Notícias

| Cidades

Com o aumento alarmante dos casos de sarampo no Estado de São Paulo, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) têm investido muito mais nas campanhas de vacinação contra a doença. Neste sábado (20), as UBSs da capital paulista e das cidades de Guarulhos, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul estarão intensificando a imunização contra a doença, e estarão abertas das 8h às 17h.

O público-alvo de imunização são pessoas entre 15 e 29 anos. Esta é a faixa etária considerada mais vulnerável a infecções, em razão da menor procura pela segunda dose da vacina.

##RECOMENDA##

Só neste ano, o estado de São Paulo registrou 384 casos de sarampo. Em 2016, o Brasil recebeu a certificação da eliminação da doença, porém, de 2018 em diante, casos de sarampo foram confirmados nos estados de Roraima, Amazonas, Pará, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo.

O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que se apresenta seguida de febre, tosse, coriza, conjuntivite e manchas avermelhadas na pele. A doença pode causar sérias complicações, principalmente em crianças menores de cinco anos, adultos maiores de 20 anos ou em pessoas com algum grau de imunodepressão.

As férias de julho caminham para a reta final. Muitas pessoas já viajaram ou ainda estão em busca de onde ir e o que fazer. O interior de São Paulo, por exemplo, é um dos lugares mais procurados pelos turistas, por conta dos festivais e eventos da época, segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav). Porém, com a alta demanda, os preços nessas regiões tendem a ser mais elevados.

Se a pessoa fizer uma pesquisa sobre acomodação, alimentação, transporte e dicas culturais, é possível sim aproveitar o final das férias. "Não adianta ir para um lugar que é a sensação do momento só porque todo mundo está indo, e nem ir para um lugar tranquilo e pacato se a intenção é badalar. Anote tudo o que deseja fazer, como as compras e passeios, por exemplo. Saiba exatamente onde quer ir, pesquise os preços, cheque tudo antes de sair de casa e arrume as malas", indica a turismóloga e professora da Univeristas/UNG Edna Sales de Barros.

##RECOMENDA##

A técnica de enfermagem Suzy Francisco, 50 anos, está curtindo as férias desde o começo de julho, mas só esta semana é que foi pesquisar nos sites de viagem sobre preços e aonde ir. "Gostaria de viajar para alguma praia no Nordeste ou para algum lugar calmo, longe da cidade grande, mas infelizmente esta tudo muito caro", conta.

Algumas empresas do ramo, costumam estender alguns pacotes de férias, mas a especialista alerta. "Antes de fechar esses pacotes, verifique se a empresa faz parte da Abav e procure também referências com pessoas de sua confiança, como amigos e parentes que já tenham utilizado o serviço", ressalta Edna.

Se seguir as dicas da turismóloga e fizer uma rigorosa pesquisa de valores, ainda dá tempo de curtir a última semana de férias. "Vou fazer um levantamento e viajar sim, neste final de semana ainda", afirma Suzy.

Uma menina de 12 anos que havia passado por uma cirurgia cardíaca recente foi encontrada vivendo em um lixão no município de Floresta, Sertão de Pernambuco, na quinta-feira (18). A jovem foi encaminhada para uma unidade de saúde.

Equipes da Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia do São Francisco (FPI-PE) encontraram várias famílias morando dentro da área do lixão. A renda dessas famílias vem da venda de material reciclável.

##RECOMENDA##

A criança de 12 anos, segundo o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), corria risco em razão do ambiente poluído em que se encontrava, contrariando recomendação médica para o pós-operatório. No hospital da cidade, para onde foi levada, ela será acompanhada por familiares.

O prefeito e secretários de Floresta foram levados até o lixão. "Não é possível admitir a moradia de pessoas no lixão. Temos que providenciar uma solução e tirar essas pessoas de lá o quanto antes, porque eles estão vivendo em uma situação de miséria extrema", destacou a promotora de Justiça Luciana Khoury, coordenadora da FPI na Bahia.

A FPI-PE sugeriu a realização de um levantamento das informações sobre as pessoas que foram encontradas morando dentro do lixão e a adoção de medidas para retirá-las da localidade em caráter emergencial. Em seguida, o poder público deve auxiliá-los a formar cooperativas para que desempenhem sua atividade profissional de forma adequada, com o uso de equipamentos de segurança e inclusão na cadeia da coleta seletiva, que ainda não existe em Floresta. Os gestores públicos que acompanharam a visita se comprometeram a encaminhar nos próximos dias equipes do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e do Conselho Tutelar para avaliar a situação das famílias e, em especial, das crianças.

 

O projeto da Nova Conde da Boa Vista, no centro do Recife, segue a todo vapor. Na segunda-feira (15), foi liberado o primeiro trecho que havia sido interditado para as obras. Com a liberação, ficou mais fácil observar as mudanças sofridas no principal corredor de ônibus e pedestres no Recife, responsável por conectar o centro às zonas Norte e Oeste da capital.

As obras foram divididas em seis etapas. No momento, estão sendo realizadas as duas fases iniciais. No local da primeira etapa, já foram feitas obras de drenagem, melhorias nas calçadas e novas paradas de ônibus. Houve também a construção de duas faixas elevadas, na Rua da União e Rua da Saudade, a realocação de postes de iluminação pública que prejudicavam a acessibilidade e as obras elétricas, que incluem a implantação de uma nova iluminação no corredor. As novas paradas de ônibus possuem uma estrutura em vidro, criando o temor de que sejam alvo fácil de vandalismo. O LeiaJá fez algumas comparações que você pode conferir abaixo.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Em todas as etapas serão realizadas as seguintes tarefas: execução de obras de drenagem, requalificação de passeio, alargamento de passeio, execução de canteiro central e novos mobiliários urbanos.

A fase dois prevê obras nos trechos entre as ruas da Aurora e do Hospício (subúrbio/centro); e entre José de Alencar e Soledade (centro/subúrbio). Na terceira fase os serviços serão executados entre a Rua da Soledade e a José de Alencar (subúrbio/centro) e entre Soledade e Rua Oswaldo Cruz (centro/subúrbio). A Fase 4 compreende o trecho entre as ruas da Soledade e Gonçalves Maia (subúrbio/centro). A quinta etapa realiza o trecho entre as ruas Dom Bosco e Oswaldo Cruz, nos dois sentidos. O projeto será finalizado na Fase 6, que irá beneficiar os trechos entre as ruas José de Alencar e Gervásio Pires (subúrbio/centro) e entre esta última e a Rua do Hospício (centro/subúrbio). Durante as últimas fases serão construídas as duas estações BRT na via, a Estação Hospício e a Estação Soledade, que substituíram as seis temporárias existentes. O investimento na requalificação será de cerca de R$ 15 milhões.

De acordo com a Prefeitura do Recife, os estudos tiveram início em 2016 e foram realizados pela Secretaria de Infraestrutura e Habitação e Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc). O objetivo, segundo a gestão, é oferecer uma avenida mais acolhedora, arborizada e eficiente.

O projeto conta ainda com iluminação em LED, canteiro central ajardinado e floreiras nas calçadas, plantio de 90 árvores, calçadas com ampliação de mais de dois mil metros quadrados e esquinas alongadas. De acordo com a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), rampas e pisos acessíveis serão instalados, nova sinalização nas travessias dos pedestres, ilhas de travessia, mais lixeiras e nova programação semafórica, com foco também nos pedestres. Atualmente, existem cinco locais voltados para atravessar na avenida e, no final, passarão a ser 13.

Um dos temas de atrito do projeto é a permanência de comércio informal nas calçadas. Uma promessa é que os ambulantes cadastrados serão transferidos para quiosques e mercados populares. O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Comércio Informal do Recife (Sintraci) fez um levantamento e identificou cerca de 330 ambulantes atuando na área e apenas 120 eram cadastrados. Segundo o presidente do Sintraci, Edvaldo Gomes, foi feito um acordo para que os ambulantes continuem na via durante as obras. "O sindicato está sentando na mesa com a prefeitura e organizando ambulantes em setores para não prejudicar os trabalhos. Até agora está tranquilo. O objetivo da gente é colocar todos os trabalhadores nos quiosques. Mas não somente os quiosques, mas outras alternativas, em transversais, outras ruas", explica. Em tentativas anteriores de retirada de camelôs na via, houve resistência e manifestações significativas.

Conheço outros pontos do projeto:

Rotas cicláveis - O entorno da Conde da Boa Vista deverá receber uma nova malha cicloviária. Assim, o centro da cidade ficaria interligado com os circuitos que conectam Boa Vista, Soledade, Santo Amaro, Santo Antônio, São José, Ilha do Leite, Coelhos e Bairro do Recife. O projeto prevê criação de bicicletários.

Circulação - O investimento na requalificação será de cerca de R$ 15 milhões.

A Avenida Conde da Boa Vista possui 1,6 km de extensão e 310 mil pessoas circulam na via por dia, sendo mais de 50% delas através de ônibus. No horário de pico, mais de 180 ônibus passam no local. Os cruzamentos contam com até 6,8 mil pedestres/hora. A via possui 1,5 mil unidades habitacionais e cerca de 370 estabelecimentos comerciais.

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu alerta de possibilidade de chuvas fortes nas próximas 24 horas. A previsão vale para as regiões Metropolitana do Recife (RMR), Mata Sul, Mata Norte e Agreste.

Em comunicado, a Defesa Civil do Recife orienta moradores de locais de risco a procurarem abrigos seguros em caso de necessidade. O órgão mantém um plantão permanente e pode ser acionado no 0800 081 3400.

##RECOMENDA##

Conforme a Apac, as chuvas devem variam de intensidade moderada a forte. Na RMR, a mínima prevista para o sábado é de 20ºC.

 

A Polícia Civil está procurando um homem acusado de estuprar e matar uma cadela em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Cláudio Elias Barbosa, de 25 anos, poderá responder por crime contra o meio ambiente, com pena de três meses a um ano de prisão.

Denúncias recebidas pela polícia davam conta de que o suspeito maltratava e até fazia sexo com uma cadela que a mãe criava. Uma equipe foi ao local para intimar suspeito e a mãe para prestar esclarecimentos. A genitora de Cláudio confirmou que ele maltratava o animal, mas acrescentou que ele não estava em casa e que aparecia esporadicamente.

##RECOMENDA##

Através de depoimentos de vizinhos, a polícia notou que Cláudio é temido na região. O suspeito é ex-presidiário com antecedentes criminais por ameaça, dano ao patrimônio e roubo. No último mês de junho, ele foi detido após invadir uma casa, porém foi colocado em liberdade em audiência de custódia. Cláudio também já passou por tratamento por ser dependendo químico.

A polícia agora busca o corpo do animal para que a perícia conclua se foi morte natural ou causada pelo suspeito. A investigação está a cargo da Delegacia do Consumidor.

Um policial militar matou um suspeito logo após ser assaltado na madrugada desta sexta-feira (19) no Ibura, Zona Sul do Recife. Outro suspeito teria conseguido fugir.

Segundo informações preliminares, o policial trafegava de moto no local quando foi abordado por dois homens. O PM teria deitado no chão enquanto a dupla criminosa roubava a moto.

##RECOMENDA##

Quando os suspeitos deixavam o local, o policial reagiu ao assalto e efetuou vários disparos em um dos homens. O baleado foi socorrido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O próprio policial chegou a fazer buscas pelo segundo envolvido, mas não obteve sucesso. O caso foi encaminhado ao Departamento de Polícia e Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia Civil classificou o caso como legítima defesa e a arma de fogo será devolvida ao policial.

Policiais militares da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), com apoio do serviço de inteligência, localizou e apreendeu sete quilos de maconha em Gravatá, Agreste de Pernambuco, na quinta-feira (18). A Polícia Militar (PM) acredita que a droga seria distribuída durante o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), que teve início também na quinta-feira no Agreste.

Durante a apreensão, a polícia descobriu que a droga pertencia a um homem que já havia sido detido na semana anterior. Após coleta de evidências e de depoimentos de populares, o filho do suspeito também foi apresentado à Polícia Civil por tráfico de drogas.

##RECOMENDA##

O material estava no interior de uma bolsa, distribuído em dez sacolas plásticas. Na bolsa também havia uma balança de precisão e um caderno de anotações sobre transações de droga. A droga foi encaminhada para a delegacia de Gravatá.

No próximo sábado (20) é comemorado os 50 anos em que o homem pisou pela primeira vez na Lua. Os astronautas Edwin "Buzz" Aldrin, Neil Armstrong e Michael Collins foram os primeiros a participar da corrida espacial que marcou a história. Para celebrar a data, o Planetário do Parque Ibirapuera, na zona sul da capital paulista, realiza a exposição "Lua à Vista: 50 anos do Primeiro Passo" até o próximo dia 30.

A mostra reúne objetos, revistas e globos, e no dia 29, às 19h30, os visitantes poderão participar de uma conversa com a primeira mãe no espaço, a astronauta Anna Fischer.

##RECOMENDA##

Além de celebrar o cinquentenário do homem na Lua, a mostra utiliza a tecnologia de realidade aumentada para que os visitantes possam se sentir dentro do foguete Saturno V, o mesmo que levou os primeiros homens na missão espacial. Para conferir a programação completa e adquirir o ingresso, acesse o site.

 

Serviço

Exposição Lua à Vista: 50 anos do Primeiro Passo

Quando: de 19 a 30 de julho, das 13h às 18h

Onde: Planetário Parque Ibirapuera – Av. Pedro Alvares Cabral, s/n, Portão 10, Ibirapuera – SP

As Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) prestam um serviço relevante para a sociedade ao acolher, em caráter residencial, pessoas idosas com idade igual ou superior a 60 anos que escolhem viver em comunidade ou até que não têm mais contato com a família. Para debater com profundidade o funcionamento das ILPIs, será realizada, em Paulista, Região Metropolitana no Recife, entre os dias 18, 19 e 20 de julho, a 1ª Jornada de Direitos Humanos para ILPI.

O evento tem o objetivo de qualificar gestores, administradores, funcionários e todas as pessoas envolvidas no cotidiano das ILPIs, visando garantir o atendimento mais adequado e humanizado às pessoas idosas residentes nas instituições, além de favorecer e promover a criação de uma rede de proteção aos direitos da pessoa idosa.

##RECOMENDA##

Mais de 80 profissionais dos municípios da RMR e de outras regiões participarão da formação. “Queremos promover a qualificação trazendo temas como políticas públicas de atenção à pessoa idosa e as modalidades de atendimento, a humanização dos cuidados, o cumprimento às normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o respeito à legislação vigente e aspectos gerenciais e administrativos”, explica a coordenadora do Programa do Idoso do Centro de Desenvolvimento e Cidadania (CDC), Elizângela Martins. O CDC é umas das entidades realizadoras do evento.

Além do CDC, a jornada conta com a parceria do Núcleo de Gerontologia Social do Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (NAISCI/UPE) e tem o apoio do Ministério da Mulher, da Família e Direitos Humanos.

De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), de 2010, a grande maioria das instituições brasileiras é filantrópica, 65,2%, incluindo neste conjunto, as religiosas e leigas. As privadas constituem 28,2% do total. Apenas 6,6% das instituições brasileiras são públicas ou mistas, predominando as municipais. Já o Censo SUAS de 2014 detectou 1.451 ILPIs no Brasil inteiro, sendo 180 delas na região Nordeste. A região do Brasil com maior números de ILPIs é o Sudeste (842), seguido pelo Sul (242). O Centro-Oeste tem 156 instituições e o Norte apenas 35.

PROGRAMAÇÃO

18/07 – Às 19h

A programação contará com uma mesa de abertura e uma apresentação da experiência do Lar Torres de Melo, de Fortaleza (CE). Depois, uma conferência com Diego Marco Campos, na Nexo Investimento Social.

19/07 – Das 8h às 18h

A Mesa Temática 01, das 9h às 10h20, será sobre Políticas Públicas de atenção à Pessoa Idosa e as Modalidades de Atendimento, com a participação da assistente social e coordenadora geral do Naisci/Huoc/UPE, Sálvea de Oliveira Campelo e Paiva; da assistente social e residente do Programa de Cuidados Paliativos da UPE, Danielle Menezes de Lima e da psicóloga e presidente da Gerontologia da SBGG-PE, Cirlene Francisca Sales da Silva.

A Mesa Temática 02, das 10h40 às 12h, será sobre Instituições de Longa Permanência para Pessoas Idosas, Rede de Assistência Social e Controle Social e contará com as palestras de Karla Maria Bandeira, assistente social do Hospital Universitário Oswaldo Cruz; Ana Nery de Melo Santos, presidente do CDC e Luzia Cristina da Silva Dutra, psicóloga da secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco.

A Mesa Temática 03, das 14h às 15h20 será sobre Humanização no Cuidado, Envelhecimento Ativo - Conceito e Fundamento e aspectos biopsicossociais do envelhecimento, com palestra da médica da família da Prefeitura do Recife, Maria de Fátima Nepomuceno e da terapeuta ocupacional e coordenadora do Naisci/Huoc/UPE, Tatiana Lins Carvalho.

Depois de uma apresentação cultural do Grupo de Ciranda do Centro Cultural e de Inclusão Produtiva da Pessoa Idosa de Olinda, a Mesa Temática 04, das 16h às 18h, será sobre a Promoção de Vínculos Familiares e Comunitários para a Pessoa Idosa, com a participação de Mauricéa Tabósa Ferreira Santos, terapeuta ocupacional e  gerontóloga pela SBGG-PE e Inalda Neves Baptista, coordenação do Centro Cultural e de Inclusão Produtiva da Pessoa Idosa de Olinda.

20/07 – Das 8h às 16h

Depois de uma apresentação cultural do Grupo de Idosos Viver Bem, entre as 09 às 10h20, a Mesa Temática 05 será sobre Normatizações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e legislações sobre cuidado e acessibilidade (RDC nº 283/2005): regulamento técnico para funcionamento; fiscalização das entidades; principais problemas sanitários relacionados aos cuidados e atendimento integral aos idosos residentes. O tema contará com as palestras de Margarida Maria Carreiro de Barros, médica geriatra do Instituto de Pesquisa da Terceira Idade (IPETI); Margarida Maria Santos Silva, enfermeira também do IPETI e de Verônica Cristina Braynner dos Santos, psicóloga da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos de Olinda.

Das 10h40 às 12h, haverá a Conferência “Aspectos da Gestão Administrativa e Financeira em ILPIs: Sustentabilidade, Patrocínio/Doações e Prestação De Contas”, com a participação de ANA NERY DOS SANTOS MELO, presidente do CDC e Elizangela Maria Martins, coordenação de Projetos do CDC.

Entre as 14h e 16h, haverá a conferência de encerramento com o balanço e avaliação do evento.

SERVIÇO

1ª Jornada de Direitos Humanos para (ILPI) Instituições de Longa Permanência para Idoso na Região Metropolitana no Recife

Data: 18, 19 e 20 de Julho de 2019

Local: Hotel Amoaras Resort, Rua da Amoaras, 525 - Maria Farinha, Paulista, Pernambuco | Telefone: (81) 3436-1221

Da assessoria

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (18), os rodoviários da Região Metropolitana do Recife (RMR) aprovaram a proposta de reajuste salarial definida após reunião do sindicato da categoria e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE). Segundo o Sindicato dos Rodoviários, a proposta foi aprovada por ampla maioria.

Com a aprovação, os efeitos irão retroagir a 1º de julho. Alguns pontos aprovados na assembleia:

##RECOMENDA##

1- Reajuste de 4% no salário;

2- reajuste de 12% no auxílio alimentação;

3- aumento da gratificação para o motorista que acumula a função de cobrador em 35%, reajustando o valor para R$ 135;

4- e implantação do controle eletrônico de jornada. 

Na quarta-feira (17), uma das oposições do sindicato realizou um protesto no centro do Recife, interditando o cruzamento da Avenida Conde da Boa Vista por duas horas.  O grupo era contrário à retirada de cobradores e à proposta de reajuste salarial.

Um homem foi baleado enquanto tentava limpar o para-brisa de um carro na Avenida Agamenon Magalhães, no bairro de Campo Grande, Zona Norte do Recife, segundo informações preliminares. O caso ocorreu na noite da quarta-feira (17).

A vítima foi socorrida inconsciente ao Hospital da Restauração (HR), na área central da capital. A Polícia Civil investiga o caso.

##RECOMENDA##

O homem teria sido alvejado pelo condutor do veículo que ele tentava limpar. Ninguém foi preso até o momento.

 

Um cavalo foi atingido por dois veículos na BR-232, em Moreno, Região Metropolitana do Recife (RMR), nesta quinta-feira (18). Uma pessoa ficou ferida.

A ocorrência foi registrada por volta das 9h30. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), nenhuma pessoa se feriu no primeiro veículo que atingiu o cavalo. Havia duas pessoas no carro.

##RECOMENDA##

Já o segundo automóvel era ocupado por cinco pessoas. O condutor ficou ferido e foi socorrido ao Hospital de Moreno.

O cavalo faleceu no local. A PRF não localizou o proprietário do animal.

 

A Linha Centro do Metrô já está funcionando nesta quinta-feira (18). Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o ramal voltou a operar às 8h40. Todas as estações estão abertas.

O trecho do sistema de metrô do Recife estava sem funcionar desde o domingo (14) por causa de danos na rede aérea. Os trabalhos foram finalizados só nesta manhã, por volta das 6h.

##RECOMENDA##

Durante o período em que a Linha Centro esteve sem funcionar, houve reforço e criação de linhas de ônibus. Diariamente, o metrô transporta 400 mil pessoas.

O problema no sistema do metrô ocorreu uma semana após novo reajuste de tarifa. A passagem aumentou de R$ 2,10 para R$ 2,60. A tarifa tem sofrido aumentos progressivos. Os reajustes estão previstos para ocorrer até março de 2020, quando chegará a R$ 4.

[@#galeria#@]

Mães de crianças com microcefalia da síndrome congênita do zika vírus realizam um protesto em frente à sede do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na área central do Recife, nesta quinta-feira (18). Sem motivo aparente e sem aviso prévio, 22 mães pararam de receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC), no valor de um salário mínimo.

##RECOMENDA##

A presidente da União Mães de Anjos (UMA), Germana Soares, foi uma das mães que foi pega de surpresa. “Quando chegou a data que era para receber, o dinheiro não estava na conta. Isso aconteceu comigo, compartilhei com as minhas irmãs de luta e para o meu susto outras irmãs estavam na mesma situação. Isso está acontecendo em todo o estado”, explica Germana. Segundo a UMA, há 438 crianças com microcefalia em decorrência da zika e 400 mães recebem o BPC.

Germana afirma que o INSS tem solicitado um prazo de 30 a 85 dias para dar uma resposta. "Nesse tempo a gente vai viver de quê? Nossas crianças vão viver de quê? Vão tomar remédio de onde? É uma irresponsabilidade muito grande"

Uma das mulheres mais aflitas no protesto é Gleyse Kelly Silva, de 31 anos. Ela tem quatro crianças, uma delas com microcefalia, e está grávida de sete meses do quinto filho. O marido, que é vigilante, se encontra desempregado há dois meses. “Não chegou nem uma carta para nos informar que iria ser bloqueado. Na última vez que tirei o dinheiro, tinha nenhum informativo que seria bloqueado ou que seria suspenso. Já vim aqui no INSS duas vezes, já fui no banco três vezes e nada de resposta. Enquanto isso, as dívidas vão se acumulando”, relata Gleyse. Ela vive de aluguel e está com duas contas atrasadas.

Outra mulher atingida é Erivânia Rocha, que cuida da neta Eloísa, detentora da síndrome congênita. Ela detalha a situação que enfrenta: “No dia 26 do mês passado, quando fui fazer o saque, estava bloqueado, suspenso. A gente foi de agência e agência e nada de resolver. Não tem motivo para isso. Eu fiz tudo direitinho. A gente para tudo para cuidar da criança. Eu tinha renda e deixei de ter”. Erivânia era autônoma, mas precisou deixar o emprego. Segundo ela, o pai de Eloísa não aceitou a filha após descobrir que ela tinha microcefalia.

Apesar da manifestação no INSS, o instituto informou que o caso deverá ser tratado com o Ministério da Cidadania. Por nota, o Ministério da Cidadania informou ter entrado em contato com a UMA e solicitado os dados das beneficiárias para verificar as situações cadastrais.

O benefício assistencial a crianças com microcefalia dura o prazo máximo de três anos. É necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja menor que um quarto do salário mínimo vigente.

O concurso 2.170 da Mega-Sena não teve acertadores nos seis números sorteados nesta quarta-feira (17):  10, 21, 24, 36, 38 e 51.

O prêmio ficou acumulado para o sorteio do concurso 2.171, que ocorre no sábado (20). A estimativa é que o prêmio seja chega a R$ 22 milhões. 

##RECOMENDA##

A Quina (5 números acertados) teve 79 apostas ganhadoras, com R$ 29,97 mil para cada uma delas.

A Quadra, (4 acertos), registrou 3.749 apostas ganhadoras, cabendo a cada uma delas R$ 695,90.

As informações são do site da Caixa Econômica Federal.

A Linha Centro do metrô do Recife deverá voltar a funcionar entre 8h30 e 9h desta quinta-feira (18), segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Os trabalhos de recuperação de cerca de um quilômetro da rede aérea da Linha Centro foram finalizados por volta das 6h desta manhã.

O trecho está paralisado desde o último domingo (14). No momento, um trem circula no ramal para testar o funcionamento. A composição já passou pelo trecho que foi danificado sem que registrasse problemas.

##RECOMENDA##

Diariamente, o metrô do Recife transporta 400 mil pessoas. O Grande Recife Consórcio de Transporte fortaleceu linhas existentes e criou outras especialmente para o período de paralisação do metrô. Mesmo com o reforço, a população tem sofrido com ônibus superlotados.

 

 

Crianças são público cativo da brincadeira que surgiu junto com a comunidade. (Chico Peixoto/LeiaJá Imagens e Arthur Souza/LeiaJá Imagens)

##RECOMENDA##

Contra todos os impeditivos, o mar é democrático em sua soberania. Ignorando todas as barreiras humanas e naturais impostas, ele avança rumo aos arranha-céus da luxuosa Boa Viagem da mesma maneira que desafia as pedras de contenção da praia do Buraco da Véia, em Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife. Para os residentes da comunidade, contudo, a maré alta é sinônimo de diversão. Diante do inevitável futuro marinho de todo litoral, mulheres, meninos e velhos enfileiram-se à barreira e aceitam de bom grado o sobressalto da água que lhes trará uma peculiar sensação de cachoeira. A curiosa brincadeira, não se sabe desde quando, é chamada pelos moradores de “Banho de Choque” e, segundo relatam os mais mais velhos, acompanha Brasília Teimosa desde os primórdios de sua ocupação urbana, mesmo antes da tomada da costa do Recife pelos tubarões na década de 1970, que impossibilitou o banho em mar aberto.

Em sua infalível memória, o aposentado Antônio Manuel da Silva, de 90 anos, guarda a lembrança do dia em que pisou pela primeira vez em seu lar. “Dezoito de maio de 1958. Eu morava na Rua Carneiro Pessoa, no Pina, quando começou a invasão aqui. Meu irmão veio e construiu uma casa para mim”, conta. Caracterizada por uma contínua linha de recifes paralela à costa, a região estava destinada a receber a edificação do Parque de Inflamáveis, que nunca foi construída. As ruas da então ocupação de Areal Novo eram basicamente o resultado da inconsistente mistura entre areia fofa, palha de coqueiro e restos de cascas de marisco.

“Primeiro, começaram a fazer aquelas casinhas ‘arrodeadas’ de papelão, depois as pessoas compraram madeira. Com o tempo, saímos da tábua, para a alvenaria. Mas começamos foi na luta: a gente construía de manhã, de noite a polícia vinha e derrubava, por isso demos o nome de Brasília Teimosa, porque foi construída na teima”, orgulha-se. Já àquela época, Antônio, relata ter presenciado os moradores se divertindo com os “banhos de choque”. “Aqui era uma ilha, cheia de pescadores. Quando o governo quis mudar o nome do bairro para Brasília Formosa, a gente disse: ‘não, deixa Teimosa mesmo’”, conta.

Morador de Brasília Teimosa há 60 anos, Antonio Manuel da Silva lembra de uma comunidade repleta de pescadores e conta que banho de choque sempre fez parte da rotina do local. (Chico Peixoto/LeiaJáImagens)

Com o primeiro nome em homenagem à capital federal, também construída na década de 1950, Brasília Teimosa só teve as palafitas removidas da beira-mar no ano de 2003, durante o governo Lula (PT), que realocou seus antigos moradores para pelo menos novas 504 residências. Com nova orla e avenida, o Bairro enfim se urbanizou e a praia do Buraco da Véia passou a receber moradores de outras comunidades do Recife. “Boa Viagem gosto não. O Pina já é mais agitado, mas aqui é mais familiar. Venho faz tempo, relaxar e tomar um banho de choque”, diz o lavador de veículos Ronaldo Delmiro, conhecido como “Batata”, que vai, de bicicleta, da comunidade dos Coelhos ao Buraco da Véia.

Embora possa parecer imprevisível, o movimento das ondas propícias a desencadear o “choque” parece ter sido desvendado pelos moradores da comunidade. “Quando a gente vê logo de longe ela mais alta, é porque é mais perigosa. Eu acho que desde os quatro, cinco anos tomo esse banho praticamente todo dia”, conta a estudante Tâmara Patrícia dos Santos, de 13 anos, que saiu da escola direto para a praia, acompanhada das amigas. A garota relata que os finais de semana e feriados costumam ser de praia lotada, com espaço disputado entre os banhistas por um lugar para receber as pancadas do mar. “Já é uma tradição. Quando fui morar em Piedade só vivia aqui. Desde pequena apegada, aí é difícil sair”, confessa Tâmara.

De acordo com o tio da garota, o produtor audiovisual Dilson Rodrigues, conhecido como “Madrone”, as ondas, em sua época de menino, costumavam ser mais fortes. “As ondas estão mais fracas desde que colocaram mais pedras na arrebentação. Era onda que batia e carregava a gente dois, três metros para a frente. Isso aqui é patrimônio da Brasília”, comenta. De acordo com ele, até hoje é possível reconhecer os melhores dias para o banho de choque. “Em dias de maré alta, quem mora numa casa um pouco mais alta consegue escutar e ver quando a onda bate no paredão. As coisas aqui mudaram muito, quando eu era criança a praia era cheia de palafitas. Agora, temos essa orla bonita, cheia de quadras, e os meninos têm outras opções de lazer, se não estariam todos aqui”, acrescenta.

Quem é a velha do Buraco da Véia?

Ai de quem disser o contrário. Em mais de uma ocasião, a reportagem foi corrigida pelos moradores de Brasília Teimosa: “não é velha, é véia”, cravam. Natural da comunidade, Dilson conta que está produzindo um filme sobre as lendas do bairro. “Uma delas é a de que o Iate (Clube do Recife) fez um muro e ninguém tinha acesso à praia. Aí uma senhora muito corajosa fez um buraco no muro e vinha tomar banho aqui. Dizem que a origem do nome do Buraco da Véia é por conta disso”, conta. A professora aposentada Maria Valença, conhecida como Celeste, de 63 anos, frisa que a tese da população é mais do que uma lenda. “Tudo era praia, inclusive a parte da qual o Iate Clube se apossou dizendo que havia comprado. Sempre ouvimos que as terras não eram nossas, mas da Marinha. Então como eles podem ter comprado? Antes a gente tinha todo o espaço da orla, de uma ponta a outra, até o Pina”, lamenta.

"Isso aqui é patrimônio da Brasília", diz o morador Dilson Rodrigues. (Rafael Bandeira/leiaJá Imagens)

Celeste afirma ter testemunhado a existência de um muro construído pelo Iate Clube. “Queriam fechar a entrada da Rua Badejo (uma das principais do bairro) e o Buraco da Véia como uma praia particular. Só que a população, na época em que Brasília Teimosa era Brasília Teimosa, um bairro aguerrido e politizado, derrubou o muro, que ainda ficou um bom tempo de pé. Tiraram todo e qualquer vestígio do muro”, garante. Como o mar, a população, majoritariamente descendente de pescadores e egressos do êxodo rural dos anos 1950, avançou contra a especulação imobiliária. “A gente brigava por transporte, água, moradia, pela questão do lixo...O teatro estava na rua conscientizando a população dos problemas e os moradores se articulavam em associações”, lembra Celeste, que assistiu à transformação de sua excepcional Brasília em uma das poucas comunidades brasileiras a ter elaborado o próprio projeto de urbanização, batizado de “Teimosinho” e executado com recursos do Banco Nacional de Habitação (BNH).

Celeste celebra conquista da urbanização da orla da comunidade por parte dos moradores. (Rafael Bandeira/LeiaJá Imagens)

Tratamento de choque

Celeste garante que, no passado, era comum que médicos prescrevessem aos moradores da comunidade o banho de choque como medida terapêutica. “Eles aconselhavam, a quem sofria de questões nervosas, tomar o banho de choque, porque ele funcionaria como uma massagem. Muita gente, cedinho, acordava para vir se encostar no paredão”, conta. De acordo com ela, no entanto, não se sabe quem criou o termo “banho de choque” ou ainda quem inventou a brincadeira. “Acredito que a palavra ‘choque’ se deve ao impacto, à surpresa. É a sabedoria popular, alguém foi ,encostou, gostou e passou pro outro. E hoje, se não é trazido pelos mais velhos, hoje, os que chegam aqui em Brasília descobrem o prazer de tomar esse banho”, conclui.

Durante ação deflagrada na cidade de Sorocaba (97 km de São Paulo) e no município vizinho de Votorantim (103 km de São Paulo), equipes da Polícia Civil cumpriram mandados de prisão além das ordens judiciais de busca e apreensão, as quais levaram oito pessoas a serem presas por estelionato. O bando era monitorado pelas autoridades há seis meses.

Denominada "Operação Dracma", a investigação revelou que o bando falsificava documentos e cartões bancários para realização de diversos empréstimos em nome das vítimas. Entre os oito detidos, está o funcionário de uma agência bancária que facilitava o acesso dos outros criminosos da quadrilha a informações privilegiadas.

##RECOMENDA##

No momento da prisão dos bandidos, a polícia apreendeu 18 documentos de identidade, 47 folhas de cheques, 40 cartões bancários, cinco celulares, duas máquinas para realização de transações com cartão, dois notebooks, dois pendrives, 15 carimbos e R$ 885 em dinheiro.

A quadrilha, composta por uma mulher e sete homens, foi encaminhada à delegacia e deve responder por organização criminosa, falsificação de documento e estelionato.

 

A Linha Centro do Metrô do Recife segue sem operar nesta quarta-feira (17). A previsão da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) é que os serviços sejam concluídos até a quinta-feira (18).  A Linha Centro está desativada desde o último domingo (14).

Nesta manhã, a equipe de manutenção da companhia está finalizando a instalação dos cabos que conduzem a energia na rede elétrica. A próxima etapa será de ajustes e testes em toda a área atingida, cerca de 1 quilômetro entre as estações Ipiranga e Mangueira.

##RECOMENDA##

O problema no sistema do metrô ocorreu uma semana após novo reajuste de tarifa. A passagem aumentou de R$ 2,10 para R$ 2,60. A tarifa tem sofrido aumentos progressivos. Os reajustes estão previstos para ocorrer até março de 2020, quando chegará a R$ 4.

O Grande Recife Consórcio de Transporte realizou um reforço em oito linhas de ônibus e ativou três linhas especiais para atenuar a paralisação do metrô. Ao todo, foram colocados 50 ônibus a mais circulando nas ruas diariamente. Confira as linhas ativadas e reforçadas:

Linhas especiais ativadas:

- TI Barro/TI Jaboatão

- TI Joana Bezerra/TI Afogados/TI Barro

- TI Camaragibe/TI TIP

Linhas reforçadas:

2450 – TI Camaragibe (Conde da Boa Vista)

2480 – TI Camaragibe/Derby

2443 – TI CDU/TI Joana Bezerra

200 – Jaboatão (Parador)

232 – Cavaleiro

243 – Vila Dois Carneiros

346 – TI TIP (Conde da Boa Vista)

370 – TI TIP/TI Aeroporto

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando