Tópicos | Reginaldo Rossi

Nesta sexta (14), é celebrado o Dia Municipal do Brega, no Recife. A data foi escolhida para homenagear um dos maiores nomes do estilo, Reginaldo Rossi, o Rei do Brega, nascido neste dia em 1948. O Rei colaborou para que o ritmo fosse conhecido em todo o país e, cada vez mais amado entre os pernambucanos. Não só ele, mas muitos outros artistas do segmento, além de enriquecerem a playlist dos fãs, ainda são responsáveis por verdadeiras lições de vida em suas canções. Ouça esses clássicos do brega e comprove.  

É preciso ser resiliente

##RECOMENDA##

A vida é assim - Conde Só Brega

Esse clássico eternizado na voz de outro grande nome do estilo, o Conde do Brega, é uma verdadeira aula de resiliência. A letra fala sobre lidar com seus próprios limites e entender que, às vezes erramos, às vezes acertamos, e assim é a vida pois, “ninguém é perfeito” e aceitar só faz doer menos. 

Até os mais durões sofrem porque sofrer faz parte

Garçom - Reginaldo Rossi

O Rei do Brega, Reginaldo Rossi, encantava com seu 'tipão' de galã e voz aveludada. Mas até o rei sofria por amor e um dos seus maiores clássicos é a prova disso. Em Garçom, Reginaldo chora as 'pitangas' por uma amada que o deixou para casar com outro. Se até ele, que era rei, foi trocado e ficou na fossa, quem dirá os demais meros mortais?! 

É preciso lutar pelo que se quer

No dia do seu casamento - Banda Sedutora

Esta canção traz uma lição de perseverança. Inconformada com a situação do amado, a personagem da música decide invadir o casamento dele para dizer na frente de todos os convidados e presentes que é ela seu verdadeiro amor. Aquela velha história de nunca desistir de seus sonhos. 

Dar a volta por cima é tudo

Novo namorado - Musa do Calypso

Um verdadeiro hino que nos ensina que podemos sofrer sim, mas sem jamais esquecer que "o tempo passa, o mundo gira, o mundo é uma bola". O que importa é repaginar geral e dar a volta por cima. Não vale a pena ficar chorando, o importante mesmo é amar a si mesmo. 

O empoderamento feminino está aí e não some mais

Batom - Michelle Melo

Quando ainda era vocalista da Banda Metade, Michelle Melo, posteriormente empossada como Rainha do Brega, já mostrava que às mulheres é permitido serem donas da sua própria sexualidade. Nessa canção, ela chama o amado 'na grande' e deixa bem explicitado o que quer e o que não quer. Aliás, há tempos as mulheres do brega dão o exemplo de empoderamento e voz própria. Várias são as provas disso como as canções Topo do Prazer, também da Banda Metade; e Milk Shake (Eu Gosto Assim), da Nega do Babado, por exemplo. 

É preciso ser criativo para chegar longe

Só dá tu - A Favorita

É comum bandas e artistas do brega fazerem versões de músicas internacionais. A banda A Favorita 'bombou' com uma dessas. Só dá tu, versão de I Got You, de Bebe Rexha, provou que a criatividade pode levar você longe. Até Bebe, a dona da original, se encantou com a música e a cantou várias vezes para delírio dos fãs brasileiros. 

No fim, o que importa é se divertir

Pode Balançar - MC Troia

Correndo o risco de ser 'cancelada' por incluir um título de bregafunk em uma lista de clássicos, essa repórter faz questão de chamar atenção para Pode Balançar, do MC Troia. Não se pode negar que o bregafunk, essa vertente mais 'despojada' - por assim dizer -, do brega, é um grandioso fenômeno sociocultural. Você pode até não gostar, mas tem que aceitar que o estilo prova que o importante é se divertir e ser feliz a despeito das adversidades da vida. 

 

Em 20 de dezembro de 2013, o Brasil perdia o ‘Rei do Brega’, Reginaldo Rossi. Dono de uma carreira musical de sucesso, o cantor lançou 50 álbuns, recebeu 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante. Há cinco anos divulgando e enaltecendo o legado deixado por Rossi, a banda oficial do saudoso músico, The Rossi, faz a uma homenagem neste sábado (21), no Manhattan Café Theatro, local onde o Rei se apresentou pela última vez antes de deixar os amantes do brega órfãos. A noite terá a presença do filho de Reginaldo , Roberto Rossi. A abertura fica por conta da banda Anabela.

A The Rossi prepara uma apresentação saudosa, dedicada ao seu invejável legado e aos fiéis fãs. O repertório manterá algumas músicas do último disco do artista pernambucano, “O Cabaré do Rossi”, e resgatará alguns sucessos, entre eles “Meu Fracasso”; “Era Domingo”; “Pedaço de Mau Caminho” e “O Pão”. A performance contemplará também canções que marcaram a carreira do rei: “Garçom”; “A Raposa e as Uvas” e “Deixa de Banca”.

##RECOMENDA##

O The Rossi, formado pelos músicos Ledo Silva (vocal), Hélio Ferreira (Baixo), Jorge Silva (Guitarra), Raminho (Bateria), Peninha (Teclado) e Denis (Sax), é considerada a banda oficial de Reginaldo Rossi, única autorizada pela família a utilizar a imagem do Rei do Brega. O projeto musical surgiu a partir da ideia do empresário do vocalista, Sandro Nóbrega, que foi empresário do Rei durante 24 anos. A iniciativa tem como foco imortalizar a obra artística do cantor.

Serviço

Reginaldo Rossi: Seis anos de saudade

Sábado (21) | 21h

Manhattan Café Theatro (Rua Francisco da Cunha, 881, Boa Viagem)

R$ 60

Informações: (81) 3325 3372 

*Da assessoria

O Manhattan vai abrir suas portas para homenagear o Rei do Brega, Reginaldo Rossi. No próximo sábado (21), dia que marca seis anos do falecimento do artista, a banda The Rossi relembra os grandes sucessos do rei em um show tributo. A banda Anabela faz a abertura da noite. 

Na ativa há cinco anos, em homenagem ao eterno Rei do Brega, a The Rossi leva ao palco um repertório saudoso dedicado ao legado de Reginaldo. O show conta com grandes clássicos como Era domingo, Pedaço de mau caminho, Garçom, A raposa e as uvas e Deixa de banca. 

##RECOMENDA##

A banda é formada por Ledo Silva (vocal), Hélio Ferreira (Baixo), Jorge Silva (Guitarra), Raminho (Bateria), Peninha (Teclado) e Denis (Sax), e é considerada a banda oficial de Reginaldo Rossi, sendo a única autorizada pela família do artista a utilizar sua imagem. A noite deste sábado (21) contará, ainda, com a presença de Roberto Rossi, filho de Reginaldo. 

Serviço

Brega Night Especial: Seis anos sem o Rei

Sábado (21) - 21h

Manhattan Café Theatro (Rua Francisco da Cunha, 881 - Boa Viagem)

R$ 60

 

Muitos usuários do Twitter afirmam ter levado um susto ao acessarem o buscador da Google nesta terça-feira (28). Isso porque o Doodle do dia é uma homenagem ao centésimo aniversário da educadora Dorina Nowill (1919 - 2010), que - de acordo com os internautas - possui uma certa semelhança com o cantor pernambucano de brega, Reginaldo Rossi (1943 - 2013).

[@#podcast#@]

##RECOMENDA##

Diversos usuários twittaram sobre a “falsa” homenagem ao rei. A confusão foi tanta que o nome do cantor chegou a ficar nos Trend Topics da rede social e ganhou até mesmo um reconhecimento do perfil oficial do cantor:

[@#video#@]

LeiaJá também

--> Google homenageia Dorina Nowill em novo Doodle

Nem o colorido do Carnaval de Olinda é capaz de ofuscar a curiosa figura de Severino da Paz, garçom que atendeu Reginaldo Rossi em inúmeros eventos. Todo elegante, de calça branca e gravata borboleta, ele carrega um banner de sua fotografia com o Rei e garante que foi após um pedido seu que a música \"Garçom\" foi escrita.Aos 53 anos, Severino ainda exerce a profissão e guarda na memória os encontros com Rei. \"Em alguns shows dele, eu fui para curtir. Em outros, eu ia trabalhar. Ele era uma pessoa muito educada, elegante e humilde\", lembra.Uma vez no Mar Hotel, em Boa Viagem, Rossi se apresentou a Severino, admirado com sua animação, mesmo em momento de trabalho. \"Isso em 1982. Aí eu disse: \'Reginaldo, está lembrado de mim? Você que é um homem do brega precisa prestar uma homenagem à gente, que é garçom\'. Aí ele fez a música\", conta.Depois disso, os encontros ficaram ainda mais frequentes. Durante a internação do Rei do Brega, Severino garante que era assíduo frequentador do hospital. Na morte de Reginaldo, seu garçom estava entre os fãs mais comovidos. \"Eu chorei muito no hospital. A imprensa me entrevistou e tudo, pensaram até que eu era da família.Pela 15ª vez, Severino desfila pelas ladeiras de Olinda com um banner que imprimiu em homenagem a um dos encontros que mais marcaram sua vida. \"Fiquei conhecido como o garçom de Reginaldo Rossi. A lembrança que trago dele são suas músicas, que tocaram muito a gente, os pernambucanos\", emociona-se. 

O Manhattan Café Theatro, localizado em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, realiza a ‘Feijoada do Rei’ no sábado (16), às 12h, e presta homenagem a Reginaldo Rossi, o como rei do brega.

O evento promove um mergulho pela discografia do artista e será comandado por China e os The Rossi, banda que acompanhou o artista em mais de 30 anos de carreira. No repertório, estão clássicos consagrados do Rei como “Garçom”, “Mon Amour, Meu bem, Ma femme”, “ A raposa e as Uvas", "O Cabaré do Rossi", entre outros sucessos.

##RECOMENDA##

O palco do Manhattan Café Theatro foi o último a receber a presença de Reginaldo Rossi, que morreu há pouco mais de 5 anos, em decorrência de um câncer de pulmão . Os ingressos para a ‘Feijoada do Rei’ custam R$110.

Serviço

Feijoada do Rei

16 de fevereiro | 12h

Manhattan Café Theatro (Rua Francisco da Cunha, 881 - Boa Viagem, Recife)

R$ 110 (valor inclui feijoada)

(81) 3325-3372

Há cinco anos, a música popular brasileira perdia o talento do cantor Reginaldo Rossi. Batizado 'Rei do Brega', Reginaldo embalou os casais com suas canções que retratavam diversas histórias de amor. Sempre romântico, o artista eternizou sua carreira com carisma e ousadia por meio das apresentações que realizava pelo Brasil.

Com aproximandamente 14 discos de ouro no currículo, Reginaldo Rossi quebrou tabus ao falar das sentimentalidades masculinas, incluindo a dor da traição. Aos 70 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos, Rossi deixou seu legado para uma legião de fãs que guardam até hoje sua imagem alegre e intensa.

##RECOMENDA##

O LeiaJá relembra a majestade 'bregueira' de Reginaldo Rossi através de dez clássicos que tornaram-se hinos no cotidiano dos seus súditos.

Leviana

A raposa e as uvas

Mon amour, meu bem, ma femme

Amor, amor, amor

Garçom

Eu não presto, mas eu te amo

Recife, minha cidade

Sai de mim

As quatro estações

Em plena lua de mel

A banda The Rossi sobe ao palco do Manhattan Café em tributo a Reginaldo Rossi, na sexta-feira (21), a partir das 21h, apresentando os maiores sucessos do rei. A banda traz um repertório completo, com músicas do último CD, O Cabaré do Rossi, como “O Cara Errado”, “Boate Azul”, “A Dama de Vermelho”, “Garçom”, “A Raposa e as Uvas”, “Recife Minha Cidade”, “Itamaracá” e “Deixa de Banca”, grandes sucessos que marcaram a carreira do rei do brega.

A banda The Rossi foi fundada em 2014 por Sandro, que foi empresário de Reginaldo Rossi durante 24 anos, para dar continuidade ao trabalho artístico do cantor. A abertura é dos Garçons Cantores.

##RECOMENDA##

Serviço

The Rossi

Sexta (21) a partir das 21h

R$ 60,00

(81) 3325-3372

Por Jéssika Tenório

 

 

O prefeito Geraldo Júlio sancionou, nesta quinta (19), a lei nº 319/2017, que institui o Dia Municipal da Música Brega no calendário oficial de eventos da cidade do Recife. A data é uma referência ao cantor Reginaldo Rossi, nascido neste dia e aclamado como Rei do Brega pelos fãs.

O projeto de lei criado pelo vereador Wanderson Florêncio (PSC) tem o objetivo de estimular as próximas gerações a conhecer sobre as raízes da música recifense, além de combater o preconceito contra o ritmo. A data também busca homenagear o cantor Reginaldo Rossi, tido como um dos grande ícones do segmento em Pernambuco. 

##RECOMENDA##

Em agosto de 2017, o ritmo entrou na lista das manifestações culturais de Pernambuco. A lei nº 16.044/2017, de autoria do deputado Edilson Silva (PSOL), visava garantir que o brega estivesse presente nas programações de eventos promovidos pelo Estado. Porém, a lei encontrou certa resistência da sociedade civil e por parte de alguns gestores, como o secretário de cultura, Marcelino Granja.

[@#relacionadas#@]

Seja a dor de uma traição, um amor não correspondido ou a saudade de quem se ama, o sofrimento pode ser prolongado ao ler um texto, sentir um cheiro específico e ao ouvir uma canção. O brega romântico 'raiz', nas vozes de figuras como Reginaldo Rossi, Fernando Mendes, José Augusto e Diana, marcou época e até os dias de hoje alimenta a sensação nostálgica de relembrar o amado (a) e os momentos bons e ruins que passaram juntos.

##RECOMENDA##

Depois dos bregas que fizeram sucesso nos anos 2000, o LeiaJá preparou uma lista com 17 canções inesquecíveis do 'brega raiz' para ouvir após ter o coração partido. Confira:

1. Carlos Alexandre - Feiticeira

2. José Augusto - Aguenta Coração

3. Odair José - Eu vou tirar você desse lugar

4. Jane & Herondy- Não se Vá

5. Wando - Fogo e Paixão

6. Adilson Ramos - Sonhar contigo

7. Gilliard - Aquela nuvem

8. Reginaldo Rossi - A Raposa e as Uvas

9. Amado Batista - Princesa

10. Fernando Mendes - Você não me ensinou a te esquecer

11. Bartô Galeno - No toca fita do meu carro 

12. Ovelha - Sem você não viverei

13. Lairton e Seus Teclados - Morango do Nordeste

14. Waldick Soriano - Eu Nao Sou Cachorro Não

15. Walter de Afogados - Bola da Vez

16. Diana - Porque Brigamos

17. José Orlando - Surra de Amor


Depois de quatro anos da morte de Reginaldo Rossi, o seu filho Roberto Rossi e alguns amigos do artista falaram pela primeira vez. Em entrevista ao Domingo Show, de Geraldo Luís, o programa mostrou alguns bens deixado pelo artista, o abandono dos seus pertences e a nova música composta por ele.

Rei do Brega, Reginaldo Rossi morreu em dezembro de 2013 e com ele levou o carisma e a alegria, de uma carreira de sucessos, que marcou gerações. Atualmente, a sua residência localizada na Avenida Boa Viagem está abandonada e esperando investidores. O terreno, que foi a última moradia do Rei, possui uma área na qual ele sonhava em construir uma pousada e um restaurante.

##RECOMENDA##

O projeto da pousada não foi terminado e segundo o seu filho Roberto Rossi, o pai era um engenheiro frustrado, porque começou a cursar Engenharia, mas não terminou, e um péssimo administrador. Além disso, ele tentou várias vezes alertar o pai, porém não teve sucesso. "Ele tinha terreno em Itamaracá, mas perdeu muitos bens nas cartas. Ele era um péssimo administrador e um engenheiro frustrado", disse.

Na casa estão letras de músicas, premiações, fotografias, objetos pessoais e grande parte do acervo do Rei do Brega. Sem ter como manter a residência, Roberto paga com dificuldade a segurança eletrônica do local e afirma que não tem como arcar com as despesas, uma vez que trabalha como motorista de Uber, no Rio de Janeiro. “O dinheiro que eu ganho como motorista só dá para sustentar a casa”, explicou.

Segundo Roberto, devido ao vício do pai, a única herança deixada por ele foram as dívidas de jogos. "Quando eu e minha mãe fomos ver a sua conta, não tinha nada, nada, nada! Para conseguir enterrá-lo, contamos com a doação de um jazigo. Mas, essa ausência de dinheiro não surpresa para a gente", contou. Ainda conforme Roberto, ele não teve uma relação próxima com o pai e o maior sofrimento do Reginaldo era com ele mesmo. "O sofrimento dele era se martirizar pelas próprias atitudes e consequências delas", concluiu.

A esposa de Reginaldo Rossi, Celeide Neves morreu oito meses após o artista. O seu filho adotivo, o engraxate José Joelson falou que após a morte do 'pai', a esposa chamava Rossi pela casa. Para José, Celeide morreu de tristeza. 

No próximo domingo (12), os fãs de Reginaldo Rossi vão poder relembrar os sucessos do cantor e descobrir alguns segredos do Rei do Brega. Pela primeira vez, o seu filho Roberto Rossi vai abrir as portas do apartamento do pai e vai relevar as dificuldades que passou após a morte dele.

De acordo com o Portal R7, o Rei do Brega morreu pobre e endividado, deixando as contas bancárias zeradas e com muitas dívidas de jogos. O programa, que vai ao ar no domingo (12), às 11h, também vai mostrar a última canção composta pelo artista, que faleceu antes de gravar.

##RECOMENDA##

Na dia em que comemora-se o aniversário de brega, mesma data em que Reginaldo Rossi completaria 74 anos, o LeiaJá destaca o Conde do Brega. Ele exalta a importância do saudoso rei para a música pernambucana. Em tempo, Conde também deu “uma palhinha” de um dos maiores sucesso da estrela mor do brega. Confere aí!

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Há um ano, as mesas de bares e salões de festas de todo o país ficaram mais tristes. No dia 20 de dezembro de 2013, o ‘Rei do Brega’, Reginaldo Rossi, não resistiu e morreu por falência múltipla de órgãos, em decorrência de complicações de um câncer de pulmão. Dono de uma carreira musical de sucesso, o cantor lançou 50 álbuns, recebeu 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante.

Brega perde sua majestade: morre Reginaldo Rossi

##RECOMENDA##

A música de Reginaldo se eternizou na vida de muitas pessoas. Embalou casamentos, festas de aniversário, inícios de namoro, nostalgia em relacionamentos. O rei foi um anti-herói do romantismo moderno. Em seus versos, buscava exaltar seu lado romântico e cafajeste, um tremendo paquerador. Hoje, após um ano de sua perda, Reginaldo deve estar em sua lambreta animando outras dimensões.

O rei começou a carreira artística em 1964, quando ainda imitava Roberto Carlos em bares e clubes do Recife. Na época, ele era acompanhado pelo conjunto The Silver Jets. Em uma dessas noites, ele se deparou com Edmilson, conhecido como Macaquito.

"Eu estava tocando escondido do meu pai, numa boate na Rio Branco. Eu ainda era de menor quando Reginaldo passou por lá e a gente se conheceu. Muito simpático, Reginaldo me convidou para fazer um show com ele em Maceió", conta Macaquito. Depois desse show, o menino da Rio Branco se tornaria o baterista que acompanhou o rei até seus últimos dias.

Em entrevista ao Portal LeiaJá, o baterista explica a relação com Reginaldo. "Ele era um irmão, foram 43 anos juntos. Não era um patrão. Um cara muito simples, não tinha luxo. Uma vez, estávamos fazendo uma apresentação em um circo e no meio do palco havia um buraco coberto, que fazia parte do número do mágico. Por alguns minutos, procuramos Reginaldo em todo canto, só nos demos conta depois que ele havia caído dentro do buraco", relata em Macaquito em meio a risadas de saudade.

Opinião Brasil homenageia Reginaldo Rossi

Reginaldo faleceu aos 70 anos. Em sua carreira musical, o Rei do Brega emplacou muitos sucessos. Se Meu amor não chegar, A raposa e as uvas, O pão, Deixa de banca, Tô doidão, Era Domingo, Ai Amor, Em Plena Lua de Mel, Tenta Esquecer e Garçom. Esta última é o principal sucesso de Reginaldo Rossi, uma composição que fala de dor de cotovelo e que era uma das mais pedidas pelos fãs durante os shows.

A saudade de Reginaldo ainda ecoa nos quatro cantos do Recife, cidade que ele tanto amava. A autônoma Luciene Oliveira, de 62 anos, fã declarada do homem que levou o brega a todo Brasil, fala sobre a paixão pelo rei. "Nos tempos de Natal, quando eu era adolescente, eu ficava sozinha em casa e a minha única companhia era a música de Reginaldo", explica Luciene. 

Tratamento de Reginaldo Rossi passa por fase crítica

"Há um ano, eu fiquei muito abalada quando recebi a notícia da morte dele. Hoje, encaro a dor como uma saudade gostosa. Ele sempre esteve presente nos momentos mais felizes da minha vida. Namoros, festas e o meu Natal. O brega de Reginaldo será, com certeza, eternizado no coração de todo recifense", conta Luciene.

[@#video#@]

Em 2011, Rossi venceu o Prêmio da Música Brasileira na categoria de melhor cantor popular, pelo álbum ao vivo Cabaret do Rossi, que também rendeu um DVD, em que fazia releituras de sucessos como  Taras & Manias, Dama de Vermelho, Boate Azul, Amor I Love You, Só Você e I Will Survive

Reginaldo reiventou o entendimento do que era ser corno. Corações partidos e paquera se uniam em sua música, que emocionava e animava qualquer ambiente em que era tocada. Hoje, após um ano da partida do rei, a sua sagacidade e autenticidade segue ecoando nos versos de suas músicas. 

[@#galeria#@]

JOÃO PESSOA (PB) - O Rei do Brega será homenageado em dezembro por um dos mais tradicionais eventos da música brega do país. A XV edição do Festival da cachaça e da rapadura, o 'Bregareia', terá toda sua programação voltada para o cantor Reginaldo Rossi.

Entre os dias 12 e 14 de dezembro, a cidade de Areia, localizada a 130 km de João Pessoa, irá relembrar as músicas de Rossi. No dia 20 de dezembro, completa um ano da morte do cantor.

##RECOMENDA##

Na noite de abertura, a animação ficará por conta da banda The Rossi, com um repertório que conta os sucessos que marcaram a carreira do artista. Ao todo são mais de 20 atrações confirmadas, como Agnaldo Timóteo, Baltazar, Adilson Ramos, José Orlando e Gilliard, dentre outros.

Menos de um anos depois da morte de Reginaldo Rossi, a mulher do Rei do Brega também faleceu nesta sexta-feira (15), por volta das 11h. Vítima de infarto, Celeide Pessoa Neves, de 67 anos, estava internada na UTI do Hospital Memorial São José desde a última quarta-feira (13).

De acordo com a assessoria do hospital, a viúva teria dado entrada no São José se queixando de dores na região torácica e passou por um cateterismo.

##RECOMENDA##

The Rossi A Banda se apresenta nos dias 27 e 28 de junho no Manhattan Café Theatro, às 21h. A banda é formada pelos músicos que acompanharam Reginaldo Rossi em sua trajetória musical. As apresentações contam com a participação especial do cover do Rei do Brega, Rossi Cover.

A abertura da casa nos dois dias, como de costume, fica a cargo dos Garçons Cantores. Para o repertório, a banda mantém algumas músicas do último trabalho de Reginaldo, o Cabaret do Rossi, apresentado no Manhattan pelo cantor em seu último show, com hits como O cara errado, Boate azul e Pedaço de mau caminho.

##RECOMENDA##

Os grandes clássicos do rei do brega também serão relembrados, como Garçom, A raposa e as uvas, Ai, amor, Em plena lua de mel e Tenta esquecer, canções de sua autoria; além de Mon amour, meu bem, ma femme, Tô doidão e Deixa de banca, que ganharam fama na voz do rei. A The Rossi A Banda foi criada para dar continuidade ao trabalho musical de Rossi, com o objetivo de seguir realizando shows pelo Brasil. O ingresso individual para cada dia custa a partir de R$ 80. 

Serviço

Show The Rossi A Banda

Sexta (27) e Sábado (28) l 21h

Manhattan Café Theatro (Rua Francisco da Cunha, 881 – Boa Viagem) 

(81) 3325 3372

O cantor Adílson Ramos, um dos principais nomes da música romântica no Brasil, se apresenta nesta sexta (6) e sábado (7), às 21h, no palco do Manhattan Café Theatro, Zona Sul do Recife. A abertura do show, que terá homenagens ao rei Reginaldo Rossi, Altemar Dutra Jr. e a Jovem Guarda, fica a cargo do grupo Garçons Cantores. O ingresso individual custa a partir de R$ 110.

No repertório, além das homenagens, não vai faltar sucessos da carreira de Adílson Ramos, como os hits Sonhar Contigo, Duas Flores, O Relógio, Tão Somente uma Vez e Sonhei com Você. Toque de Recordação e Me Perdoa, últimas composições do artista gravadas em 2010, também fazem parte da setlist. 

##RECOMENDA##

Serviço

Show de Adílson Ramos

Manhattan Café Theatro (Rua Francisco da Cunha, 881 – Boa Viagem)

Sexta (6) e Sábado (7) | 21h

A partir de R$ 110

(81) 3325 3372

 

DEIXAR PARA FELIPE EDITAR E PUBLICAR!!!!!

 

##RECOMENDA##

E quem diria que em um grande e tradicional festival de rock o homenageado da vez seria um cantor de brega? Pois, na 22ª edição do Abril Pro Rock (APR), é o imortal rei do brega Reginaldo Rossi que será lembrado com o show Reiginaldo Rossi – Um Tributo, do disco de mesmo nome gravado em 1999 por grandes músicos de Pernambuco e do Nordeste. Artistas que participaram do CD, como Isaar, Cannibal, Fábio Trummer e Ortinho, vão se juntar a banda original do Rei, The Rossi, e a convidados especiais para fazer uma verdadeira noite de amor e “roeção”. O Fesrival Abril Pro Rock começa nesta sexta (25), no Chevrolet Hall, em Olinda.

Abril Pro Rock com noite de rock pesado

Depois do brega, o pop-rock vai tomar conta do do evento. Dos dez artistas que irão se apresentar na primeira noite do APR quatro são pernambucanos – Johnny Hooker, Orquestra Betodélica, Fábio Tummer e Joanatan Richard - e apenas um vem de fora do Brasil, a banda norte-americana Sebadoh.  As outras cinco atrações nacionais - Autoramas, Felipe Cordeiros, Tulipa Ruiz, Bárbara Eugênia e Daniel Groove -  completam a grade de shows da abertura do Abril Pro Rock.

Abril Pro Rock muito além da música

Artistas Locais

Nesta edição a atração inédita que o Abril Pro Rock traz é a Orquestra Betodélica, projeto criado pelos músicos JuveNil da Silva, Anina Martins e Graxá. Os três artistas fazem parte da Cena Beto, considerada a nova cena musical pernambucana. O show será com músicas dos três e de outras bandas que fazem parte do movimento. Quem também aparece no festival com um projeto novo é Fábio Trummer, da banda Eddie. O Trummer Super Sub América (SSA) é uma parceria de Fábio com os músicos Dieguito Reis e Luca Bori, da banda baiana Vivendo do Ócio. O grupo tem um repertório de músicas com pegada do rock dos anos 80 e referências do blues, punk e pós-punk.

Depois de quase um ano afastado dos shows, o cantor e ator Johnny Hooker volta aos palcos apresentando seu último disco, Eu Vou Fazer Uma Macumba pra Te Amarrar, Maldito!. Johnny fará uma performance dividida em três parte, para lembrar todos os momentos de sua carreira. E fechando o time de artistas locais, o caruaruense Joanatan Richard trará o Rockabilly para o Abril Pro Rock, com as músicas do seu primeiro CD Rockin’ this Crazy World.

Artistas Nacionais

Autoramas é mais uma banda que vai se juntar com outro artista para se apresentar no Abril Pro Rock 2014. E a participação é de ninguém mais, ninguém menos que Renato Barros. Não ligou o nome a pessoa? O moço é o líder do Renato & Seus Blue Caps, que começou a fazer sucesso durante a Jovem Guarda e ficaram famosos por fazerem versões em português das músicas dos Beatles. Grandes hits como Menina Linda, e Devolva-me fazem parte do repertório, mas com novos arranjos feitos pelos Autoramas.

As queridinhas Tulipa Ruiz e Bárbara Eugênia darão o toque feminino da noite. Tulipa, que vem substituindo Karina Buhr, já se apresentou no APR quando ainda era apenas uma aposta do festival. Hoje, reconhecida mundialmente, a cantora vai apresentar seu segundo disco Tudo Tanto e o novo single, Megalomania. Já a carioca Bárbara Eugênia traz o show do álbum É O Que Temos, lançado em 2013.

Serviço

Festival Abril Pro Rock

Sexta (25) e Sábado (26)

Chevrolet Hall (Av, Agamenon Magalhães - Complexo de Salgadinho/Olinda)

R$ 30 a R$ 60

Começa domingo (20) e segue até o dia 28, em Jaboatão dos Guararapes, a Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, ou a Festa da Pitomba. Nesta 357ª edição de uma das mais antigas manifestações religiosas mais antigas do Brasil, o grande homenageado do evento será o Rei do brega Reginaldo Rossi. A programação do evento começa às 15h, com a Procissão da Bandeira e uma missa campal.

Como acontece todo ano, a festa é dividida em dois momentos – o sagrado e o profano. Serão realizadas missas diárias, procissões shows culturais e feirinhas com artigos religiosos. Já para os momentos profanos, diversas atrações estão programadas para acontecer no Polo Cultural. Entre as grandes apresentações estão o show da Banda Kitara, Polentinha do Arrocha e a cantora jaboatonense Maria da Paz, que está concorrendo na categoria de melhor cantora pelo Prêmio da Música Brasileira.

##RECOMENDA##

Nesta edição, a Festa da Pitomba traz algumas novidades: o Polo Alternativo, com show de bandas de rock e raggae, circuito de skate e grafitagem, e o Polo dos Canhões, com oficinas em diferentes áreas como esportes, plantas e ervas medicinais, dança, percussão e circo.  A festa também vai contar com uma programação especial para as crianças na parte da tarde. Os pequenos poderão assistir às apresentações do Teatro Bicharada, Banda Nave Maluca e das Fadas Magrinhas. Além dos shows, oficias e missas, durante a festa serão oferecidos serviços públicos na área da saúde e assistência social.

Programação completa da Festa da Pitomba de 2014

 

Pólo Cultural/Programação principal

23 de abril (quarta-feira)

18h – Parceiros do Forró

20h – Dudu do Acordeon

22h – Banda Diboa

 

24 de abril (quinta-feira)

18h – Banda Pega e Solta

20h – Maria da Paz

22h – Forró Pegado

 

25 de abril (sexta-feira)

18h – Forró Pinga Fogo

20h – Arina Costa

22h – Banda Kitara

 

26 de abril (sábado)

18h – Os Moreninhos

20h – The Rossi

22h – Faringes da Paixão

 

27 de abril (domingo)

18h – Ed Carlos

20h – Forró das Estrelas

22h – Léo Guilherme e o Forró Santropê

 

28 de abril (segunda-feira)

18h – Os Koringas

20h – Forró Calango Aceso

22h – Polentinha do Arrocha

 

Pólo Cultural/Programação Infantil

25 de abril (sexta-feira)

16h – Circo Alves

17h - Teatro da Bicharada

 

26 de abril (sábado)

16h – Banda Tio Bruninho

17h – Dança Cia. Mover Direitos Humanos

 

27 de abril (domingo)

16h – Banda Maria Florzinha

17h – Banda Nave Maluca

 

28 de abril (segunda-feira)

16h – Banda Mini Rock

17h – Fadas Magrinhas

 

Polo Religioso (Programação de Dança)

Sempre às 20h30

Domingo (20) – Boi de Loucos

Segunda (21) – Circuito Palhaço Bicudo

Terça (22) – Ballet Municipal Clássicos Populares

Quarta (23) – Cia Pernambuco de Dança Catirinada

Quinta (24) – Ballet Municipal Clássicos da Disney

Sexta (25) – Balé Popular de Jaboatão dos Guararapes

Sábado (26) – Ballet Municipal Clássicos Religiosos

Domingo (27) – Balé Folclórico do Jaboatão dos Guararapes

 

Polo Alternativo

Sábado (19)

08h / 18h – Grafitaço

08h / 18h – Skate Livre

14h / 20h – Feira alternativa (artesãos locais estarão comercializando seus produtos)

19h – MC Cleyton

20h – Benje

21h – Conexão Candeias

 

Domingo (20)

08h / 18h – Grafitaço

08h / 18h – Skate Livre

14h / 20h – Feira alternativa (artesãos locais estarão comercializando seus produtos)

19h – Coragem Rasta

20h – Jabha Crew

21h – Arrete

22h – Ricardo Realidade

23h – Rapadura (CE)

 

Segunda (21)

08h / 18h – Grafitaço

08h / 18h – Skate Livre

14h / 20h – Feira alternativa (artesãos locais estarão comercializando seus produtos)

19h – Saga HC

20H – Conexão PE

21H – Rapper KBÇA

 

Seviço

Festa da Pitomba

Domingo (20) a 28 de abril

Monte dos Guararapes (Jaboatão dos Guararapes)

Gratuito

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando