Esportes

| Geral

Palmeiras e Fortaleza começaram a travar nos últimos dias uma batalha jurídica sobre o preço dos ingressos para a torcida visitante no jogo entre as equipes neste domingo, na Arena Castelão, em Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro. O time paulista acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para reduzir o preço estipulado pelo clube adversário de R$ 110 para as entradas. O objetivo é conseguir um valor idêntico ao cobrado para a torcida mandante, fixado entre R$ 40 e R$ 60.

A tentativa do Palmeiras de questionar o valor incomodou bastante a diretoria do Fortaleza. O vice-presidente do clube, Marcello Desidério, afirmou que a decisão de colocar o preço da torcida visitante em R$ 110 foi para igualar o valor cobrado pelo Palmeiras no primeiro turno, quando recebeu o time nordestino no estádio Allianz Parque, em São Paulo, e estipulou o mesmo preço.

##RECOMENDA##

"O Palmeiras precifica os jogos no Allianz. Na Arena Castelão, em seus jogos, quem precifica é o Fortaleza Esporte Clube", escreveu Desidério. "O Palmeiras se acha no direito de querer fixar os preços dos jogos do Fortaleza na Arena Castelão. Entra no STJD querendo que a Corte obrigue o Fortaleza a vender para a torcida do Palmeiras ingressos no mesmo valor da torcida do Fortaleza, ainda que em setores diferentes", completou.

O Fortaleza promete se esforçar para manter a precificação original de R$ 110. A diretoria se respalda principalmente no regulamento do Brasileirão. O texto prevê que os valores das entradas são de responsabilidade do time mandante no jogo. Até agora foram vendidos para a partida cerca de 9 mil entradas.

Segundo o Palmeiras, artigos do Regulamento Geral de Competições da CBF e do Estatuto do Torcedor vetam que o ingresso do time visitante seja um valor mais alto do que o cobrado para apoiadores do time da casa. A equipe alviverde, dirigida pelo técnico Mano Menezes, tentará em Fortaleza chegar à quarta vitória seguida. O time bateu Goiás, Fluminense e Cruzeiro nos últimos jogos.

Para a partida na Arena Castelão, o Palmeiras não poderá contar com o atacante Dudu, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Uma americana se tornou nesta terça-feira (17) a primeira pessoa a atravessar o Canal da Mancha a nado quatro vezes sem interrupção, uma proeza que demorou 54 horas nas águas frias que separam a França do Reino Unido.

Sarah Thomas, de 37 anos, chegou durante a manhã a Dover, na costa sul da Inglaterra, sob os aplausos de um grupo de admiradores.

##RECOMENDA##

"Me sinto um pouco mal", reconheceu em um vídeo de sua chegada divulgado no Facebook.

A nadadora, que há um ano se recuperou de um câncer de mama, dedicou a aventura a "todos os sobreviventes", em uma mensagem publicada no sábado.

"Isto é para aqueles de nós que rezaram por nossas vidas, que se questionaram com desespero sobre o que viria depois e que lutaram contra a dor e o medo para vencer", escreveu.

Sarah Thomas fez duas idas e voltas entre Dover e Cap Gris-Nez, localidade do norte da França.

A americana admitiu à BBC que o mais difícil das travessias foi a água salgada, que irritou sua boca e a garganta. Também foi atingida por uma água-viva no rosto.

O nadador de resistência Lewis Pugh elogiou a proeza no Twitter, que chamou de "extraordinária, assombrosa, sobre-humana".

"Quando pensamos que atingimos o limite da resistência humana, alguém quebra os recordes", escreveu.

A partida entre Tennessee Titans e Indianopolis Colts começou com um grande susto no Nissam Stadium, casa dos Titans. Antes do duelo deste domingo (16) começar a franquia preparou uma homenagem a dois jogadores e uma entrada triunfal para os atletas, mas um dos alto-falantes pegou fogo e assustou os presentes.

Os ex-atletas Eddy George e Steve McNair tiveram suas camisas aposentadas e eternizadas no Nissam Stadium. A reverencia aos ídolos dos Titans aconteceu um pouco antes dos atletas entrarem.

##RECOMENDA##

Logo depois um dos alto-falantes entrou em combustão e começou a pegar fogo. Funcionários correram com extintores para tentar conter, mas levaram um certo tempo para conseguirem devido ao grande volume de fogo. Ninguém estava próximo do alto-falante no momento que pegou fogo. Não há relatos de feridos. O jogo terminou 17 para os Titans e 19 para os Colts. Ambas equipes somam uma vitória e uma derrota.

[@#video#@]

LeiaJá também

--> Jogo do Remo tem faixa do Náutico e 'Vuaden de Papelão'

O Manchester City conheceu sua primeira derrota no Campeonato Inglês neste sábado. Fora de casa, o time do técnico Josep Guardiola foi derrotado por 3 a 2 pelo Norwich e, além de ver o Liverpool abrir vantagem na liderança, perdeu sua invencibilidade de 18 jogos, considerando as partidas da temporada anterior. O último revés havia sido para o Tottenham, no jogo de ida das quartas de final da última edição da Liga dos Campeões, no dia 5 de abril.

Com o resultado negativo, o primeiro no torneio, o Manchester City permanece na vice-liderança, com 10 pontos, mas viu a desvantagem em relação ao líder Liverpool aumentar para cinco pontos. O Norwich soma seis pontos e ocupa o 12º posto na tabela, se distanciando da zona de rebaixamento.

##RECOMENDA##

O Norwich foi bravo, corajoso, teve organização, disciplina tática e fez um grande jogo neste sábado. Não se intimidou diante de uma das equipes mais fortes do futebol mundial e foi premiado pela postura ofensiva e destemida. Além disso, também contou com falhas individuais do rival de Manchester que acabaram fazendo a diferença no final.

Teemu Pukki, uma das surpresas do futebol inglês, também foi fundamental para o triunfo do Norwich. O atacante finlandês de 29 anos contribuiu com uma assistência e fez o gol que garantiu o triunfo e o deixou empatado com Abraham, do Chelsea, na artilharia do torneio. Ambos balançaram as redes sete vezes.

Mas Pukki não joga sozinho. O finlandês brilha em uma equipe cuja força está no coletivo. Com paciência, sem se afobar, os mandantes chegaram a dominar o City e conseguiram achar os espaços. E foi dessa maneira que o Norwich abriu 2 a 0 em 28 minutos de jogo, com gols de Kenny McLean e Todd Cantwell.

O City pagou pelos seus erros, mas também não teve uma exibição ruim. Sergio Agüero, sempre ele, esteve bem e foi o responsável por marcar de cabeça o gol que diminuiu o placar no final da primeira etapa.

No segundo tempo, Pukki apareceu para deixar a sua marca e ampliar para os donos da casa. No lance, Otamendi protagonizou uma cena bizarra, "cochilando" e perdendo a bola para Buendía, que rolou para Pukki empurrar para o gol.

Com o prejuízo grande, o City se mandou ao ataque, mas encontrou uma equipe bem postada, organizada e inteligente, tanto que o time de Guardiola só conseguiu balançar as redes outra vez nos acréscimos, em chute da intermediária de Rodri. Àquela altura, já estava tarde para evitar o revés que significou o fim de uma série de 18 jogos de invencibilidade.

[@#video#@]

Foram semanas e mais semanas de treinamento. Integração entre diferentes nações. Haitianos treinando com senegaleses. Angolanos, com venezuelanos. A equipe de Cabo Verde interagindo com um jovem de Benin. Em campo, diferentes formas de se comunicar: crioulo, espanhol, francês, árabe. Todos unidos, porém, por uma só língua universal: a do futebol. Os 80 atletas de diferentes rincões do planeta estarão juntos no próximo domingo (15), a partir das 8h, na Arena de Pernambuco, para a primeira Copa de Imigrantes e Refugiados do Recife.

##RECOMENDA##

A entrada custará 1 kg de alimento não perecível, que será destinado a uma entidade que cuida da causa em questão. Além dos jogos, uma série de atrações promovidas pelos imigrantes e refugiados circundará o evento como, por exemplo, barracas com comidas típicas de diversos países, danças culturais nos intervalos dos jogos e desfile de moda africana, com o estilista senegalês Lassana à frente. A Copa terá o lançamento oficial na próxima sexta-feira (13), às 9h, na sede da Federação Pernambucana de Futebol. Mais de 40 voluntários foram recrutados para ajudar na organização, que contou com uma verdadeira corrente do bem para acontecer. Corrente que também trouxe a cantora pernambucana Erica Natuza, finalista do último The Voice Brazil, para perto do evento. Ela também se apresentará na Arena. 

Os confrontos já estão definidos. Angola x Senegal abrem a competição de um lado do chaveamento. Do outro, estão Cabo Verde x Venezuela. Serão dois tempos de 15 minutos. Os vencedores farão a grande final, que dará ao vencedor a chance de disputar a etapa nacional da Copa, em novembro, no estádio do Maracanã, Rio de Janeiro. Eles terão direito a passagem aérea, hospedagem e alimentação para viver o sonho de jogar no maior palco do futebol nacional.

Criada em 2014, em São Paulo, pela primeira vez a Copa de Imigrantes e Refugiados chega no Nordeste, mais especificamente em Pernambuco, graças a voluntários e organizações como o Gade (ONG pernambucana), de entidades como o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a Defensoria Pública da União (DPU) no Recife, de clubes como Sport (com grande apoio, doações de materiais esportivos e camisa autografada), da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), do Escritório de Assistência à Cidadania Africana em Pernambuco (EACAPE) e do Governo do Estado, através da liberação de toda a estrutura da Arena de Pernambuco (com excelente disposição da administração em colaborar), além da força da sociedade civil.

A Copa surgiu como uma iniciativa da organização não governamental (ONG) África do Coração, com o apoio da Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). De pronto, a disputa tornou-se um sucesso porque, além de promover o protagonismo de quem usualmente é visto como antagonista, ainda pôde mostrar as realidades dessas vidas para o público brasileiro, e, assim, dar mais um passo para romper os preconceitos, as discriminações e lutar contra a xenofobia. 

Senegal, Angola, Cabo Verde e Venezuela foram as seleções escolhidas para o torneio. Apesar dos nomes, todavia, as equipes são mistas, com competidores de diversos países compondo cada bandeira. Na edição atual, estarão presentes atletas amadores representantes de Haiti, Guiné Bissau, Cabo Verde, Angola, Senegal, Venezuela, Colômbia, Israel e Benin. Cada equipe terá 20 jogadores, totalizando 80 imigrantes e refugiados.

O objetivo é simples: promover a integração a partir do esporte e a inclusão dos diferentes povos. O gesto, em contrapartida, é nobre, de significado ímpar. Constrói-se um espaço de união e confraternização para livre expressão dos refugiados e das refugiadas que têm em comum o destino que escolheram para viver: o Brasil.  

“Eu, como imigrante, há nove anos no Brasil, sei a diferença que é ser bem acolhido, receber um sorriso, ser bem tratado. Ajuda muito. Essas pessoas têm importância na sociedade e essa Copa é muito valiosa para mostrar que imigrantes e refugiados também podem ser respeitados. E o esporte tem o poder de integrar a sociedade a se unir e a acolher quem está longe de casa. Psicologicamente isso tem um impacto muito grande”, afirmou o engenheiro haitiano Jean Baptiste, presidente do Grupo de Embaixadores para o Desenvolvimento (Gade, sigla que significa "olhar" em crioulo), ONG que colabora diretamente na organização do evento em Pernambuco.

O tema da Copa dos Refugiados e Imigrantes 2019 é “Reserve um minuto para ouvir uma pessoa que deixou o seu país”. Ao todo, a competição envolve aproximadamente 1.120 atletas de 39 nacionalidades, reunindo pessoas em situação de refúgio e migrantes. As disputas regionais acontecerão ainda no Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Brasília e Curitiba, além do Recife. As seis cidades poderão enviar um representante cada para a fase final, no Maracanã.

“O evento reflete um projeto de integração de pessoas refugiadas por meio do esporte, envolvendo refugiados que representam seus países de origem que buscam promover suas culturas, talentos e conhecimentos no Brasil. Para o ACNUR, ganham os refugiados, imigrantes e a população brasileira”, defende José Egas, Representante do ACNUR no Brasil.

Programação:

Sexta-feira

9h - Lançamento oficial da Copa dos refugiados, na FPF

Domingo

Jogos na Arena de Pernambuco

8h30 - Angola x Senegal

9h30 - Cabo Verde x Venezuela

11h - Decisão

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto Assis Moreira fecharam acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Sul na Justiça para receber seus passaportes de volta. O compromisso foi firmado nesta quarta-feira, em Porto Alegre. Os irmãos tiveram os passaportes apreendidos após decisão do Tribunal de Justiça, determinada em novembro de 2018, devido a uma condenação por multa ambiental às margens do Lago Guaíba, na zona sul de Porto Alegre.

"Posso te afirmar que as partes chegaram a um ponto de consenso e o processo está sendo solucionado e esta questão já está superada, isso faz parte do passado. Chegamos a um ponto de solução. No mais, não posso entrar em detalhes porque o processo corre em segredo de justiça", disse ao Estado o advogado dos irmãos, Sergio Queiroz.

##RECOMENDA##

Conforme o Termo de Audiência, publicado nesta quarta-feira no sistema do Tribunal de Justiça, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Assis Roberto Assis Moreira devem depositar R$ 6 milhões em um Fundo para Reconstituição de Bens Lesados até o dia 1º de outubro. Em caso de não pagamento até a data prevista, a dupla terá de desembolsar R$ 9,8 milhões, além dos juros legais de 12% ao ano.

Os irmãos assumiram, ainda, o compromisso de realizar, em até 60 dias após a autorização do município, a recuperação da área danificada, na zona sul de Porto Alegre, e somente após a quitação dos valores os dois devem receber seus passaportes de volta, além do levantamento da indisponibilidade dos bens e cancelamento de penhoras existentes nos processos.

Em 2015, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Assis Roberto Assis Moreira foram condenados pela Justiça do Rio Grande do Sul devido a uma construção ilegal de um trapiche às margens do Lago Guaíba, na zona sul de Porto Alegre. A estrutura foi construída, na época, sem qualquer licenciamento ambiental e em uma Área de Preservação Permanente. Como o valor não foi pago, o Tribunal de Justiça decidiu apreender os passaportes dos irmãos e também proibiu que Ronaldinho e seu irmão emitissem novos documentos, enquanto não pagassem a multa.

Na semana passada, Ronaldinho Gaúcho foi nomeado Embaixador do Turismo Brasileiro pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). O caso provocou forte repercussão porque o ex-jogador está impedido de sair do País.

Ronaldinho e nomes como os cantores Amado Batista e Bruno e Marrone participarão de campanhas para divulgar o Brasil e fomentar o turismo internacional no País. Segundo a Embratur, a imagem do pentacampeão mundial será utilizada nas redes sociais para expor as belezas do Brasil no exterior. O primeiro projeto que Ronaldinho participará será o reality show "Rei do Rolê". Estrangeiros vão enviar vídeos e concorrerão a uma viagem ao Brasil. O escolhido será recebido por Ronaldinho e outros embaixadores da Embratur.

A modelo Najila Trindade compareceu à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio de Janeiro, na tarde desta quarta-feira, para prestar depoimento sobre um inquérito em que o jogador Neymar é acusado de divulgar imagens íntimas dela na internet.

A divulgação ocorreu em 1º de junho, um dia depois que Najila denunciou Neymar à Polícia Civil de São Paulo acusando o jogador de tê-la estuprado, em um hotel em Paris, em 15 de maio. O vídeo em que Neymar se defende inclui imagens íntimas da modelo e foi publicado enquanto o atleta estava em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, treinando com a seleção brasileira para a Copa América. Por isso coube à Polícia Civil do Rio investigar esse suposto crime.

##RECOMENDA##

A acusação a Neymar por estupro foi arquivada pela Polícia Civil de São Paulo, que na terça-feira indiciou Najila por denunciação caluniosa, extorsão e fraude processual.

O inquérito sobre a divulgação de imagens íntimas prossegue. Najila chegou à delegacia, na Cidade da Polícia, no Jacarezinho (zona norte do Rio), às 14h15 e ficou até as 15h. No depoimento, ela respondeu a quatro perguntas: se era ela a pessoa que figura nas fotos divulgadas por Neymar; se ela autorizou que as imagens e as conversas fossem divulgadas por outra pessoa; se a pessoa que manteve a conversa divulgada por Neymar era ela; e como ficou sabendo do vazamento dos diálogos.

Ao sair, Najila afirmou que sua vida está "devastada": "Já conseguiram provar que eu não fui violentada nem nada, mas não conseguiram indiciar ele por esse crime que ele fez. Ele está trabalhando igual no futebol: driblando e caindo", ironizou. "É um crime óbvio que ele cometeu na frente de todos, esse crime de exposição, para me humilhar. Eu não autorizei nada e jamais imaginei que ele (Neymar) fosse capaz de fazer isso", concluiu.

NEYMAR - Em depoimento prestado em 6 de junho à mesma DRCI, Neymar afirmou que um integrante de sua assessoria e um técnico em informática foram os responsáveis por divulgar as imagens da modelo. O jogador teria gravado um depoimento, mas não teria feito a edição que inclui imagens íntimas de Najila. Neymar admitiu ter liberado o teor da conversa para que sua equipe usasse no vídeo, mas disse ter orientado seus auxiliares a preservar as partes íntimas da mulher.

Julho de 2013: essa foi a data que as obras para a reforma do Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, o Geraldão, tiveram início. Por nove vezes o cronograma de entrega foi adiado e seis anos depois o espaço continua sem ser utilizado.

A reportagem do LeiaJá foi até o bairro da Imbiribeira, onde fica o Geraldão e encontrou o local em obras. Tratores, buracos e pessoas trabalhando. O local segue a rotina dos últimos seis anos. Na parte externa, quadras e piscinas funcionam normalmente. Mas o ginásio em si, é um espaço de obras e só é possível ter acesso mediante a autorização prévia.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

A Prefeitura do Recife encaminhou uma nota à nossa reportagem afirmando que 90% da obra está pronta. Além disso, o cominicado diz que a estimativa para a conclusão deve ser até o fim de 2019.

“O investimento de R$ 45 milhões permitiu que hoje a reforma do Geraldão chegasse a 90% de obras concluídas, mesmo que o início da intervenção tenha acontecido durante uma grave crise econômica, que não foi um fato isolado e atingiu fortemente todo o país. O Brasil inteiro sofreu as consequências da crise e no Recife não foi diferente. A estimativa é que a reforma do equipamento seja concluída até o final do ano”, diz um trecho da nota.

Porém, em contato com uma fonte anônima, com acesso ao local da obra, o LeiaJá apurou que dificilmente o novo prazo deve ser seguido.

"Ainda tem muita coisa para ser feita. Toda pintura interna ainda precisa acontecer, instalações estão por fazer. Gramado precisa ser plantado, estão abrindo um buraco que vai dar a volta no ginásio para a instalação do sistema de esgoto. Todas as rampas de acesso precisam ser pintadas também. Tem muita coisa a fazer ainda, só se for dezembro de 2021", afirmou a fonte, que pediu para não ser identificada.

Confira a nota da Prefeitura do Recife na íntegra: 

Inaugurado na década de 1970, esta é a primeira vez que o ginásio passa por uma grande intervenção de reforma e requalificação. Trata-se de uma obra que mexe com toda a estrutura do Geraldão, desde a rede de esgotamento sanitário até a cobertura da edificação, que foi completamente removida e substituída. Assim, falamos de uma obra de recuperação e readequação de grande porte.

O investimento de R$ 45 milhões permitiu que hoje a reforma do Geraldão chegasse a 90% de obras concluídas, mesmo que o início da intervenção tenha acontecido durante uma grave crise econômica, que não foi um fato isolado e atingiu fortemente todo o país. O Brasil inteiro sofreu as consequências da crise e no Recife não foi diferente. A estimativa é que a reforma do equipamento seja concluída até o final do ano.

Mesmo assim, as obras de engenharia civil estão próximas de serem finalizadas ao passo que, para a etapa seguinte, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer já está com processo licitatório em andamento para aquisição dos materiais esportivos.

Durante as obras, o Geraldão segue atendendo o seu público. Mais de 1.100 pessoas utilizam o ginásio atualmente, usufruindo dos serviços que já são ofertados como vôlei, ginástica artística, kickboxing, futsal, oficinas de artesanato e muito mais.

Sobre a obra, é importante destacar algumas intervenções a exemplo do aumento da quadra para atender às especificidades de atividades esportivas profissionais. O ginásio também recebeu adaptações para se modernizar, incluindo a instalação de um sistema de climatização, que está entre as instalações que devem acontecer nos próximos meses junto com o sistema de sonorização.

O Geraldão passou a contar com duas grandes rampas de acesso com o objetivo de promover a inclusão de pessoas deficientes ou com mobilidade reduzida, uma vez que o acesso ao interior do ginásio se dava apenas por escadarias.

Também foi possível concluir a instalação de cadeiras em todos os anéis, revestimento interno e externo da estrutura, fixação de guarda corpo e corrimão, piso drenante dos vestiários, piso tátil, pavimentação, drenagem da água pluvial da rede externa, entre outros.

O projeto incluiu também a reforma do parque aquático, que já foi concluída há quase três anos e custou R$ 1 milhão. O parque aquático ganhou uma piscina semiolímpica de 25 metros e uma outra, já existente, foi recuperada. As atividades dentro desse espaço são coordenadas pela Secretaria Executiva de Esportes.

Ainda que o cronograma de entrega do Geraldão tenha sofrido alterações em função da crise econômica, a Prefeitura do Recife manteve ativas as prioridades de infraestrutura urbana de forma prioritária, a exemplo da continuidade dos serviços básicos da cidade. Durante o período mais crítico da crise, a gestão esteve sempre empenhada em concluir as obras do Geraldão e, ao final de 2017, aos primeiros sinais de reequilíbrio financeiro nacional, foi possível retomar as intervenções.

 

Uma zebra inesperada aconteceu nas quartas de finais da Copa do Mundo de basquete que acontece na China. Os Estados Unidos perderam para França pela primeira vez em uma Copa do Mundo nesta terça-feira (11) e estão eliminados da competição. O jogo terminou 89 a 79 para os franceses. Desde 2002 que os americanos não eram eliminados nessa fase do torneio.

Donovan Mitchel foi o cestinha do jogo com 29 pontos, mas o grande destaque da partida foi o experiente Rudy Gobert que chegou a um duplo-duplo com 21 pontos e 16 rebotes e comandou a seleção francesa a vitória.

##RECOMENDA##

A vitória contra os americanos é um feito inédito para a seleção francesa. Nunca na história dos mundiais os franceses venceram os norte-americanos. Além disso essa também é a primeira vez que a França chega a duas semifinais seguidas no mundial. Em 2014 a equipe ficou com terceiro lugar.

Os americanos também não ficavam de fora de uma semifinal do mundial desde 2002, quando diante da sua torcida, visto que o mundial daquele ano foi disputado em Indianópolis, acabou derrotada para a antiga Iugoslávia nas quartas de final. A Iugoslávia se sagrou campeã daquele ano.

 

O caso Neymar e Najila Trindade ganhou mais um capítulo. A Policia Civil de São Paulo indiciou, nesta terça-feira (10), a modelo pelos crimes de denunciação caluniosa, fraude processual e extorsão. A decisão foi da delegada Monique Lima do 11° DP.

Além de Najila, o ex-marido Estivens Alves, também foi indiciado por fraude processual e divulgação de material erótico de Najila. As autoridades afirmaram que ele teria enviado as imagens para um repórter. O inquérito está em segredo de justiça.

##RECOMENDA##

Em nota a secretaria afirmou que o "conjunto probatório reunido durante as investigações" foram suficientes para que a delegada decidisse pelo indiciamento de Najila e Estivens.

A investigação de estupro que foi arquivada em julho e agora tem um novo desdobramento com o indiciamento. Mesmo arquivado em julho deste ano o caso pode ser reaberto caso surjam novas evidências contra Neymar. 

LeiaJá também

--> Vídeo: lutador de MMA fratura perna durante luta

--> Presidente do Paysandu: "Jogo cercado de nebulosidade"

 

O brasileiro Italo Ferreira viveu uma das maiores emoções de sua vida nesta terça-feira na disputa do Isa Games. O surfista teve uma série de problemas para chegar ao Japão e desembarcou em Miyazaki em cima da hora. Então ele foi direto do aeroporto para a praia e chegou quando a sua bateria já estava no final, mas conseguiu avançar.

"Do aeroporto direto para a bateria. Uma das coisas mais loucas que já fiz", escreveu Italo Ferreira em suas redes sociais. Logo que chegou na areia da praia, Filipe Toledo já estava esperando por ele com uma prancha na mão. Emprestou para o amigo, que entrou no mar com uma bermuda de pano grosso, com bolsos, algo impensável no esporte de alto rendimento.

##RECOMENDA##

Italo Ferreira teve muita dificuldade para chegar ao Japão porque teve o seu passaporte com todos os vistos furtado nos Estados Unidos. Mas ele correu atrás de toda a documentação necessária e conseguiu chegar em cima da hora no torneio. E contou com a ajuda dos brasileiros para não perder a viagem.

Filipinho já tinha vencido a sua bateria na competição, avançando para a segunda fase. E Italo Ferreira entrou correndo na água com sua bateria faltando 8 minutos para acabar. Mas foi suficiente para ele pegar boas ondas e ganhar a sexta bateria do masculino com 13,46 pontos, à frente de Leandro Usuña, da Argentina (12,60), do mexicano Dylan Southworth (11,34) e do norueguês Frode Goa (3,13).

Foram disputadas 28 baterias da primeira fase e os principais atletas avançaram. Destaque para o veterano e 11 vezes campeão mundial Kelly Slater, que ganhou a sua bateria também marcando 11,77 pontos. A participação no evento serve para garantir que um surfista seja elegível para os Jogos de Tóquio. Slater já avisou que sonha disputar a Olimpíada em 2020.

FEMININO - A disputa das mulheres terminou no Japão e a campeã acabou sendo a peruana Sofia Mulanovich, de 36 anos, que foi campeã mundial de surfe em 2004. Ela superou a brasileira Silvana Lima, que fez uma competição muito boa e foi prata, para ficar com o ouro. Bianca Buitendag, da África do Sul, foi bronze, enquanto que a norte-americana Carissa Moore ficou na quarta posição.

Quem também chegou longe no evento foi a brasileira Tatiana Weston-Webb, que caiu apenas na sexta fase e, na repescagem, não conseguiu ficar entre as duas mais bem colocadas e perdeu a chance de disputar a final no Isa Games. O Comitê Olímpico do Brasil (COB) está com representantes em Miyazaki para ajudar os brasileiros no local.

Quem acompanha o MMA sabe que volta e meia uma lesão assustadora acontece. A bola da vez foi o norte-americano Albert Gonzales. Na sua estreia no Bellator, no sábado (7), ele enfrentava Tyson Miller na Califórnia, Estados Unidos, quando desferiu um chute baixo, que foi defendido pelo adversário e ele fraturou a perna. A lesão foi parecida com a que sofreu o brasileiro Anderson Silva.

Tudo aconteceu no primeiro assalto. A luta seguia, quando Albert desfere um chute baixo que foi defendido por Miller. Na volta do golpe ao tentar pisar o chão com a perna já fraturada, Gonzales percebe que algo está errado, mas ainda pisa uma segunda vez antes de cair no chão.

##RECOMENDA##

Seu compatriota Tyson Miller reagiu erguendo os braços numa espécie de 'rendição' ao perceber a grave lesão.

[@#video#@]

LeiaJá também

--> Presidente do Paysandu: "Jogo cercado de nebulosidade"

Promessa do judô do Brasil, o atleta Gabriel Schlichta Adriano morreu no último domingo, em Curitiba, no Paraná. O corpo do lutador foi encontrado na piscina da casa onde ele morava. A causa da morte ainda não foi divulgada.

O judoca, membro da Sociedade Morgenau, tinha em seu currículo passagens pelas seleções brasileiras de base em 2016, onde ganhou a medalha de bronze no Campeonato Pan-Americano Sub-18 e foi campeão sul-americano sub-18 no peso Leve (73kg).

##RECOMENDA##

A notícia causou comoção na comunidade do judô. "A família do judô brasileiro se solidariza aos familiares e amigos de Gabriel neste momento de dor e saudade. Ele será lembrado para sempre com carinho dentro e fora dos tatames", disse a nota da Confederação Brasileira de Judô em seu site oficial.

A Sociedade Morgenau também agradeceu ao público pelas mensagens de apoio. "Sua morte nos deixou muito surpresos, mas esperamos que ele possa estar em um lugar melhor. Agradecemos a todas as mensagens de conforto recebidas até agora. Elas só mostram o quanto era querido por todos, com seu profissionalismo, inteligência, amizade e grande atleta. Devemos sempre lembrá-lo com alegria, gratidão e muita saudade", afirmou a postagem.

Os skatistas mais bem ranqueados no período entre janeiro de 2019 e maio de 2020 participarão dos Jogos Olímpicos de Tóquio no próximo ano. O Brasil poderá disputar medalhas com até 12 atletas, divididos da seguinte maneira: três no Park feminino, três no Park masculino, três no Street feminino e três no Street masculino.

A presença brasileira com o número máximo de competidores vai depender do desempenho dos skatistas ao longo das duas janelas classificatórias estabelecidas pela World Skate para a corrida olímpica. Eduardo Musa acredita que o País conseguirá levar a quantidade máxima. "A posição dos atletas brasileiros é muito boa. Temos 19 atletas entre os 80 do mundo nas quatro vertentes de classificação para a Olimpíada", explica o presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk).

##RECOMENDA##

Mesmo com os dois Mundiais somando grande quantidade de pontos, Musa diz que não é possível ainda apostar qual pontuação garante um atleta nos Jogos. "Após esses Mundiais termina a primeira janela de classificação e não dá para cravar que alguém já estará classificado. A segunda janela tem mais competições, que vão somar cinco notas, contra apenas duas da primeira janela. Então, está muito cedo para definir algo."

Rayssa Leal, segunda colocada no ranking do Street, tem 11 anos e se conseguir a classificação para os Jogos Olímpicos terá apenas 12 anos em Tóquio. "Quero bater muitos recordes na carreira. Este ano já bati um por ser a mais nova a vencer uma etapa da Street League Skateboarding (SLS), em Los Angeles. Espero que venham muitos outros", avisa.

Nas próximas duas semanas São Paulo será a capital internacional do skate com as competições mais importantes do ano: o Mundial de Park, entre esta segunda-feira e domingo, no Parque Cândido Portinari, e o Mundial de Street, entre os dias 18 e 22, no Anhembi. Os dois eventos vão dar aos campeões 80 mil pontos na corrida olímpica, a maior pontuação do ano, além do título de melhores do mundo em cada modalidade nas categorias feminina e masculina.

Para se ter uma ideia, outras competições do nível Pro Tour premiam os ganhadores com 60 mil pontos, quantidade menor do que as dos vice-campeões mundiais, que somam 64 mil. Um campeonato cinco estrelas soma 40 mil pontos aos primeiros colocados, quase a mesma dos skatistas que ficarem na quarta posição dos Mundiais. Em campeonatos nacionais os vencedores ganham 3.330 pontos, que é a mais próxima de quem ficar no 21.º lugar nos Mundiais.

##RECOMENDA##

"Nunca dois Mundiais foram no mesmo país em modalidades diferentes. E, ainda mais, na mesma cidade e em semanas consecutivas", explica Eduardo Musa, presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk). "A luta para trazer esses campeonatos foi muito importante para os atletas poderem competir em ambientes conhecidos, mas também pelo fomento e divulgação do esporte, para as pessoas entenderem todo o processo olímpico em torno do skate."

O atual campeão do mundo no Park é o brasileiro Pedro Barros. Um dos favoritos ao título, ele destaca a importância de o campeonato ser realizado no Brasil. "Esse movimento maior que estamos tendo é muito legal porque incentiva mais pessoas a praticarem o skate. Se pelo menos uma criança assistir à gente na pista e começar a andar, já terá valido a pena", diz.

Número 7 do mundo no Park, Yndiara Asp acredita que ter a família e os amigos torcendo de perto será um grande incentivo. "São eles que me ajudam no dia a dia e poder abraçá-los depois da competição é muito legal. Eu espero que todos gostem de competir aqui. Nosso País tem um calor humano que é muito especial e quero que todos se sintam bem", avisa.

A seleção brasileira de Park estará em peso na competição, com Luizinho Francisco, Isadora Pacheco, Murilo Peres, Dora Varella, Hericles Fagundes, Victoria Bassi, Pedro Quintas e Letícia Gonçalves. "Sempre que a gente compete no Brasil, entramos com mais garra, com mais vontade. Isso é uma coisa que coloca a gente para cima. Se você não souber absorver bem essa energia, acaba se tornando uma pressão. É muito importante este campeonato no Brasil, porque é diferente do mundo inteiro, onde somos os ‘de fora’ e não tem muita gente para passar energia. Então, é especial competir aqui", diz Murilo.

O atleta também acredita que o evento é importante para incentivar a modalidade no Brasil. "Quando temos um campeonato desse nível, a cena cresce, seja para as pessoas que estão lá prestigiando, seja para os competidores terem uma visão do quanto os brasileiros estão torcendo pela gente", comenta.

No Mundial de Street estão confirmadas Pamela Rosa, a número 2 do ranking, Rayssa Leal, segunda colocada, e Letícia Bufoni, a quarta. Outros nomes de peso que estarão em São Paulo são a australiana Hayley Wilson, terceira do ranking olímpico, e a japonesa Aoki Nishimura.

Na lista masculina, destaque para o brasileiro Kelvin Hoefler, com cinco títulos mundiais no currículo. "Certamente virão os melhores do mundo e também muitos que estarão em Tóquio em 2020", diz Kelvin.

O Avaí pode deixar a lanterna do Campeonato Brasileiro no duelo diante do Flamengo neste sábado, às 17 horas, no estádio Mané Garrincha, pela 18ª rodada. O técnico Alberto Valentim fechou os treinos da equipe e levantou uma dúvida em cima de jogadores lesionados. Os zagueiro Betão e Kunde, além do lateral Léo, estão entregues ao departamento médico e devem desfalcar o time.

"Semana foi mais curta, mas consideramos uma semana cheia, deu para recuperar bem os jogadores, deu para treinar aqueles que jogaram menos. Estamos aproveitando bem esses dias. Quanto ao departamento médico, esperamos até o último momento para definir quem vai para o jogo", avisou Valentim, em entrevista coletiva.

##RECOMENDA##

O treinador deve apostar em um sistema defensivo formado por Iury, Ricardo, Marquinhos Silva e Igor Fernandes, mesma equipe que iniciou o jogo contra o Fluminense. Já o atacante Brenner foi mantido como referência. Valentim ainda comentou sobre o favoritismo do Flamengo.

"Mesmo com total favoritismo para eles, podemos até citar um 90% para eles e 10% nós, o futebol não te dá garantias de que a equipe com maior aporte é que saia vencedora, o esporte tem disso, pode nos dar essas surpresas, temos condições de fazer um bom jogo, mesmo com eles sendo favoritos", disse o comandante.

Após conquistar a primeira vitória no Brasileirão, o Avaí começa a sonhar em deixar a lanterna. O time tem dez pontos, contra 12 de Fluminense e CSA. O primeiro fora da zona de rebaixamento, o Cruzeiro, tem 18.

Pela segunda rodada seguida no Brasileirão, o Corinthians promove um jogo "festivo" na arena de Itaquera. Depois de celebrar o aniversário do clube na semana passada, o time comandado por Fábio Carille festeja agora o lançamento do terceiro uniforme diante do Ceará, neste sábado, às 11 horas, na abertura da penúltima rodada do primeiro turno da competição nacional.

Será a primeira vez que o clube joga neste dia e horário no Brasileirão - a partida diante do Inter, que terminou em um empate por 0 a 0, em Porto Alegre, foi realizada em um domingo nesta edição do torneio.

##RECOMENDA##

O terceiro uniforme presta homenagem à torcida e às "invasões" que ela protagonizou ao longo da história do clube. Três ocasiões específicas serviram como inspiração: a invasão no Maracanã, diante do Fluminense, no Campeonato Brasileiro de 1976; as duas conquistas do Mundial de Clubes, no Rio em 2000, e no Japão, em 2012.

O modelo, predominantemente preto, traz imagens da torcida nas arquibancadas nessas três invasões. Uma das inovações é a presença de um símbolo dentro dos números estampados nas costas. Ele só pode ser visto com luz negra.

O estádio estará lotado, pois quase 40 mil ingressos foram vendidos antecipadamente. O time luta para diminuir a distância para os líderes Flamengo e Santos. Carille fez mistério para definir o substituto de Pedrinho, que está com a seleção olímpica. Ele pode usar Jadson, opção mais provável, ou recuar Vagner Love para atuar como meia. Na direita, não há segredo: Michel Macedo entra no lugar de Fagner, que está com a seleção principal.

O atacante Mauro Boselli, que se recupera de uma torção no tornozelo direito, é desfalque certo da equipe alvinegra, que não sabe o que é sofrer uma derrota desde o dia 12 de junho, quando foi batido por 1 a 0 pelo Santos, na Vila Belmiro, antes da parada do Brasileirão por causa da disputa da Copa América em solo nacional.

Ronaldinho Gaúcho foi nomeado nesta quinta-feira Embaixador do Turismo Brasileiro pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). O ex-jogador está impedido de sair no país após ter o seu passaporte retido pelo não pagamento de uma multa por dano ambiental.

Ronaldinho e nomes como os cantores Amado Batista e Bruno e Marrone participarão de campanhas para divulgar o Brasil e fomentar o turismo internacional no País. "O turismo é importantíssimo para gerar empregos e recuperar nossa imagem internacionalmente", afirmou o ex-jogador.

##RECOMENDA##

Segundo a Embratur, a imagem do pentacampeão mundial será utilizada redes sociais para divulgar as belezas do Brasil no exterior. "Você pega o caso do Ronaldinho, uma pessoa que tem quase 100 milhões de seguidores em suas redes e nos ajuda voluntariamente, sem custos, por patriotismo. É inestimável essa atitude", disse o diretor de Marketing e Relações Públicas da Embratur, Osvaldo Matos de Melo Júnior.

O primeiro projeto que Ronaldinho participará será o reality show "Rei do Rolê". Estrangeiros vão enviar vídeos e concorrerão a uma viagem ao Brasil. O escolhido será recebidos por Ronaldinho e outros embaixadores da Embratur.

A expectativa da autarquia é que o número de turistas internacionais no país dobre do atual número de 6 milhões anuais até o fim de 2022.

Está programado para os dias 13, 14 e 15 de setembro, na praia de Zé Pequeno, em Olinda, o Festival Olindense de Surf 2019. A programação do evento conta com música, kitesurf, standup e, claro, muito surf, com R$ 15 mil em prêmios.

As disputas, que marcam a abertura oficial do verão do município, serão dividas em cinco categorias: Pro-Amador, master (acima de 35 anos), feminino, stand up e kite surf.

##RECOMENDA##

Os valores das inscrições são de R$ 150 para profissionais e R$ 100 para as demais e podem ser realizadas no telefone (81) 98422-7254.

  A realização é da Associação de Surf Olindense e da Federação Pernambucana de Surf. A competição tem apoio da Prefeitura de Olinda.

A atacante Marta, a meia Formiga e a meia-atacante Andressa Alves são as representantes do Brasil na lista de 55 jogadoras anunciadas pela Fifa que concorrem a uma vaga na seleção do ano. A relação das atletas, divulgada nesta quarta-feira, foi elaborada em parceria com a FIFPro, a entidade que representa os jogadores em nível mundial.

Desta lista de 55 atletas vão sair 11 para compor o time ideal da última temporada, como costuma acontecer na premiação masculina da Fifa. Será a primeira vez que a entidade máxima do futebol escolherá a "seleção" feminina em parceria com a FIFPro. A equipe terá uma goleira, quatro defensoras, três meio-campistas e três atacantes.

##RECOMENDA##

Andressa, da Roma, Formiga, do Paris Saint-Germain, e Marta, do Orlando Pride, vão disputar vaga no meio e no ataque. Todas as 55 jogadoras serão avaliadas com base em suas performances entre 16 de julho de 2018 e 19 de julho deste ano. Atletas e profissionais ligados ao futebol terão direito a voto para formar a "seleção" ideal da temporada.

Estão representados na lista inicial, de 55 jogadoras, 16 países. Os Estados Unidos contam com o maior número de atletas: 14. É seguido por Inglaterra e Holanda, com sete cada, e França, com seis. O time mais representado na relação é o Lyon, com 13 jogadoras.

A lista das 11 melhores da temporada será divulgada no dia 23 de setembro, na cerimônia de premiação da Fifa, no Teatro alla Scala, em Milão.

 

Confira abaixo a lista das 55 finalistas:

Goleiras: Sarah Bouhaddi (Lyon), Christiane Endler (Paris Saint-Germain), Hedvig Lindahl (Chelsea/Wolfsburg), Alyssa Naeher (Chicago Red Stars) e Sari van Veenendaal (Arsenal/Atlético de Madrid);

Defensores: Millie Bright (Chelsea), Lucy Bronze (Lyon), Kadeisha Buchanan (Lyon), Abby Dahlkemper (North Carolina Courage), Crystal Dunn (North Carolina Courage), Nilla Fischer (Linkopings), Sara Gama (Juventus), Alex Greenwood (Manchester United/Lyon), Steph Houghton (Manchester City), Ali Krieger (Orlando Pride), Saki Kumagai (Lyon), Amel Majri (Lyon), Griedge Mbock (Lyon), Maren Mjelde (Chelsea), Kelley O'Hara (Utah Royals), Wendie Renard (Lyon), Michelle Romero (La Coruña), Camila Saez (Rayo Vallecano), Becky Sauerbrunn (Utah Royals) e Stefanie van der Gragt (Barcelona);

Meio-campistas: Andressa Alves (Roma), Kosovare Asllani (CD Tacon), Sara Daebritz (Paris Saint-Germain), Julie Ertz (Chicago Red Stars), Formiga (Paris Saint-Germain), Jackie Groenen (FFC Frankfurt/Manchester United), Amandine Henry (Lyon), Lindsey Horan (Portland Thorns), Rose Lavelle (Washington Spirit), Carli Lloyd (Sky Blue), Dzsenifer Marozsan (Lyon), Samantha Mewis (North Carolina Courage), Sherida Spitse (Valerenga), Danielle van de Donk (Arsenal) e Keira Walsh (Manchester City);

Atacantes: Oriana Altuve (Rayo Vallecano), Caroline Graham Hansen (Barcelona), Pernille Harder (Wolfsburg), Tobin Heath (Portland Thorns), Ada Hegerberg (Lyon), Jennifer Hermoso (Atlético de Madrid/Barcelona), Sam Kerr (Chicago Red Stars), Eugenie Le Sommer (Lyon), Marta (Orlando Pride), Lieke Martens (Barcelona), Vivianne Miedema (Arsenal), Alex Morgan (Orlando Pride), Nikita Parris (Manchester City/Lyon), Megan Rapinoe (Reign FC), Ellen White (Birmingham City/Manchester City).

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando