Tecnologia

| Dicas

A próxima versão do WhatsApp finalmente dará aos seus usuários a oportunidade de entrar em contato com a equipe de suporte do aplicativo em um chat especial.

Segundo o portal WABetaInfo, os desenvolvedores do aplicativo de mensagens do Facebook prepararam uma versão de atualização que inclui a nova funcionalidade para testes.

##RECOMENDA##

No menu de configurações da versão beta do aplicativo 2.20.202.7 para o sistema operacional Android, aparecerá uma nova opção em que o usuário poderá criar uma solicitação. Nesta nova área, há informações sobre o aparelho do usuário e é possível descrever o problema técnico, o que ajudará o WhatsApp a investigar a origem do erro.

Em seguida, a pessoa receberá uma mensagem do suporte técnico do aplicativo em um chat especial, onde poderá falar com um funcionário da empresa. Quando a conversa terminar, o chat será encerrado automaticamente.

O recurso está em desenvolvimento, então ainda não se sabe quando estará disponível para todas as pessoas.

Até o momento, para entrar em contato com o suporte do WhatsApp era necessário enviar um e-mail, o que às vezes era inconveniente, pois na maioria das vezes os usuários, que só queriam relatar um erro, recebiam uma resposta automática.

Da Sputnik Brasil

Intensidade de sangramento, dor, emoções, libido. Marion, de 26 anos, é uma das milhões de mulheres em todo mundo que usam um aplicativo de monitoramento do ciclo menstrual, um mercado em expansão que levanta muitas questões, principalmente sobre a proteção da privacidade.

"Se estou de baixo-astral, ou com grande sensibilidade, abro (o aplicativo) e vejo rapidamente se é por causa do meu ciclo", explica Marion.

##RECOMENDA##

O "MenstruTech" é o nome que a jornalista francesa Lucie Ronfaut deu a este ramo do mais amplo "FemTech", o mercado de serviços tecnológicos ligados à saúde da mulher que pode gerar 50 bilhões de dólares em 2025, de acordo com a agência Frost & Sullivan.

Algo que investidores como Max Levchin, um dos cofundadores do PayPal, que lançou o aplicativo Glow, não esqueceram.

Quando a Apple lançou seu aplicativo Health em 2014, nenhum rastreamento de ciclo menstrual estava previsto. Foi integrado um ano depois. E, desde então, os aplicativos floresceram.

Alguns propõem, principalmente, um calendário. Outros registram a temperatura, ou observações fisiológicas, como secreções vaginais.

A identidade visual varia, ora mais rosa, ora mais sóbrio. Assim como os modelos econômicos, que vão desde a assinatura até a monetização dos dados coletados em condições mais ou menos transparentes, e que respondem à conhecida máxima do mundo digital: "Se é grátis, o produto é você".

Clue, uma start-up berlinense lançada em 2013, reivindica uma abordagem ética: um aplicativo de base gratuita com modelo pago. Em vez de vender os dados para anunciantes, propõe a colaboração com universidades.

Este aplicativo diz ter mais de 12 milhões de usuárias, que "tendem a valorizar a imagem científica do aplicativo", explica Marion Coville, socióloga e professora do IAE de Poitiers, no oeste da França.

Mas "há riscos de que a pesquisa (que possibilita esses dados) se concentre em mulheres entre 18 e 35 anos, oriundas principalmente de países economicamente desenvolvidos", perfil médio das usuárias desses aplicativos.

- Informação sensível -

Agathe Fontenelle, de 22 anos, estudante de direito da saúde em Montpellier (sul da França), usa o aplicativo de saúde da Apple. "Alguém saber que vou ficar menstruada, não me incomoda", garante.

"Mas eu não vou colocar minha atividade sexual, ou minha vontade de ter um filho (...), é muito intrusivo", pondera.

Outros aplicativos afirmam ajudar a procriar, ou a controlar a fertilidade, causando ceticismo nos profissionais de saúde.

A Agência Sueca de Medicamentos, alertada por usuárias chocadas com o aplicativo "Natural Cycles", exigiu que "o risco de gravidez indesejada seja mais bem especificado nas instruções de uso".

Um estudo de 2018 elaborado por médicos alemães sobre 12 aplicativos que prometiam ajudar a engravidar estima que a grande maioria não é "confiável".

"É um mercado bastante favorável, as grávidas são consumidoras: produtos para bebês, para gestantes", explica Lucie Ronfaut.

Investigações na imprensa, nos jornais The Washington Post, ou no The Wall Street Journal, acusaram alguns aplicativos de vender informações das usuárias para fins publicitários, ou até mesmo para empregadores!

ONGs, como a Privacy International, ou o coletivo brasileiro Coding Rights, criticam a complexidade e até mesmo a opacidade da política de confidencialidade desses aplicativos.

"Os dados de saúde são os mais sensíveis. Seria de se esperar que fossem tratados com cuidado, mas não. São compartilhados com o Facebook", diz a Privacy International, que aponta o aplicativo Maya como exemplo, com cinco milhões de downloads.

"Se terceiros não autorizados acessarem nossos dados de saúde, podem nos rejeitar um empréstimo, a evolução no nível profissional. Os riscos de discriminação aumentam", avisa Nathalie Devillier, professora de direito digital da École de Management, de Grenoble.

O Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), em vigor na Europa, exige o consentimento expresso do usuário.

Na realidade, porém, um clique nas condições gerais de uso pode ser suficiente, sem que os utilizadores tenham "consciência do risco que correm, pois o que pretendem é entrar rapidamente no serviço", explica.

Como ler mensagens apagadas no WhatsApp? O vice-diretor do Instituto de Tecnologias Informáticas da Universidade Sinergia (Rússia), Anton Averin, ensinou um truque à agência Prime.

"É possível instalar a maior parte dos programas para restaurar mensagens apagadas somente para utilizadores do sistema Android. Um dos programas mais populares que permite ler uma mensagem perdida se chama Notif Log Notification History", explicou Averin.

##RECOMENDA##

Ao abrir este aplicativo, todas as mensagens apagadas vão ser fixadas na página principal. "Não se deve esquecer que a informação do texto apagado é conservada durante um período limitado. Quando expirar o prazo, a mensagem vai desaparecer da página principal do aplicativo", salientou.

Recentemente, o site WABetaInfo anunciou que o serviço de mensagens criptografadas WhatsApp realizará uma atualização importante, há muito aguardada por sua grande comunidade de usuários em todo o mundo.

Além de novidades como o controle de mídia, em breve será possível desativar as notificações de certas conversas no aplicativo em todas suas versões. Esta opção substituirá a atual funcionalidade de silenciar uma conversa por 12 meses.

Da Sputnik Brasil

O WhatsApp é conhecido por sua simplicidade, mas recentemente novas funções, inspiradas em outras plataformas, têm sido incorporadas.

Na semana anterior, o aplicativo de mensagens implementou novas funções, como a possibilidade de definir o período pelo qual um arquivo compartilhado estará disponível e apoio para diversos dispositivos sincronizados.

##RECOMENDA##

Já nesta sexta (2), segundo o portal WABetaInfo, novas funcionalidades há muito esperadas passam a integrar a plataforma do aplicativo disponível para dispositivos Android.

Sempre silenciado

Algumas vezes não queremos receber notificações de um determinado contato. Portanto, o WhatsApp oferece a opção de silenciá-lo.

A maior duração disponível atualmente é de um ano, mas a mais recente versão beta permitirá silenciar eternamente os contatos indesejados.

Interface para armazenamento de uso

A mais recente versão beta também integra uma interface mais detalhada para o armazenamento de uso. Na parte superior desta seção existirá uma barra as informações de uso. Na parte inferior – uma opção para limpar todos os arquivos desnecessários, possibilitando que sejam separados.

Além disso, a opção também contará com uma lista de conversas com o tamanho ocupado por cada uma na parte direita. Esta seção também inclui um mecanismo de pesquisa das conversas desejadas.

Controle de mídia

Por fim, o WhatsApp beta também acrescenta uma ferramenta de controle de mídia, tal como no Instagram, para auxiliar seus usuários a colocarem textos ou stickers enquanto editam imagens, vídeos e GIFs.

Da Sputnik Brasil

A quarta edição do REC’n’Play teve sua programação alterada por conta da pandemia do novo coronavírus. Os realizadores do evento, o Porto Digital e a Ampla, optaram por cancelar a edição de 2020 por medidas de segurança. O festival retoma suas atividades em 2021. 

Realizado no Bairro do Recife, o REC’n’Play ocupa as ruas do bairro com programação bastante diversificada. As atividades são voltadas para as áreas de inovação, empreendedorismo, economia criativa e tecnologia da informação chegando a atingir 35 mil pessoas por edição. 

##RECOMENDA##

Em virtude das restrições sanitárias impostas pela pandemia do novo coronavírus, a quarta edição do evento, que aconteceria neste ano de 2020, fica devidamente cancelada. A programação deve ser restabelecida em 2021. 


 

Um gato com o pescoço quebrado, uma cobra com a boca aberta e uma ave de rapina: imagens 3D revelaram alguns fragmentos da vida de três animais mumificados no Antigo Egito, segundo estudo publicado nesta quinta-feira (20) na revista Scientific Reports.

Os egípcios acreditavam na ressurreição e na vida eterna. Para ter acesso a ela, os corpos tinham que ser mumificados, para depois serem depositados em tumbas acompanhados de tudo de que precisariam depois: objetos familiares, animais...

##RECOMENDA##

Uma espécie de animal de estimação ou oferenda a um deus, quase todos os animais que viviam no Egito naquela época podiam ser mumificados, do gato ao falcão, passando pelo crocodilo.

Inúmeros exemplares estão preservados atualmente em museus de todo o mundo, mas por muito tempo era impossível saber o que estava sob as bandagens sem danificar as múmias.

Usando imagens de máquinas de raios-X 3D, uma equipe de cientistas da Grã-Bretanha conseguiu "desembrulhar" três múmias de animais no Centro de Estudos do Egito da universidade de Swansea, País de Gales.

De acordo com este estudo, a morfologia do primeiro animal "sugere que os restos provavelmente pertenceram a um gato doméstico egípcio".

O felino tinha menos de 5 meses quando teve suas vértebras quebradas intencionalmente no momento de sua morte ou mumificação, para que pudesse manter a cabeça ereta por toda a eternidade.

A segunda múmia foi considerada "semelhante" a um francelho (pássaro falconiforme); e a última, em forma de ovo, na verdade continha uma jovem cobra enrolada, "que pode ter morrido de uma fratura na coluna vertebral".

Algo surpreendente é que se utilizou resina para manter a boca da cobra aberta, o que sugere que o ritual de abrir a boca foi realizado no animal para prepará-lo para outra vida.

"A abertura da boca permitia (de acordo com as crenças) que as estatuetas de divindades e dos mortos recuperassem seus sentidos", disse à AFP Carolyn Graves-Brown, do centro de pesquisa e coautora do estudo.

/mr

A Amazon Brasil anunciou que dará descontos para compra de livros até o próximo domingo (23). A chamada ‘Book Friday’, considerada a Black Friday para os amantes e livros, começa a partir das 18h desta quinta-feira (23) e segue até às 23h59 do domingo.

De acordo com a empresa, são mais de 21 mil títulos entre livros e eBooks que terão preços promocionais, com promessa de descontos de até 80%.

##RECOMENDA##

Veja uma lista com alguns dos livros que, segundo a Amazon, estão com descontos:

Pessoas Normais, por Sally Rooney (por R$ 37,30)

Quem tem medo do feminismo negro , por Djamila Ribeiro (por R$ 17,40)

Box Comemorativo 20 Anos de Harry Potter - 7 Livros Capa Dura com Cards , por J. K. Rowling (por R$ 276,20)

Eu Sou Malala , por Malala Yousafzai (por R$ 25,00)

 Patrulha canina - 365 atividades e desenhos para colorir: Atividades e desenhos para colorir , por Ciranda Cultural (por R$ 9,90)

 Anne de green gables , por Lucy Maud Montgomery (por R$ 10,10)

O manuscrito original: As leis do triunfo e do sucesso de Napoleon Hill , por Napoleon Hill (por R$ 32,60)

Cresça 1% ao dia , por Fernão Battistoni (por R$ 24,20)

eBooks disponíveis:

O guia definitivo do mochileiro das galáxias , por Douglas Adams (de R$ 49,99 por R$ 14,99)

O conto da Aia , por Margaret Atwood (de R$ 44,90 por R$ 8,97)

Pequeno manual antirracista , por Djamila Ribeiro (de R$ 24,90 por R$ 9,68)

 Ideias para adiar o fim do mundo , por Ailton Krenak (de R$ 24,90 por R$ 8,45)

A menina que roubava livros , por Marcus Zusak (de R$ 34,90 por R$ 10,47)

Blade Runner , por Philip K. Dick (de R$ 34,90 por R$ 9,90)

O poder do agora , por Eckhart Tolle (de R$ 21,99 por R$ 6,59)

Grande sertão: veredas , por Guimarães Rosa (de R$ 44,90 por R$ 17,96)

*Com informações da assessoria de imprensa

O Google anunciou na última terça-feira (18), uma atualização que deve facilitar a vida de quem costuma realizar mais de uma atividade ao mesmo tempo. Agora, é possível usar a Assistente virtual da empresa para enviar mensagens de áudio tanto por WhatsApp quanto por SMS, para qualquer um de seus contatos. 

Para usar o recurso, basta dizer, por exemplo, “Ok Google, envie uma mensagem de áudio para Fulano” ou já ir ditando a mensagem após o "ok Google". Algumas vezes o assistente vai perguntar para qual contato você deseja enviar, quando há mais de um com o mesmo nome. Feito isso, basta apertar o play para ouvir a mensagem ou solicitar que o assistente abra o aplicativo.

##RECOMENDA##

Testamos o recurso em um Motorola One Zoom, com Android 10, e os primeiros resultados foram um pouco frustrantes, uma vez que - apesar de entender o comando - o assistente não parecia gravar a mensagem. O comando também é executado apenas se toda ação for feita via voz. Caso você tente acessar o assistente manualmente, ele apenas permitirá o envio de uma mensagem de texto.

Em um momento em que a alta do dólar encareceu ao brasileiro comprar o seu iPhone, o Itaú Unibanco acaba de lançar um programa para que seus clientes possam trocar o celular da marca por um modelo mais novo em intervalos regulares. Apenas hoje, desde o lançamento do programa batizado de "iPhone pra Sempre", 500 pedidos já foram feitos.

Pelo programa, os clientes com cartões do Itaú poderão adquirir um modelo de iPhone diretamente pelos aplicativos do banco e da Itaucard, com parcelamento estendido para pagar o valor total do aparelho e a opção de trocá-lo a cada 21 meses. A função no aplicativo começou a se liberada aos clientes no início da tarde da última terça-feira (18) e já foram mais de 70 mil acessos, sendo dois mil simultâneos.

##RECOMENDA##

"Estamos muito entusiasmados em apresentar a nossos clientes o novo programa "iPhone pra Sempre", oferecendo uma forma totalmente inovadora para aquisição do smartphone. O mercado brasileiro geralmente trabalha com parcelas de até 12x, o que torna o valor de cada parcela mais caro. Agora estamos tornando mais fácil para que mais clientes do Itaú possam desfrutar da experiência de alta qualidade do iPhone - e oferecendo a opção de atualizar para um novo modelo regularmente", afirmou em nota o diretor de Negócios Digitais do Itaú Unibanco, Rubens Fogli.

O cliente escolhe o modelo e o receberá no endereço indicado, e pagará, na sua fatura mensal do cartão, parcelas a partir de R$ 140,91 sem juros, valendo uma compra por CPF, tudo pelo aplicativo.

Passados 21 meses da aquisição, o cliente terá pago 70% do valor e poderá optar em permanecer em definitivo com o iPhone, pagando uma última parcela correspondente a aproximadamente 30% do valor do aparelho, trocar o produto em uso por uma versão mais moderna, com a abertura de um novo ciclo de financiamento ou escolher em devolver o aparelho e sair do programa, sem precisar pagar, nesse caso, os 30% que faltariam para compor o valor final.

O material de construção mais popular e tradicional, o tijolo cozido, pode se transformar em uma bateria recarregável e alimentar alguns dispositivos eletrônicos.

Uma equipe de engenheiros e químicos da Universidade de Washington, EUA, desenvolveu uma tecnologia especial para esta conversão.

##RECOMENDA##

O ponto principal do método é converter o pigmento vermelho dos tijolos em um plástico condutor de eletricidade, cita um dos autores da invenção, o químico Julio D'Arcy, em um artigo publicado no dia 11 de agosto no site The Conversation.

Com esse objetivo, o equipamento molha os tijolos com um ácido, que logo faz fluir um gás através de seus poros e cavidades.

A primeira reação dissolve o óxido de ferro (precisamente o ingrediente que fornece ao tijolo sua cor característica) e o converte em uma forma reativa de ferro, enquanto o segundo passo preenche a estrutura porosa com um material a base de enxofre que entra em reação com o ferro.

Assim, os poros são cobertos com um polímero de dois componentes, chamado PEDOT, que funciona como uma fibra elétrica dentro da cerâmica isolante.

Diversas peças de tijolo revestidas desta maneira podem alimentar um diodo emissor de luz e, segundo demonstram os cálculos dos cientistas, aproximadamente 60 tijolos de tamanho normal poderiam fornecer corrente para iluminação de emergência durante 50 minutos, levando 13 minutos para recarregar. São compatíveis com painéis solares e outras fontes de energia.

Entre os resultados surpreendentes, o autor destaca que uma parede composta de tijolos modificados pode ser recarregada dez mil vezes, mantendo 90% de sua capacidade energética.

Os pesquisadores pretendem elevar a magnitude energética que cada peça pode armazenar, algo que requer melhorar a estrutura das nanofibras, incluindo outros semicondutores, aponta o estudo.

Em sua configuração atual, as baterias de tijolos precisam de cabos, porém o objeto é que seja possível empilhá-los e conectá-los sem a utilização de cabos. Além disso, a equipe pretende produzir uma espécie de bloco Lego, em outra escala de tamanho.

Da Sputnik Brasil

Usuários de telefones Android agora podem definir configurações especiais para controlar como seu dispositivo móvel se comporta durante o sono. O Google anunciou, na última terça-feira (11), uma série de atualizações para o sistema, entre elas o modo 'Hora de Dormir', que pretende limitar as interrupções no telefone para que o usuário possa, enfim, ter uma boa noite de sono. 

É possível ativá-lo ao clicar no Relógio. O recurso ganhou uma guia ao lado de ferramentas como Timer e Cronômetro. Na aba, representada por um bonequinho em sua cama, o usuário pode programar um cronograma de sono que inclui um horário para diminuir o tempo de tela, um gráfico de atividades durante a hora de dormir - que grava o tempo no smartphone e o tempo de "cama", do usuário.

##RECOMENDA##

Para quem gosta de sons na hora de dormir, músicas tranquilas podem começar a tocar na hora que o horário programado começar integrado com o Spotify, YouTube Music e muito mais. Ao acordar é possível configurar o Alarme do nascer do sol, para clarear a tela e começar a tocar seus sons ou músicas favoritas.  A guia Hora de dormir está disponível para dispositivos com Android 6.0 e superior. Veja como ativa:

[@#galeria#@]

Se antes da pandemia organizar as tarefas diárias, em casa e no trabalho, já era um desafio, com o isolamento social as coisas tomaram um rumo ainda mais complexo. Um dos motivos é que, com o home office, perde-se um pouco a divisão de trabalho e local de descanso, logo, há o risco de afazeres se atropelarem pelo único motivo de se estar fazendo tudo dentro do lar.

Se você jogou fora o planner de 2020, com a chegada da quarentena, mas agora está vendo a necessidade de voltar a pôr um pouco de organização na sua vida, separamos cinco aplicativos que podem ajudar a categorizar suas tarefas.

##RECOMENDA##

Trello

Disponível para Android, iOS e desktop, o Trello é um aplicativo gratuito que ajuda o usuário a organizar diferentes tarefas através de quadros e listas que podem ser usados tanto individualmente, quanto de forma colaborativa. Cada lista recebe cards com descrições, prazos determinados e objetivos que devem ser concluídos pelo usuário. A melhor parte dele é justamente poder marcar outras pessoas em atividades, o que facilita ser usado em empresas e no dia a dia.

Evernote

Há anos o Evernote tem sido um bom companheiro de quem quer organizar as coisas tanto pelo PC quanto pelo smartphone. No aplicativo é possível salvar lembretes em texto, voz, foto e vídeo. Todas as informações ficam salvas em nuvem, o que permite ao usuário acessá-las em diferentes dispositivos. Atualmente, o Evernote oferece três planos, um gratuito, o Premium (por R$ 9, ao mês) e Business (por R$ 24, mensal).

OneNote

O OneNote é um aplicativo da Microsoft que funciona como um bloco de anotações em que é possível inserir não apenas texto, mas desenhos, vídeos e fotos. Bom para quem estuda e para quem trabalha, ele permite até mesmo anotações manuais que podem ser incorporadas a fotos ou textos. Você pode usar marcações para rotular listas de tarefas pendentes, acompanhar itens, marcar itens importantes ou criar rótulos personalizados. Ele também permite a sincronização com diversos dispositivos diferentes.

Notas do Keep

Se você curte post-its na vida offline, vai gostar de saber que eles podem ser inseridos no seu celular também. O Google Keep é um app de notas simples, em que você pode fazer listas, anotações em texto, vídeo ou foto, além de compartilhar seus afazeres com outras pessoas. Os lembretes e anotações podem ganhar as cores de post-its coloridos, o que dá um certo ar de nostalgia a ferramenta. Geralmente, ele já vem instalado nos telefones com Android e facilita a vida de quem usa os serviços do Google, por estar sincronizado com a conta do usuário - permitindo o acesso via outros dispositivos -. 

Todoist

Eleito o melhor aplicativo de listas de 2019, o Todoist está disponível tanto para Android quanto para iOS e chega na vida de quem prefere dividir suas atividades em listas para fazer. Dá para criar seções, subtarefas, compartilhar atividades e até mesmo ver um gráfico que mostra sua evolução organizacional. É uma ferramenta bem completa, não apenas pela compatibilidade com diferentes dispositivos - incluindo PC -, mas também por oferecer a possibilidade de categorizar cada projeto, tarefa e lembrete. Possui uma versão gratuita e uma premium. 

Uma plataforma que identifica lesões pulmonares por meio da inteligência artificial ajuda os médicos a diagnosticarem o novo coronavírus no Brasil, onde a pandemia já deixou mais de 2,7 milhões de contágios e 94.665 óbitos.

A ferramenta RadVid-19, em funcionamento desde abril, determina a probabilidade de contaminação da Covid-19. Combina dois algoritmos, da chinesa Huawei e da alemã Siemens, que analisam exames de raios-X e tomografias de tórax procurando anomalias nos pulmões.

##RECOMENDA##

"É o aspecto mais típico da pneumonia pelo COVID. Então, o software marca essas áreas, te dá se é provável ou não ser COVID e também a porcentagem de pulmão que está doente", explica Marcio Sawamura, vice-diretor do Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Sawamura analisa os círculos brancos e amarelos que identificam as lesões nas imagens de seu computador. Em caso de pacientes regulares, a ferramenta permite comparar o impacto da contaminação pulmonar com exames prévios.

O sistema, desenvolvido pelo Hospital das Clínicas de São Paulo, com o apoio, entre outros, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), conta com a adesão de 43 hospitais, 60% da rede pública. Depois do registro, gratuito, os médicos podem subir suas imagens para ser analisadas pelos algoritmos.

- Falta de exames -

Sawamura esclarece que a avaliação não substitui os exames de diagnóstico, mas a ferramenta tem servido para antecipar tratamentos e cuidados no país de quase 212 milhões de habitantes, que não adotou uma estratégia maciça de exames. Em cinco meses de pandemia, realizou apenas 2,7 milhões de testes RT-PCR e 4,4 milhões sorológicos.

Arthur Lobo, radiologista do Pará (norte), tem usado assiduamente esta plataforma, que "ajudou substancialmente no diagnóstico em casos de dúvida", afirma.

"O Brasil fez menos testes do que devia e a tomografia e os raios-X acabaram sendo utilizados como ferramentas [de diagnóstico]", diz Lobo à AFP.

O especialista trabalha nas redes pública e privada de Belém, capital do Pará, estado com taxa de contágios (17.825 por milhão de habitantes) 30% superior à média nacional (12.420/milhão h).

Nas semanas mais agudas da crise, este sistema permitiu antecipar diagnósticos que demoravam a chegar.

"Muitas vezes eu fiz só pela história clínica. Um paciente chegava com sintomas, a gente fazia o exame [diagnóstico], não tinha nada. Fazia, então, estudos evolutivos [dos sintomas]. [Os raios-X e as tomografias] auxiliavam na tomada de decisões: que tipo de conduta utilizar", relata Lobo.

Claudia Leite, professora do departamento de Radiologia e Oncologia da Universidade de São Paulo (USP), explica igualmente que "muitas vezes, a gente teve paciente com alteração de imagem, sem ter o exame comprovando. Aí eram tomadas as medidas como se fosse um [caso de] Covid-19 e mais tarde descobriam que era [um caso de] Covid-19".

Até o fim de julho, o RadVid-19 analisou 10.700 exames, sem que se tenha até o momento um índice de acerto de seus diagnósticos.

Os organizadores do Consumer Electronics Show (CES) mudaram seus planos de prosseguir com a organização da reunião presencial que ocorre anualmente em Las Vegas e anunciaram na última terça-feira (29), que a próxima edição será digital devido à pandemia.

A Consumer Technology Association havia explorado a possibilidade de seguir adiante com a feira anual de dispositivos, tomando precauções como usar máscaras faciais.

##RECOMENDA##

"Em meio à pandemia e às crescentes preocupações com a saúde global sobre a disseminação da Covid-19, não é possível convocar com segurança dezenas de milhares de pessoas em Las Vegas no início de janeiro de 2021 para se reunir e fazer negócios pessoalmente", disse o executivo-chefe da CTA, Gary Shapiro.

A CES é conhecida por atrair dezenas de milhares de pessoas, e o plano original de sediar eventos presenciais ia contra a tendência de cancelar conferências ao vivo devido à pandemia de coronavírus.

A feira, um dos maiores eventos comerciais do mundo, normalmente envolve multidões de participantes amontoados em salões de festas, salas de exposições, centros de conferências e ônibus durante o evento de vários dias.

A próxima CES será um evento on-line trazido para o "conforto e segurança de sua casa ou escritório", afirmou o CTA em comunicado.

"A tecnologia nos ajuda a trabalhar, aprender e conectar-se durante a pandemia, e essa inovação também nos ajudará a reimaginar o CES 2021 e a reunir a comunidade de tecnologia de maneira significativa", disse Shapiro.

Em uma atualização da versão de testes do WhatsApp, foi adicionado um recurso que permite utilizar o mesmo número em mais de um aparelho. Essa função já era solicitada pelos usuários há algum tempo.

De acordo com o site WABetaInfo, com a nova funcionalidade, será possível logar no WhatsApp em até quatro dispositivos de forma simultânea. Além disso, o usuário vai poder gerenciar os aparelhos através da nova interface.

##RECOMENDA##

Será possível verificar o momento em que foi realizado o login em cada um dos dispositivos compatíveis, que podem ser celulares, tablets, computadores ou o smart display “Portal”, que pertence à equipe do Facebook.

O novo recurso, que ainda está em fase de testes, segue sem previsão de lançamento para os usuários finais do WhatsApp.

O aplicativo de mensagens WhatsApp é muito conhecido e nos dá a possibilidade de saber muitas coisas sobre o que seu interlocutor está fazendo. Isto ocorre graças ao acesso que o aplicativo concede sobre dados, como hora da última conexão, confirmação de leitura ou status "escrevendo".

Contudo, todas estas opções constituem uma faca de dois gumes, já que os outros contatos receberam a mesma informação sobre sua atividade.

##RECOMENDA##

Felizmente, há uma série de funções ocultas, como a que permite esconder esta informação ao contato a que se escreve em um dado momento. Isto pode ser feito de uma maneira mais simples do que se imagina, dispensando a instalação de outros aplicativos.

É tão fácil como desativar sua conexão com a Internet. Se seu celular estiver desconectado da rede, não há maneira de o aplicativo repassar a informação de que o usuário está ativo ou escrevendo.

Simplesmente é necessário ativar o modo avião antes de entrar no aplicativo para, então, abrir a conversa desejada, escrever e enviar a mensagem. Uma vez enviada, deve desativar o modo avião para restabelecer a conexão, fazendo com que a mensagem chegue ao destinatário sem que se conheça o status do usuário.

Esta pequena artimanha pode causar um certo alívio em um mundo em que estamos cada vez mais interconectados e em que parece que a privacidade é um luxo. Somente é necessário encontrá-la.

Da Sputnik Brasil

Criar conteúdos em vídeo tem sido, cada vez mais, a atividade principal de quem posta bastante nas redes sociais. Com a popularização de aplicativos como o Tik Tok e até mesmo a chegada do recurso Reels, no Instagram, muita gente tem se dedicado mais a criação de um conteúdo criativo e animado. Mas como ninguém nasce 'tiktoker', um bom aplicativo de edição pode fazer a diferença na hora de postar um vídeo de qualidade. 

Seja qual for a plataforma que você escolher para divulgar seu conteúdo, confira abaixo alguns ótimos aplicativos gratuitos, para Android e iOS, que podem dar grandes ideias para suas próximas publicações.

##RECOMENDA##

Inshot

Um dos queridinhos de quem começou a editar vídeos recentemente, o Inshot chama atenção por não complicar a vida do usuário. Com uma interface bem intuitiva, ele permite adicionar diversos recursos, que vão desde efeitos até legendas, emojis, músicas, além de cortes e recortes de vídeo. O aplicativo também permite focar em conteúdos voltados para o Instagram e já coloca as produções no formato ideal da rede social. Gratuito e disponível para Android e iOS.

Kinemaster

Outro app querido por quem usa o smartphone para editar é o Kinemaster. O aplicativo possui ferramentas voltadas tanto para profissionais quanto para quem está dando os primeiros passos na edição de vídeo. Além de poder adicionar camadas, imagens, texto e legendas, a ferramenta permite vários áudios no mesmo conteúdo, transições 3D, filtros de cores e a possibilidade de desenhar ou escrever no vídeo. Gratuito e disponível para Android e iOS.

Enlight Videoleap Editar Vídeo

Exclusivo para iOS, o aplicativo permite o uso de recursos de edição avançados e simples, permitindo combinar diferentes vídeos e imagens para criar exposições duplas, camadas, efeitos e até mesmo colocar fundo como em um chroma key.  É um app bem completo para quem quer se aventurar de forma criativa e explorar diferentes recursos para suas criações. 

Funimate 

Para quem quer fazer algo apenas para se divertir, sem grandes e complicadas edições, o Funimate pode ser o ideal. Além das ferramentas de edição de vídeo encontradas nos aplicativos que já mencionamos, o app também permite sincronização labial (lipstick), vídeos em câmera lenta e muito mais. Disponível gratuitamente para Android e iOS.

iMovie 

Um dos queridinhos de quem tem usa os dispositivos da Apple o iMovie é exclusivo para aparelhos da maçã. Ele funciona em iPhones, iPads e pode transferir arquivos com facilidade até mesmo para o iPod Touch. Por ser um app da própria Apple, o iMovie vem com uma série de funcionalidades mais específicas, além da possibilidade de armazenamento em nuvem e compatibilidade com modelos antigos de smartphones da maçã. Gratuito e apenas para iOS.

O WhatsApp anunciou novidades para seus usuários, nesta quarta-feira (1º) e entre elas, a chegada do Modo Escuro para suas versões web e desktop. E se você é daquelas pessoas que desde que o "Dark Mode" foi apresentado, no ano passado, ativa ele em todas as plataformas, nós vamos te ensinar a colocar também na versão Web do mensageiro. Confira o passo a passo:

Passo 1 - Abra o WhatsApp Web no computador e clique nos três pontinhos que ficam na parte superior da tela. Em seguida selecione “Configurações”;

##RECOMENDA##

Passo 2 -  No menu atualizado você verá a nova opção “Tema”. Clique nela;

Passo 3 - Ao clicar vai abrir um pop-up com as duas opções disponíveis de tema "claro" ou "escuro". Basta selecionar a que você deseja para mudar as cores do mensageiro. Lembrando que não é uma opção permanente e você pode voltar as configurações originais fazendo o mesmo procedimento.

Se a opção não aparecer para você, experimente deslogar do WhatsApp Web e ativá-lo novamente no seu computador. Se isso não funcionar você terá que aguardar alguns dias. Por ser uma atualização recente, pode ser que seja necessário esperar alguns dias até que ela esteja disponível.

[@#galeria#@]

Uma novidade deve chegar em breve para os usuários do WhatsApp. O mensageiro começou a testar o primeiro pacote de figurinhas animadas, que deve incrementar as conversas. Os "stickers" que se mexem, estão disponíveis a partir das versões Beta 2.20.195.1 no Android e 2.20.70.26 no iOS e precisam ser baixados para fazer parte da coleção do usuário. 

Por enquanto, há apenas um pacote disponível para download chamado "Playful Piyonamaru", que ocupa 2,8 MG de espaço no telefone. Este recurso não é exatamente uma novidade, já que você pode encontrar versões de stickers animados no rival, Telegram. Resta saber se será possível criar as suas próprias figurinhas na plataforma. 

##RECOMENDA##

O Google anunciou novidades para seu aplicativo de fotos, tentando tornar a experiência do usuário ainda mais ágil. A ferramenta foi redesenhada para dar mais destaque as imagens e vídeos, além de colocar a "busca" mais em evidência, com uma nova estrutura de três abas. Outra adição importante foi a possibilidade de habilitar um mapa, para saber exatamente onde suas fotos foram tiradas. 

A aba principal permanece mostrando todas as suas imagens, porém, as miniaturas ganham formatos maiores e são exibidas junto aos trechos de vídeos. Bem no alto será possível perceber um grande carrossel chamado de Memórias ou Recordações. Para ajudar a encontrar registros mais específicos o Google garante uma nova visualização em forma de mapa interativo. A aba “biblioteca” virou um grande agregador de pastas, com os álbuns, as Favoritas, a Lixeira, o Arquivo, etc. Para usuários dos Estados Unidos, da União Europeia e do Canadá, será possível ver a Loja de Impressão, que oferece produtos impressos com as imagens.

##RECOMENDA##

Visualização em formato de mapa

Na nova aba de busca será possível encontrar uma visualização em forma de mapa interativo. Os usuários vão poder aproximar ou afastar a imagem com os dedos em formato de pinça para explorar fotografias de viagens, ver os lugares mais fotografados perto da sua casa ou encontrar aquela foto antiga.

Para quem habilitou a localização na câmera do aparelho, o Histórico de Localização ou a localização preenchida à mão, é possível organizar e buscar fotos por local no aplicativo – e agora essas imagens também vão aparecer no mapa. Os usuários que desejarem mudar essa configuração podem controlar as edições ou desabilitar o Histórico de Localização e a permissão para usar localização na câmera.

Outro recurso que ganhou uma atualização foi o "memórias" ou "recordações'. A aba vai selecionar o que ela entender como as melhores fotos de você ao lado dos amigos e da família em diferentes anos, além dos destaques da última semana.

Quem gostas das colagens feitas pelo Google (filminhos, colagens, animações, fotos estilizadas e outras) vai perceber que eles saíram da aba “Para você” (que não existe mais) e foram para as “Memórias”. Quem quiser "esquecer" alguma delas também vai poder ocultar pessoas ou períodos específicos, bem como controlar o tipo de Memória recebida.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando