Notícias

| Cidades

O Governo de Pernambuco promete ampliar a testagem para as pessoas que apresentarem sintomas leves de síndrome respiratórias com suspeitas de Covid-19. Os testes poderão ser marcados no site da ferramenta Atende em Casa, nos 133 municípios que foram beneficiados com programa. No restante das localidades, os cidadãos devem entrar em contato com as unidades de saúde. 

O testes que será realizado é o do tipo  RT-PCR (swab nasofaríngeo) para pessoas com sintomas até o sétimo dia, e o teste rápido para casos com mais de sete dias e com 72 horas sem sintomas. A ideia é ampliar ainda mais a capacidade de identificação de casos e evitar, por consequência, uma possível nova onda da pandemia por conta da flexibilização já em vigor no Estado. 

##RECOMENDA##

“Desde o início da pandemia do novo coronavírus, fomos realizando o trabalho de ampliação da testagem para os grupos prioritários, iniciando com os profissionais de saúde e segurança e, posteriormente, isto foi ampliado para abarcar os profissionais de serviços essenciais. Agora, dentro de nossos esforços de ampliação, chegamos a este novo e importante passo de ampliar para todos os pernambucanos sintomáticos", declarou o secretário de Saúde do Estado, André Longo. 

"Desta maneira, vamos identificar com eficiência as pessoas com o vírus e realizar o isolamento para que esta pessoa não alastre a doença. Esse é um método ainda mais eficiente para conter a Covid-19, sendo usado nos países que conseguiram manter em níveis baixos a curva de transmissão”, acrescentou o secretário.

Entre os dias 02 e 06 de julho, a Universidade UNG, por meio do Departamento de Esportes e de seus atletas, fizeram parte da ação social “UNG em Ação - Além das Quadras, Além das Salas”. Foram doadas cestas básicas e máscaras a famílias dos municípios de Guarulhos e São Paulo.

Ao todo, a equipe arrecadou cerca de 170 cestas básicas. Além disso, distribuíram 500 máscaras (por meio da parceria com a empresa Vegus Construtora).

##RECOMENDA##

Departamento de Esportes arrecadou e distribuiu 170 cestas básicas. Foto: Divulgação

A coordenadora do Departamento de Esportes da UNG, Lucila Silva, citou o compromisso com a solidariedade em tempos de pandemia.

“Essa ação contou com nossos atletas de diversas modalidades, mostrando que união e solidariedade são imprescindíveis nesse momento que nosso país enfrenta”, diz.

Para a ação, foram montados pontos de distribuição nas comunidades São Rafael, Vila Flórida, Jardim Munhoz (Guarulhos) e em Capão Redondo (São Paulo), cumprindo todas as regras de distanciamento, proteção e higiene.

Em um intervalo de um ano, Pernambuco registrou ao menos 26 linchamentos consumados ou tentados, segundo o estudo "Racismo, o motor da violência", lançado pela Rede de Observatórios da Segurança nesta terça-feira (14). Pernambuco ficou em primeiro no número de casos nos cinco estados analisados.

A pesquisa acompanhou o período de junho de 2019 a maio de 2020. Durante o período, foi registrado um linchamento ou tentativa a cada quatro dias. Além de Pernambuco, o estudo traz dados da Bahia, Ceará, Rio de Janeiro e São Paulo.

##RECOMENDA##

Em Pernambuco, a maior parte das motivações citadas para o linchamento é acusação de roubo. O segundo lugar foi "brigas/rivalidade entre torcidas". Ao todo, o estado teve 12 linchamentos consumados e 14 tentados.

"Em sua maioria, o alvo do linchamento é alguém desconhecido do grupo agressor. Das ocorrências possíveis de terem elemento de identificação, é possível afirmar que o perfil característico da vítima do linchamento é o de uma pessoa do sexo masculino e de cor preta", diz texto da pesquisa. Ceará teve 16 registros de linchamentos e tentativas de linchamento, seguido de Bahia (15), Rio de Janeiro (9) e São Paulo (8). 

A Rede de Observatórios de Segurança, que em Pernambuco é representada pelo Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (Gajop), destaca a ausência de registros sobre racismo e injúria racial nos dados retirados de jornais, sites, portais noticiosos, perfis de redes sociais e grupos de WhatsApp. O documento aponta também que a predominância de negros entre as vítimas de violência  está ausente do debate público.

Policiamento

A pesquisa monitorou as operações policiais nos cinco estados. No intervalo de um ano, as operações e patrulhamentos resultaram em 984 mortos e 712 feridos, ou seja, uma em cada sete operações monitoradas registrou ao menos uma morte.

O Rio de Janeiro é o estado que mais teve ações ações policiais (2.772), seguido por São Paulo (2.210), Bahia (1.105), Ceará (707) e Pernambuco (358). 

A Rede acompanhou os dados de violência contra a mulher e computou 1.408 casos desta natureza nos cinco estados. Juntos, feminicídios e tentativas de feminicídio correspondem a 68,8% do total. São Paulo foi o estado com mais casos de feminicídio (175), seguido de Pernambuco (90) e Bahia (75).

Houve ainda o registro de 101 chacinas, eventos em que três ou mais pessoas são mortas na mesma ocasião. As três cidades com mais registros do tipo são Rio de Janeiro (23), Salvador (17) e Fortaleza (7).

A investigação do caso de suposta pedofilia de PC Siqueira continua. Apesar de as informações estarem em sigilo na Justiça, o portal G1 confirmou que na última segunda-feira (13), a Polícia Civil de São Paulo cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do youtuber.

O caso está sendo investigado pela 4ª Delegacia de Proteção à Pessoa, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo, após vir à tona as acusações.

##RECOMENDA##

Desde o surgimento da notícia, ele havia se pronunciado sobre o assunto e se defendeu nas redes sociais. Depois, ele trancou o Instagram, ou seja, ele tem que autorizar novos seguidores para que tenham acesso às suas publicações.

O canal no YouTube que mantinha ainda foi desativado.

Rafinha Bastos e Cauê Moura, que trabalhavam com o youtuber, se pronunciaram também sobre o assunto e anunciaram o fim da parceria, após a polêmica.

[@#galeria#@]

Trabalhadores que dependem da reabertura do comércio nas praias de Pernambuco se uniram no centro do Recife em protesto pela retomada do segmento. Na manhã desta terça-feira (14), o grupo seguiu em passeata até o Palácio do Campo das Princesas.

##RECOMENDA##

O representante dos pescadores, comerciantes, guias e jangadeiros da praia de Jaboatão dos Guararapes, Sandoval da Silva, afirma que todos os manifestantes estão com contas atrasadas e a assistência fornecida pela prefeitura não é suficiente. "Cesta básica não paga contas. A maioria aqui tá com contas atrasadas e nossa única renda é a praia. Todos têm família em casa", reclama.

Sandoval classifica a condição como “absurda” e “ultrajante”, pois bares e restaurantes serão abertos na próxima segunda (20), enquanto eles correm risco de ter a mercadoria confiscada caso tentem vender. "O que nós queremos é a abertura imediata das praias. Nós precisamos disso por que dia 21 faz quatro meses que estamos parados, sem trabalhar. Isso é humilhante para nós", aponta.

Cinco integrantes do movimento foram atendidos por representantes do Governo.

Com informações Jameson Ramos 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nesta terça-feira (14), 63 óbitos e 675 novos casos de Covid-19 em Pernambuco. O estado contabiliza 5.715 mortes pelo novo coronavírus.

 Dos casos confirmados nesta terça-feira, 557 (83%) são leves, de pacientes que não precisaram de internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. 

##RECOMENDA##

Os outros 118 casos (17%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Pernambuco totaliza 73.576 confirmações, sendo 21.321 graves e 52.255 leves.

 Os óbitos registrados no último boletim ocorreram desde 7 de abril. Desses, 38 (60%) se deram de 7 de abril a 10 de julho. As outras 25 (40%) ocorreram nos últimos três dias.

A Polícia Civil desencadeou na manhã desta terça-feira (14) a Operação Lança Gloriosa, que investiga os crimes de homicídio qualificado de agente público, porte de armas de calibre restrito e participação em organização criminosa. A investigação foi iniciada após a morte do comissário da Polícia Civil, José Rogério Duarte Batista, ocorrida em 30 de maio em Surubim, Agreste de Pernambuco. Segundo o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), o crime teria envolvimento da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC).

A operação é liderada pelo delegado Eric Costa Cândido e tem como base operacional as cidades de São Vicente Férrer, Casinhas, Surubim, Tacaimbó e Bom Conselho. "Lança Gloriosa", como foi intitulada a operação, é um dos significados do nome Rogério. 

##RECOMENDA##

O comissário foi assassinado em plena luz do dia e o crime foi registrado por câmera de segurança de supermercado. O agente havia feito um pedido de segurança dias antes.

A Polícia Civil está cumprindo quatro mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pela 1ª Vara da Comarca de Surubim. Estão sendo empregados 110 policiais civis na ação.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), apresentou, na manhã desta terça-feira (14), denúncia contra Sarí Mariana Costa Gaspar Corte Real na 1ª Vara contra Criança e Adolescente da Capital. O promotor de Justiça criminal Eduardo Tavares denunciou a primeira-dama do Prefeito de Tamandaré por abandono de incapaz com resultado de morte e ainda acrescentou o agravante de ter sido contra criança em meio à conjuntura de calamidade pública. 

Miguel Otávio Santana da Silva, de cinco anos, estava aos cuidados de Sarí quando caiu do 9º andar do Edifício Píer Maurício de Nassau, no bairro de São José, área central do Recife, em 2 de junho.

##RECOMENDA##

Na segunda-feira (13), familiares do menino e movimentos sociais fizeram um protesto no centro da capital. O grupo foi em passeata até o Ministério Público para pressionar a instituição.

Presente na manifestação, a mãe de Miguel, Mirtes Renata Santana, considera o resultado do inquérito da Polícia Civil justo. "É o que realmente aconteceu, ela abandonou Miguel. Por falta de paciência, amor ao próximo e vaidade. Não queria tocar no meu filho para não borrar as unhas. Vou até o fim nessa luta", disse Mirtes Renata Santana, mãe de Miguel, na manifestação.

A mãe de Miguel Otávio Santana, Mirtes Renata Santana, afirmou que seu filho não conhecia todas as letras e numerais. Assim, segundo ela, seria difícil que ele retornasse sozinho para o apartamento de Sarí, sua ex-empregadora e primeira dama de Tamandaré.

Em entrevista ao Fantástico, Sarí voltou a alegar que não apertou os botões do elevador. “Eu não achei que seria essa tragédia. Eu acreditei que ele voltaria para o andar, que ele voltaria para o quinto andar. Até porque ele sabia os números, sabia tudo. Eu imaginei que ele voltaria para o andar”, colocou.

##RECOMENDA##

De acordo com Mirtes, mesmo após a queda de Miguel, quando moradores do prédio prestaram socorro, Sarí se mostrou fria e criticou o menino, chamando-lhe de “treloso” e “tinhoso”. “Tinhoso é uma palavra muito forte pra se dizer de uma criança que estava praticamente morta. Meu filho estava aprendendo a ler, a escrever, não sabia todos os números. Ele disse em rede nacional que ele sabia, mas ele não sabia. Eu sou a a mãe de Miguel Otávio, eu sei as dificuldades do meu filho. Ela [Sarí] não conhece nem as dificuldades que os filhos dela têm, porque só tem tempo para correr, ir para academia, salão de beleza e shopping”, comentou Mirtes.

Para a trabalhadora doméstica, Sarí também tentou passar uma imagem “falsa” de si mesma na entrevista, a que compareceu com pouca maquiagem, roupa branca e discreta e com um terço nas mãos. "Ela não se veste de forma simples, aquilo é uma farsa. Está no inquérito, no depoimento da manicure, que ela entrou, fechou a porta e sentou para terminar de fazer as unhas. A manicure perguntou por Miguel e ela respondeu: ‘mandei passear’", completa Mirtes.

MPPE

O MPPE recebeu, no dia 3 de julho, o inquérito que investigou a morte de Miguel, ocorrida em 2 de junho, que tipifica o caso como abandono de incapaz com resultado morte. Cabe a o promotor designado pelo órgão a escolha de denunciar ou não Sarí Côrte Real, em um prazo de 15 dias, segundo preconiza o Código do Processo Penal, mas o órgão disse que dará um posicionamento sobre o caso na próxima terça (14). O promotor pode ainda solicitar novas ações à polícia.

Mirtes pede que a denúncia seja formalizada agora. "Estou ansiosa e preocupada, porque o nome do promotor segue em segredo. Está em sigilo para mim, para a mídia, para os meus advogados, mas será que está em sigilo para a outra parte? Espero que o caso seja tocado, tenho fé em Deus", afirma.

O crime de abandono de incapaz está previsto no artigo 133 do código penal, “abandonar pessoa que está sob seu cuidado, guarda, vigilância ou autoridade, e, por qualquer motivo, incapaz de defender-se dos riscos resultantes do abandono”. Caso a conduta resulte em morte, a pena é de detenção, entre quatro e 12 anos.

Mais três fugitivos da Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra foram recapturados neste fim de semana, segundo a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres). Na madrugada da última quinta-feira (9), 27 reclusos escaparam do presídio de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, após a explosão de parte do muro.

Ao todo, oito presos já foram recapturados pela atuação de tropas especiais das Polícias Militares de Pernambuco e Paraíba, com o apoio da Gerência de Inteligência e Segurança Orgânica (Giso/Seres). As buscas seguem e a Seres abriu sindicância administrativa para apurar as circunstâncias em que a fuga ocorreu.

##RECOMENDA##

Confira a lista dos fugitivos e recapturados:

1. Cícero Bezerra Luiz

2. Claudivan de Lima (recapturado)

3. Clayton Leandro dos Santos

4. Edicleuvis Araújo de Barros (recapturado)

5. Edvaldo Marques da Silva

6. Fagner Cursino de Azevedo

7. Flavio Manoel dos Santos (recapturado)

8. Geovane de Lima Silva

9. Gilvandro Pequeno da Silva

10. Gleison Florentino Pessoa

11. Jailson da Silva Mendes Gonçalves

12. Jerry Adriani Gomes da Silva

13. Jonatas de Santana Silva

14. José Ailton do Nascimento Costa

15. Jose Claudio Pereira da Silva

16. José Dias do Nascimento

17. José Jadielson Santos de Almeida (recapturado)

18. José Paulo da Silva

19. Juriatan Araujo da Silva (recapturado)

20. Luiz Paulo Raimundo da Silva (recapturado)

21. Marcos Fabio Tenerio Cavalcanti

22. Marcos Rodrigues dos Anjos

23. Ranielly Brito de Azevedo

24. Victor Vinicius Rodrigues Correia

25. Washington Lopes dos Santos (recapturado)

26. Welik Soares da Silva (recapturado)

27. Wanderley Roberto

LeiaJá também:

--> Presídio de Limoeiro: 4 dos 27 fugitivos são recapturados

--> PE: detentos fogem do presídio de Limoeiro após explosão

[@#galeria#@]

A família do garoto Miguel Otávio Santana, de cinco anos, morto após cair do nono andar do edifício Píer Maurício de Nassau, que integra o conjunto conhecido como “Torres Gêmeas”, localizado no Centro do Recife, realizou uma nova manifestação na manhã desta segunda (13). Eles pedem que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) denuncie a primeira-dama do município de Tamandaré, Sarí Côrte Real, que deixou o garoto sozinho no elevador, por abandono de incapaz com resultado morte.

##RECOMENDA##

Vestido de branco, o grupo deixou a Praça da República, no bairro de Santo Antônio, por volta das 11h, com destino ao órgão. Também participaram da mobilização a Rede de Mulheres Negras, o Fórum de Mulheres de Pernambuco e a Articulação Negra de Pernambuco.

O ato seguiu pela ponte Princesa Isabel, Rua da Aurora, Rua João Lira e Visconde de Suassuna. Em apoio ao grupo, populares repetiram palavras de ordem, como "Sarí assassina" e "justiça por Miguel".

Presente na manifestação, a mãe de Miguel, Mirtes Renata Santana, considera o resultado do inquérito da Polícia Civil justo. "É o que realmente aconteceu, ela abandonou Miguel. Por falta de paciência, amor ao próximo e vaidade. Não queria tocar no meu filho para não borrar as unhas. Vou até o fim nessa luta", comenta.

O crime de abandono de incapaz está previsto no artigo 133 do código penal, “abandonar pessoa que está sob seu cuidado, guarda, vigilância ou autoridade, e, por qualquer motivo, incapaz de defender-se dos riscos resultantes do abandono”. Caso a conduta resulte em morte, a pena é de detenção, entre quatro e 12 anos. 

MPPE

O MPPE recebeu, no dia 3 de julho, o inquérito que investigou a morte de Miguel, ocorrida em 2 de junho. Cabe ao promotor designado pelo órgão a escolha de denunciar ou não Sarí Côrte Real, em um prazo de 15 dias, segundo preconiza o Código do Processo Penal, que acaba nesta semana. O promotor pode ainda solicitar novas ações à polícia.

Mirtes pede que a denúncia seja formalizada agora. "Estou ansiosa e preocupada, porque o nome do promotor segue em segredo. Está em sigilo para mim, para a mídia, para os meus advogados, mas será que está em sigilo para a outra parte? Espero que o caso seja tocado, tenho fé em Deus", afirma.

[@#video#@]

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nesta segunda-feira (13), 57 óbitos e 431 casos de Covid-19 em Pernambuco. O estado totaliza agora 5.652 mortes pelo novo coronavírus.

Entre os casos confirmados nesta segunda-feira, 315 (73%) são leves, ou seja, pacientes que não necessitaram de internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 116 (27%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

##RECOMENDA##

Ao todo, Pernambuco registra 72.901 casos confirmados. Desses, 21.203 são graves e 51.698 leves.

Os óbitos confirmados neste boletim ocorreram desde 7 de abril. Das 57 mortes, 39 (68%) ocorreram de 7 de abril a 9 de julho. As outras 18 (32%) se deram nos últimos três dias.

Após a carreata de empresários do setor, o governo estipulou a reabertura com atendimento presencial em bares, restaurantes, cafeterias e lanchonetes para a próxima segunda-feira (20). Para voltar a receber clientes, os estabelecimentos devem seguir o protocolo sanitário específico, que limitou a capacidade de atendimento em 50% e o horário de funcionamento até às 20h.

A ventilação natural deve ser priorizada e cada mesa tem que estar a um metro e meio de distância - no caso de mesas fixas, é preciso interditar algumas para garantir o distanciamento -, com no máximo 10 pessoas. Shows e apresentações ainda estão proibidos, mas os locais que tocam música ambiente devem manter o som em até 35db.

##RECOMENDA##

Todos os clientes precisam usar máscara de proteção enquanto estiverem no estabelecimento, exceto quando já estiverem sentados. Os cardápios devem ser plastificados para que sejam higienizados após cada atendimento e é recomendado o uso de sachês para disponibilizar sal, pimenta, além de palitos de dente e adoçantes.

Os locais vão orientar sobre as filas e é necessário que disponibilizem álcool 70% para os funcionários e clientes. A limpeza das áreas comuns será reforçada, junto com as boas práticas na cozinha. Para conhecer todas as recomendações, acesso o protocolo completo.

Nesta segunda-feira (13), o governo de Pernambuco publicou o protocolo sanitário que deverá ser obedecido para a reabertura de academias no estado. A volta do segmento está agendada para a próxima segunda (20) e deve seguir as recomendações para evitar a transmissão da Covid-19 entre alunos e profissionais.

Os estabelecimentos devem manter a ocupação de um aluno por 10m² nas áreas de treino, piscina e vestiário. Apenas 50% dos aparelhos de cardio poderão ser usados e todos os de musculação serão dispostos a dois metros de distância uns dos outros. O espaço de exercício de cada aluno em locais de treino livre e salas para atividades coletivas serão demarcados com fita.

##RECOMENDA##

As academias também terão de disponibilizar um gráfico com a frequência diária por horário para que alunos e profissionais possam escolher o período com menor fluxo de pessoas. Outras obrigações são levar a própria toalha ou colchonete, não dividir fontes de água, usar máscara durante a atividade física e direcionar a respiração para o lado oposto dos demais praticantes.

Durante o funcionamento, a ventilação natural do espaço deve ser priorizada e cada área deve fechar de duas a três vezes ao dia, por pelo menos 30 minutos, para a limpeza e desinfecção do ambiente. Recipientes com álcool 70% precisam estar disponibilizados na entrada e em locais estratégicos nas áreas de musculação e peso livre. Para mais recomendações, acesse o protocolo completo.

Um país de proporções continentais como o Brasil, não só em termos de território como também em diversidade e população, carrega em si várias histórias fascinantes. Temos ao longo da linha do tempo contos locais que à primeira vista podem parecer importantes apenas no microcosmo da localidade em questão, mas que, numa visão global, acabam incorporarando vários elementos que fazem do Brasil um país tão interessante e diferente em relação aos seus pares.

Pernambuco é um local abençoado por tais histórias, que acabaram criando culturas e tradições que extrapolam as fronteiras do estado. Antes mesmo da chegada dos europeus à costa do estado em 1500, a região que hoje compõe o estado serviu de abrigo para povos pré-históricos e diversas tribos indígenas, como mostram sítios arqueológicos com mais de 11 mil anos no Parque Nacional do Catimbau.

##RECOMENDA##

A partir da colonização, Pernambuco tornou-se um dos pontos centrais da nova nação, o Brasil. A principal região exportadora do pau-brasil e da cana-de-açúcar, produtos que integraram o Brasil à economia mundial, tem em si até hoje o legado tanto dos portugueses que aqui se estabeleceram quanto dos holandeses que almejaram para si a conquista da nação por meio de sua “invasão” – a partir do Recife – no século XVII.

[@#video#@]

O turista rapidamente percebe o legado dos povos que por ali passaram a partir do estilo arquitetônico de prédios antigos e recentes da região. Entre eles, estão os cassinos, estabelecimentos que viraram moda no Recife e no resto do Brasil na década de 1940. A motivação e o investimento por trás da existência dos cassinos na capital pernambucana era a presença das tropas estadunidenses na cidade, algo que se deu por conta do estreitamento das relações entre Brasil e Estados Unidos durante e após a Segunda Guerra Mundial. Com a chegada de empresas e empresários do país norte-americano, viriam também bases militares ao longo da nossa costa, incluindo em Pernambuco.

Não é por menos que uma das antigas casas de jogos mais célebres da cidade tem o nome de Casino Americano. Construído durante a Segunda Guerra Mundial, o local foi responsável pela grande valorização do bairro do Pina, no Recife. Na década de 1940, bingos e jogos de cartas no Cassino Americano poderiam render grandes prêmios, que hoje, com a evolução da tecnologia e o advento da internet, têm sua contraparte em plataformas online que oferecem jackpot por meio de modalidades diversas, como os famosos caça-níqueis. À época, o prédio de estilo moderno abrigou não só tropas estrangeiras, como também shows de grandes artistas brasileiros que usavam os palcos da casa para entreter seus clientes de classe média/alta.

O Cassino Império, com sua fachada típica de prédio colonial, é outro exemplo de legado deixado pelos estrangeiros que um dia foram parte central do Recife. O edifício que hoje funciona como centro empresarial recebeu shows da princesinha do samba, Ely Camargo, e também da cantora Marlene.

[@#podcast#@]

O último exemplo não é menos importante: o Grande Hotel do Recife, inaugurado em 1938, no bairro de Santo Antônio. Entre 1946 e 1955, o prédio que teve como inspiração o famoso Copacabana Palace – hotel que fica na praia de mesmo nome no Rio de Janeiro – abrigou também um dos grandes cassinos brasileiros. Sua beleza acabou atraindo os olhos do famoso escritor francês Albert Camus, que se hospedou por lá durante sua passagem no Brasil, assim como os do presidente francês Charles de Gaulle e de sua contraparte brasileira, Getúlio Vargas. Atualmente, um tribunal de justiça está instalado no prédio em que o hotel funcionava. No entanto, sua arquitetura que une o estilo moderno da década de 1930 com o art nouveau francês e que serviu de inspiração para o “palácio” carioca continua inteira.

Quem sabe um dia uma casa com tanta história poderá reviver parte dos seus dias de glória. Uma vez que a crise atual for coisa do passado, quiçá a revitalização do prédio e sua reativação em uma nova função, seja ela por meio de iniciativa pública, privada ou com parceira entre os dois âmbitos, dará ao antigo cassino o legado – e a admiração – que sua história merece.

Nesta segunda (13), o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa 30 anos. No entanto, as políticas em defesa da juventude ainda esbarram no contexto violento ao qual os menores da periferia estão inseridos. Passivos de um amplo conjunto de limitantes, a criminalidade os seduz com a promessa de emancipação econômica, porém o envolvimento os aprisiona em um ciclo vicioso de apreensões e rouba as aspirações de um futuro em liberdade. Com o poder de mudar de direção, jovens decidiram se reunir em uma rede de apoio para evitar o encarceramento da população menor de idade de Olinda.

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Com 762 jovens - entre 12 e 21 anos - atendidos atualmente pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) informa que Pernambuco registrou a queda de 46,7% na quantidade de menores infratores inseridos no sistema e de 63% na taxa de ocupação, em comparação à última década. No mesmo período, foram construídas seis unidades, que ampliaram a oferta de vagas em 49,5%, passando de 810 para 1.211, em 23 unidades.

O levantamento da Secretaria de Defesa Social (SDS) também compara o número de homicídios envolvendo menores na década, que sofreu um leve aumento. Para o órgão, os números são positivos e foram conquistados por programas como o Atenção Redobrada, Juventude Presente, e as 103 Casas das Juventudes, que ampliam o debate sobre as políticas voltadas à faixa etária em todo estado. O aporte de 44,9% no orçamento da Funase nos últimos 10 anos também influenciou na melhoria do sistema, que prevê o gasto R$ 166,4 milhões para este ano.

Acompanhe os índices da criminalidade envolvendo jovens em Pernambuco:

[@#galeria#@]

Já os internos ou egressos da Funase apoiam-se nas iniciativas Novas Oportunidades e Vida Aprendiz para deixar o crime e assumir postos de trabalho. Os cursos de capacitação ofertados aos menores surtiu efeito na taxa de reincidência. Em 2016, 61,8% dos que já haviam cumprido medida socioeducativa foram apreendidos novamente, enquanto em 2019, a SDS aponta que 44% voltaram ao sistema. 

Mesmo com a atuação de Organizações não governamentais (ONGs), que lutam contra a violação do ECA, apresentar novos horizontes aos jovens em situação vulnerável passa por fatores além da ressocialização. “Eu via casos de crianças que poderiam ser adotadas por famílias dignas e o sistema engolir esse processo, e a criança era obrigada a voltar para uma família que era abusiva, que colocou o filho na prostituição [...] Está faltando uma política pública séria e investimento”, denuncia a diretora do Espaço Criança ARH, Núbia Mesquita.

Empoderar-se é um ato de mudança

Rede com adolescentes de 12 a 21 anos debatem políticas voltadas à juventude de Olinda/cortesia

Com a missão de se opor à inserção de menores na criminalidade e exercer o art. 4 do ECA, que diz respeito a participação de crianças e adolescentes nas políticas sociais, em 2019, o estudante de pedagogia Lucas da Silva juntou-se com outros jovens para idealizar a rede MobilizAÇÃO Jovem de Olinda. Integrado ao Coletivo Mulher Vida (CMV) desde os 14 anos, ele acredita que o empoderamento é capaz de transformar o destino de um adolescente, que passa a identificar seu papel social e começa a reivindicar seus direitos. “Eles levam isso para os espaços onde estão e realizam projetos nas escolas”, destaca.

A rede é composta por cerca de 40 jovens, entre 12 e 21 anos, que reúnem-se mensalmente para uma experiência coletiva educativa, marcada por rodas de debate e dinâmicas que proporcionam o entendimento sobre a garantia dos direitos preconizados. “Cada encontro a gente tenta ser o máximo de dinâmico, e que seja um local de acolhimento onde eles se sintam bem para voltar. A ideia é que seja um lugar que você esteja permanentemente”, pontua.

Apesar de ter pouco mais de um ano de atividade, a MobilizAÇÃO Jovem de Olinda incorporou dois integrantes no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Olinda (COMDACO), que fiscaliza a execução das determinações do ECA em contato com os conselhos tutelares.

Quando a gente cresce, vislumbra as lembranças da infância pelas lentes da maturidade e percebe que as experiências da menoridade nos moldaram e incutiram valores, que hoje, determinam nossas atitudes. Ainda que pareça uma simples relação de salvaguardar o crescimento da árvore para a prosperidade da colheita, na prática, muitas sementes são plantadas em locais degradantes e com pouca luz. Com a responsabilidade de garantir as condições ideais para um futuro frondoso, há 30 anos, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) era sancionado e ampliava o debate sobre a importância da criança no recorte social.

A lei 8.069, de 13 de julho de 1990, preconiza os direitos fundamentais e apoio jurídico para o pleno desenvolvimento dos pequenos, e partilha a manutenção de tais garantias entre a família, comunidade, sociedade e o estado. Embora promova políticas de fiscalização e assistência, a gestão pública não alcança toda demanda de jovens em vulnerabilidade e, nesse contexto, a dignidade acaba sendo preservada pela atuação da sociedade civil, através de organizações não governamentais (ONGs).

##RECOMENDA##

[@#video#@]

No Grande Recife, dois projetos foram fundados um ano após a criação do ECA e, ao longo de quase três décadas, conseguiram ampliar a perspectiva de milhares de jovens desamparados. Por meio da “política de cultura de paz”, a cientista social Adriana Duarte, coordena o Coletivo Mulher Vida (CMV) com a proposta de formar atores sociais e “ressignificar as dores provocadas pela violência” nos ciclos familiares de áreas carentes de Olinda. Já no Recife, o Espaço Criança A.R.H. se mistura à história de Núbia Mesquita, que herdou o projeto da mãe e recebe crianças e adolescentes de comunidades do centro com a metodologia da Educação por Princípios.

Protagonistas da própria história

Além de prover uma jornada ampliada de educação em um ambiente saudável de socialização com outras crianças, as organizações fornecem refeições e cuidados com a saúde. Outra preocupação é estimular as potencialidades de cada uma delas, permitindo-as desfrutar da infância entre brincadeiras e atividades lúdicas. Toda essa dedicação concede leveza ao processo de autodescobrimento dos menores, que conseguem suprir a realidade violenta a qual estão expostas e passam a perceber-se como protagonistas.

[@#galeria#@]

Embora o avanço das políticas voltadas aos direitos das crianças e dos adolescentes seja motivo de comemoração, há a consciência de que falta o incentivo para que mais ações criem barreiras entre os menores e a criminalidade, e devolver aos jovens apreendidos a chance de um novo futuro. “Além da própria estrutura, faltam políticas públicas sérias e acreditar que esse menor pode ser de fato ressocializado. Porque existe todo um preconceito e uma descrença. Tem que mudar muita coisa”, ressalta Núbia. Para Adriana, a pauta deveria ter mais atenção das administrações locais e do Governo Federal para que os sonhos não se esmoreçam no percurso à vida adulta.

Em Fernando de Noronha, três contaminados pela Covid-19 conseguiram se recuperar e foram liberados do isolamento, informou a administração. Com a atualização, a ilha segue com três pacientes com quadro assintomático e já registrou 76 casos da doença. Outras 15 pessoas estão em investigação.

Com os resultados positivos apresentados no boletim desse sábado (11), Noronha mantém o plano de reabertura das atividades econômicas, que já autorizou praticamente a volta de todos os setores sob protocolo específico. O transporte público já circula, templos religiosos voltaram a receber fiéis, praias estão abertas e o segmento de bares e restaurantes atende com 50% da capacidade.

##RECOMENDA##

Os voos semanais para que moradores e servidores essenciais retornem ao arquipélago também estão mantidos desde o dia 13 de junho. De acordo com a administração, 496 pessoas cadastraram-se junto à assistência social para garantir o desembarque. Antes de sair de Recife, é necessário apresentar teste negativo para Covid-19, que é refeito na ilha. Todos os passageiros ficam isolados até o resultado dos exames. Para conseguir voltar à Noronha é necessário entrar em contato com os telefones (81) 99488 3167 / 98494 0311 / 98494 0307 / 99488 3165 /99488 4367 / 99488 4367.

LeiaJá também

--> Três novos casos de Covid-19 são confirmados em Noronha

--> Noronha zera casos em investigação e libera transportes

--> Bares e lanchonetes reabrem em Fernando de Noronha

O Governo de Pernambuco promete entregar, a partir desta segunda-feira (13), a 73 Instituições de Longa Permanência para Idosos, cartões eletrônicos pré-pagos para a compra de alimentação e materiais de higiene pessoal e limpeza. O repasse será feito durante três meses e o valor varia de acordo com quantidade de idosos atendidos pela entidade. Os valores do benefício variam entre R$ 863,19 e R$ 24.600,78.

Ao todo, serão direcionados R$ 500 mil para manutenção das ILPIs públicas e privadas sem fins lucrativos acompanhadas pelo Projeto Humanidade. O valor sairá do Fundo Estadual da Pessoa Idosa, provenientes de Lei de Incentivo Fiscal. As instituições devem prestar contas do uso através de notas fiscais que deverão ser enviadas para o monitoramento da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ). 

##RECOMENDA##

"Diante do cenário de dificuldades enfrentadas com a pandemia do coronavírus, a rede assistencial do Estado enxergou a necessidade de reforçar o orçamento dessas instituições, que não têm fins lucrativos, e sobrevivem, basicamente, de doações", explica o secretário Sileno Guedes.

Um homem foi detido, nesse sábado (11), por perturbação do sossego no distrito de Fátima, em Flores, Sertão de Pernambuco. A Polícia Militar diz que o suspeito ligou o som do tipo paredão, em alto volume, na praça central da comunidade e não quis desligar o aparelho mesmo depois dos apelos dos populares.

Toda a aparelhagem de som foi apreendida e encaminhada, juntamente com o homem, para a delegacia de Polícia Civil da cidade. Segundo a PM, medidas cabíveis deverão ser tomadas contra o acusado.

##RECOMENDA##



 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando