Esportes

| Futebol

Pelé segue se recuperando do procedimento cirúrgico pelo qual precisou passar para a retirada de um tumor no cólon. O Rei do Futebol está internado no hospital Albert Einstein e tem usado as redes sociais para se comunicar com os fãs e relatar seu estado de saúde.

Neste domingo, Pelé publicou uma foto em que aparece em uma cadeira de rodas, mas com disposição, fazendo a tradicional comemoração do 'soco no ar': "Como podem ver, estou dando socos no ar em comemoração a cada dia melhor", escreveu em sua página no Instagram. O ídolo santista também garantiu que está se recuperando à base de muito bom humor.

##RECOMENDA##

"O bom humor é o melhor remédio e isso eu tenho de sobra. Não poderia ser diferente. É tanto carinho que tenho recebido, que estou com o coração cheio de gratidão. Obrigado a toda equipe incrível do Hospital Albert Einstein", publicou o Rei.

Nos últimos dias, a filha de Pelé, Kely Nascimento, tem divulgado imagens do pai fazendo exercícios de fisioterapia e sempre animado para poder deixar a internação e voltar para casa.

Aos 80 anos, o tricampeão mundial pela seleção brasileira não tem feito muitas aparições públicas e prefere se resguardar para proteger a saúde, principalmente em meio à pandemia do novo coronavírus.

Pelé foi internado no fim de agosto para fazer exames de rotina, porém após a detecção do tumor no cólon, permaneceu ingressado no hospital até a retirada do tumor. Precisou retornar à UTI na madrugada de sexta-feira após algumas dificuldades respiratórias, mas depois de ter o quadro estabilizado pôde seguir em terapia semi-intensiva.

O Campeonato Espanhol tem um novo líder. O Real Madrid conquistou, neste domingo, um belo resultado no estádio de Mestalla ao virar o jogo contra o Valencia, pela quinta rodada do torneio, e ganhar por 2 a 1. As duas entraram em campo buscando o topo e, quando o jogo parecia se encaminhar para os donos da casa, Vinicius Jr e Benzema voltaram a brilhar e colocaram mais três pontos na conta dos merengues.

O início do jogo foi de muita movimentação ofensiva. Real Madrid e Valencia buscavam inaugurar o marcador. Do lado merengue, o destaque era Vinicius Junior, protagonista na maioria das jogadas. Os valencianos, no entanto, não tiveram boas notícias. Carlos Solver se lesionou logo aos 14 minutos, após dividida com Casemiro, e precisou ser substituído.

##RECOMENDA##

No primeiro tempo, ficou evidente o anseio dos times em buscar a vitória, com boas jogadas construídas pelos flancos com velocidade. Mas a sorte não estava em campo neste domingo.

Aos 23, mais um jogador do Valencia saiu contundido, o zagueiro Thierry Correia. Em

seguida, Carvajal deixou o time da capital espanhola com problemas físicos.

Apesar da busca pelo gol, as equipes não demonstraram boa efetividade. Com 30 minutos da primeira etapa, o jogo contava com apenas uma finalização certa. Os goleiros não tiveram trabalho. Aos 42, veio a primeira boa oportunidade do Valencia. Após cobrança de falta, o brasileiro Gabriel Paulista desviou de cabeça e exigiu boa defesa de Courtois.

No segundo tempo, o panorama foi parecido. O Valencia buscava o gol a todo instante e perdeu duas ótimas oportunidades. Na terceira, não desperdiçou. Hugo Duro recebeu na entrada da pequena área e, em um chute cruzado, colocou o 1 a 0 no placar em Mestalla.

O Real Madrid buscou a reação. Em um intervalo de três minutos, já no fim do tempo regulamentar, Vinicius Junior balançou as redes após assistência de Benzema. Em seguida, os papeis se inverteram. O brasileiro fez belo cruzamento, e o francês concluiu.

Com a virada, o Real Madrid assume a liderança do Campeonato Espanhol, com 13 pontos, dois a mais que o rival Atlético. O Valencia fica estacionado na terceira posição, com dez pontos.

Mais cedo, três igualdades marcaram a rodada. Mallorca e Villarreal empataram sem gols, mesmo placar do jogo entre Real Sociedad e Sevilla. Na capital andaluz, Betis e Espanyol ao menos balançaram as redes, mas o placar terminou igual, 2 a 2.

O Vasco perdeu a oportunidade de entrar de vez na briga pelo acesso ao ceder o empate por 1 a 1 ao Cruzeiro aos 49 minutos do segundo tempo, em duelo realizado na tarde deste domingo, em São Januário, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o apoio da sua torcida, o time carioca foi superior, mas não suportou a pressão final da equipe celeste, em um final de partida totalmente confuso, com direito a gol anulado de Daniel Amorim.

Nos acréscimos, Daniel Amorim, que entrou no lugar de Cano, marcou o segundo gol vascaíno. Mas a arbitragem anulou com o auxílio do VAR, que viu toque de mão na origem da jogada. Na sequência, Ramon foi às redes e evitou a derrota da equipe mineira. O jogo terminou depois do gol e houve muita reclamação dos jogadores do Vasco, revoltados com a anulação do gol que garantiria a vitória em casa.

##RECOMENDA##

O empate complicou ainda mais a meta criada por Vanderlei Luxemburgo, que, suspenso, ficou em Belo Horizonte, de levar o time à elite nacional. Já o Vasco precisou aguardar as críticas ao final da partida, a maioria delas direcionada ao presidente Salgado.

O resultado não agradou ninguém. O Vasco subiu para a nona posição, mas tem 34 pontos, a sete do G4. O acesso ficou ainda mais longe para o Cruzeiro, que permaneceu na 13ª posição, com 31.

Com 40 anos e mais de 100 jogos com a camisa cruzmaltina, Nenê chegou para ser o ponto de desequilíbrio do Vasco da Gama na Série B. O meia já havia aparecido com destaque no empate diante do CRB e não foi diferente frente ao Cruzeiro. O 'vovô-garoto' abriu o marcador no reencontro entre clube e torcida, que, com a liberação da CBF e do Governo, apareceu em pequeno número em São Januário. Foi liberada a presença de mil torcedores, mas pouco mais de 300 estiveram no estádio.

O gol saiu aos 44 minutos. Morato fez jogada individual e acionou Cano. O atacante chutou na trave. Na sobra, Nenê mandou para o fundo das redes. O Vasco dominou o Cruzeiro nos primeiros 45 minutos e não deixou o rival sequer criar uma oportunidade de perigo. A ausência de Vanderlei Luxemburgo, suspenso, foi sentida durante todo o tempo.

Um duelo em especial chamou atenção. Fábio e Vanderlei, dois goleiros que já estiveram na mira da seleção brasileira, chamavam atenção. O primeiro teve mais trabalho e fez duas grandes defesas, em tentativas de Morato e Nenê. Já Fábio precisou entrar em ação em uma única vez, no arremate de Thiago.

O segundo tempo não foi tão confortável para o Vasco. O time ganhou em movimentação sob o comando de Fernando Diniz, mas teve alguns momentos de lentidão. O Cruzeiro tentou se aproveitar dessa falha para crescer e chegou a pressionar. No entanto, a melhor chance foi em uma cobrança de falta de Eduardo Brock. Vanderlei pegou.

O time carioca não demorou para equilibrar o duelo e novamente obrigou Fábio a fazer grandes defesas e impedir que o Vasco saísse com um placar ainda mais elástico. Marquinhos Gabriel assumiu a função de ditar o ritmo da partida, uma vez que Nenê aparecia menos. Em um erro de comunicação entre a comissão técnica, Fernando Diniz tirou o meia e ficou bravo ao saber que o atleta não pediu para deixar o campo.

Atrás do placar, o Cruzeiro se atirou ao ataque, mas deu o contra-ataque para o Vasco, que chegou a marcar com Daniel Amorim, em uma jogadaça de Gabriel Pec. Em um lance pra lá de confuso, o árbitro marcou mão do jogador, anulou o lance e deu uma sobrevida ao time celeste. Na base do tudo ou nada, o empate foi decretado aos 49. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Ramon deixar tudo igual.

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Brusque na sexta-feira, às 21h30, no Augusto Bauer, em Brusque (SC). No domingo, às 16h, o Cruzeiro recebe o CSA, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 1 CRUZEIRO

VASCO - Vanderlei; Léo Matos, Ricardo, Leandro Castan e Riquelme (Walber); Andrey, Marquinhos Gabriel e Nenê (Bruno Gomes); Léo Jabá, Cano (Daniel Amorim) e Morato (Gabriel Pec). Técnico: Fernando Diniz.

CRUZEIRO - Fábio; Rômulo, Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira (Dudu); Adriano, Marco Antônio (Flávio) e Giovanni (Rafael Sóbis); Wellington Nem (Felipe Augusto), Marcelo Moreno (Claudinho) e Thiago. Técnico: Belletti (auxiliar).

GOLS - Nenê, aos 44 minutos do primeiro tempo. Ramon, aos 49 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Andre Luiz de Freitas Castro (GO)

CARTÕES AMARELOS - Andrey e Cano (Vasco); Eduardo Brock e Marcelo Moreno (Cruzeiro)

PÚBLICO - 309 torcedores

RENDA - R$ 34.625.

LOCAL - Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Lionel Messi fez seu primeiro jogo pelo Paris Saint-Germain no Parque dos Príncipes. A torcida viu lances de talento do craque argentino, mas ele passou em branco na vitória de virada por 2 a 1 sobre o Lyon. Quem balançou as redes foram dois brasileiros e Icardi. Lucas Paquetá abriu o placar para os visitantes, Neymar empatou em cobrança de pênalti, e Icardi saiu do banco para marcar o gol da vitória nos acréscimos da partida. Os três gols do bom jogo disputado em Paris neste domingo saíram no segundo tempo.

Após perder o título na temporada passada para o Lille, o PSG lidera o Campeonato Francês 2021/22 com folga. O time parisiense manteve os 100% de aproveitamento com mais um triunfo e está muito confortável na ponta, com 18 pontos em seis jogos realizados.

##RECOMENDA##

O vice-líder é o Olympique de Marselha. O time do brasileiro Gerson e do técnico Jorge Sampaoli foi aos 13 pontos depois de ganhar do Rennes por 2 a 0 neste domingo, com gols de Dieng e Harit. Com um início irregular da temporada, o Lyon aparece apenas no nono lugar, com oito pontos.

O talentoso trio formado por Messi, Neymar e Mbappé jogou junto pela segunda vez seguida. E dessa vez teve desde o início a companhia de Di María na ofensiva formação armada pelo técnico argentino Maurício Pochettino, criticado por ser incapaz de fazer, por enquanto, o PSG engrenar com tantos craques à disposição.

O camisa 30 foi o mais participativo do trio no primeiro tempo e contou com a colaboração de Neymar e Mbappé. O francês deu bonito passe de letra para o argentino bater colocado, para a defesa segura de Anthony Lopes. O goleiro foi ainda melhor ao evitar com a perna o gol de Messi após assistência de calcanhar de Neymar. O astro argentino ainda acertou a trave em linda cobrança de falta que provocou suspiro nos torcedores no Parque dos Príncipes, ansiosos pelo primeiro gol do seis vezes melhor do mundo.

E o gol de Messi não saiu dessa vez. Na etapa final, ele esteve mais apagado. Participou menos da partida e foi substituído aos 31 minutos pelo lateral marroquino Hakimi. Naquela altura, o placar já marcava 1 a 1, ambos gols marcados por brasileiros. Lucas Paquetá colocou o Lyon em vantagem aos oito minutos. O meio-campista recebeu de Ekambi nas costas dos defensores e bateu na saída de Donnarumma para marcar.

Mais ativo do que Messi, Neymar chamou a responsabilidade e sofreu um pênalti muito discutível em lance com Gusto. Os dois disputaram a bola corpo a corpo, e o brasileiro caiu pedindo falta. O árbitro assinalou a marca da cal sem pestanejar. Neymar cobrou com a categoria que lhe é peculiar, deslocando o goleiro, e empatou a partida.

Pochettino fez alterações na equipe em busca do triunfo em Paris, lançando mão de Wijnaldum e Icardi. Embora o PSG não tenha apresentado uma melhora significativa, as alterações fizeram efeito, já que Icardi mostrou estrela e marcou nos acréscimos o gol do triunfo de virada em Paris.

Bem posicionado, o argentino recebeu cruzamento na medida de Mbappé. O francês, naquele momento muito apagado, colocou na cabeça de Icardi, que mandou no contrapé do goleiro aos 47 minutos. Festa no Parque dos Príncipes depois de mais uma vitória do líder do Campeonato Francês.

A crônica esportiva amanheceu mais triste neste domingo, com a notícia da morte do jornalista Roberto Petri, aos 85 anos. Após sofrer dois AVCs, ele vivia numa clínica de repouso em São Paulo e estava muito debilitado por também sofrer com infecção urinária. O premiado inventor do "Dente de Leite" ajudou na revelação de muitos jogadores no futebol brasileiro.

"Morreu há pouco meu querido amigo e padrinho, Roberto Petri. Ele mudou minha vida e de muita gente, abrindo portas na imprensa. Leva este crédito para o céu. #luto", informou a morte o também jornalista Flávio Prado.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Por causa da morte do jornalista, que era são-paulino, um minuto de silêncio foi prestado antes do confronto entre São Paulo e Atlético-GO no Morumbi, pelo Brasileirão. Muitos jornalistas fizeram homenagens a Petri, um ícone esportivo e referência para muitos. Dentro os quais, o apresentador Milton Neves.

"E morreu Roberto Petri, ícone da crônica esportiva do Brasil. Polêmico, são-paulino, cronista raiz, correto, mordaz, brilhante e defensor do futebol argentino, Petri criou com Ely Coimbra o épico Dente de Leite que revelou tantos craques! Nossos sentimentos!"

Petri, ao lado do amigo e também já falecido Eli Coimbra, inventou o "Dente de Leite" nos anos 70, um torneio para a revelação de jovens e que ainda virou nome de bola de futebol. O torneio marcou época nas transmissões da TV Tupi nas manhãs de domingo.

Experiente e premiado jornalista, Roberto Petri brilhou na TV, no rádio, em jornais e revistas com sua elegância em falar sobre o mundo da bola e por conhecer como poucos o futebol argentino. Foi ele quem criou a primeira mesa redonda para debates, há mais de 50 anos. O programa que faz sucesso até hoje na TV Gazeta, tinha Milton Peruzzi, José Italiano, Peirão de Castro, Dalmo Pessoa e ele.

Roberto Petri nasceu na capital paulista e jamais escondeu seu amor frenético pelo futebol. Começou a carreira na Rádio Bandeirantes, antes de ir para a TV Tupi. Passou pelas rádios Difusora e Excelsior, atualmente CBN, na Joven Pan, na TV Cultura e Gazeta, CBI, ESPN Brasil e nos jornais Última Hora, Diário da Noite, Diário de São Paulo, Mundo Esportivo, Popular da Tarde, Jornal Equipe e na Revista Player.

Com gol de Edenílson aos 47 minutos do segundo tempo, o Internacional venceu o Fortaleza, por 1 a 0, neste domingo, no Beira-Rio, subindo para a faixa de classificação para a Copa Libertadores de 2022.

Sem perder há sete jogos, o time gaúcho saltou para o 6º lugar na tabela, com 29 pontos. O Fortaleza, por outro lado, somou sua terceira derrota seguida no Brasileirão e já está há seis partidas sem vitória. Os cearenses estacionaram na quarta colocação, com 33 pontos.

##RECOMENDA##

O Fortaleza entrou em campo ligado e, antes da primeira volta do relógio, quase abriu o marcador. Lucas Lima cruzou na medida, mas Henríquez, mesmo de frente para o goleiro Daniel, bateu à direita e errou o alvo. Aos 16, o meia repetiu a dose e serviu Éderson, que também desperdiçou uma boa chance. Na sequência, aos 19, Patrick pegou a sobra e encheu o pé. A bola passou perto do gol cearense. Aos 40 minutos, Maurício arriscou chute venenoso e assustou Felipe Alves.

Assim como na etapa inicial, o Fortaleza voltou ligado para o segundo tempo. Aos 4 minutos, Robson mandou um chutaço e fez Daniel trabalhar. No rebote, Robson tentou de novo, mas Moisés tirou em cima da risca. O Fortaleza perdeu outra boa chance com Pikachu. Aos 11 minutos, ele pegou rebote de Daniel após chute de Lucas Lima, mas sua finalização foi desviada pela zaga. O Inter respondeu só aos 22 em cabeçada de Yuri Alberto. Felipe Alves salvou o Fortaleza.

Aos 26, confusão em campo e o árbitro expulsou Saraiva, do Internacional, e David, do Fortaleza. Na sequência, aos 28, Boschilia mandou de fora da área, mas Felipe Alves fez uma defesaça. O Fortaleza não se abalou e criou outra boa chance, com Éderson parando em Daniel. Aos 47, o lance decisivo. Yuri Alberto serviu Edenílson que, livre, completou para as redes.

Na 22ª rodada, o Internacional recebe o Bahia, no Beira-Rio, no domingo, às 16 horas. No mesmo dia, mas às 18h15, o Fortaleza visita o Sport na Ilha do Retiro, em Recife.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 0 FORTALEZA

INTERNACIONAL - Daniel; Saraiva, Bruno Méndez, Victor Cuesta e Moisés (Paulo Victor); Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Paolo Guerrero), Edenílson, Maurício (Boschilia) (Johnny) e Patrick (Heitor); Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

FORTALEZA - Felipe Alves; Daniel Guedes, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu (Edinho), Éderson, Matheus Jussa, Lucas Lima (Depietri) e Lucas Crispim (Ronald); Robson (Wellington Paulista) e Henríquez (David). Técnico: Juan Vojvoda.

GOL - Edenílson, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Edina Alves Batista (SP).

CARTÕES AMARELOS - Bruno Méndez e Rodrigo Dourado (INTERNACIONAL); Marcelo Benevenuto (FORTALEZA).

CARTÕES VERMELHOS - Saraiva (INTERNACIONAL) e David (FORTALEZA).

RENDA e PÚBLICO - Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL - Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

O Santos só volta a campo no próximo domingo, em compromisso contra o Juventude pelo Brasileirão. Até lá, o técnico Fábio Carille promete fortes trabalhos para conseguir ajustar o time e acabar com o incômodo jejum de nove jogos sem vitórias e a consequente aproximação da zona de rebaixamento.

O treinador substituiu Fernando Diniz faz três partidas, mas ainda não conseguiu comemorar um único gol sob seu comando. Foram dois empates sem gols contra Bahia e Ceará e derrota por 1 a 0 para o Athletico-PR. O novo comandante "culpa" a falta de tempo para não impor seu estilo.

##RECOMENDA##

Seguindo tal linha de raciocínio, Carille festejou a semana livre e promete aproveitá-la ao máximo para recolocar o Santos nos trilhos. "(temos urgência de vitórias), são muitos jovens, mas com tranquilidade vamos melhorar. É uma responsabilidade minha fazer o time jogar melhor, mas para isso preciso de trabalho. Essa semana será fundamental para que melhore o Santos", garante o treinador. "Vou comandar treino de terça a sábado para conhecer melhor os jogadores."

Diante do Ceará, o Santos entrou em campo com três zagueiros e foi bem no confronto. Não ganhou por causa do escorregão de Marinho na cobrança de um pênalti. Com 24 pontos, o Santos tem apenas três a mais que o América-MG, primeiro da zona de rebaixamento, o que vem incomodando bastante. Acabar com a queda livre virou obrigação. E com urgência.

Os poucos dias de trabalho, porém, já rendem elogios de Carille à evolução apresentada. "Nosso time está vertical. Gosto de controlar mais o jogo, de encher o campo adversário para atacar com mais gente. Temos de mudar corredor, agredir mais e assim teremos mais presença de área para criar e finalizar mais", avalia.

Na visão do técnico, a armação é o ponto principal a ser ajustado. Questionado sobre qual sua prioridade, ele não se esquivou. "O setor de construção. (Temos de) construir bem para chegar com mais qualidade. Dando cuidado defensivo para continuarmos sólidos, mas construirmos mais desde o goleiro", exemplifica. "Finalização passa por construção. E vou trabalhar por mais criação, infiltrações e triangulações."

Pelé segue se recuperando da retirada de um tumor no cólon. Internado no hospital Albert Einstein, o Rei do Futebol foi filmado, neste sábado (18), por sua filha realizando atividades de fisioterapia. Pelé fez exercícios com um tipo de bicicleta ergométrica sem indicar maiores restrições.

O quadro de Pelé ainda inspira cuidados. Na madrugada de sexta-feira, teve uma instabilidade respiratória e foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por precaução. Com a situação estabilizada, os médicos autorizaram sua mudança para os cuidados semi-intensivos.

##RECOMENDA##

O eterno camisa 10 do Santos foi internado em 30 de agosto na capital paulista para a realização de exames de rotina. No entanto, foi encontrado um tumor no cólon, que precisou ser removido cirurgicamente. Depois de afirmar na sexta que foi dado um passo para trás, a filha Kely Nascimento, em nova publicação, garante que o quadro se alterou para melhor: "Hoje foram dois passos para frente. Obrigada por todo o carinho e todas as mensagens", escreveu.

Ainda na sexta-feira, o Rei do futebol também teve uma mensagem sua compartilhada em seus perfis: "Meus amigos, eu sigo me recuperando muito bem. Hoje eu recebi visitas de familiares e continuo sorrindo todos os dias. Obrigado por todo amor que recebo de vocês", relatou. Na primeira vez em que deixou a UTI, Pelé usou as redes sociais para tranquilizar os fãs.

"Não pensem, por um minuto sequer, que eu não li as milhares de mensagens de carinho que recebi por aqui. Muito obrigado a cada um de vocês por dedicarem um minuto do seu dia para me enviar boas energias. Amor, amor e amor! Continuo cada dia mais alegre, com muita disposição para jogar 90 minutos, mais a prorrogação. Estaremos juntos em breve!", finalizou.

Além das atividades de fisioterapia, comuns em situações de internação por maiores períodos, Pelé também teve a barba feita por um dos enfermeiros. No vídeo em que aparece pedalando, o Rei se mostra disposto e fazendo movimentos rápidos, sem muitas limitações.

Aos 80 anos, o tricampeão mundial com a seleção brasileira (1958, 1962 e 1970) não tem aparecido muito publicamente, preferindo se preservar e manter os tratamentos de saúde.

Era difícil para o Sport e deu a lógica. O líder isolado Atlético-MG venceu o Leão por 3 x 0, em um jogo que dominou  amplamente, neste sábado (18), no Mineirão. Os gols foram de Hulk, Vargas e Diego Costa. O clube rubro-negro, pior ataque da competição, mais uma vez passou em branco, segue na vice lanterna da Série A, e pode terminar rodada a seis pontos de deixar a zona de rebaixamento.

Incrível Galo

##RECOMENDA##

Desde os primeiros minutos do jogo, o Galo foi mostrando seu 'incrível' poderio ofensivo. Principalmente com Hulk e Keno. Logo aos nove anos a equipe chegou com Zaracho em uma escapada. O Leão respondeu com Hernanes cobrando falta, aos 15, e obrigando Everson a boa defesa, mas daí em diante só deu Atlético-MG.

Aos 22, Hulk arrancou, deixou Sander para trás e, na cara de Mailson, errou o alvo. Depois foi Keno que cruzou e achou Diego Costa que cabeceou para fora. Hulk ainda teve outra chance em uma bomba que Mailson defendeu. Mas aos 35, em cruzamento que veio de Arana, o atacante Diego Costa não perdoou e abriu o placar. Antes do fim do primeiro tempo ainda deu para Hulk ampliar a vantagem. 

Pressão inofensiva do Leão

O Sport voltou mais ofensivo mesmo que não tenha criado uma grande chance no retorno do segundo tempo. Já o Galo assustou aos 12 com Diego Costa recebendo em profundidade e rolando para Zaracho que chutou fraco. Aos 16, os donos da casa voltaram a chegar com perigo, em arremate de Guilherme Arana que passou ao lado.

O Atlético-MG deu campo para o Sport jogar, mas os pernambucanos voltaram a sentir dificuldade de criar boas oportunidades. O Galo escapava com velocidade sempre que surgia uma chance, e ainda teve um pênalti convertido por Vargas, nos acréscimos, para seguir firme na liderança da competição. 

Ficha de jogo

Competição: Campeonato Brasileiro - Série A

Local: Mineirão - MG

Atlético-MG: Everson; Guga, Nathan Silva, Alonso, Arana (Dodô); Allan (Nacho), Tchê-Tchê , Zaracho ; Keno (Nathan), Hulk (Vargas), Diego Costa (Sasha). Tec: Cuca

Sport: Mailson; Hayner, Sabino, Rafael Thyere, Sander; Marcão (Barcia), Hernanes, Everton Felipe (Thiago Neves); Paulinho Mocelin, Tréllez (Everaldo) e Mikael (Andre) . Tec: Gustavo Florentín,

Gols: Diego Costa, Hulk e Vargas (CAM)

Arbitragem: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)  

Cartões amarelos: Mikael, Paulinho Mocelin, Rafael Thyere (SPO); Allan, Tchê-Tchê (CAM)

O Náutico saiu na frente do Botafogo, fora de casa, neste sábado (18), mas acabou levando a virada e saiu derrotado do Engenhão por 3x1. Com o resultado, o time pernambucano ficou mais distante do G4 da Série B.

Timbu pressionando

##RECOMENDA##

O duelo começou com o Náutico marcando alto e explorando a velocidade de Vinícius pelo lado esquerdo. Assim, logo aos 8, o atacante achou Jean Carlos que, do bico da área, abriu o placar.

Mas, depois do gol, o Botafogo foi para cima e logo tomou conta das ações. Priorizando a movimentação no ataque, o time foi aos poucos abrindo a defesa do Timbu. Aos 23, em chute de Navarro, Alex Alves bem posicionado salvou.

Em seguida, Chay achou espaço no lado direito e rolou para Marco Antonio perder grande chance. Mas de tanto insistir, aos 40, Luis Oyama chutou, a bola desviou em Rafael Ribeiro e parou no fundo da rede, empatando o jogo.

Fogão dominante

O Botafogo voltou melhor para a segunda etapa e logo virou o duelo. Aos seis, Chay chegou pela direita e bateu, no rebote de Alex Alves, Navarro finalizou, colocando os cariocas na frente. Melhor no confronto, os donos da casa eram a equipe mais perigosa em campo e mesmo depois do gol manteve a postura.

O Náutico não conseguiu repetir a pressão que exerceu logo no início do duelo. Nem a velocidade de Vinícius, e nem o passe de qualidade de Jean Carlos, foram capazes de assustar o Botafogo que nos acrescimos ainda ampliou com Navarro e chegou aos 44 pontos, na segunda colocação. O Timbu fica com 35, seis a menos que o primeiro time no G4.

Ficha de jogo

Competição: Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Engenhão - RJ

Botafogo: Diego Loureiro; Daniel Borges, Kanu, Gilvan, Carlinhos; Barreto, Pedro Castro (Luis Oyama), Chay; Warley, M. Antonio (Kayke) e Rafael Navarro. Téc: Luis Fernando.

Náutico: Alex Alves; Hereda, Camutanga, Rafael Ribeiro, Bryan (Jacob Murillo); Djavan (Junior Tavares), Trindade (Guilherme Nunes), Jean Carlos, Luiz Henrique (Marciel); Vinicius e Iago Dias (Giovanny). Téc: Marcelo Chamusca. 

Gols: Navarro 2x e Luis Oyama (BOT); Jean Carlos (NAU)

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Cartões amarelos: Camutanga, Bryan, Djavan (NAU)

O rebaixamento do Santa Cruz teve um ponto final neste sábado (18). Com o empate entre Floresta e Volta Redonda em 1 x 1, o tricolor pernambucano, que tem apenas 11 pontos, não pode mais sair da zona e está oficialmente na Série D em 2022.

A última vez que o Santa Cruz jogou a quarta divisão do futebol nacional foi em 2011. O time já tinha disputado a competição em 2009 e 2010. Neste domingo, apenas para cumprir tabela, a Cobra Coral encara a Tombense, em Minas Gerais.

##RECOMENDA##

O Liverpool vai dormir na liderança isolada do Campeonato Inglês. Com suada vitória sobre o Crystal Palace, por 3 a 0, subiu para os 13 pontos e aguarda os jogos de Manchester United e Chelsea, neste domingo, para saber em qual posição fechará a rodada. Com grandes defesas, o goleiro brasileiro Alisson evitou um tropeço em Alfield. Mané fez seu 100° gol pelo clube.

Diferentemente de outras temporadas, o Crystal Palace montou um time mais forte para a atual temporada e vendeu caro a derrota, gols de Sadio Mané, Salah e Keitá. Os visitantes começaram com tudo em Anfield, dando dois grandes sustos. Alisson teve de correr para salvar após ser encoberto e logo depois viu Benteké carimbar a trave.

##RECOMENDA##

O Liverpool não esperava tamanho sufoco e demorou a equilibrar o confronto. Jota teve chance, mas mandou para fora. O gol do mandantes saiu apenas nos minutos finais do primeiro tempo. Cruzamento para a área e Mané pegou a sobra para mandar às redes. Foi seu 100° gol com a camisa da equipe.

Após o intervalo, o Crystal Palace seguiu corajoso em campo e mais uma vez esbarrou em Alisson. O goleiro fez duas defesas complicadas antes de Salah aproveitar a cobrança de escanteio para ampliar. Na saída de bola, nova intervenção difícil do goleiro brasileiro. Num belo chutaço no último minuto, Keitá fechou o placar. Um 3 a 0 clássico, mas muito sofrido.

TROPEÇO DO CAMPEÃO

O Manchester City deixou escapar dois preciosos pontos ao não sair do 0 a 0 com o Southampton no Ettihad Stadium. A falha de pontaria foi o principal problema do time de Pep Guardiola, que pouco ameaçou o gol dos visitantes. Os muitos passes errados também contribuíram para o tropeço.

O prejuízo não foi maior por causa de ação do VAR, que fez uma marcação de pênalti ao Southampton ser revista e desmarcada. No fim, Sterling até fez o gol do City, mas o VAR entrou novamente em ação e anulou o lance por impedimento. Com 10 pontos, o time está em segundo, mas pode cair bastante na tabela.

ARSENAL REAGE

Depois de três derrotas seguidas na largada da competição, a Arsenal começa a reagir e já é o 12° colocado ao ganhar a segunda seguida. Neste sábado, fez 1 a 0 na visita ao Burnley.

O gol decisivo saiu ainda na primeira etapa, em cobrança precisa de falta de Odegaard no Turf Motor. O meia encobriu a barreira e mandou no ângulo. O time sofreu muito para segurar o resultado, mas festejou o 1 a 0.

Na abertura da rodada, o Brentford levou a melhor na visita ao Wolverhampton, vencendo por 2 a 0, gols de Toney, de pênalti, e Mbeumo. Já o Watford contou com dois gols de Saar para bater o Norwich, fora de casa, por 3 a 1.

Estagnado no campeonato, o Palmeiras viaja até Santa Catarina disposto a acordar no Brasileiro para se recolocar na briga pela liderança da competição. O time do técnico Abel Ferreira enfrenta a Chapecoense neste sábado, às 17h, na Arena Condá, com a extrema necessidade de voltar a vencer para não tornar o clima ainda mais tenso no seu departamento de futebol.

Com apenas uma vitória nos últimos cinco confrontos, a equipe do técnico Abel Ferreira viu o Atlético abrir uma frente de sete pontos na liderança (42 a 35). Para piorar, o Flamengo, que tem duas partidas a menos, aparece em terceiro lugar com 34 pontos e pode tirar a segunda colocação da equipe palmeirense no caso de mais um tropeço em Chapecó.

##RECOMENDA##

A ausência de bons resultados trouxe consequências para o futebol. Com o técnico questionado e o elenco exposto às críticas, principalmente pelas redes sociais, a diretoria decidiu agir. Além de manifestar publicamente respaldo ao trabalho de Abel, o presidente Maurício Galiotte esteve na Academia para assistir aos treinamentos e apoiar seu treinador.

No pensamento da cúpula palmeirense, o time já deu sinais de potencial neste mesmo campeonato quando engatou oito vitórias seguidas e um empate. Essa fase vitoriosa teve início nos 3 a 2 sobre o Bahia, no dia 27 de junho, e se estendeu até o empate de 0 a 0 diante do São Paulo, em 31 de julho. Neste recorte, o Palmeiras foi quase perfeito e teve um aproveitamento de 91,6%.

A boa notícia para o duelo deste sábado vem dos tribunais. O técnico Abel Ferreira, o auxiliar João Martins e o volante Patrick de Paula ficaram livres de qualquer punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva pelas expulsões na partida contra o Atlético-MG em Minas. Assim, os três estão garantidos na Arena Condá.

Em função da expulsão de Zé Rafael diante do Flamengo, o treinador português vai ser obrigado a mexer no meio-campo. Com dores no tornozelo esquerdo, Danilo está fora. Assim, a provável dupla de volantes deverá ser formada por Felipe Melo e Patrick de Paula.

"Temos problemas, mas sempre disse que o nosso elenco é formado por grandes jogadores. O nosso time já provou o seu potencial e tem todas as chances de se recuperar. Temos que manter o foco", afirmou o treinador palmeirense.

Na armação, Raphael Veiga e Dudu vão ter a responsabilidade de levar o time à frente. No ataque, as apostas ficam na velocidade de Rony e no bom momento de Wesley.

Considerada por muitos como equipe já condenada ao rebaixamento, a lanterna Chapecoense entra em campo inspirada na única vitória que conseguiu no Brasileiro até aqui. "O futebol é momento. Considerando as últimas seis rodadas, hoje a Chapecoense seria a 12ª colocada", afirmou o técnico Pintado.

Dos dez pontos que o time catarinense tem no torneio, seis foram conquistados nos últimos cinco jogos. Nesse período, o time obteve três empates, uma derrota e o resultado positivo no último final de semana.

O técnico Marcelo Chamusca vai contar com ‘reforços’ para o jogo contra o Botafogo, neste sábado (18), no Rio de Janeiro. O treinador, que já sabia que Júnior Tavares estava liberado, soube nesta sexta (17) que o atacante Jacob Murillo e o zagueiro Camutanga também ficam à disposição.

Assim como Júnior Tavares, Jacob aguardava seu nome constar no Boletim Informativo Diário da CBF, o que aconteceu nesta sexta. A dupla inclusive foi alvo de elogios do treinador em entrevista na quinta-feira (16), quando disse que esperava ‘contar com os atletas’.

##RECOMENDA##

Outro que também vai para campo é o zagueiro Camutanga. Em julgamento no STJD nesta sexta, o jogador foi punido com dois jogos de suspensão, mas o departamento jurídico do clube conseguiu um efeito suspensivo horas depois, deixando o jogador à disposição. A punição é derivada da expulsão do defensor contra o Sampaio Corrêa. 

Horas depois de suspender Gabriel por conduta desrespeitosa na partida do Campeonato Brasileiro contra o Internacional, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) concedeu um efeito suspensivo que libera o atacante para participar da partida contra o Grêmio no final de semana.

Baseando-se no artigo 147-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), Maurício Neves Fonseca, relator e auditor do Pleno do STJD, admitiu que a suspensão poderia causar "prejuízo irreparável ou de difícil reparação" ao Flamengo, que entrou com recurso pouco após a decisão da Quinta Comissão Disciplinar.

##RECOMENDA##

Enquanto o recurso dos cariocas não for julgado, Gabriel poderá entrar em campo no domingo, na partida contra o Grêmio, no Maracanã, válida pela 21ª rodada do Brasileirão.

No segundo tempo da partida contra o Internacional, em 8 de agosto, Gabriel recebeu o segundo cartão amarelo por bater palmas, diversas vezes, em direção ao árbitro. Enquanto deixava o campo de jogo, o atacante rubro-negro ainda disse: "isso é uma piada! Por isso que o futebol brasileiro é essa várzea!", palavras que foram ouvidas pelo árbitro assistente.

Nas redes sociais, torcedores do Flamengo expressaram sua revolta com a suspensão de Gabriel e lembraram da falta de punição a Diego Souza e Hernanes, que tiveram comportamento semelhante neste Brasileirão.

Neste domingo (19), Corinthians e América-MG se enfrentam pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo ocorre na Neo Química Arena, em São Paulo, a partir das 18h15 (horário de Brasília).

A equipe mandante está com seis jogos de invencibilidade. Por outro lado, o América se reencontrou com as vitórias e deseja sair da zona de rebaixamento.

##RECOMENDA##

O Corinthians se reforçou no meio da temporada e vem numa ascendente no Campeonato Brasileiro. A equipe está em 6° colocado, com quatro pontos de diferença para o primeiro colocado do G4.

Nesta quinta-feira (16), o técnico Sylvinho fez trabalhos técnicos com o quarteto principal da equipe. Renato Augusto, Giuliano, Róger Guedes e Willian tendem a jogar juntos pela primeira vez no domingo (19).

O América deseja repetir o bom resultado conquistado na Copa do Brasil 2020. Na ocasião, a equipe mineira eliminou o Timão após vencer o time paulista em sua casa. Dessa forma, o América mineiro está na 17ª colocação e está a um ponto de sair da zona de rebaixamento. Nos últimos cinco jogos, o time conquistou 10 pontos.

A seleção brasileira feminina de futebol iniciou seu novo ciclo com vitória em clássico. Ainda tentando esquecer a dura queda nas quartas de final da Olimpíada de Tóquio, o time comandado por Pia Sundhage venceu a Argentina por 3 a 1, nesta sexta-feira, em amistoso disputado no estádio Governador Ernani Sátiro, o Amigão, em Campina Grande (PB).

Apostando em estreantes e dando chances para diversas jogadoras, a treinadora sueca começou nesta sexta um novo ciclo na equipe, de olho na Copa do Mundo de 2023 e na Olimpíada de Paris, no ano seguinte. A seleção fez boa atuação, principalmente no segundo tempo, diante das arquibancadas sem torcedores, mas com cerca de 400 convidados.

##RECOMENDA##

Buscando renovar a seleção, Pia escalou a equipe com sete mudanças em comparação ao time titular que foi eliminado nas quartas de final da Olimpíada de Tóquio, no fim de julho. A treinadora trocou até a goleira Barbara, criticada pelas atuações abaixo do esperado no Japão. Pia deu chance à goleira Letícia Izidoro e à lateral Bruninha, convocada pela primeira vez para a seleção principal.

Diante de tantas mudanças, a falta de entrosamento no primeiro tempo não surpreendeu. Mesmo assim, as brasileiras dominaram as ações na etapa, com postura mais ofensiva do que as argentinas. O ataque, liderado por Marta, cercava a área das visitantes, mas tinha pouca efetividade.

Até que, aos 37, Ludmila e Debinha resolveram. A primeira invadiu a área pela direita, deixou a marcação para trás e deu passe para a segunda mandar para as redes. O gol desencantou o setor ofensivo brasileiro. O segundo quase veio aos 41, com Ludmila. E, no minuto seguinte, Duda mandou para as redes, mas a arbitragem anulou o lance por marcar falta do ataque brasileiro.

Mais confiante, a seleção voltou melhor para o segundo tempo. Pia colocou em campo Geyse, a estreante Katrine e Nycole, na vaga de Marta. E foi justamente a substituta da craque do time que anotou o segundo gol brasileiro. Aos 4, Nycole aproveitou passe de Bruninha, entrou na área e bateu na saída da goleira Correa.

A vantagem aumentou dez minutos depois. Após cobrança de falta de Debinha na área, Érika escorou e cruzou rasteiro para Angelina completar para o gol vazio. Foi o primeiro gol da jogadora com a camisa da seleção. Com a boa vantagem no placar, Pia arriscou mais e deu chances a Ary Borges e a Thaís, outra estreante.

O jogo era tão favorável que a goleira Letícia Izidoro fez sua primeira defesa do amistoso apenas aos 27 minutos. Mas, um minuto depois, acabou sofrendo o gol, depois de bela jogada de Bonsegundo. Nada que colocasse em risco a vitória brasileira.

A reta final da partida foi marcada pelo cansaço, em razão do forte calor, e da falta de organização das duas equipes, mais bagunçadas em comparação ao primeiro tempo. Aos 41, o Brasil ainda teve chance de transformar a vitória em goleada, quando Nycola acertou o travessão.

A seleção volta a campo para novo amistoso com a Argentina na segunda-feira, mais uma vez na Paraíba, mas no estádio Almeidão, na capital João Pessoa.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 3 x 1 ARGENTINA

BRASIL - Letícia Izidoro; Bruninha, Antônia, Érika, Tamires (Katrine); Duda (Thaís), Angelina, Kerolin (Victória Albuquerque), Debinha (Ary Borges); Marta (Nycole) e Ludmila (Geyse). Técnica: Pia Sundhage.

ARGENTINA - Vanina Correa; Julieta Cruz, Agustina Barroso, Eliana Stábile, Aldana Cometti; Romina Núñez, Yamila Rodríguez (Érica Lonigro), Florencia Bonsegundo, Vanina Preininger (Daiana Falfán); Clarisa Huber (Fabiana Vallejos) e Mariana Larroquette (Marianela Szymanowski). Técnico: Germán Portanova.

GOLS - Debinha, aos 37 minutos do primeiro tempo. Nycole, aos 4, Angelina, aos 14, e Bonsegundo, aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Duda.

ÁRBITRA - Deborah Cecília Cruz Correia (Fifa-PE).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Governador Ernani Sátiro, o Amigão, em Campina Grande (PB).

Neste domingo (19), a partir das 16h (horário de Brasília), o São Paulo enfrenta o Atlético Goianiense, no Estádio do Cícero Pompeu de Toledo, o o Morumbi. O confronto é válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Tricolor Paulista sofreu a eliminação na Copa do Brasil nesta semana, diante do Fortaleza, e agora precisa juntar forças para tentar encontrar uma posição mais confortável na tabela de classificação, já que atualmente está em 16º.

##RECOMENDA##

Apesar da saída repentina do experiente Daniel Alves, que gerou frustação para os torcedores, novas peças foram anunciadas na última janela de transferências, como o atacante argentino Johathan Calleri, que ainda não possui data para estrear.    

Já o Atlético-GO, vive momento melhor e se encontra no meio da tabela, em 10°. Apesar disso, o time não possui um dos melhores elencos do Brasileirão e não tem grandes sequências de vitórias, mas promete ter marcação dura com o Tricolor, sem solo paulista.

Ao longo da história, ambos os times se enfrentaram em 14 oportunidades. O resultado está empatado, já que o São Paulo e Atlético-GO venceram cinco partidas cada um. Além disso, outros quatro jogos terminaram com placar empatado.

 

 

Os 20 clubes que disputam a Série B do Campeonato Brasileiro decidiram, no Conselho Técnico da CBF desta sexta-feira (18), pela liberação do público nas cidades em que os governantes autorizam a medida já na 25ª rodada. Dos 20 clubes, 14 votaram a favor e seis votaram contra a liberação.

No Nordeste, apenas Confiança, que conta com a liberação do governo do Sergipe, e o Sampaio Corrêa, amparado numa decisão da prefeitura de São Luís, contarão com público nos seus estádios. Vale ressaltar que o Confiança conseguiu uma liminar junto ao STJD.

##RECOMENDA##

Em Pernambuco, o Náutico ainda não contará com a presença alvirrubra nas arquibancadas dos Aflitos. O mesmo vai acontecer com o Vitória no Barradão, com o CSA no Rei Pelé e com o Botafogo-PB no Almeidão. 

O Cruzeiro, agraciado por uma liminar, já está há dois jogos contando com público nos jogos em casa. Vila Nova e Goiás conseguiram uma liminar semelhante, mas ainda não realizaram jogos com torcida. 

O treinador Gustavo Florentín, mostrou certa preocupação com o setor ofensivo do Sport, em entrevista concedida à assessoria do clube nesta sexta-feira (17). Segundo ele, o time tem evoluído e trabalhado nesse sentido e o técnico já espera ver uma melhora no jogo deste sábado (18), no Mineirão, contra o Atlético-MG, que tem a melhor defesa do campeonato. 

“É uma preocupação que temos, de não poder chegar às finalizações. O desafio é poder gerar e poder marcar. Nas partidas anteriores, criamos as chances, mas esperamos que, nesse próximo jogo, os gols possam aparecer, para que o grupo possa mostrar essa face goleadora novamente, como estamos esperando", disse. 

##RECOMENDA##

O Leão tem 15 gols tomados e o Galo 13. A diferença porém é grande no setor ofensivo. O pior ataque é rubro-negro, com 8, os mineiros estão no top-5 da competição com 29. 

"Vai ser fundamental a intensidade. Que a gente possa exercê-la diante de uma equipe que tem muita qualidade, além de um bom entendimento, de acordo com aquilo que temos observado das partidas deles. Iniciam sempre a construção sempre partindo pelo goleiro, para sair jogando. O ritmo que vamos exercer na partida pode ser muito importante", afirmou.

Florentín ainda celebrou o retorno de Hernanes ao time, ausência sentida no jogo passado. O treinador ressaltou a experiência e a qualidade do atleta. "A gente espera que ele possa demonstrar toda qualidade que tem”, encerrou.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando