Tópicos | deficiente

Em menos de 24 horas a vida de Carlos André dos Santos Lopes, de 19 anos, virou de ponta cabeça. Natural de Maceió, em Alagoas, o jovem, que é deficiente físico, foi fotografado ao realizar a entrega de comida por um serviço de aplicativo e o registro viralizou nas redes sociais.  

Na imagem, André aparece de costas carregando a bag (bolsa térmica) do ‘Uber Eats’ e apesar da limitação física, faz as entregas de bicicleta. O registro foi publicado no Instagram pelo usuário Fellipee Amorim e logo compartilhado por milhares de internautas.

##RECOMENDA##

"Hoje me deparei com essa cena na portaria do meu ap, algo que nos faz pensar 1.000 coisas... quantas desculpas criamos em nossas cabeças? quantas vezes esperamos as condições perfeitas para iniciar algum projeto? Quantas vezes reclamamos da vida? São nessas horas que vemos que não temos do que reclamar!", diz um trecho da publicação.

[@#video#@]

Não foi preciso nem um dia para que a história de André chegasse aos usuários da rede social que prontamente decidiram ajudar o garoto. Após a repercussão positiva da batalha diária do entregador, ele decidiu fazer uma "vaquinha online".

O deficiente físico que faz entregas de bicicleta conseguiu arrecadar rapidamente R$ 30 mil para comprar um veículo automático e passar a fazer as entregas com mais conforto. Apesar de ter batido a meta da campanha, o site continua recebendo as doações e os interessados podem entrar neste link para que ajudar o André.

Carlos André perdeu uma das pernas aos cinco anos e foi no esporte que passou por momentos de muita vitória na vida. Foto: Reprodução/Instragram

Em entrevista exclusiva ao LeiaJá, ele contou que precisou amputar a perna ainda muito jovem, aos cinco anos de idade em decorrência de um câncer grave. "Era maligno e atingiu a minha perna esquerda. Descobri a notícia após um exame e foi um choque. Tive que amputar a perna porque a doença estava muito agressiva e até fiz a quimioterapia no hospital", resumiu.

Apesar de uma série de dificuldades como deficiente físico, André nunca pensou em desistir e precisou se acostumar com a ideia de não ter uma perna ainda muito cedo. Em 2010 entrou para o mundo do esporte e foi nele que encontrou momentos de glória e muita felicidade na vida.

Ele praticou a modalidade de basquete de cadeira de rodas por muitos anos, em campeonatos nacionais e regionais. "Até ganhei troféu de um dos melhores jogadores de uma competição em Manaus, fiquei entre os cinco mais habilidosos", relembrou o jovem, orgulhoso de sua trajetória.

Em 2019, após um tempo longe da atividade esportiva, ele ficou um tempo em casa e pedalava para se distrair por Maceió e em um desses momentos de lazer observou uma grande quantidade de entregadores que faziam o serviço de bicicleta.

"Não sabia que as pessoas podiam pedir comida pelo Uber e logo após descobrir, me interessei. Pouco tempo depois vi um anúncio da empresa no Facebook e pesquisei mais se eu poderia participar também", disse.

"Eu fiquei muito surpreso pela repercussão. Não acreditava que poderia ser tão amplo e motivador por fazer minhas atividades em formas de terapia". Foto: Reprodução/Instragram

Para André, era o misto de uma atividade que pudesse praticar a fisioterapia e também ganhar um dinheiro extra. E assim ele começou a fazer entregas de bicicleta pela cidade.

Após três dias do início de seu novo trabalho, na sexta-feira (12), ele foi surpreendido com uma avalanche de mensagens em sua rede social. Ele tinha 250 seguidores e em poucas horas já colecionava mais de cinco mil pessoas no Instagram. A foto em que André aparecia comoveu não só os alagoanos, como pessoas de todo o Brasil.

"Eu fiquei muito surpreso pela repercussão. Não acreditava que poderia ser tão amplo e motivador por fazer minhas atividades em formas de terapia. Comecei a fazer isso por ter um tempo livre e a vontade de andar de bicicleta. A deficiência não me atrapalha em nada na questão do trabalho até porque eu estou fazendo algo que eu gosto que é pedalar e ainda posso complementar minha renda", contou.

O atleta e jogador de basquete não esconde a felicidade após conseguir arrecadar a quantia necessária para comprar um carro automático. "Vou poder trabalhar mais ainda e terminar meus estudos, investir na minha casa e contribuir com a minha família", pontuou André, que agradeceu a publicação do Fellipe pela oportunidade de contar um pouco de sua história.

A Promotoria de Roma, na Itália, abriu uma investigação nesta segunda-feira (7) para analisar um ataque realizado por dois homens de um clã mafioso contra um romeno e uma jovem com deficiência, informou o jornal "La Repubblica".

Os protagonistas do ataque foram Antonio Casamonica e seu primo, Alfredo Di Silvio, e a ação deles foi gravada por uma câmera de segurança.

##RECOMENDA##

Segundo as autoridades, os criminosos exigiram atendimento prioritário, antes dos outros clientes, no entanto, um jovem romeno contestou o pedido e foi agredido com chutes e socos. Uma mulher deficiente tentou apartar a briga, mas também foi alvo da agressão.

Poucos minutos depois de saírem do estabelecimento, Casamonica e Di Silvio voltaram ao local para agredir o atendente e quebrar o bar.

A prefeita de Roma, Virginia Raggi, afirmou que a ação é uma "agressão inaceitável" e pediu para que a máfia fosse removida da "cidade eterna". 

Da Ansa

Uma empresa de ônibus foi condenada a pagar indenização por danos morais a um passageiro com deficiência física que alegou ter feito o trajeto sentado no chão do veículo. O valor fixado pelo 1º Juizado Cível das Relações de Consumo de Caruaru foi de R$ 6 mil, com juros de mora de 1% ao mês, a partir de 17 de outubro de 2016, data em que o fato teria ocorrido. A decisão cabe recurso.

A vítima alega no processo que possui deficiência física que o impede de fazer uso da catraca dos ônibus pertencentes ao transporte público municipal. Segundo o homem, ele solicitou que o motorista realizasse a abertura da porta traseira porque todos os assentos preferenciais estavam ocupados. O motorista da empresa teria se negado a abrir a porta, obrigando-o a seguir o trajeto sentado no chão, sendo importunado por várias pessoas que passavam por ele. 

##RECOMENDA##

A defesa da vítima afirmou também que a Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (Destra) informou que determina que as empresas de ônibus devem orientar os motoristas a abrir a porta traseira do coletivo para as pessoas com deficiência. Porém, a empresa demandada não havia cumprido a ordem.

“A declaração apresentada pela Destra, além de confirmar a situação especial enfrentada pela parte autora, corroborando com os laudos e atestados apresentados, é bastante clara quanto ao descumprimento pela empresa requerida, da ordem emitida para que se abra a porta traseira, facilitando o acesso a pessoas portadoras de necessidades especiais”, afirma o juiz no processo.

Na decisão, o magistrado destaca ainda que a empresa responde independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre seus riscos. “O fornecedor de serviços só não será responsabilizado quando provar que tendo prestado o serviço, o defeito inexiste, ou a culpa é exclusiva do consumidor ou de terceiro”, especifica o juiz. 

A sentença também foi embasada pela Lei 13.146, de 6 de julho de 2015, denominada Estatuto da Pessoa com Deficiência, destinada a assegurar e a promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoas com deficiência, visando a sua inclusão social e cidadania. Conforme a lei: “A pessoa com deficiência será protegida de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, tortura, crueldade, opressão e tratamento desumano ou degradante”. 

Um vídeo repleto de amor e solidariedade no qual mostra um funcionário, de uma rede de fast food de um shopping em Salvador, ajudando um deficiente físico a se alimentar viralizou nas redes sociais nesta quarta-feira (11). Nas imagens é possivel ver um jovem fardado que deixou o seu posto no trabalho para ajudar o outro homem. Ele sequer percebeu uma mulher que gravava emocionada a atitude “que gesto lindo desse menino, viu?”, elogiou. 

[@#video#@]

##RECOMENDA##

De acordo com as informações, o nome do funcionário é Wellington Bruno Sacramento. Ele teria percebido que o cliente não iria conseguir se alimentar sozinho. Até a noite dessa terça (10), o vídeo já tinha passado das 11 milhões de visualizações. “Nem vi que estava filmando. Fiquei surpreso demais. É um simples gesto que todos deveriam fazer”, ressaltou o rapaz. 

A Uber está sendo processada por uma mulher com paralisia cerebral que alega que os motoristas da plataforma negaram aproximadamente 25 viagens, em ocasiões separadas, entre 2016 e 2017, porque ela precisa do auxílio de um cão-guia e, por isso, teria de carregar o animal no carro.

A queixa, apresentada no estado da Califórnia, nos EUA, acusa a empresa de violar a lei americana dos portadores de deficiência, e a autora está pedindo indenização por conta do sofrimento emocional causado.

##RECOMENDA##

A demandante, D'Edra Steele, detalha um número de casos em que ela teria sido negada pelo serviço de motoristas da Uber no processo. Muitas das reclamações giram em torno dos condutores que cancelaram as viagens logo após descobrirem que ela precisa do auxílio de um cão-guia.

Steele, a ação afirma, depende de um cão chamado Goodee, para caminhar e manter o equilíbrio. No processo, ela diz que os motoristas usaram desculpas como alergias e falta de proteção para cobrir o banco do carro para cancelar as viagens.

A Uber diz em suas diretrizes comunitárias que tem uma política de tolerância zero para discriminação de qualquer tipo por motoristas ou passageiros. A empresa diz que que os condutores não podem negar viagens por causa de animais como cães-guia em nenhuma circunstância.

Em várias ocasiões, de acordo com o processo, Steele relatou esses cancelamentos ao suporte oficial ao cliente da Uber. Enquanto a mulher foi informada algumas vezes que a empresa estava investigando suas reivindicações, ela diz que muitas vezes só recebeu um valor em crédito na plataforma.

A Arquidiocese de Uberaba, no Triângulo Mineiro, afastou nesta segunda-feira, 6, o padre Fabiano Gonzaga, de 28 anos, de Frutal, também em Minas. Ele foi preso em flagrante no sábado, 4, em Caldas Novas, Goiás, acusado de abusar de um adolescente de 15 anos, que tem problemas mentais.

Segundo a denúncia, o garoto estava em uma sauna onde teria sofrido o abuso. O sacerdote nega que isso tenha ocorrido, mas acabou autuado. O relato de um psicólogo, que conversou com a vítima, e outros indícios - como imagens pornográficas em seu celular - teriam pesado no flagrante.

##RECOMENDA##

O caso foi descoberto após o garoto contar para a mãe que foi trancado na sauna de um clube e obrigado a se relacionar com o sacerdote. A Polícia Militar foi chamada, e o caso então acabou na delegacia e no indiciamento pelo crime de estupro de vulnerável.

O religioso alegou à polícia ter mesmo conversado com o adolescente. Mas que saiu do local assim que notou que ele tinha problemas.

Afastamento

A Arquidiocese de Uberaba divulgou nota para dizer que repudia todo tipo de violência e que aguarda a apuração dos fatos pelas autoridades competentes. A arquidiocese também alegou que o padre, que foi ordenado há pouco mais de dois anos, está agora "vedado no exercício do ministério presbiteral ou qualquer outro encargo eclesiástico".

O Portal LeiaJá publica nesta quarta-feira (4) seu mais novo especial: “Unidiversidade – O Ensino Superior na luta contra o preconceito”. O trabalho debate preconceito e diversidade nas universidades, focando nas consequências da discriminação e na formação dos estudantes.

Negros, profissionais do sexo, deficientes, presidiários e homossexuais são os temas abordados no Unidiversidade. Os personagens contam como vivem em meio ao preconceito e dão uma lição de como é possível driblar os problemas e alcançar uma formação de nível superior qualificada.

##RECOMENDA##

Outra proposta do especial é discutir como as instituições de ensino podem trabalhar seus cursos no contexto da abordagem de disciplinas sobre as diversidades social, racial e de gênero. Estudiosos também apontam ideias que podem ajudar numa melhor formação dos docentes. Confira especial.

Em Caruaru (PE), as pessoas com deficiências dispõem de um Centro de Atendimento (CAPD) específico com núcleos para crianças, adolescentes, adultos e idosos dispõem de atendimento fisioterapêutico, psicológico e social. Todos os serviços são gratuitos e funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

O CAPD fornece ainda transporte ao cadeirante, quando é necessário atendimento médico e deslocamento para saúde, educação, atividades profissionais e de lazer que podem ser realizados no próprio centro ou em outras unidades.

##RECOMENDA##

Para participar o Centro, é necessário ir até o local - rua Deolindo Tavares, nº 191, no bairro Maurício de Nassau, portando RG, CPF, comprovante de residência, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e laudo médico com a Classificação Internacional de Doenças (CID), além de duas fotos 3x4.

Na unidade também é possível solicitar o Passe Livre Interestadual, carteirinha que permite a pessoa com deficiência, em situação de vulnerabilidade social, viajar para outros estados de ônibus, trem ou barco, sem custos.

São oferecidos ainda cursos de capacitação para usuários, familiares e cuidadores. Informações através dos telefones (81) 3701-1885 ou 0800-281-3344.

Um homem de 42 anos foi preso nesta quinta-feira (30) no município de Batalha, Sertão alagoano, suspeito de abusar sexualmente da filha deficiente de 14 anos. Aloísio Paulo da Silva foi detido pela polícia na residência que mora com duas filhas.

Segundo as investigações, coordenadas pelo delegado regional Rômulo Monteiro, Aloísio abusava da filha há algum tempo. As denúncias chegaram ao conselho tutelar da cidade, que passou a investigar o caso.

##RECOMENDA##

Em depoimento dado à polícia o suspeito afirmou ter contato com as partes íntimas da filha, pois dava banho e depilava a menor. Segundo a polícia, a outra filha de Aloísio, de apenas 12 anos, revelou que foi abusada pelo pai várias vezes, mas por medo das ameaças de morte nunca contou o que acontecia dentro da casa.

A polícia também informou que quando a família morou na cidade de Canindé do São Francisco, em Sergipe, o suspeito fora indiciado por praticar o mesmo crime contra a filha mais velha.

Nesta terça-feira (10), diversas ações serão realizadas em comemoração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos. As medidas beneficiam idosos, pessoas com deficiência, consumidor e a população LGBT.

Entre as ações, será anunciada a criação da Superintendência da Pessoa Idosa, o Plano de Atenção Integrada da Pessoa Idosa e a regulamentação do Fundo da Pessoa Idosa de Pernambuco (FEDIPE). O programa vai implantar e incentivar políticas públicas para o público da terceira idade.

##RECOMENDA##

As pessoas deficientes contarão com a instalação de Centrais de Libras no Expresso Cidadão de Petrolina, Caruaru e do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Também serão apresentadas as regulamentações da lei que trata da gratuidade do transporte público na Região Metropolitana do Recife (RMR) para pessoas com deficiência e da Lei do Policial com Deficiência.

Para o consumidor será lançado o PROCON Móvel, contando com vans e equipes de advogados e assistentes para atuar em locais de difícil acesso. O lançamento da Câmara do Consumidor Turista vai agilizar o atendimento aos visitantes. O Governo do Estado vai anunciar também a criação do Conselho Estadual de Direitos da População LGBT.

Com informações da assessoria

Na semana de comemoração ao Dia Mundial de Luta da Pessoa com Deficiência, a cidade de Petrolina, no sertão de pernambucano, tem motivos para comemorar. O município é o que mais gera oportunidades para deficientes no estado e é responsável pela empregabilidade de 10% dos deficientes de Pernambuco, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego de Pernambuco (MPT-PE).

De acordo com o MTE-PE, Petrolina é também o município com o maior percentual de empresas que cumprem a cota exigida no estado, destinando vagas de emprego para pessoas com deficiência e reabilitadas.

##RECOMENDA##

As ações da Prefeitura de Petrolina são realizadas pelas secretarias de Acessibilidade e de Desenvolvimento Social e Trabalho (SEDEST). O Ministério do Trabalho e Emprego, INSS e Agência de Trabalho atuam como parceiras. Nesta semana, os órgãos realizaram o Seminário “Empregabilidade, um caminho sem volta”.

Com informações da assessoria

Um francês que sofre de esclerose múltipla se tornou, neste domingo (27), a primeira pessoa portadora de deficiência a saltar de paraquedas no Monte Everest, o cume mais alto da Terra, completando com sucesso sua aterrissagem antes de ser levado para o hospital preventivamente.

"Eu me sinto muito feliz. Estou exausto, mas muito feliz", disse Marc Kopp da cama de um hospital em Katmandu, onde os médicos o examinaram em busca de eventuais ferimentos provocados durante o salto.

Com 55 anos, Kopp, que mora em Longwy, a nordeste de Paris, vive há mais de uma década de esclerose múltipla, doença degenerativa do sistema nervoso, que interrompe a comunicação do cérebro com o corpo.

Com os músculos enfraquecidos, lesões surgem no cérebro e na medula espinhal e, em casos mais graves, os pacientes podem perder a capacidade de falar ou caminhar. No salto duplo, Kopp pulou de um helicóptero que sobrevoava a montanha a 10.000 metros de altitude, acompanhado do amigo, o campeão de skydive Mario Gervasi.

"Espero que minha iniciativa inspire outros que vivem com esta doença. Espero que muitos outros sigam os meus passos", declarou Kopp à AFP. Ele explicou que os preparativos para o salto foram "muito dolorosos" e provocaram dores em todo o corpo.

Embora costume usar cadeira de rodas para se deslocar, a trilha pela cordilheira do Hilamaia significou para ele passar várias horas por dia no dorso de um cavalo, o que castigou sua espinha, até chegar ao local de onde o helicóptero partiu.

"Houve muitas vezes nos últimos dias em que pensei que não conseguiria realizar meu sonho", afirmou. Com ajuda de amigos e admiradores, Kopp conseguiu arrecadar 26.000 euros (US$ 35.885) para a viagem.

Após concluir o salto, na manhã deste domingo, ele retornou a Katmandu de helicóptero, onde os médicos o aconselharam a tirar um dia de descanso. Kopp foi diagnosticado em 2001 com esclerose múltipla progressiva primária, uma forma da doença sem quase nenhum prospecto de remissão.

Ele trabalha como voluntário e gerencia um grupo de apoio para pessoas com a mesma doença.

Ainda em 2000, o então presidente Fernando Henrique Cardoso sancionou a lei 10.098/00. Os portadores de deficiência ganhavam novos (e justíssimos) direitos: 2% das vagas de estacionamento em vias públicas ou espaços públicos estavam destinadas para esse público. Em 2003, o sucessor Luiz Inácio Lula da Silva estendeu esse direito para os cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos e aumentou para 5%.

##RECOMENDA##

Nesta terça-feira (26), na avenida Boa Viagem, mesmo tendo 95% das vagas, o ônibus oficial do Sport estacionou em local indevido. Que coisa feia... E passível de punição! Multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira do motorista.

O Núcleo de Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco (NEFD/UFPE), em parceria com o Ministério do Esporte, lança o programa “programa Segundo Tempo – Pessoa com Deficiência”, com o objetivo de dar, aos deficientes de baixo poder aquisitivo, a oportunidade de praticar diversas modalidades esportivas coletivas e individuais, visando uma maior experiência motora e desenvolvimento.

O projeto, que é voltado para pessoas de faixa etária entre 6 e 24 anos de idade, oferece as seguintes modalidades: futebol de 5, atletismo e natação para deficientes visuais e futebol de 7, vôlei sentado, atletismo, natação e bocha para os demais tipos de deficiência. Caso atenda aos pré-requisitos, o beneficiado deve comparecer à Diretoria do NEFD para preencher a ficha de cadastramento e deve aguardar contato para início das atividades. Outras informações pelo telefone (81) 2126.8462 ou através do e-mail nefd@ufpe.br.

##RECOMENDA##

O Senai/PE está recrutando profissionais e oferecendo oportunidade de emprego para pessoas portadoras de deficiência. A contratação será imediata e feita através de cadastro de reserva. Os interessados devem enviar currículo para o e-mail ald@pe.senai.br e colocar no campo assunto da mensagem “Vaga PCD”.

As vagas são para atuar em áreas administrativa, apoio e docência da empresa. Além do salário, o Senai oferece benefícios como previdência privada, assistência médica e odontológica, plano de desenvolvimento, programa de incentivo à educação formal e à língua estrangeira, alimentação e vale transporte.

##RECOMENDA##

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando