Notícias

| Cidades

Com população majoritariamente negra, cerca de 61%, a cidade de Olinda conta extraoficialmente com mais de 400 terreiros de religiões de matriz africana. Atenta a esse público, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos realizou uma roda de conversa para esclarecer dúvidas jurídicas e orientar sobre como proceder para regularizar os espaços. As informações também irão nortear a elaboração do cadastro dos terreiros existentes na cidade. 

A atividade foi realizada na manhã desta sexta-feira (22), na Casa do Turista, Sítio Histórico do município e reuniu entidades da gestão municipal que atuam com ações voltadas ao público negro e de terreiros. Para alinhar as orientações prestadas na roda de diálogo, advogados da Assessoria Jurídica de Olinda estiveram presentes e entregaram uma mini-cartilha com informações sobre a regularização dos terreiros.

##RECOMENDA##

O evento foi puxado pela titular da Coordenadoria de Assuntos Religiosos, Alzenide Simões, que identificou a demanda a partir das dúvidas que surgiam na rotina diária da secretaria em que trabalha. “Precisamos debater mais esse assunto e nada mais justo que a discussão ocorra no mês em que é celebrado o Dia da Consciência Negra”, reforça Alzenide.

Uma das presentes foi a Mãe Dora, de Caixa D’Água, que aproveitou para tirar dúvidas sobre o funcionamento do seu terreiro. “Esse evento é importante. Interessante também é promover momentos com a presença de representantes de todas as religiões para que entendam o funcionamento de suas casas de celebração. Quanto mais nos unirmos, mais respeito haverá”, opina a Mãe Dora.

No encontro foram respondidas questões sobre oficialização, cadastro municipal, inscrição no CNPJ, e alvará de funcionamento. Para o advogado da assessoria jurídica do município, Felipe de Souza Brandão, a regularização do terreiro garante voz aos seguidores das religiões de matriz africana. “Sabemos que existe a intolerância religiosa, e isso precisa mudar culturalmente. Mas a partir do momento em que o terreiro segue algumas orientações jurídicas, como a regularização, ele impõe mais respeito perante a comunidade”, finaliza.

*Da Secretaria de Comunicação de Olinda

A realização de mais ações para a concessão de documentos básicos para pessoas presas foi solicitada pelo deputado Adalto Santos (PSB), no Pequeno Expediente desta quinta (21). Ele destacou iniciativa do Governo do Estado, na última quarta (20), que garantiu RG, CPF, carteira de trabalho, título de eleitor e certidão de nascimento para 200 detentos no Complexo Prisional do Curado, no Recife.

“Sem CPF, o preso não pode se matricular nas escolas da unidade penitenciária. A falta de RG impede que ele solicite cartão do SUS, e a carteira de trabalho é essencial para que tenha atividades externas no regime semiaberto”, salientou o parlamentar, que demandou a ação no Complexo do Curado por meio de indicação. “Segundo estudo realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 80% dos detentos em todo o País não possuem essa documentação”, informou.

##RECOMENDA##

Adalto Santos pediu, ainda, que mutirões como esse sejam feitos também em presídios do Interior do Estado. “O número de internos tem crescido fora da Capital, e não podemos deixar que eles fiquem sem documentos essenciais. Em muitos casos, só é preciso emitir a segunda via”, observou o deputado.

*Da Alepe

 

Na última quarta-feira (20), um filhote de gato que estava se afogando foi salvo por agentes do Corpo de Bombeiros. O animal ficou preso na tubulação de uma casa no município de Dracena, interior de São Paulo.

Uma dona de casa acionou o Corpo de Bombeiros depois de ouvir miados de gato durante dois dias. Segundo o sargento Alex Ramos, foi necessário realizar procedimentos de reanimação cardiopulmonar para reestabelecer os sinais vitais do gatinho.

##RECOMENDA##

Após o resgate, o felino foi encaminhado para uma clínica veterinária para receber os cuidados necessários e, depois, levado a uma associação de proteção aos animais da cidade.

Uma plantação de maconha, que era irrigada com a água do Rio São Francisco, foi erradicada nessa quinta-feira (21), em uma área conhecida como Ilha da Cabra, na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, no Sertão pernambucano. Cerca de 7.900 pés da erva foram incinerados e o sistema de água foi destruído.

O plantio dividido em 1.831 covas era mantido por tubulações e uma bomba que puxavam as águas do rio para regar os pés da erva. A Polícia Federal (PF) calcula que a colheita produziria aproximadamente 2.600 quilos da droga.

##RECOMENDA##

Em três ações consecutivas de repressão ao tráfico de drogas no Sertão do Estado, a PF estima que 10.260 pés da erva foram destruídos e 3.420 quilos da droga deixaram de circular nas ruas.

[@#galeria#@]

Uma pesquisa da União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe) divulgada nesta semana, mostrou que feiras e exposições direcionados aos negócios atraem, em média, 8,2 milhões de visitantes por ano ao estado de São Paulo. Ainda de acordo com o estudo, os eventos corporativos são responsáveis pela injeção de cerca de R$ 305 bilhões no mercado por meio de transações comerciais iniciadas ou concluídas durante as feiras. O valor equivale a 4,6% do PIB nacional.

Segundo a empresa NewSense, responsável pela pesquisa, os números do estudo realizado entre os meses de agosto e setembro não consideram eventos voltados ao agronegócio. O levantamento ainda apresenta que os investimentos de promotores, montadores, expositores, visitantes locais e viajantes chegam a R$ 16,3 bilhões ao ano. “Cada R$ 1 investido por expositores em feiras com foco em negócios resulta em alto retorno, gerando vendas de R$ 35”, afirmou o presidente da Ubrafe, Jamil Abdala.

##RECOMENDA##

Com base em dados das principais feiras de negócios e congressos com mais de 500 participantes, a pesquisa aponta que, por ano, são 66,5 mil empresas e expositores atuantes em 742 eventos corporativos em São Paulo.

[@#galeria#@]

Conhecidos por serem os melhores amigos do homem, os animais de estimação trazem alegria para os lares, proporcionando companhia, afeto, companheirismo e até benefícios à saúde de seus donos. Porém, os amados pets precisam de um cuidado especial.

##RECOMENDA##

De acordo com pesquisas do IBOPE Inteligência, 76% dos entrevistados que têm ou tiveram animais de estimação não adaptaram os seus lares para receber os bichinhos. Essa e outras ações podem ser prejudiciais, como explica a médica veterinária Aryane Melo. "Existem diversos tipos de cuidados que os donos devem ter com seus animais, desde um ambiente adequado para que o animal permaneça confortavelmente livre de calor, chuva, umidade, com acesso a água e comida, até cuidados com a higiene e a nutrição do animal", esclarece.

A veterinária Aryane Melo conta que pequenas práticas cotidianas, como oferecer ossos e restos de alimentos, podem gerar riscos à saúde dos pets. "Os ossos naturais, principalmente os de aves (frango, galinha, pato), são os que mais oferecem riscos, pois são osso que formam lascas quando quebrados e essas lascas podem causar acidentes como lesões na boca, ou até mesmo uma perfuração de esôfago e/ou intestinos", ressaltou.

Miriam Santos, 50 anos, é dona do Tufy, um poodle de 5 anos. Além de um animal de estimação, ela conta que ele é o seu filho de quatro patas e não mede esforços quando o assunto é o cuidado com seu bichinho. "O Tufynho é mais que especial, é um presente de Deus na minha vida. Nunca gosto de deixar meu filho sozinho, procuro sempre saber sobre o que faz mau a ele, pois é como fosse uma criancinha que não sabe o que está ingerindo", relata.

Além dos cuidados em casa, Tufy  tem um médico particular. As vacinas, os remédios contra verminose e carrapatos e a higiene com a pele também fazem parte da rotina. "Isso é o mínimo que posso fazer, já que o amo tanto, é uma relação de amor, respeito e um cuidado muito especial", declarou Miriam.

Por Rebeca Costa.

A Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) do Ministério Público do Trabalho implementará em Macapá (AP), de 27 a 29 de novembro, o Projeto Resgate a Infância, que consiste num conjunto de ações voltadas para a prevenção e erradicação do trabalho infantil e proteção do trabalho do adolescente. O projeto, ativo em diversos Estados brasileiros, abarca três eixos de atuação: educação, aprendizagem e políticas públicas.

No dia 27 de novembro, o Ministério Público do Trabalho realizará reuniões interinstitucionais, que abordarão o compromisso do município de Macapá em relação a políticas que contemplem a prevenção e a erradicação do trabalho infantil.

##RECOMENDA##

Já nos dias 28 e 29 de novembro, a partir das 9 horas, serão realizadas duas audiências coletivas abertas ao público interessado, no auditório da Promotoria de Justiça – Complexo do Cidadão (Av. Fab, 64, Centro – Macapá/AP).

Programação

DIA 28/11 – Oficina do Projeto Resgate a Infância, eixo Educação (MPT na Escola), que consiste na promoção de debates com a rede pública de ensino acerca de temas relativos aos direitos da  criança e do adolescente, especialmente a erradicação do trabalho infantil. Local: Auditório da Promotoria de Justiça - Complexo do Cidadão, situada na Av. Fab, 64,Centro, Macapá/AP.

8h30min – Credenciamento

9h – Aspectos legais e Sociais do trabalho infantil

10h – Documentário: “Ser criança – Um Olhar para a infância e a juventude diante do trabalho no Brasil”

10h30min – Panorama do trabalho infantil no Brasil e no Amapá

11h – Mitos e verdades sobre o trabalho infantil

11h30min – Piores formas de trabalho infantil

Debates

12h – Almoço

13h30min – Projeto Resgate a Infância

13h40min – Políticas Públicas

14h45min – Aprendizagem Profissional

15h30min – Eixo Educação – Prêmio MPT na Escola.

16h15min – Kits Educacionais

17h – Encerramento.

DIA 29/11 – Audiência coletiva que abordará a efetivação da aprendizagem, nos termos legalmente estabelecidos, para que as cotas sejam cumpridas pelas empresas.

Está em discussão na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) um projeto para que os egressos do sistema prisional do Estado paguem pela utilização de suas tornozeleiras eletrônicas. A proposta já foi tema de audiência pública, tendo causado divergências entre parlamentares e posicionamentos contrários do Ministério Público estadual, defensorias públicas e Governo do Estado.

 Os deputados estaduais Gustavo Gouveia (DEM) e delegado Erick Lessa (PP) apresentaram os projetos de lei 394/2019 e 439/2019, respectivamente, que versavam sobre o mesmo tema do ressarcimento do custo das tornozeleiras pelos presos. Por causa disso, um substitutivo que une os dois projeto foi constituído e tem tramitado na casa legislativa. O documento havia sido aprovado pela Comissão de Justiça, mas sofreu alterações na Comissão de Administração Pública na última terça-feira (19).

##RECOMENDA##

 “O projeto visa melhorar o ambiente do sistema penitenciário’, resume o delegado Lessa, ‘as pessoas envolvidas com corrupção, lavagem de dinheiro e crimes de natureza grave, e que tenham condições para arcar com essas despesas, de acordo com a análise do poder judiciário, que ela cumpra o papel de arcar com essa despesa e esse valor possa ser investido, inclusive, na aquisição de novas tornozeleiras eletrônicas, para disponibilizar aos presos que não têm esse recurso”, completa o deputado. Detentos sem condições financeiras estariam de fora das exigências dessa lei.

 Um dos primeiros problemas enfrentados pelo substitutivo é quanto a sua constitucionalidade, que vem sendo questionada. “O projeto de lei é inconstitucional porque só quem pode legislar sobre direito penal e processo penal é a União, ou seja, o Congresso Nacional. A assembleia legislativa não pode legislar sobre isso”, argumenta o promotor Fernando Falcão, da promotoria de Justiça de Execuções Penais do MPPE.

Para a defensora pública de Pernambuco Natalia Lupo, além de tratar de matéria penal e processual, de competência privativa da União, há vícios no que diz respeito às garantias fundamentais de qualquer cidadão. “A gente entende que é inconstitucional pelo conteúdo mesmo. Eles [os presos] ficam condicionados ao pagamento para gozar da liberdade”, diz. Lupo se refere ao trecho do projeto que diz “O Estado providenciará, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a instalação, do equipamento de monitoramento após o recolhimento do valor fixado”. 

 O deputado Erick Lessa rebate as acusações. Segundo ele, o projeto não condiciona a liberação do preso a partir do pagamento. “Apenas há uma análise e aquele que tem condição de pagar vai ser cobrado para que arque com essa despesa”.  Lessa também reuniu um parecer com posicionamentos de quatro promotores e três professores universitários que defendem a constitucionalidade da medida. “Esse projeto de lei não aplica novas regras, não adiciona penas, nem atenuantes, nem agravantes. É um procedimento administrativo penitenciário”, diz, destacando ser ele também professor universitário de direito penal.

 De acordo com o defensor regional de Direitos Humanos em Pernambuco, André Carneiro Leão, o projeto não parece ser capaz de mudar a realidade das unidades prisionais do Estado por não proporcionar redução efetiva de custos. “Embora a intenção seja boa, não leva a uma solução. O projeto, no final das contas, atingiria algo em torno de apenas 10% da população prisional, que é composta, sobretudo, por pessoas pobres, potencialmente assistidas pela defensoria pública.”

 O promotor Fernando Falcão acredita que a lei teria uma função mais simbólica, do discurso, do que trazer dinheiro para o caixa do poder público. “Os presos que efetivamente teriam condições de pagar por isso seriam pouquíssimos. Não vejo muita mudança com esses tipos de criminosos que a gente lida. Se fossem criminosos de colarinho branco, de Lava-Jato, tudo bem. Mas esse cara que vai furtar, se ele tivesse dinheiro para pagar tornozeleira ele não iria roubar um celular, não é?”.

 O deputado Lessa diz que não é possível precisar quantos detentos poderiam pagar pelo equipamento, visto que a decisão de cada caso seria judicial. “Mas todos os réus que pagam advogado particular, a princípio, eles têm recursos para arcar com a tornozeleira”, defende. O parlamentar também afirma que mesmo que apenas 10% sejam capazes de pagar, isso já significaria uma economia aos cofres públicos.

Para a defensora pública Natalia Lupo, o argumento de que quem contrata advogado tem condições financeiras é arriscado. “Muitas vezes a vulnerabilidade do preso é no sentido de informação. Muitos não conhecem o trabalho das defensorias. Por falta de conhecimento, as pessoas acabam vendendo suas casas, seus pertences, fazendo de tudo para conseguir um advogado. A gente não consegue aferir a hipossuficiência com base nisso.”

A nova redação do substitutivo retirou a hipótese de inscrever o não pagador na Dívida Ativa do Estado. Por conta da mudança, o texto passará novamente por análise da Comissão de Justiça (CCLJ)

 A discussão do ressarcimento das tornozeleiras não é exclusiva em Pernambuco e projetos do tipo surgiram em vários estados, levantando discussões semelhantes. No Paraná, o governador Ratinho Jr (PSD) assinou um decreto em abril para que os egressos sejam obrigados a pagar o equipamento. Em maio, foi sancionada lei semelhante no Ceará. No Senado, uma proposta do tipo foi apresentada pelo Major Olímpio (PSL). A PL 2392/2019 ainda está em tramitação.

 Pernambuco tem uma média de custo anual com tornozeleira de R$ 6 milhões, recursos dos Governos Estadual e Federal. O custo individual mensal é de cerca de R$ 250. Quase cinco mil presos usam o dispositivo em Pernambuco no regime semiaberto, medidas cautelares, protetivas e prisão domiciliar. Não há falta de tornozeleiras no Estado.

O Laboratório de Análises Clínicas da Universidade UNG está recebendo pacientes para a realização de exames em diversos setores da saúde com preços populares. Os exames realizados no laboratório são divididos em quatro setores: Parasitologia, que são feitos exames de fezes para verificar se há algum tipo de parasita no organismo do paciente; na Bioquímica, é possível determinar os níveis de colesterol, triglicérides, diabetes, ureia, etc.; na Hematologia, obtêm-se informações para auxílio de diagnósticos através do Hemograma; e no setor de Imunologia/Sorologia, são feitos exames para toxoplasmose, hepatite B e C, entre outros. No laboratório, são feitos também exames de Urina tipo I. 

Segundo a farmacêutica do Laboratório de Análises Clínicas da UNG, Giliane Freire Nascimento, qualquer pessoa pode utilizar o serviço, independente do local em que reside. A única exigência é ter em mãos o pedido médico, com a data de requisição anterior há 30 dias. “Os exames mais procurados são do setor de bioquímica, que compreende o diagnóstico dos níveis de glicose, colesterol e triglicérides. Esses exames são rotineiros e solicitados pelos médicos frequentemente”, explica. 

##RECOMENDA##

Além da supervisão profissional, o laboratório é fiscalizado pela Vigilância Sanitária e pelo Conselho Regional de Farmácia. As técnicas utilizadas nas análises estão em constante atualização e são compatíveis com os métodos usados de um modo geral pelos laboratórios clínicos. Os testes de bioquímica, por exemplo, são realizados através do equipamento Labmax 240 da Labtest, enquanto os de hematologia, por meio das máquinas SDH-5, também da Labtest. 

O Laboratório de Análises Clínicas da UNG está localizado na Praça Tereza Cristina, 88, Centro de Guarulhos, São Paulo. Para outras informações, entre em contato pelo telefone: (11) 2464-1738. A realização das coletas acontecem de segunda a sexta-feira, das 7h às 9h, no prédio H da Universidade.

 

* Da Assessoria de imprensa

Por volta das 21h10, dessa quarta-feira (20), um incêndio foi registrado em um apartamento no bairro das Graças, Zona Norte do Recife. As chamas já se alastravam para o imóvel de cima quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local. Não houve feridos, no entanto, a família que reside no local precisou dormir fora.

Localizado no 3º andar do Edifício Nossa Senhora do Nazaré, na Rua Bandeira Filho, o fogo destruiu dois quartos e chegou a danificar parcialmente um terceiro quarto, o banheiro e a cozinha. Segundo os bombeiros, uma das janelas do apartamento acima também foi atingida.

##RECOMENDA##

As causas do incêndio ainda não foram reveladas. A Defesa Civil foi acionada e recomendou que a família não dormisse no local. Na manhã desta quinta-feira (21), uma vistoria está prevista para analisar as condições estruturais da edificação e garantir a segurança dos demais moradores. 

[@#galeria#@]

Um borracheiro morreu e três pessoas ficaram feridas após um acidente envolvendo três veículos, ocorrido por volta das 23h30, dessa quarta-feira (20). As informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontam que a vítima fatal, de 49 anos, foi atingida na BR-101, na altura do bairro de Engenho do Meio, localizado na Zona Oeste do Recife.

##RECOMENDA##

A vítima trocava o pneu de um pequeno caminhão carregado com bananas na faixa esquerda da rodovia, quando foi atropelado por um ônibus. Devido a colisão, ele faleceu no local, enquanto um homem que o auxiliava, o condutor do coletivo e um passageiro sofreram ferimentos e precisaram ser encaminhados para o Hospital da Restauração, na área Central do Recife, e uma unidade particular, com localização na divulgada.

Após o impacto, o caminhão de pequeno porte atingiu uma caminhonete. A carga de bananas foi cedida pelo proprietário aos moradores da região. Já o ônibus, derrubou parte do muro de uma residência e acertou um poste elétrico.

Os envolvidos realizaram teste de bafômetro e o resultado deu negativo para o consumo de álcool. A Polícia Civil esteve no local e vai investigar o caso.

Deflagrada pela Polícia Civil de São Paulo, a Operação Magneto, dedicada a desarticular uma quadrilha que aplicava golpes em sites de compras da internet, prendeu 19 pessoas em três regiões do estado. Além dos membros do bando, foram apreendidos cartões clonados, máquinas de cartões, celulares, óculos de realidade virtual, pendrive e outros objetos.
Segundo a polícia, as investigações tiveram início na cidade de Teodoro Sampaio (a 651 km de São Paulo), no interior paulista, após uma denúncia de golpe praticado por meio de um site de comércio eletrônico. A vítima informou ter anunciado um equipamento de som e tê-lo despachado para o comprador via transportadora. Entretanto, no fim do trâmite, descobriu que a transportadora também era alvo da quadrilha.


Os delegados Luiz Ricardo de Lara Dias Junior e Edmar Rogerio Dias Caparroz durante entrevista coletiva à imprensa sobre a Operação Magneto. Foto: Polícia Civil


“As negociações foram feitas por e-mail até que a vítima recebeu um falso e-mail dizendo que a o processo havia sido concluído. A mensagem trazia dados do suposto comprador, endereço de entrega e dizia que o recebimento do valor estaria condicionado a efetiva entrega”, explicou o delegado titular da delegacia do município de Teodoro Sampaio, Edmar Rogerio Dias Caparroz.
Durante averiguação, um endereço usado pelo grupo foi localizado. Após cumprimento de ordem judicial no último mês de agosto, o chefe do bando foi encontrado e cerca de R$ 30 mil em produtos foram apreendidos. Na mesma investigação, a polícia descobriu que o líder gerenciava duas estruturas do bando. Em Bertioga (a 111 km de São Paulo), no litoral paulista, funcionava o escritório e, na capital, o galpão que recebia as mercadorias.
Segundo pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) divulgada no último mês de agosto, 12 milhões de clientes foram vítimas de golpes na internet entre 2018 e 2019.

##RECOMENDA##

Nesta quarta-feira (20), manifestantes que participam da marcha do Dia da Consciência Negra no Recife queimaram o livro Casa Grande e Senzala, do sociólogo Gilberto Freyre. Para os presentes, esse livro é o símbolo do racismo e da negação da importância da população negra.

A obra foi lançada em 1933 e, desde então, gera polêmica. Além dos negros, alguns críticos acusam Freyre de não ter retratado fielmente a relação entre dominadores e dominados na época da escravidão.

##RECOMENDA##

Gi Vatroi, motivadora da ação, afirma que Gilberto Freyre foi um dos responsáveis pelos estereótipos do que é ser negro no Brasil e que também fomentou o racismo. "Casa Grande Senzala é uma negação dos nossos espaços", aponta Vatroi.

Confira os registros da manifestação

[@#galeria#@]

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro, o município de Camaragibe, por meio dos Movimentos Negro e Cultural e com apoio da Fundação de Cultura, realiza até o dia 24 de novembro e no dia 1° de dezembro, a Semana da Consciência Negra. A iniciativa vai contar com apresentações culturais da cidade, rodas de diálogo e palestras nas escolas.

Neste dia 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra, Camaragibe terá, além de palestras nas escolas, o Cine Debate no Cine Teatro Bianor Mendonça Monteiro no período da tarde e palestra com o tema “Historicidade a cerca de Zumbi dos Palmares”, ministrada pelo graduando em História, Gilmar Camará. Na quinta-feira (21), a Biblioteca Pública Penarol vai ser palco de contação de histórias para os estudantes das escolas municipais; sendo seguida pelo Encontro de Escritores Negros no Espaço Raminho do Trombone, no período noturno.

##RECOMENDA##

Para fechar a festividade durante a semana, haverá no final de semana Cine Debate, Feira de Economia Solidária, Desfile Afro, IX Grito Ecológico, Encontro de Hip Hop, Palco Cultural Negro e Tributo à Malunguinho, Em dezembro, no dia 1º, o Projeto Cultural Ocupe a Praça fecha oficialmente as comemorações referentes ao Dia da Consciência Negra, com roda de diálogo, recital de poesia e apresentações culturais na Praça da Coimbral.

Confira a programação completa:

Quarta-feira (20)

9h às 11h – Palestra nas escolas

14h às 16h30, Cine Teatro Bianor Mendonça Monteiro

Cine Debate (Amistad e Desigualdade Racial no Brasil

16h às 22h

Evento Afro-DiverCidade

19h às 21h

Palestra “Historicidade a cerca de Zumbi dos Palmares” (por Gilmar Camará)

Entrega do Prêmio Zumbi

Quinta-feira (21)

9h às 11h – Palestra nas escolas

14h às 16h30, Biblioteca Pública Penarol

Contação de histórias para estudantes das escolas municipais

19h às 21h, Espaço Raminho do Trombone

Encontro de Escritores Negros

Sexta-feira (22)

9h às 13h – Feira de Economia Solidária

14h às 16h30, Espaço Raminho do Trombone

Cine Debate – AMISTAD

18h, em frente à Fundação de Cultura

Último Encontro Hip Hop do ano, com apresentações de grupos de Rap

19h às 21h – Desfile Afro

Sábado (23)

9h às 11h, Queda D’Água

IX Grito Ecológico

18h às 22h, em frente a Couro de Gato

Palco Cultural Negro

Domingo (24), Praça da Coimbral

13h às 22h

Tributo a Malunguinho

1º de dezembro, Praça da Coimbral

16h – Projeto Cultural Ocupe a Praça

*Da assessoria 

 

Dezenas de manifestantes se concentram no Parque Treze de Maio, localizado no Centro do Recife, em celebração ao 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. Os presentes pedem pelo fim do racismo, do genocídio do povo preto - além de reforçarem a importância da data nacionalmente para dar foco às questões que permeiam a população. 

De acordo com Mônica Oliveira, uma das organizadoras da Articulação Negra de Pernambuco, o 20 de novembro foi criado em contraponto ao 13 de maio, já que o movimento negro não reconhece essa data. "No dia 20 de novembro a gente celebra a resistência, nossas lutas, heróis e heroínas como Zumbi dos Palmares e Dandara", reforça. 

##RECOMENDA##

Mônica, que também integra a Rede de Mulheres Negras de Pernambuco, esclarece que o 13 de maio não é um dia reconhecido pelos negros porque a partir dele nada foi oferecido para a população que por 380 anos foi escravizada no Brasil. "A população negra foi largada nas ruas sem escola, sem comida, sem segurança, sem emprego - que espécie de liberdade é essa? Para nós o 13 de Maio representa uma falsa abolição", exemplifica Monica Oliveira. 

Os manifestantes reunidos devem sair pelas ruas do Centro do Recife e encerrar a movimentação no bairro de São José, mais especificamente na Rua da Guia, com intervenções artísticas. 

 

No próximo dia 1º de dezembro, acontece a 3ª edição do GRU Animal, no Bosque Maia de Guarulhos, na Grande São Paulo. Durante o evento haverá avaliação veterinária gratuita, vacinação e feira de adoção de pets.

Algumas das novidades da edição deste ano, é o circuito de crossdog na trilha ambiental no Bosque e um concurso de fantasia pet. Além disso, durante o evento, os donos de animais de estimação poderão emitir o Registro Geral Animal (RGA). Os veterinários também irão aplicar vacinas antirrábicas nos pets, porém a quantidade de doses é limitada.

##RECOMENDA##

No evento, terá uma praça de alimentação com uma variedade de food trucks. Segundo o Departamento de Proteção Animal (DPAN), a expectativa de público para a edição é de cinco mil pessoas.

Serviço

3º GRU Animal

Quando: 1º de dezembro, das 8h às 13h

Onde: Bosque Maia – Avenida Paulo Faccini, s/n

Três caminhões carregados com 750 mil maços de cigarros contrabandeados foram apreendidos no interior de São Paulo. Foram duas ações da Polícia Militar Rodoviária que levaram à prisão dos três motoristas dos veículos.

A primeira ocorrência foi no município de Assis, no km 438 da Rodovia SP- 270. Dois caminhões foram abordados para vistoria e os condutores responderam de maneira controversa as perguntas feitas pelos agentes. Durante as buscas nos veículos, foram encontradas diversas caixas de cigarros que vinham do Paraguai.  

##RECOMENDA##

Já a outra abordagem foi realizada no município de Ourinhos. Durante as buscas os policiais encontraram centenas de caixas de cigarros sem nota fiscal. O produto também era oriundo do Paraguai.

 

Uma plantação de maconha em Orocó, no Sertão de Pernambuco, foi erradicada nessa terça-feira (19), pela Polícia Federal (PF). No próprio local, os agentes incineraram cerca de 1.300 pés da erva, que estavam divididos em 433 covas.

De acordo com os cálculos da PF, o plantio destruído na ação resultaria em meia tonelada da droga pronta para consumo, que possivelmente seria comercializada no Grande Recife e em outras regiões. Mesmo com o êxito da operação, não houve prisões.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

 

A manhã desta quarta-feira (20) iniciou com um protesto dos rodoviários em frente ao Terminal Integrado de Xambá, em Olinda, no Grande Recife. Contrários ao acúmulo de funções e às recentes demissões, motoristas e cobradores bloqueiam a passagem e impedem que os ônibus circulem.

Com faixas e bandeiras expondo frases como: "A dupla função é desumana", o grupo reafirma que profissionais estão adoecendo e, tanto a vida deles, quanto a dos passageiros sofrem risco. Além de dirigir, motoristas de algumas linhas também passaram a recolher o dinheiro, devolver o troco e liberar a catraca.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

Após cerca de 30 dias de investigação, a Polícia Civil de São Paulo prendeu Rodner Martins de Almeida, 37 anos, acusado de se passar por produtor cultural para cometer crimes de abuso contra mulheres. De acordo com a polícia, o criminoso usava as redes sociais para divulgar falsos testes nos quais atrizes seriam selecionadas para peças de teatro.

Ainda segundo as investigações, o abusador comete o crime há cerca de dois anos e foi preso no bairro do Mandaqui, região norte da capital paulista. "Prendemos o suspeito em sua casa, no local havia o quarto usado para os falsos testes, abusos e até mesmo cárcere privado", revelou o delegado que presidiu a investigação, Wilson Roberto Zampieri. O delegado também informou que as vítimas, quando percebiam o golpe, eram ameaçadas e mantidas em cárcere privado para que Almeida cometesse os crimes.

##RECOMENDA##

O abusador deve responder por violação sexual mediante fraude, estupro e cárcere privado.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando