nove casos de Covid-19 no elenco se transformou em alegria após o time do Corinthians vencer três partidas consecutivas no Nosso Basquete Brasil (NBB). Depois de 12 dias de suspensão das atividades e duas derrotas por W. O. na competição mais importante do basquete brasileiro, o Timão embalou boa sequência no nacional e já enxerga possibilidade de chegar à fase decisiva do torneio.

O alvinegro do Parque São Jorge fez 259 pontos em três triunfos contra Flamengo-RJ (83 x 69), Pato Basquete-PR (80 x 75) e VipTech/Campo Mourão-PR (96 x 72). Antes do surto de Covid-19 no plantel, o Corinthians tinha três vitórias e cinco derrotas. No entanto, como ficou impossibilitado de disputar as partidas contra Minas Tênis-MG e Fortaleza Basquete-CE, somou sete reveses na classificação do NBB. A recuperação veio com a trinca vitoriosa que teve como destaque individual o cestinha Kyle Fuller, que marcou 61 pontos nas últimas partidas do Timão.

##RECOMENDA##

Para o técnico Demétrius Ferraciú, além da felicidade pela retomada dos resultados positivos, o time pode aproveitar a sequência de jogos realizados no Ginásio Wlamir Marques, do Parque São Jorge. Com o NBB sendo disputado em apenas sete sedes situadas em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, devido à pandemia, o treinador cita que a chance de atuar em casa faz com que o elenco tenha noção do tamanho da responsabilidade que é vestir a camisa do Timão. "O coração bate gostoso com a gente jogando em casa. Apesar da torcida não estar junto, escutamos os gritos de 'Corinthians', e para a gente é um prazer enorme. Acho que a equipe também está comprando essa ideia, de jogar em casa, de saber quantas pessoas, quantos corintianos nós estamos representando. Então, isso aí realmente fez uma diferença", comentou o comandante alvinegro, em entrevista ao perfil do basquete do clube no Instagram @sccorinthians.basquete.

O time do Corinthians volta à quadra no próximo domingo (10). O jogo é contra o Cerrado Basquete-DF, e ocorre no Ginásio Wlamir Marques, do Parque São Jorge. A bola laranja sobe às 19h30. O Timão é o 10º colocado com 19 pontos, enquanto o Cerrado soma 15 na 14ª posição.

O bairro de Santo Amaro, área central do Recife, vai sediar, pela terceira vez, o Aurora Summer League. A competição de basquete vai acontecer na quadra pública esportiva da Rua da Aurora, começando no dia 09/01 e encerrando em 07/02, sempre aos sábados e domingos, das 14h30 às 19h30. Para evitar aglomeração, os duelos terão transmissão ao vivo pelo canal no Youtube Aurora Basketball.

A iniciativa é realizada pelo Projeto Aurora, que atua na formação de atletas jovens em situação de vulnerabilidade social do bairro e de outras áreas vizinhas. “O esporte é um caminho para diminuir a exposição dessas pessoas às drogas, promovendo inclusão social e envolvendo-os na construção de um futuro mais promissor”, explica o idealizador do projeto, João Paulo, também realizador do torneio. 

##RECOMENDA##

Durante os cinco finais de semana, a quadra sediará as partidas de basquete no aberto masculino. Serão três rodadas de disputa, seguidas dos duelos eliminatórios e fases finais. Serão 16 equipes participando, incluindo o Aurora, vencedora da última edição, e a expectativa é de mais de 230 atletas envolvidos. 

O Aurora Summer League, que conta com o apoio da Federação Pernambucana de Basquete, seguirá os protocolos sanitários recomendados pelos órgãos estaduais. A troca de equipes só acontece depois da saída dos times anteriores, os atletas só poderão remover a máscara quando estiverem em jogo e a bola será higienizada em todos os intervalos. Além disso, haverá álcool para higienização das mãos. 

Projeto Aurora – Criado em 2016 pelo publicitário João Paulo, o projeto social é formado por voluntários e incentivadores que permitem o ensino de basquete a jovens da região. Atualmente, mais de 50 atletas são beneficiados diretamente, em um movimento que beneficia também as famílias. Com aulas três vezes por semana, na quadra da Rua da Aurora, o projeto já conseguiu montar times para competições. Todo o trabalho é desenvolvido com uma renda obtida por doações e parcerias, como Hebron, TrueSec, Maxx vidro, Pizza Hut, Facottur, Active Academia, Cultura Inglesa, Daterra e uma parceria desde 2016 com o Porto Social. 

 Serviço - Aurora Summer League

Abertura: sábado, 9 de janeiro

Hora: 14:30

Local: Quadra da Rua da Aurora (próxima à pista de skate)

Informações: João Paulo - 99771-0592

Da assessoria

De fora de praticamente toda a temporada passada por conta de uma lesão, Stephen Curry está retomando sua rotina de grandes apresentações em quadra pelo Golden State Warriors. Na rodada de domingo da NBA, o armador deu um show ao marcar 62 pontos e comandou a vitória de seu time contra o Portland Trail Blazers por 137 a 122, em San Francisco. É agora o seu recorde de pontuação na carreira.

Na história dos Warriors, Curry ultrapassou o seu companheiro de equipe Klay Thompson, que chegou a 60, e igualou feito obtido por Rick Barry em 1974. Além de anotar quase metade da pontuação de sua equipe, o astro conseguiu ainda quatro assistências e apanhou cinco rebotes. Andrew Wiggins marcou 21 pontos e pegou sete rebotes para ajudar o time na terceira vitória em seis jogos na temporada.

##RECOMENDA##

Nem mesmo os 60 pontos combinados por Damian Lillard (32) e CJ McCollum (28) foram capazes de superar Curry. Quem também mostrou serviço pela equipe do Oregon, que está com a mesma campanha dos Warriors na Conferência Oeste, e cravou seu "double-double" (dois dígitos em dois fundamentos) foi Enes Kanter, com 24 pontos e 12 rebotes.

Quem também teve uma grande atuação na rodada de domingo foi outro astro da NBA. LeBron James comandou a vitória do Los Angeles Lakers contra o Memphis Grizzlies por 108 a 94, fora de casa, flertando com um "triple-double" (dois dígitos em três fundamentos) de 22 pontos, 13 rebotes e oito assistências. Anthony Davis também se destacou marcando 17 pontos e pegando nove rebotes.

O triunfo foi o terceiro seguido dos Lakers, que seguem na cola de Los Angeles Clippers e Phoenix Suns na luta pela liderança da Conferência Oeste. O time da Califórnia tem agora cinco vitórias em sete jogos disputados até agora neste início de temporada regular.

Sem os destaques da equipe Ja Morant e Jaren Jackson Jr., os Grizzlies sobreviveram bem na partida devido à boa atuação do trio Kyle Anderson, Tyus Jones e Jonas Valanciunas. O primeiro foi responsável por 18 pontos e o segundo por mais 14. Já Valanciunas anotou um "double-double" com 14 pontos e 10 rebotes.

Em Nova York, o Washington Wizards surpreendeu o Brooklyn Nets ao vencer por 123 a 122. Foi a segunda vitória da equipe da capital dos Estados Unidos, que deixou a lanterna da Conferência Leste para o Detroit Pistons.

Bradley Beal liderou os Wizards com 27 pontos e 10 rebotes, seguido por Russell Westbrook, com 24 pontos e 10 assistências, em sua primeira partida sem anotar um "triple-double" na temporada. O brasileiro Raulzinho contribuiu com cinco pontos em pouco mais de 14 minutos em quadra, incluindo uma cesta de três no último quarto.

Confira a rodada de domingo da NBA:

Detroit Pistons 120 x 122 Boston Celtics

Brooklyn Nets 122 x 123 Washington Wizards

Memphis Grizzlies 94 x 108 Los Angeles Lakers

Minnesota Timberwolves 109 x 124 Denver Nuggets

San Antonio Spurs 109 x 130 Utah Jazz

Chicago Bulls 118 x 108 Dallas Mavericks

Phoenix Suns 107 x 112 Los Angeles Clippers

Golden State Warriors 137 x 122 Portland Trail Blazers

Confira a rodada de segunda-feira da NBA:

Orlando Magic x Cleveland Cavaliers

Philadelphia 76ers x Charlotte Hornets

Atlanta Hawks x New York Knicks

Miami Heat x Oklahoma City Thunder

Toronto Raptors x Boston Celtics

Houston Rockets x Dallas Mevericks

Milwaukee Bucks x Detroit Pistons

New Orleans Pelicans x Indiana Pacers

Golden State Warriors x Sacramento Kings

O Washington Wizards não está tendo um bom início de temporada regular na NBA, com três derrotas nos três primeiros jogos, mas um jogador do elenco tem muito o que comemorar. Contratado para a competição que começou na semana passada, o brasileiro Raulzinho tem mostrado bons números em quadra, especialmente na última partida do time.

No domingo, na derrota em casa para o Orlando Magic por 120 a 113, o armador anotou 22 pontos, apanhou quatro rebotes, distribuiu cinco assistências e roubou três bolas em 32 minutos em quadra - igualando em pontos e roubos os seus recordes na liga, além de uma nova marca com os 10 arremessos certos em uma só partida.

##RECOMENDA##

Raulzinho comemorou o bom começo com a nova equipe - estava no Philadelphia 76ers na temporada passada - e aposta em crescimento da franquia ao longo do campeonato.

"Estou feliz pela adaptação rápida à equipe, ao sistema de jogo, em poder ajudar o time. Temos trabalhado muito forte todos os dias, estamos ainda no começo da temporada e tenho certeza de que, aos poucos, vamos ajustar e encontrar nosso melhor jogo. Chegaram muitos jogadores a Washington, foram poucos jogos até agora e ainda não tivemos a equipe completa à disposição. Vamos crescer muito no campeonato", afirmou o brasileiro, que inicia a sua sexta temporada na NBA.

O próximo compromisso dos Wizards será nesta terça-feira contra o Chicago Bulls, do pivô brasileiro Cristiano Felício, que também busca a primeira vitória após três jogos.

Atual campeão da NBA, o Los Angeles Lakers está pegando embalo neste início da temporada 2020/2021. Depois de perder na estreia para o Los Angeles Clippers, o time de LeBron James e Anthony Davis - este não jogou por conta de uma lesão na panturrilha direita - emplacou a segunda vitória seguida na rodada de domingo ao derrotar com autoridade o Minnesota Timberwolves por 127 a 91, no ginásio Staples Center, em Los Angeles.

Com o resultado, os Lakers se juntam na liderança da Conferência Oeste ao lado do até então invicto Timberwolves e mais Sacramento Kings, New Orleans Pelicans, San Antonio Spurs, Phoenix Suns e Clippers.

##RECOMENDA##

LeBron James não precisou brilhar em quadra e fechou o jogo com 18 pontos e ficou a um rebote do "double-double" (dois dígitos em dois fundamentos). O cestinha foi Kyle Kuzma, que anotou 20 pontos, sendo 14 só no primeiro tempo. Contabilizando 12 pontos, oito assistências e sete rebotes, o pivô espanhol Marc Gasol também teve boa atuação.

Também em Los Angeles, o outro time da cidade foi massacrado. Com um primeiro tempo arrasador, o Dallas Mavericks ganhou dos Clippers por 124 a 73. A diferença no intervalo para o time do Texas, para se ter uma ideia do que aconteceu, era de 50 pontos (77 a 27).

Quem não passou por essa vergonha foi Kawhi Leonard. O astro dos Clippers não atuou em razão dos oito pontos na boca que levou no jogo passado, após tomar uma cotovelada do companheiro de equipe, Serge Ibaka, diante do Denver Nuggets.

Na Conferência Leste, o astro grego Giannis Antetokounmpo tentou carregar o Milwaukee Bucks nas costas, mas não fez o suficiente para evitar a derrota de seu time para o New York Knicks por 130 a 110, no ginásio Madison Square Garden, em Nova York. O duas vezes MVP da NBA conseguiu um "double-double" com 27 pontos e 13 rebotes, mas o brilho da dupla formada por Julius Randle, com 26 pontos e 13 rebotes, e Elfrid Payton, com 23 pontos, garantiram a vitória dos mandantes.

RAULZINHO - Com o armador Russell Westbrook poupado, o brasileiro Raulzinho teve a chance de começar como titular do Washington Wizards contra o Orlando Magic e se destacou. Igualou a melhor marca da carreira com 22 pontos, mas o time da capital americana permitiu a reação rival no último quarto, depois de liderar com uma vantagem de 17 pontos, e perdeu por 120 a 113.

Em pouco mais de 31 minutos em quadra, Raulzinho conseguiu ainda cinco assistências e quatro rebotes, além de três roubadas de bola. Foi o segundo maior anotador dos Wizards, só atrás de Bradley Beal, que fez 29 pontos.

Confira a rodada de domingo da NBA:

Los Angeles Clippers 73 x 124 Dallas Mavericks

Charlotte Hornets 106 x 104 Brooklyn Nets

Washington Wizards 113 x 120 Orlando Magic

New Orleans Pelicans 98 x 95 San Antonio Spurs

Cleveland Cavaliers 118 x 94 Philadelphia 76ers

New York Knicks 130 x 110 Milwaukee Bucks

Indiana Pacers 108 x 107 Boston Celtics

Chicago Bulls 128 x 129 Golden State Warriors

Sacramento Kings 100 x 116 Phoenix Suns

Los Angeles Lakers 127 x 91 Minnesota Timberwolves

Confira a rodada de segunda-feira da NBA:

Atlanta Hawks x Detroit Pistons

Brooklyn Nets x Memphis Grizzlies

Oklahoma City Thunder x Utah Jazz

Denver Nuggets x Houston Rockets

Los Angeles Lakers x Portland Trail Blazers

CJ McCollum acertou uma cesta de três pontos a 6,3 segundos do final da prorrogação e garantiu a primeira vitória do Portland Trailblazers na temporada da NBA, neste sábado à noite, ao derrotar o Houston Rockets, em casa, por 128 a 126, após empate em 113 pontos no tempo normal.

Com oito assistências, McCollum acertou 17 de 30 arremessos e alcançou os 44 pontos. Ele teve a ajuda de Damian Lillard, autor de outros 32 pontos, além de nove assistências.

##RECOMENDA##

Do lado de Houston, James Harden também somou 44 pontos e ainda realizou 17 assistências, mas errou o último passe do jogo, que poderia levar a disputa para uma segunda prorrogação. O brasileiro Carlos Caboclo fez sete pontos para a equipe texana, que estreou na competição.

O Orlando Magic foi até Washington e obteve importante vitória, ao bater os Wizards por 130 a 120, com bela atuação de Terrence Ross (25 pontos) e Nikola Vucevic (22 pontos e 17 rebotes).

Do lado do time da capital, Bradley Beal conseguiu 39 pontos, mas não teve companhia constante na partida por parte de Russell Westbrook, que apesar da irregularidade conseguiu um triplo duplo (15 pontos, 12 assistências e 12 rebotes).

O brasileiro Raulzinho jogou apenas 9min09, mas teve boa atuação, ao conseguiu 11 pontos, com direito a três cestas de três pontos.

Outros resultados da rodada: Phoenix 103 x 106 Sacramento, Utah 111 x 116 Minnesota, Toronto 114 x 119 San Antonio, Atlanta 122 x 112 Memphis, Indiana 125 x 106 Chicago, Philadelphia 109 x 89 New York, Cleveland 128 x 119 Detroit e Oklahoma 109 x 107 Charlotte.

Após um surto de Covid-19 no elenco, o time de Basquete do Corinthians suspendeu suas atividades e acabou perdendo as duas últimas partidas por não comparecer ao local do jogo (W.O). Os casos de coronavírus aconteceram em meio à disputa do Nosso Basquete Brasil (NBB).

Com oito atletas contaminados e sem ter jogadores para substitui-los, o Timão foi derrotado por Minas e Fortaleza pelo placar formal de 20x0. Apresentando os resultados dos exames dos jogadores, que testaram positivo para o vírus, a diretoria do alvinegro paulista ainda tentou adiar os jogos mas a Liga Nacional de Basquete (LNB) negou o pedido, optando por  manter o regulamento da competição sem alterações.

##RECOMENDA##

No documento, assinado pelos 16 clubes do torneio, não há previsão de que partidas sejam adiadas devido ao número de casos de Covid-19 nas equipes. Atual 11º colocado na tabela do NBB com três vitórias e sete derrotas, o Basquete do Timão só deve voltar à quadra com força total no dia 29 de dezembro. O time comandado pelo técnico Demétrius Ferraciú pega o vice-líder Flamengo-RJ. Os cariocas têm nove vitórias e apenas uma derrota no nacional da modalidade.

Melhor equipe do basquete 3x3 do Brasil, o São Paulo DC tem motivos para comemorar. Apesar de todos os problemas causados pela pandemia do novo coronavírus, o time conseguiu atingir os objetivos que haviam sido propostos no final do ano passado, quando foi montado o planejamento pelo manager da equipe, Gustavo Bracco.

Foram criadas duas equipes na categoria sub-18 e uma sub-23 jogando na elite, além da manutenção dos times elite e sub-23. Além disso, o São Paulo DC, enfim, conseguiu realizar um período de treinos no exterior, um desejo antigo de Bracco.

##RECOMENDA##

"Desde que formei a equipe sempre almejei levá-la para um período de treinamento no exterior e, em 2020, conseguimos isso, lembrando que desde 2013 viajamos para disputar torneios internacionais, mas para treino esta foi a primeira vez", afirmou o manager. "Nossos atletas abdicaram do carnaval e ficamos fez dias na Sérvia com os dois melhores times do mundo na ocasião".

Para o técnico Juninho, o intercâmbio internacional foi um divisor de águas para o São Paulo DC. "A viagem para Sérvia nos possibilitou estar com os melhores jogadores e técnicos do mundo, que nos passaram uma visão técnica e tática incrível do jogo; isso nos fez mudar algumas chavinhas e nos colocar num patamar muito bacana em relação aos times que enfrentamos. Foi uma viagem que agregou bastante ao projeto", analisou.

Depois da viagem para a Sérvia, o São Paulo DC disputou duas competições e venceu. Depois disso o trabalho foi interrompido por causa da pandemia. A decisão foi tomada no dia 17 de abril. Por causa do crescimento de casos da Covid-19, os atletas foram para suas casas, suspendendo os treinamentos presenciais.

"De abril a setembro ficamos sem treinar presencialmente, já que a nossa comissão técnica seguiu em contato com os atletas de todas as categorias para que eles pudessem seguir uma rotina de treinos físicos e acompanhamento psicológico. É claro que alguns jogadores precisaram trabalhar e buscar uma condição de vida, mas eles sempre deixaram como prioridade a manutenção do preparo físico e a realização das atividades online", explicou Bracco.

Em setembro, o time voltou aos treinamentos, com a autorização da APCEF/SP (Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal), na zona sul de São Paulo (SP). "Para que tudo corresse bem e os atletas ficassem protegidos, criamos a 'Bolha São Paulo DC', ou seja, logo na chegada todos os atletas foram testados e isolados, recebendo as marmitas à distância e tomando todos os cuidados. Os resultados dos exames não acusaram contágio e os treinos foram retomados, dentro de uma 'bolha' que formamos e seguindo as normas impostas pelo clube para permitir que eles pudessem treinar fisicamente e taticamente, mesmo não tendo certeza se jogaríamos alguma competição neste ano", relatou. "Os jogadores ficaram o dia todo no clube, treinando, fazendo academia e usando a piscina. Apenas os atletas que residiam perto, iam embora no final do dia."

A partir de outubro as disputas foram retomadas e já na primeira delas deu para ver que os times do São Paulo DC estavam acima das equipes nacionais e todas elas venceram. "Na última etapa da Liga ANB, que foi disputada recentemente na Barra Funda, em São Paulo (SP), já entramos como campeão geral em todas as categorias (elite, sub-23 e sub-18) e mantivemos o bom momentos, vencendo todas: na elite, a equipe São Paulo DC U23 foi a primeira colocada e a nossa equipe adulta ficou em segundo; no sub-18 também garantimos o primeiro e segundo lugares".

Com o fim da temporada e os objetivos alcançados, os atletas do São Paulo DC foram dispensados e retornarão na segunda quinzena de janeiro de 2021 para iniciar a pré-temporada. "Este foi o ano que menos viajamos para o exterior desde 2013, contudo, acredito que fizemos a viagem mais importante da história da equipe, que foi a capacitação realizada na Servia", destacou.

Agora, os atletas estão de férias. Gustavo Bracco já está trabalhando no planejamento para 2021, buscando parceiros. "Vamos analisar os pontos que precisamos melhorar, manter aquilo que funcionou e buscar novos desafios. Posso adiantar que teremos novidades".

A Band renovou o contrato de transmissão da NBA e transmitirá a temporada 2020-21 da liga de basquete norte-americana a partir do dia 27 de dezembro. O acordo prevê a exibição de duas partidas por semana, geralmente às quintas-feiras e aos domingos.

Ao todo, mais de 50 partidas serão televisionadas, incluindo os playoffs, a série decisiva de conferência e as finais da temporada. Além do direito de transmissão, a Band poderá utilizar um material produzido pela própria NBA em seus programas esportivos e telejornais.

##RECOMENDA##

"Ter uma parceria de longo prazo como a Band, com a força e o alcance da TV aberta, é fundamental para a popularização do esporte e muito importante para que os brasileiros estejam cada vez mais próximos da NBA. Temos uma longa história com a Band, uma parceria que começou há muitos anos, no fim da década de 80, e que foi retomada recentemente com enorme sucesso", ressalta o head da NBA no Brasil, Rodrigo Vicentini.

A Band foi a primeira emissora do Brasil a transmitir partidas da liga de basquete americana, 1987. "NBA na Band é tradição. Vamos com tudo para mais uma temporada com o melhor basquete do mundo. Temos certeza que a audiência Band vai curtir e para este novo ciclo teremos mais jogos e muito mais conteúdo dentro dos nossos programas, dentro do Show do Esporte. Se os times da Liga são fortes, podemos dizer que o nosso também será. Estamos ansiosos pelo começo dos jogos", afirma o diretor de Esportes da emissora, Denis Gavazzi.

A temporada 2020-21 da NBA terá início no dia 22 de dezembro. No domingo, 27, às 22h, a Band exibe o jogo entre Golden State Warriors e Chicago Bulls. Na última edição do torneio, o Los Angeles Lakers, de LeBron James, foram os campeões.

A espera pela decisão do futuro de Giannis Antetokounmpo finalmente acabou. Eleito o MVP (Jogador Mais Valioso, na sigla em inglês) das últimas duas temporadas, o astro grego acertou sua permanência no Milwaukee Bucks. O novo acordo é conhecido por renovação "supermax" e valerá por cinco temporadas com valores de US$ 228 milhões (cerca de R$ 1,15 bilhão).

O anúncio da renovação foi feita nesta terça-feira e confirmada pelo agente de Antetokounmpo, Alex Saratsis, ao jornalista Adrian Wojnarowski, da ESPN norte-americana. O novo acordo tem ainda a opção de "opt-out" após quatro anos. Ou seja, o jogador pode desistir do seu contrato vigente após determinado tempo, abrindo mão também de um montante de dinheiro. Isso acontece quando há reestruturação nas equipes, que tentam enxugar a folha salarial negociando com o então atleta mais valioso do elenco a fim de trazer reforços.

##RECOMENDA##

Após a notícia, Antetokounmpo foi às redes sociais celebrar sua permanência nos Bucks. "Esta é a minha casa, este é o meu time", escreveu o astro. "Sou abençoado por estar apto a fazer parte do Milwaukee Bucks pelos próximos cinco anos. Vamos fazer esses anos valerem a pena. O show continua, vamos com tudo."

Caso não tivesse renovado com a franquia de Milwaukee, ele se tornaria agente livre irrestrito na próxima pós-temporada. Mesmo com a pandemia afetando severamente os jogos da NBA, Antetokounmpo fez história e, depois de Michael Jordan e Hakeem Olajuwon, se tornou o terceiro jogador da história da liga a ganhar prêmios de MVP e Melhor Defensor da liga na mesma temporada.

O ala de 2,11 metros somou médias de 29,5 pontos, 13,6 rebotes e 5,6 assistências, seus melhores números na carreira, no último campeonato. Com ele nesta temporada, o Milwaukee Bucks teve sua melhor campanha dos últimos dois anos, mas acabou falhando no objetivo de conquistar o troféu de campeão da NBA, caindo diante do Miami Heat nas semifinais da Conferência Leste.

O jovem Keyontae Johnson, estrela do basquete universitário norte americano, sofreu um colapso em quadra neste domingo (13) e caiu desacordado durante uma partida contra a equipe do Seminoles. O jovem de 19 anos atua pelo Florida Gators.

Segundo informações do site TMZ, o momento assustador aconteceu na sequência de um ponto marcado e celebrado por Keyontae. As equipes retornavam da parada técnica e o jogador simplesmente desabou e chegou a bater com o rosto no chão. 

##RECOMENDA##

Em quadra, os outros atletas aparecem no vídeo chamando desesperadamente a equipe médica para atender o jovem que foi socorrido e encaminhado para o Hospital Memorial Tallahassee. De acordo com o TMZ o rapaz foi infectado com Covid-19 há uns meses, e uma das sequelas causada pela doença foi um quadro de miocardite, uma inflamação em um dos músculos do coração. O estado dele é crítico. 

O Florida Gators, time de Keyontae, agradeceu as mensagens e todo apoio médico recebido no socorro do atleta e confirmou a condição crítica dele em comunicado emitido nas redes sociais.

[@#video#@]

Keyontae Johnson, jovem de 19 anos que vinha se destacando na temporada do basquete universitário dos Estados Unidos, teve um colapso em quadra neste sábado pouco após o início da partida entre a sua equipe, o Florida Gators, e o Florida State Seminoles, pela NCAA. O atleta da Universidade da Flórida está em condições críticas, mas estáveis e sendo tratado no hospital no Tallahassee Memorial.

Ainda não são conhecidas as causas do colapso de Keyontae. Ele desmaiou após uma enterrada, na qual completou uma ponte aérea com passe do colega Tyree Appleby. Pouco depois da comemoração pela jogada, o jogador perdeu a consciência, causando muito choro e nervosismo dos colegas de equipe. Após ele ser atendido e levado para o hospital, a partida continuou e os Gators perderam por 83 a 71.

##RECOMENDA##

Keyontae tem se destacado na divisão Leste da Southeastern Conference (SEC) da National Collegiate Athletic Association (NCAA), a liga nacional de basquete universitário, com uma média de 19,7 pontos por jogo na temporada. Ele vinha sendo apontado como o jogador do ano da conferência em que jogava e um dos possíveis atletas a participarem do draft da NBA em 2021.

O perfil dos Gators no Twitter tem fornecido atualizações sobre a condição do jovem. "Keyontae Johnson segue em condição crítica, mas estável, e vai ficar no hospital Tallahassee Memorial ao longo da noite. O técnico principal Mike White também ficará com Keyontae em Tallahassee no hospital", foi a última disponível. Membros da equipe técnica têm pedido orações pelo atleta.

Atual campeão, o Los Angeles Lakers não contará com seus dois principais jogadores para a partida de abertura da pré-temporada da NBA. Os astros LeBron James e Anthony Davis serão poupados da estreia da equipe, que acontece nesta sexta-feira (11) contra o Los Angeles Clippers.

Foi o próprio técnico da equipe, Frank Vogel, que em entrevista coletiva falou sobre o assunto. Com o time estreando apenas 71 dias após o título sobre o Miami, na bolha criada pela NBA no complexo da Disney, em Orlando, na Flórida, a cautela com os principais nomes da equipe deve ser maior neste ano.

##RECOMENDA##

Os Lakers vão ter quatro jogos antes da estreia oficial da temporada regular. Eles enfrentarão os Clippers nesta sexta-feira e no domingo. E depois encaram o Phoenix Suns nos dias 16 (quarta) e 18 (sexta). A estreia oficial está marcada para o próximo dia 22 mais uma vez contra o rival da cidade de Los Angeles, no ginásio Staples Center.

Anthony Davis concordou com a decisão do treinador e não quer apressar a volta. O ala-pivô diz que quer voltar a jogar quando se sentir pronto.

"Eu só quero ter certeza que estou bem para ir. Não quero apressar nada. Infelizmente vimos o que aconteceu na NFL sem a pré-temporada, o tanto de lesões que tivemos. Não queremos a mesma coisa aqui. Então quero estar pronto no momento certo. O Frank (Vogel) está fazendo um excelente trabalho conosco, indo aos poucos", destacou Davis.

Campeão duas vezes da NBA com o Los Angeles Lakers, em 2008 e 2010, o pivô espanhol Pau Gasol revelou que pretende voltar a jogar na liga e tem a própria franquia da Califórnia como objetivo. Aos 40 anos, ele sonha em pode atuar ao lado de seu irmão mais novo, Marc, que recentemente assinou um contrato de dois anos com a equipe, atual campeã.

"Há significado e história nisso. Não vou mentir. Seria muito especial e agora que meu irmão [Marc] está lá, ainda mais especial. Mas agora não estou em posição de ser muito exigente. Não tenho 10 ofertas em jogo", afirmou Gasol, em entrevista à ESPN americana.

##RECOMENDA##

Com grande história na NBA, o espanhol venceu os dois títulos ao lado de Kobe Bryant nos Lakers. Mas não joga desde março de 2019 após por duas cirurgias para reparar fraturas no pé esquerdo. "Quero a oportunidade de contribuir, de me sentir útil. Não apenas por estar lá. Não sou assim. Quero me divertir e os jogadores geralmente gostam de jogar", disse.

O pivô está treinando e trabalhando no processo de recuperação. Ele revelou ainda que realiza testes semanais de covid-19 em seus treinadores e parceiros de treinos, além do uso de máscaras durante exercícios de contato. "Houve dias bons e depois dias difíceis em que dizia: "Isso realmente vale a pena? Talvez seja hora de deixar para lá'", contou.

Outro desejo de Gasol é poder conquistar uma vaga na seleção olímpica da Espanha para os Jogos de Tóquio-2020, adiados para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus.

O astro LeBron James acertou na semana passada a sua renovação de contrato com o Los Angeles Lakers por mais dois anos. Com o acerto de US$ 85 milhões (R$ 445 milhões na cotação atual), o quatro vezes campeão da NBA permanecerá na equipe da Califórnia pelo menos até o final da temporada 2022/2023. Isso faz com que suas chances de jogar na liga com seu filho Bronny James aumentem.

Em uma videoconferência com jornalistas na noite de segunda-feira (7), LeBron James revelou que a melhor parte do novo contrato não é o dinheiro ou o fato de ter a garantia de que vai estar na NBA por pelo menos 20 temporadas. O que o motiva ainda mais é a possibilidade de ser agente livre no ano em que seu filho pode ter a chance de se inscrever no Draft.

##RECOMENDA##

"A melhor coisa disso é que o ano em que serei um agente livre (2023) será no mesmo ano em que meu filho mais velho vai se formar no ensino médio. Por isso terei algumas opções para ver, para mim pessoalmente, o que quero fazer adiante, estar perto da minha família, estar mais perto do meu filho ou continuar a jogar este jogo que amo com muita saúde e ótimo humor", afirmou LeBron.

Há algumas condições para que Bronny James, hoje com 16 anos, consiga entrar na NBA em 2023. Mas seu pai nunca escondeu que um de seus sonhos no basquete é poder atuar com o filho, contra ou no mesmo time, na maior liga do mundo. LeBron, que terá 38 anos quando o contrato com os Lakers expirar, não quis especular por quanto tempo mais ele jogará além da temporada de 2022/2023.

"Eu não olho para o futuro assim tão longe. Apenas dou o máximo que posso no momento e vejo o que acontece. Fui abençoado por fazer parte de treinamentos de pré-temporada por 18 anos consecutivos. E nunca vou pensar que isso foi algo que caiu do céu", disse.

Para agora, LeBron está pensando na temporada que começará no próximo dia 22. O astro dos Lakers não gstou muito disso, pois não poderá mais passar o Natal com sua família. "Para ser totalmente honesto, eu não esperava (essa data de início) já que as primeiras conversas que estavam acontecendo, eu estava ouvindo que seria algo em meados de janeiro e o campo de treinamento iria começar depois do Natal. Teríamos a oportunidade de passar o Natal com nossas famílias. Então, eu já tinha planejado férias com minha família, o que obviamente não pude fazer desde que estou na liga. Então, tive que alterar muitas coisas quando ouvi o dia 22 de dezembro para começar e com o campo de treinamento começando obviamente esta semana".

Em preparação para sua sexta temporada com o Minnesota Timberwolves, o pivô e estrela do time Karl-Anthony Towns declarou recentemente que ainda está em processo de luto por sua mãe, Jacqueline Cruz-Towns, e outros seis membros de sua família, vítimas fatais das complicações do coronavírus.

"Eu tenho passado por muita coisa, começando obviamente pela minha mãe", disse Towns nesta sexta-feira (4). "Na noite passada recebi uma ligação que dizia que perdi meu tio. Eu sinto que estou um pouco mais maduro pela vida e mais humilde."

##RECOMENDA##

No dia 25 de março, Towns publicou um vídeo bastante emotivo em que dizia que sua mãe tinha sido entubada e estava em coma induzido para conseguir lidar com as complicações da Covid-19. Foi então que no dia 13 de abril veio a notícia da morte Jacqueline Cruz-Towns, aos 58 anos. O pai do jogador da NBA também foi infectado, mas conseguiu se recuperar.

"Eu tenho visto muitos caixões nos últimos sete meses", relatou Towns. "Eu conheço um monte de gente - na minha família e na de minha mãe - com Covid-19. Eu sou o único que ainda procurou por respostas, tentando descobrir como manter a saúde."

Towns ainda fez questão de enfatizar a importância da informação concreta, pensando em se prevenir do coronavírus. "É muita responsabilidade sobre mim em manter minha família bem informada e por fazer tudo o que é necessário para mantê-los vivos."

O pivô dos Wolves tem feito várias postagens nas redes sociais para conversar sobre o assunto, dando seu depoimento pelas experiências pelas quais passou. Segundo ele, existe uma necessidade em compartilhar sua história para ajudar mais pessoas a entender melhor o efeito da pandemia.

Towns contou ainda que seus colegas de time, especialmente D'Angelo Russell, o ajudaram e o consolaram após a morte de sua mãe. O astro revelou que recebeu inúmeras mensagens de texto e ligações de diversas pessoas de dentro da franquia de Minnesota. Voltar a jogar basquete será um desafio, afinal, Jacqueline raramente perdia uma partida de seu filho.

Dois dias após a ONU decidir retirar a maconha da lista das drogas mais perigosas, uma das maiores ligas esportivas do mundo, a NBA, decidiu em conjunto com a Associação Nacional dos Jogadores de Basquete (NPBA) que a substância não será proibida na temporada 2020/2021. A decisão foi confirmada em comunicado do porta voz Mike Bass nesta sexta-feira (4).

Por conta da pandemia, a liga decidiu por um relaxamento do controle da maconha comumente utilizada por alguns atletas na próxima temporada. Já na bolha da Disneý, onde jogou-se o restante da temporada 2019/2020 de basquete por conta da pandemia, a entidade havia relaxado o controle.

##RECOMENDA##

“Devido às circunstâncias incomuns em conjunto com a pandemia, concordamos com a NBPA em suspender os testes aleatórios de maconha para a temporada 2020-21 e focar nosso programa de testes aleatórios em produtos que melhoram o desempenho e drogas de abuso”, afirmou Mike Bass.

A pré temporada com jogos de preparação da NBA iniciam em 11 de dezembro. As equipes iniciaram os treinamentos nesta terça-feira (1°). A bola laranja sobe para o "tip-off", ou início da temporada, no dia 22 de dezembro. 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando