Esportes

| Futebol

Após duas passagens pelo comando do Chelsea e uma última à frente do Manchester United, encerrada em dezembro do ano passado, José Mourinho está de volta ao futebol inglês para dirigir o Tottenham. Oficializado na última quarta-feira como substituto do demitido Mauricio Pochettino, o treinador português foi apresentado nesta quinta-feira pelo clube de Londres e disse assumir a equipe em um momento em que ele acredita estar "emocionalmente mais forte" para este novo desafio de sua carreira.

Após ser demitido pelo United apenas uma semana antes do Natal do ano passado, Mourinho não assumiu a direção de nenhum outro time durante 11 meses. Com isso, teve um longo tempo para refletir sobre a sua trajetória e para escolher os próximos passos de sua vida antes de voltar a exercer a função de treinador.

##RECOMENDA##

Quando chegou ao Chelsea pela primeira vez, já com o status de quem havia conduzido o Porto e a Inter de Milão aos títulos da Liga dos Campeões da Europa, o treinador se autointitulou de "The Special One" (O Especial), deixando qualquer modéstia de lado. Agora, porém, ele chegou ao Tottenham exibindo um discurso mais comedido.

"Sou humilde o suficiente para tentar analisar o que fiz na minha carreira", afirmou Mourinho nesta quinta-feira. "A evolução, os problemas, as soluções", completou. E ao ser questionado se não era mais tão impetuoso, ele respondeu a um repórter: "Eu sempre fui humilde, mas você não entendeu isso".

E o português destacou que este período de 11 meses sem dirigir um time "não foi perda de tempo". "Estes 11 meses foram um tempo para analisar, para repensar, para preparar e antecipar coisas", disse o comandante, para em seguida garantir que continua sendo um treinador com personalidade forte, fato que o fez ser adorado por muitos e odiado por muitos outros.

"Você nunca perde seu DNA. Você nunca perde sua identidade. Tive tempo de pensar sobre muitas coisas. Não me pergunte quais são os meus erros. Mas eu percebo durante a minha carreira que cometi erros, mas não cometerei os mesmos erros. Eu vou cometer novos erros", afirmou o comandante, que em sua carreira também esteve à frente do Real Madrid, no qual não conseguiu o sucesso obtido anteriormente por outros clubes em nível continental.

E após tantas experiências em clubes do primeiro escalão da Europa, ele se vê calejado para poder brilhar no comando do Tottenham. "Eu estou mais forte. E quando digo que estou mais forte, é do ponto de vista emocional. Estou relaxado. Estou motivado. Estou pronto. E eu acho que os jogadores sentiram isso nestes dois dias (desde a sua chegada ao clube)", ressaltou Mourinho.

A estreia do treinador em seu novo time ocorrerá no dérbi londrino com o West Ham, neste sábado, quando tentará fazer a sua equipe iniciar uma forte reação no Campeonato Inglês. A equipe ocupa apenas a 14ª posição, com 14 pontos, 11 atrás do Manchester City, quarto colocado e que hoje fecha a zona de classificação à Liga dos Campeões.

O Tottenham não ganha o título nacional desde 1961. E Mourinho foi realista ao projetar os objetivos do time na competição. "Nós não podemos ganhar a Premier League nesta temporada, mas nós podemos ganhá-la na próxima", previu.

Depois de ser vaiado por alguns torcedores na vitória da equipe de basquete do São Paulo sobre o Pinheiros na quarta-feira, fora de casa, pelo NBB, o presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, minimizou o protesto, citando que as críticas foram feitas por "um pequeno grupo de torcedores". As declarações revoltaram parte da torcida, que criou o movimento #Somos18MilhõesForaLeco. A hashtag chegou a ocupar o primeiro lugar entre os assuntos mais comentados no Twitter na manhã desta quinta.

"É desagradável, infelizmente é uma coisa encomendada. É um pequeno grupo de torcedores que ataca a gestão, eu entendo que de uma forma injusta", disse o presidente ao site da ESPN. "O futebol é resultado. E enquanto o São Paulo não for campeão, mesmo que esteja em uma situação de competição, indo para a Libertadores, são marcas que ficam até ganhar um título. E o foco é a figura do presidente, é uma pena que seja desse jeito. Mas eu me fortaleço nessas situações porque minha consciência está tranquila, minha energia e meu trabalho são focados no bem estar do São Paulo. Quero muito que eles tenham a alegria que eu quero ter", completou.

##RECOMENDA##

Depois da repercussão, a assessoria de imprensa do São Paulo informou que as declarações do presidente diziam respeito ao grupo que o criticou no ginásio e não aos protestos dos últimos anos.

Leco dirige o clube desde outubro de 2015, com mandato até dezembro de 2020. Ele não poderá concorrer à reeleição. O presidente recebe críticas pela situação financeira do clube, que registra um déficit anunal de R$ 76,5 milhões, além da falta de títulos - a última conquista foi em dezembro de 2012. A torcida também critica a troca de treinadores. Só neste ano, o time foi comandado por André Jardine, Vagner Mancini, Cuca e Fernando Diniz.

Na manhã desta quinta-feira (21), o narrador Galvão Bueno sofreu um mal súbito em Lima, no Peru. Ele recebeu atendimento médico, mas não vai narrar a decisão da Libertadores entre Flamengo e River Plate, marcada para às 17h, do próximo sábado (23). A transmissão da partida será comandada por Luis Roberto.

Acompanhado da esposa, Desiree Bueno, Galvão foi encaminhado para a clínica Anglo-Americana, no bairro de Miraflores. Na unidade, ele foi submetido a um procedimento de cateterismo, realizado para a desobstrução de artérias coronarianas.

##RECOMENDA##

"Nosso companheiro Galvão Bueno teve um mal-estar hoje (quinta-feira) de manhã em Lima, onde se encontra para a narração da final da Libertadores. Ele foi levado para exames na clínica Anglo-Americana, no bairro de Miraflores, acompanhado por sua mulher Desirée Galvão Bueno. Foi atendido prontamente e está sendo submetido a um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana", informou a nota oficial da Globo.

"Todos nós desejamos ao querido Galvão uma rápida recuperação. O hospital divulgará ao término do procedimento um boletim médico. A narração da final da Libertadores será feita pelo companheiro Luis Roberto", completou.

Com informações da Agência Estado

O gol da Ponte Preta, marcado pelo centroavante Roger, carrasco rubro-negro, quase contrariou os leoninos mais otimistas. Diante de uma Ilha do Retiro com mais de 20 mil vozes e de uma festa regada a luzes, fogos, gritos de guerra e repleta de esperança em prol do retorno do Sport à Série A do Campeonato Brasileiro, uma derrota recifense adiaria o sonho pernambucano de retornar à elite do futebol nacional. Porém, outro atacante chamou a responsabilidade e fez valer a atmosfera da Ilha na noite dessa quarta-feira (20); Guilherme marcou dois gols, virou o placar e cravou a subida do Sport.

Artilheiro do Campeonato Brasileiro da Série B com 17 gols, o atacante rubro-negro é, sem dúvidas, um dos principais destaques do elenco leonino na temporada 2019. Além de empurrar a bola para o fundo das redes dos adversários, Guilherme deu bons passes e se mostrou o ofensivo com mais movimentação nas investidas da equipe durante as partidas da competição, desempenho que o fez cair nas graças da torcida e despertar o interesse de outros clubes.

##RECOMENDA##

Em entrevista à Rádio Jornal depois do jogo dessa quarta-feira, o atacante revelou que, no meio da temporada, recebeu propostas de outras equipes, mas preferiu manter seu trabalho na Ilha do Retiro. Questionado se permanecerá no Sport para a temporada 2020, Guilherme confessou que, no momento, confirmar qualquer resposta é, no mínimo, difícil. Ele garante que o período agora é de comemoração e, em seguida, de descanso ao lado de seus familiares.

“Tive muitas situações adversas para eu acertar com o Sport em janeiro, mas quando o professor Milton me ligou e passou a situação do Sport, me deu moral e me abraçou, por causa dele eu vim. Ano especial e como prometido, quero dividir com meu irmão e amigo Hernane Brocador. Quero dividir com ele esse momento. Estou muito feliz, agora é comemorar e pensar em 2020”, disse o atacante à Rádio Jornal.

Ao ser perguntado se ficará no Sport na próxima temporada, Guilherme respondeu: “Esse fica aí é difícil falar, mas, o que importa é que, no meio do ano, tive sondagens de alguns clubes e eu disse que ficaria para terminar aquilo que comecei. Acredito que terminei aquilo que comecei: campeão pernambucano, artilheiro do campeonato e o acesso. Estou muito feliz! Vou deixar que meus empresários tomem conta dessa situação”.

Com a vitória diante da Ponte Preta, o Sport chegou a 67 pontos e ocupa a segunda colocação da Série B. O último jogo do Leão será fora de casa, contra o Atlético-GO, no dia 30 deste mês.

O Atlético de Madrid informou que o atacante brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa foi operado com sucesso para retirada de uma hérnia de disco na região cervical. O procedimento cirúrgico foi realizado nesta quinta-feira (21), na capital espanhola, e o clube confirmou que o mesmo "ocorreu conforme o planejado".

Por meio da curta nota oficial publicada em seu site, o Atlético não estabeleceu um tempo previsto de recuperação para o atleta, mas o período estimado de afastamento após este tipo de cirurgia é de cerca de três meses. Se isso se confirmar, ele vai desfalcar a equipe comandada pelo técnico Diego Simeone em pelo menos 13 partidas.

##RECOMENDA##

E esse número de jogos sem o atacante poderá aumentar se o time avançar à final da Supercopa da Espanha, que será em janeiro, na Arábia Saudita, e também continuar seguindo em frente nas próximas fases da Copa do Rei.

Com um grande histórico de lesões na sua carreira, Diego Costa teve a sua hérnia de disco na região cervical revelada pelo Atlético de Madrid há uma semana, quando o departamento médico do clube informou que ele seria avaliado por especialistas em neurocirurgia para estabelecer o tratamento que seria adotado. E a operação acabou sendo decidida após os profissionais avaliarem os exames que constataram a gravidade do problema.

Nesta temporada europeia, atacante atuou em 15 partidas, marcou dois gols e distribuiu três assistências. E ainda sem saber quando poderá voltar a contar com o jogador, o Atlético de Madrid ocupa hoje a terceira posição do Campeonato Espanhol, com 24 pontos, apenas um atrás de Barcelona e Real Madrid, respectivos líder e vice-líder. O time dirigido por Simeone também figura na segunda posição do Grupo D da Liga dos Campeões, liderado pela Juventus, e se vê próximo de garantir classificação às oitavas de final do torneio continental.

Operado, Diego começará a desfalcar o Atlético a partir deste sábado, quando a equipe enfrenta o Granada, fora de casa, pela 14ª rodada do Espanhol. Já na Liga dos Campeões, o atacante não poderá encarar a Juventus, na terça-feira da semana que vem, em Turim, pela penúltima rodada deste Grupo D do torneio. E ele também ficará fora do duelo com o Lokomotiv Moscou, em casa, no dia 11 de dezembro, pela jornada final da chave.

Confiantes na conquista do título da Copa Libertadores na final que será realizada no próximo sábado (23), Flamengo e River Plate desembarcaram em Lima na noite desta quarta-feira (20). O time rubro-negro chegou à capital peruana depois de sair do Rio, no fim da tarde, apoiado por uma imensa festa de sua torcida, que começou pela manhã no CT do clube e se estendeu durante todo o trajeto do ônibus da equipe até o Aeroporto Internacional do Galeão.

Na chegada a Lima, os flamenguistas também tiveram uma recepção calorosa por parte de torcedores que já estavam no Peru e deram as boas-vindas aos atletas no desembarque no Aeroporto Internacional Jorge Chavez e também no caminho até o hotel onde a delegação do clube está hospedada.

##RECOMENDA##

Ao adentrar no hotel, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, concedeu entrevista coletiva aos repórteres que o esperavam no local e disse que o time carioca está pronto para triunfar na decisão marcada para começar às 17 horas (de Brasília) de sábado, no Estádio Monumental de Lima.

"A Libertadores é o sonho de qualquer um, um sonho do atleta, um sonho do dirigente, um sonho do clube. E é o que eu falo, para você estar próximo sonho você tem que estar preparado. O Flamengo está preparado, está muito tranquilo. E agora vamos aguardar o que vai ter para gente no sábado. Eu acho que o Flamengo não poderia estar melhor preparado do que está. Se vai ganhar, perder ou empatar, é do jogo. Mas o que eu posso falar é que a gente chega muito confiante", afirmou o dirigente.

Já ao comentar a grande festa feita pelos torcedores antes do embarque da equipe no Rio, Braz exibiu satisfação com o forte apoio dos rubro-negros, mas exibiu euforia antecipada ao projetar a decisão.

"O Flamengo já tinha tido algumas experiências com saídas (do time) do Ninho (do Urubu), mas quando a gente começou a ver o tamanho da torcida lá do lado de fora, é que a gente ficou entendendo o que estava acontecendo na cidade. Os jogadores estão felizes, estão aproveitando o momento. Eles estão muito concentrados, tranquilos e bem treinados. É um jogo de futebol e tudo pode acontecer, mas espero que aconteça o melhor para a gente", completou.

Já pelo lado do River Plate, que antes de chegar ao Peru teve um embarque com uma festa tímida de seus torcedores em Buenos Aires, o clima de confiança também esteve presente na chegada à capital peruana. Atual campeão continental, o time passou pelo Boca Juniors nas semifinais desta Libertadores, depois de também ter superado o arquirrival na decisão do ano passado, que foi definida em Madri, na Espanha.

"Todas as finais são difíceis, com o Boca foi difícil e esta também vai ser. Esperemos conseguir um bom resultado", afirmou o volante Nacho Fernández, no hotel em que a equipe argentina se hospedou. "Chegamos bem, com confiança. Estamos jogando bem, será uma partida decisiva. A ideia é buscar o gol e controlar o jogo. Depois veremos o que vai acontecer", reforçou o jogador.

Acabou a agonia. O Sport está de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. Só bastava empatar contra a Ponte Preta, nesta quarta-feira (20), na Ilha do Retiro, porém o time fez mais. Foi difícil, de virada, mas o rubro-negro venceu por 2 x 1. Confira imagens da festa:

[@#galeria#@]

##RECOMENDA##

 

Após a vitória sobre a Ponte Preta, nesta quarta-feira (20), na Ilha do Retiro, o treinador Guto Ferreira era só alegria. Depois do acesso sacramentado, o comandante rubro-negro falou sobre o trabalho realizado esse ano no Sport. Ele aproveitou para agradecer elenco, funcionários e diretoria.

“Vou relatar o trabalho que começou em fevereiro, com muita dificuldade. Os jogadores formaram um ambiente sadio e entenderam o que buscávamos aqui dentro. No peito e na raça, com dificuldades, com a direção se esforçando. E todos os funcionário empurrando, essa energia cresceu dentro do clube e transformou a equipe no que foi. Agradeço à direção por ter me escolhido, nos momentos difíceis terem respeitado o trabalho e fortalecido o comando”, disse. 

##RECOMENDA##

“Classifico o trabalho como brilhante. Fico feliz de ter o artilheiro e o vice. A terceira defesa menos vazada e o segundo melhor ataque. O melhor ladrão de bola da competição (Charles), Mailson como o goleiro com mais defesas difíceis. E o mais importante, de volta à primeira divisão. Trabalho marcante dentro da minha carreira. É um clube muito grande, não pode estar fora da série A”, completou.

Guto, porém, foi discreto ao falar sobre renovação. “Agora, com as coisas definidas, teremos tempo para conversar. Estou feliz aqui, o que pode me tirar é a falta de condição de um projeto maior ou se aparecer algo grande, mas não vou em qualquer lugar, não vou em qualquer barca”, garantiu.

O Cuiabá é bicampeão da Copa Verde. O título foi conquistado na noite desta quarta-feira com uma dose extra de emoção. Após perder na Arena Pantanal por 1 a 0, no jogo de ida, o Cuiabá sofreu muito para devolver o mesmo placar, no Mangueirão, em Belém, com gol marcado por Paulinho nos acréscimos, aos 49 minutos do segundo tempo, levando a disputa da taça para os pênaltis. Nas cobranças, levou a melhor por 5 a 4.

A equipe do Mato Grosso conquistou o seu segundo título da Copa Verde, depois de ter triunfado anteriormente em 2015, e igualou o feito do Paysandu, que levantou a taça em 2016 e 2018. Os outros campeões do torneio são o Brasília, em 2014, e o Luverdense, em 2017.

##RECOMENDA##

Além do título, o Cuiabá garantiu uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2020. Fora isso, levou uma premiação de R$ 2,5 milhões pela conquista.

O JOGO - Mesmo com a vantagem construída no jogo de ida, o Paysandu foi intenso. O time paraense tentou um abafa inicial, mas só foi levar perigo aos 14 minutos. Com dificuldade para fazer a infiltração, Nicolas arriscou da entrada da área, nas mãos do goleiro Victor Souza. Felipe Marques respondeu na mesma medida, pela linha de fundo.

Ao poucos, o Paysandu, foi deixando o jogo lento. No entanto, foi levar perigo aos 30 minutos. Em cruzamento de Tomas Bastos, Nicolas desviou de cabeça e jogou caprichosamente na trave. Caíque ainda ficou com o rebote, mas acabou caindo em cima da bola. A equipe paraense praticamente não deixou o adversário jogar nos 45 minutos.

Com exceção da bola da trave, porém, o Paysandu mostrou dificuldades na criação, apesar de todo apoio de sua torcida. Já o Cuiabá buscou acelerar, mas encontrou uma equipe muito bem postada defensivamente. Aos 37 minutos, Jefinho apareceu livre dentro da área e obrigou Giovanni fazer grande defesa.

O ritmo do segundo tempo caiu ainda mais. Apesar do jogo ser muito pegado, com divididas fortes, o Paysandu foi fazendo uma partida defensivamente perfeita, inibindo o poder ofensivo do rival. Aos quatro minutos, Nicolas ficou com a bola, após corta-luz de Tomas Bastos, e chutou para fora.

Marcelo Chamusca tentou mudar e colocou o Cuiabá no ataque. Gutiérrez cruzou para Felipe Marques, que mandou de cabeça por cima do gol. Já o Paysandu chegou a balanças as redes com Hygor Silva, mas o árbitro pegou impedimento e anulou o lance.

Nos minutos finais, o Cuiabá levou até o goleiro para área e conseguiu o gol salvador aos 49 minutos. Escudero mandou a bola na cabeça de Paulinho, que apareceu na entrada da área e mandou no canto esquerdo do goleiro Giovanni, no apagar das luzes.

PÊNALTIS - O Cuiabá abriu as cobranças e viu Ednei parar na defesa de Giovanni. Leandro Lima, Thiago Primão, Tony e Micael converteram para o Paysandu, enquanto Gutiérrez, Escudero, Alex Ruan e Paulinho fizeram para o time visitante. Na hora de confirmar o título, Caíque chutou para fora, de maneira bisonha, e recolocou o rival no jogo.

Nas cobranças alternadas, Felipe Marques colocou o Cuiabá na frente pela primeira vez na partida. Nicolas chutou no travessão, fato que confirmou o título para a equipe de Mato Grosso.

Acabou a agonia. O Sport está de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. Só bastava empatar contra a Ponte Preta, nesta quarta-feira (20), na Ilha do Retiro, porém o time fez mais. Foi difícil, de virada, mas o rubro-negro venceu por 2 x 1. Após uma primeira etapa ruim, o Leão voltou melhor do intervalo e sacramentou o resultado com dois gols de Guilherme.

O JOGO

##RECOMENDA##

Foi um primeiro tempo horroroso dos donos da casa. Não só porque o time não chegou ao ataque, mas porque também sofreu com a velha “lei do ex”. Em cobrança de escanteio, Roger escorou o cruzamento de perna esquerda e abriu o placar para a Macaca.

Aos 5 minutos da segunda etapa, finalmente o Leão chegou assustando. Guilherme recebeu cruzamento e rolou para o meio da área. Guilherme Lazaroni chegou batendo de primeira e obrigou Ygor Vinhas a espalmar.

A pressão continuou até que o empate veio nos pés do artilheiro do Campeonato Brasileiro da Série B. Triangulação dentro da área e Elton fez o pivô. Guilherme bateu rasteiro no canto esquerdo do goleiro e deixou tudo igual.

O clima esquentou depois disso e Hyuri e Marquinhos se estranharam. Ambos acabaram expulsos. Vico também levou cartão vermelho, após agredir Éder. Com um a menos a Ponte não fez mais nada e Guilherme, aos 46, virou, pegando um rebote do goleiro.

FICHA DE JOGO

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B

Local: Ilha do Retiro (Recife)

Sport: Luan Polli; Raul Prata, Rafael Thyere, Éder (Cleberson) e Guilherme Lazaroni; Marcão (Yan), Charles, Leandrinho (João Igor) e Hyuri, Guilherme e Elton. Técnico: Guto Ferreira

Ponte Preta: Ygor Vinhas; Edílson, Renan Fonseca, Henrique Trevisan e Arnaldo; Camilo, Lucas Mineiro, Araos (Vico) e Renato Cajá (Dadá); Marquinhos e Roger. Técnico: Gilson Kleina

Gols: Guilherme 2x (SPO); Roger (PON)

Arbitragem: João Batista de Arruda (RJ)

Assistentes: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)

Cartões amarelos: Raul Prata, Guilherme e Yan (SPO); Araos, Renan Fonseca e Roger (PON)

Cartões vermelhos: Hyuri (SPO); Marquinhos e Vico (PON)

O volante João Paulo, do Botafogo, em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira, opinou que a sua equipe precisa pôr fim às oscilações para melhorar e conseguir se desgarrar da parte de trás da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Ele também comentou sobre o próximo adversário, o Corinthians.

Titular durante quase toda a campanha do time na competição, João Paulo lembrou que a regularidade é qualidade vital para quem quer se dar bem em uma disputa de longa duração, o que, salienta, ainda não aconteceu com os cariocas este ano.

##RECOMENDA##

"Precisamos ser mais consistentes, não oscilar tanto. Sabe-se que em pontos corridos você tem que ter uma boa sequência de dois ou três jogos para se manter ou subir na tabela, e a gente poucas vezes conseguiu emendar duas vitórias", argumentou.

De fato, a campanha da equipe de General Severiano no Brasileirão deste ano jamais registrou uma sequência de três triunfos. Para além disso, o meio campo aponta uma irregularidade que tem a ver com falhas na concentração da equipe.

"A gente tem oscilado até mesmo dentro do jogo, como aconteceu na partida contra o Athletico-PR, e é coisa que não pode acontecer. Isso pode ser fatal, ainda mais jogando fora de casa, contra um adversário perigoso", destacou.

O foco do Botafogo passa a ser o Corinthians, em jogo marcado para este domingo no Engenhão, às 16 horas, pela 34.ª rodada. "É uma equipe que se destaca por sua solidez defensiva, tem sido assim nos últimos anos. Eles também têm oscilado no campeonato, como grande parte dos times, e a gente sabe dos pontos fortes e não tão fortes deles", concluiu João Paulo.

O time carioca ocupa a 14.ª colocação na tabela de classificação e está com 36 pontos, apenas um à frente do primeiro time da zona da degola, o Fluminense, que está em 17.º.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quarta-feira, pela primeira vez, o calendário do futebol feminino de forma exclusiva. Ao todo serão cinco competições em âmbito nacional durante a temporada de 2020.

Destes eventos, dois serão na categoria adulta e três na base, movimentando 96 equipes em 382 jogos por toda a temporada. A ideia da entidade é deixar reservadas, na programação, dias para contemplar datas Fifa e competições que envolvam a seleção brasileira em todas as categorias.

##RECOMENDA##

Estão mantidas as duas divisões no Campeonato Brasileiro - Séries A1 e A2 -, sendo que este ano a principal contará com a presença de São Paulo, Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio, que conseguiram o acesso da Série A2 este ano e se juntarão a Corinthians, Santos, Flamengo e Internacional, clubes tradicionais que já disputaram o título nacional este ano, vencido pela Ferroviária-SP.

Na Série A2, que dará lugar a 36 equipes na disputa novamente por quatro lugares na elite em 2021, conforme a CBF, a proposta é contar cada vez mais com times de todas as regiões do Brasil.

"O futebol feminino é prioridade para a CBF. Este ano avançamos no calendário, especialmente com a reformulação das duas séries do Campeonato Brasileiro Adulto e o início de competições nacionais de base Sub-18 e Sub-16. E vamos continuar direcionando atenção e investimentos em escala inédita para fomentar seu crescimento em todo o País", comentou Rogério Caboclo, presidente da entidade.

Além dos campeonatos Sub-18 e Sub 16, o Torneio de Desenvolvimento Sub-14, organizado em parceria com a Conmebol em 2019, ganhará mais uma edição en 2020.

WASHINGTON - A CBF anunciou na noite de terça-feira que o ex-atacante Washington é o novo Diretor de Desenvolvimento do Futebol Brasileiro. Ele estará à frente da pasta criada pela CBF em abril deste ano, quando da posse de Rogério Caboclo. Anteriormente, a Diretoria de Desenvolvimento teve Juninho Paulista no comando até julho, quando o pentacampeão mundial assumiu a Coordenação da seleção brasileira principal.

A Diretoria de Desenvolvimento do Futebol é responsável por guiar as ações de fomento do futebol brasileiro em um horizonte de longo prazo, integrando os diversos departamentos da CBF. Cabe a ela a realização de estudos e análises centralizados de informações técnicas, apoio a elaboração de estratégias específicas de desenvolvimento do futebol, além do controle da destinação dos recursos oriundos da Fifa e da Conmebol, incluindo o Legado da Copa do Mundo de 2014.

"É um prazer enorme assumir a Diretoria de Desenvolvimento da CBF. O nosso futebol está crescendo cada vez mais e buscando soluções para que esteja sempre em evolução. A pasta do Desenvolvimento do Futebol é vista como estratégica pela entidade para fomentar o esporte em todo o país", declarou o ex-jogador de Athletico-PR, Ponte Preta e Fluminense.

Clubes brasileiros fizeram publicações, por meio de suas redes sociais, em alusão ao 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. Em Pernambuco, Sport e Náutico se manifestaram sobre a data, que é símbolo da luta contra o racismo.

"Precisamos ecoar um grito de uma luta diária e não há espaço para omissão", disse a publicação do Sport. O Flamengo, que se prepara para a decisão da Libertadores, escreveu: "Não basta não sermos racistas. Temos que ser antirracistas". Confira algumas das manifestações dos clubes:

##RECOMENDA##

[@#video#@]

 

 

 

Os jogadores do Flamengo ganharam uma festa de despedida em grande estilo nesta quarta-feira antes da viagem para Lima, no Peru, onde neste sábado (23) o time disputa a final da Copa Libertadores contra o River Plate. Torcedores lotaram a porta do CT Ninho do Urubu, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde o técnico português Jorge Jesus comandou o último treino antes da viagem.

O clima é de festa, com muitas bandeiras, fogos de artifício e a torcida entoando sem descanso o hino do clube e outros hits da arquibancada do Maracanã. Uma aglomeração se formou na porta do CT, tornando difícil a movimentação no local. Personagens como Mickey, Batman, um "Gabigolzinho" e um sósia do técnico do Flamengo se destacavam na multidão de torcedores.

##RECOMENDA##

"Cheguei aqui às 8h30 e vou seguir até o Galeão. Essa placa tá comigo desde o primeiro jogo. Meu objetivo é fazer homenagem ao Jesus. É carreira solo: Jesus e eu. Minha expectativa é que o Flamengo vai ter um jogo muito duro, mas vai ganhar", disse o bancário aposentado João Roberto, de 64 anos, que encarna o técnico e carrega o cartaz com os dizeres "Hoje tem Jesus no controle".

Já conhecido da torcida como "Gabigolzinho", por se fantasiar com o cabelo e a barba do craque, o pequeno Emerson Rebello, de 5 anos, acompanhava a festa nos ombros do pai, Wallace Rebello. Vestindo a camisa que ganhou de presente do atacante, o menino fez com as mãos um 4 a 0 quando questionado sobre seu palpite para a final.

Rubro-negra fanática, Flávia Banca conseguiu arrastar o marido botafoguense com ela e os dois filhos, Yasmin e Yago, de 16 e 10 anos, respectivamente, para o Ninho do Urubu. "Trouxe ele pra ver se convenço a virar flamenguista de uma vez. Vai ser 3 a 0: Gabigol, Arrascaeta e Bruno Henrique", arriscou.

Com o escudo do Flamengo tatuado no peito, o torcedor Carlos Felipe contou que queria ir ao jogo, em Lima, mas não conseguiu ingresso. Funcionário de uma siderúrgica, ele disse que não se importa nem um pouco em passar o feriado na porta do CT do clube. "Mengão é paixão. Se estivesse trabalhando 'desenrolava' uma folga", brincou.

Integrante da torcida organizada Fla Manguaça, Leonardo Barbosa, de 27 anos, empunhava com empolgação uma bandeira do Flamengo, mas lamentou não assistir à partida in loco. "Acompanhei todos os jogos, fui até a Bolívia (na partida contra o Bolívar). A gente já tinha fechado três ônibus para Santiago, mas com a mudança da partida pra Lima ficou difícil", contou.

Viaturas e motocicletas da Polícia Militar estão a postos para fazer a escolta dos ônibus que vão levar o time e a equipe técnica até o Aeroporto Internacional do Galeão, saindo do Ninho do Urubu no início da tarde. Parte da torcida pretende seguir os jogadores até lá, mas o embarque será realizado pelo terminal de cargas, sem passagem dos atletas pelo saguão.

O treino pela manhã contou com a equipe completa, sem desfalques. A imprensa pode acompanhar apenas o aquecimento, por cerca de 10 minutos.

Caminhos Bala reúne argumentos suficientes para ser considerado o Rei de Pernambuco. Passou por  Santa Cruz, Náutico e Sport, colecionando títulos estaduais e ostentando em sua sala de troféus um dos títulos mais importantes do País, a Copa do Brasil de 2008 pelo Leão da Ilha do Retiro, diante do Corinthians.

Apesar de expressar respeito e admiração por Náutico e Santa Cruz, o ex-atacante tem aparecido diante da mídia com maior frequência, nos últimos anos, em eventos ligados ao Sport. O mais recente, na última segunda-feira (18), foi o lançamento da camisa 3 do Rubro-Negro, em uma partida comemorativa que contou com ex-jogadores, torcedores e representantes do clube leonino. Conhecedor do futebol, Bala não deixou de analisar o desempenho do atual elenco do Sport, que está prestes a cravar o retorno do time à Série A do Campeonato Brasileiro.

##RECOMENDA##

O acesso, porém, deveria ter sido confirmado no domingo (17), quando diante de 25 mil torcedores o Sport precisava apenas de uma vitória simples contra o Vila Nova. O time de Guto Ferreira acabou frustrando os rubro-negros com um empate sem gols, adiando a possibilidade de acesso para esta quarta-feira (20), novamente da Ilha do Retiro, às 21h30, ante a Ponte Preta. Um simples empate crava o acesso recifense, porém, a ansiedade na hora das finalizações, assim como aconteceu no confronto do Vila, pode atrapalhar o Leão.

Bala, experiente dentro das quatro linhas, sabe o que é necessário para o Sport garantir sua volta à Primeira Divisão. Sem rodeios, o campeão da Copa do Brasil pelo time leonino alertou os jogadores: é preciso ter personalidade.

“Agora é o último jogo em casa e com certeza a Ilha vai estar lotada. O jogador vai sentir o peso da pressão, e agora não pode empatar mais não. É hora do tudo ou nada, porque depois vai brigar com um time que também está brigando para subir”, disse Carlinhos em entrevista ao LeiaJá.

“Tem que ter personalidade. Jogar no Sport é ter personalidade. É assumir a responsabilidade de cada um que estará dentro do campo para poder colocar o Sport na Primeira  Divisão”, finalizou Bala.

O Sport está na segunda colocação da Série B com 64 pontos. Já a Ponte Petra, sem risco de queda e sem chances de acesso, ocupa a 13ª posição com 44 pontos.

O Tottenham não ficou um dia sem um treinador. Pouco mais de 12 horas após se decidir pela demissão do argentino Maurício Pochettino, o Tottenham anunciou que José Mourinho é o novo técnico da equipe. Em comunicado emitido em seu site oficial, o clube de Londres revelou que o português assinou um contrato até o final da temporada 2022/2023.

Com isso, Mourinho assumirá o comando de seu terceiro time na Inglaterra após passagens por Chelsea e Manchester United. "Estou empolgado por chegar a um clube com uma herança tão grande e torcedores apaixonados. A qualidade da equipe e da estrutura me excita. Trabalhar com esses jogadores é o que me atraiu", disse o treinador português ao site oficial do Tottenham.

##RECOMENDA##

Aos 56 anos, Mourinho voltará a trabalhar na cidade de Londres após duas passagens marcantes pelo Chelsea, onde conquistou três vezes o Campeonato Inglês (2005, 2006 e 2015). No comando do Manchester United, seu último clube, o português faturou os títulos da Liga Europa (2016/2017), Copa da Liga Inglesa (2016/2017) e Supercopa da Inglaterra (2016). O treinador ainda acumula passagens de sucesso por Real Madrid, Inter de Milão e Porto. Nos últimos dois, conquistou títulos da Liga dos Campeões da Europa.

O Tottenham encontra-se atualmente na 14.ª colocação na tabela de classificação do Campeonato Inglês com 14 pontos em 12 partidas disputadas - com três vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Essa campanha irregular, somada à eliminação em sua estreia na Copa da Liga Inglesa ao cair nos pênaltis para o modesto Colchester United. Já na Liga dos Campeões, com sete pontos somados em quatro rodadas, é o segundo colocado da sua chave, que tem o Bayern de Munique como líder.

Presidente do Tottenham, Daniel Levy explicou a opção pelo experiente profissional. "Com José, temos um dos técnicos de maior sucesso no futebol. Ele tem uma vasta experiência, pode inspirar equipes e é um grande estrategista. Ele ganhou títulos em todos os clubes que treinou. Acreditamos que ele trará energia para o vestiário", afirmou o dirigente.

A estreia de Mourinho acontecerá já neste sábado, quando o Tottenham visitará o West Ham, em Londres, pela 13.ª rodada do Campeonato Inglês.

Dos 40 técnicos da elite do futebol brasileiro, considerando as Séries A e B, apenas três são negros: Roger Machado (Bahia), Marcão (Fluminense) e Hemerson Maria (Botafogo-SP). Para o último, essa escassez está diretamente ligada ao "racismo velado" que ele identifica no futebol brasileiro, independentemente da divisão analisada.

"Nunca sofri ofensas raciais diretas, sempre foi uma coisa velada, mas sempre percebi uma grande resistência. Eu ouvi coisas que meus colegas não ouviam. Diziam, por exemplo, que eu era não técnico para aquele time", disse o treinador que hoje ocupa a 10ª posição na tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro. "Não é vitimização. É algo que todos sentem. Enquanto os outros matam um leão por dia, nós temos de matar dois leões e um urso por dia", comparou o catarinense.

##RECOMENDA##

O treinador de 47 anos não tem um episódio claro de discriminação para relatar durante a sua carreira de treinador iniciada aos 23 (isso mesmo, 23 anos) quando percebeu que não seria um atleta de destaque. As ofensas ficaram restritas à infância quando era chamado de "macaco" em um bairro carente da região metropolitana de Florianópolis, em Santa Catarina. Naquela época, o filho mais velho de uma professora e de um almoxarife tinha de ajudar em casa, cuidar dos irmãos, estudar e (claro) arrumar tempo para treinar.

Depois de adulto, sua maior conquista ocorreu na situação mais adversa da carreira. Ele se sagrou campeão da Série B em 2014 dirigindo o Joinville, onde viveu uma espécie de soma de preconceitos. "Eu fui muito bem recebido, mas foi uma batalha. Havia muita desconfiança. A torcida tinha resistência e a cobrança era maior. Além disso, existe uma rivalidade regional com as pessoas de Florianópolis, um preconceito entre capital e interior. Soma-se a isso o fato de eu ter trabalhado em dois rivais, o Figueirense e o Avaí. Eu sou negro, de Florianópolis e trabalhei em dois rivais. Foi uma soma. Mas conquistei o respeito por causa dos resultados", disse Hemerson.

A campanha atual do Botafogo na Série B de Hemerson está sendo regular. O time começou bem e chegou a liderar a competição quando o treinador ainda era Roberto Cavalo. Hemerson assumiu a equipe na 14.ª rodada e o time demorou algumas partidas para se recuperar. A reta final do primeiro turno foi ruim. Por outro lado, o time se recuperou na segunda metade e chegou novamente ao G-4. Os fracassos vieram nos confrontos diretos contra Coritiba, Atlético Goianiense, Bragantino e Sport, quando o time jogou em casa. Foram três derrotas e um empate nesse recorte. Hoje, o time está no bloco intermediário. A missão é somar pontos para terminar na primeira parte da tabela de classificação.

O catarinense conta que os desafios para um treinador negro na Série B são conseguir espaço - ele atua desde 2012 - manter a regularidade e, por último, obter resultados para ter novas oportunidades. Para Hemerson, o problema do racismo é estrutural na sociedade brasileira. Ele afirma que não existem negros como diretores executivos de futebol, supervisores, gerentes e auxiliares técnicos. "Demoro para ser atendido quando vou trocar de carro na concessionária. Não vejo negros no colégio particular da minha filha, Hérika", exemplificou. "A gente precisa continuar essa luta para ocupar o nosso espaço na sociedade".

Somente em 2019, foram registrados 60 casos de racismo em estádios. Os dados são do Observatório da Discriminação Racial do Futebol. De acordo com a ONG, foram 42 ocorrências registradas no Brasil e 13 envolvendo atletas brasileiros no exterior, sendo cinco em competições sul-americanas.

No Dia da Consciência Negra, Hyuri, atacante do Sport, contou como ele vê o preconceito nos campos do país. Para ele, faltam penalidades mais duras. “Defendo punições severas. Devemos punir torcedores e clubes, seja com perda de pontos, exclusão de competições, multa ou jogar com portões fechados, pois isso pesaria no bolso e faria o clube refletir. Mas não somente pelo prazer de punir alguém, com a função mesmo de acabar com o racismo”, disse.

##RECOMENDA##

Hyuri também comentou o recente encontro entre Roger, do Bahia, e Marcão, do Fluminense, únicos técnicos negros na Série A do Brasileirão, no Maracanã, em uma campanha de conscientização. “Achei que a atitude foi um incentivo a mais para os treinadores negros. Alguns até exitam entrar nessa profissão, com medo do preconceito”, afirmou.

Decisão

Focado no jogo diante da Ponte Preta, o atacante garantiu comprometimento total do elenco, na decisão de hoje, na Ilha do Retiro. “O clima após o último jogo foi chato, mas ok, temos que sentir mesmo, pois o resultado não foi bom. Só que já virou a chave. Estamos no nosso caminho. O pessoal está concentrado e teremos a torcida do lado. Vamos sem ansiedade, conseguir o acesso”, garantiu.

A seleção de País de Gales garantiu vaga na Eurocopa-2020, ao vencer, nesta terça-feira, em Cardiff, a Hungria, por 2 a 0, em duelo válido pela oitava e última rodada do Grupo E das Eliminatórias. A Croácia, líder da chave, folgou na rodada, que ainda teve a vitória da Eslováquia, também por 2 a 0, sobre o Azerbaijão.

Com esses resultados, País de Gales chegou aos 14 pontos, contra 17 da Croácia. A Eslováquia somou 13 pontos, contra 12 da Hungria.

##RECOMENDA##

Com rápido toque de bola e muita velocidade no ataque, os galeses dominaram o jogo, sob comando do canhoto Gareth Bale. Foi dele a jogada do primeiro gol. O astro do Real Madrid cruzou com estilo pela direita e Aaron Ramsey, livre, testou forte para abrir o placar, aos 15 minutos de jogo.

Os húngaros tentaram reagir, mas esbarraram na boa atuação do goleiro Wayne Hennessey, autor de duas defesas impressionantes no mesmo lance, aos 33 minutos.

O segundo gol de Ramsey, logo aos dois minutos do segundo tempo, acabou com a determinação dos húngaros, que, a partir daí, foram totalmente dominados e poderiam ter terminado a partida com uma goleada. Bale, James e Ramsey tiveram ótimas oportunidades, mas falharam na finalização.

Em Trnava, a Eslováquia venceu o Azerbaijão com gols de Robert Bozenik e Marek Hamsik, um em cada tempo, e terminou com a terceira colocação.

No Grupo I, Bélgica e Rússia ratificaram suas fáceis classificações. Os belgas venceram o décimo jogo consecutivo, ao marcar 6 a 1 sobre Chipre, com dois gols de Kevin De Bruyne. Os terceiros colocados na Copa da Rússia somaram 30 pontos, com 40 gols marcados e apenas três sofridos.

Com 24 pontos, os russos foram até San Marino e não tiveram problemas para marcar 5 a 0 sobre os anfitriões, que perderam todos os jogos disputados. Marcaram um gol e a defesa foi vazada 50 vezes.

A disputa da repescagem, quando serão definidas as quatro últimas seleções classificadas, será na data Fifa de março, mas o sorteio dos grupos da Eurocopa será dia 30, em Bucareste.

Menos de seis meses após conduzir o Tottenham à final da Liga dos Campeões da Europa, o técnico Mauricio Pochettino foi demitido nesta terça-feira do comando do time londrino em função do seu início ruim de campanha no Campeonato Inglês na temporada 2019/2020.

O presidente do Tottenham, Daniel Levy, disse que a diretoria foi "extremamente relutante" em tomar a decisão, mas estava fazendo isso "pelos melhores interesse do clube".

##RECOMENDA##

Pochettino sai após 5 anos e meio no cargo, período no qual transformou o clube de Londres em candidato aos títulos do Campeonato Inglês e da Liga dos Campeões, embora nunca tenha conseguido ganhar um troféu.

O Tottenham é atualmente o 14º colocado no Campeonato Inglês, tendo vencido apenas três dos 12 jogos que disputou no torneio nesta temporada, a primeira depois da histórica campanha na Liga dos Campeões, em que o time disputou sua primeira final, sendo derrotado pelo Liverpool.

"Não é uma decisão tomada pela diretoria com leviandade nem com pressa", disse Levy. "Lamentavelmente, os resultados domésticos no final da temporada passada e no início desta temporada foram extremamente decepcionantes. Cabe à diretoria tomar as decisões difíceis - esta foi mais, dado os muitos momentos memoráveis que tivemos com Mauricio e sua comissão técnica", acrescentou o dirigente.

O Tottenham também decepcionou nesta temporada ao ser eliminado da Copa da Liga Inglesa ao cair nos pênaltis para o modesto Colchester United em sua estreia na competição. Já na Liga dos Campeões, com sete pontos somados em quatro rodadas, é o segundo colocado da sua chave.

Ainda sem ter definido o substituto de Pochettino, o Tottenham terá o seu próximo compromisso no sábado, quando visitará o West Ham pela 13ª rodada do Inglês.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando