Tecnologia

| Gadgets

Os alto-falantes inteligentes chegaram ao Brasil. Nesta semana, o Google lançou o Nest Mini, caixa de som carregada com o assistente da empresa. Em outubro, a Amazon pôs no mercado o Echo, equipamento carregado com o assistente Alexa. À medida que os assistentes virtuais oferecem novas opções para os usuários brasileiros, levantam preocupações em relação à privacidade.

Os assistentes virtuais existem há vários anos. Eles consistem em sistemas inteligentes instalados em dispositivos, como computadores ou smartphones. Em 2011, a Apple inseriu a Siri nos iPhones 4. Em 2012 o Google lançou seu recurso, chamado de Now. No ano seguinte, a Microsoft anunciou o Cortana. Em 2014, foi a vez de a Amazon disponibilizar o Alexa ao mercado. Em 2016, o Google introduziu seu assistente e colocou no mercado um dispositivo específico com alto-falante, o Home. Em 2018, o Facebook entrou na disputa com o Portal.

##RECOMENDA##

Os alto-falantes inteligentes marcam o encontro entre os assistentes digitais e os dispositivos que podem não apenas tocar músicas, mas estabelecer “conversas”, respondendo a diversos comandos. De uma pergunta, como no mecanismo de busca, a operações em outro equipamento conectado, como ligar ou desligar uma lâmpada ou acionar um eletrodoméstico, como uma televisão.

Com essa habilidade, tais dispositivos podem tornar-se o “centro de comando” das casas conectadas, em um ambiente do que vem sendo chamado Internet das Coisas. Além disso, conectam outros dispositivos dos usuários, como smartphones e computadores, fazendo com que o consumo de informações e a gestão das rotinas seja feita por meio destes.

Gestão da rotina

O Nest Mini, do Google, permite que pessoas interajam com o equipamento acessando conteúdos e serviços, de notícias a agendas. Com o uso da conta Google, as ações conectam os diversos dispositivos. “Posso fazer um lembrete e ele me notificar em outro dispositivo, no celular”, exemplificou o chefe de parcerias em dispositivos do Google Brasil, Vinicius Dib, em evento de lançamento do produto realizado em São Paulo na segunda-feira (10).

O Nest começou a ser comercializado com conteúdos específicos para os usuários. “Já temos 20 feeds de notícias de diferentes veículos de imprensa”, informou Walquíria Saad, da equipe de parcerias para assistentes do Google Brasil, no evento de lançamento.

O grupo de produtos da Amazon – Echo, Echo Dot e Echo Show 5 – também funciona com interação por voz, fornecendo informações e possibilitando a conexão com eletrodomésticos e outros objetos conectados em casa.

“No Brasil, a Alexa é brasileira. Construímos uma experiência totalmente nova, que honra o idioma e a cultura únicos do Brasil, permitindo que os consumidores simplesmente peçam para tocar uma música, ouvir as notícias e ter informações sobre o clima, controlar sua casa inteligente e muito mais”, disse o vice-presidente da Amazon Alexa, Toni Reid.

Mercado mundial

Segundo pesquisa da consultoria Zion Maket Research, o mercado de assistentes virtuais inteligentes movimentou US$ 2,3 bilhões em 2018 e pode chegar a US$ 19,6 bilhões em 2025, com crescimento médio de 35% ao ano.

Os autores do estudo apontam que essa disseminação será ancorada sobretudo no uso doméstico de assistentes, bem como pelo crescimento dos dispositivos conectados à Internet das Coisas.

Em 2018, foram vendidas no mundo 98 milhões de unidades de alto-falantes inteligentes. Em 2019, a consultoria estima que o total de unidades comercializadas chegue a 164 milhões.

Levantamento realizado pela Microsoft com 2 mil pessoas em cinco países – Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Canadá e Índia – em 2019 mapeou as tendências desses equipamentos. No estudo, 72% dos entrevistados afirmaram já ter utilizado um assistente digital, sendo 35% por meio de alto-falantes inteligentes. Outros 75% contaram ter o desejo de adquirir esse tipo de aparelho.

Entre as pessoas ouvidas pelo estudo, 36% disseram fazer uso do assistente do Google e igual percentual relatou recorrer à Siri, da Apple. Outros 25% adotam o Amazon Alexa; e 19%, o Microsoft Cortana.

Privacidade

Entre os ouvidos, 41% relataram preocupações com privacidade e confiança, como o receio de o dispositivo ouvir e gravar conversas sem estar ativado. A inquietação mostrou-se procedente. Em abril deste ano, a Amazon admitiu que conversas de pessoas em casas com o Echo eram registradas e ouvidas por funcionários. À época, a companhia justificou que o monitoramento era feito para melhorar o reconhecimento de voz pelo sistema.

Em julho, o Google reconheceu que as conversas de pessoas próximas a seus alto-falantes inteligentes eram gravadas e verificadas por funcionários. Em publicação no site da empresa em setembro, o gerente sênior para o Google Assistente, Nino Tasca, afirmou que a empresa não armazena conversas. No entanto, se ativada a opção “Atividade de Voz & Áudio” o usuário permite tanto a guarda das conversas quanto a conferência por funcionários “para melhorar a tecnologia de fala”.

A Microsoft também admitiu a prática, realizada em seus serviços com interação por voz, como o assistente Cortana e o Skype. A empresa mudou a política de privacidade para contemplar esse tipo de conduta, afirmando a sua continuidade.

Conselhos

Para Luã Fergus, policy fellow na Fundação para a Liberdade de Prensa da Colômbia e pesquisador do tema, os riscos à privacidade são “enormes”. Ele cita a possibilidade de vazamento de áudios, compartilhamento de dados com autoridades policiais e “hackeamentos”, situação agravada pelo fato destes equipamentos estarem dentro do lar.

“Os usuários nem sempre entendem quando e de que maneira esses dispositivos estão realmente coletando informações. Por isso, é imperativo pensar e discutir adequadas garantias legais e técnicas à medida que os assistentes digitais se popularizam. Apesar de o Brasil ter um Código de Defesa do Consumidor, ainda não temos uma lei de proteção de dados pessoais em vigor, ou seja, possíveis abusos podem ser mais difíceis de serem remediados”, ressalta Fergus.

O pesquisador defende que os usuários conheçam como os dados coletados são utilizados, o que pode ser visto nas políticas de privacidade das empresas. Ele sugere alguns cuidados para quem adquirir esse tipo de aparelho: “apagar os registros de áudio periodicamente, não ter conversas sensíveis perto deles e desligá-lo em momentos íntimos”.

O Google anunciou nesta segunda-feira (11) o início das vendas no Brasil da sua nova caixinha de som inteligente, Google Nest Mini. O dispositivo estará à venda nas principais lojas físicas e online a partir da terça-feira (12) por R$ 349, mesmo preço da Echo Dot, caixa de som inteligente da concorrente Amazon.

Com o Google Nest Mini, o usuário pode acionar o Google Assistente,  que funciona em português desde 2017. Com o comando "Ok, Google" é possível saber a agenda do dia, do clima, criar lembretes, entre outras ações. Não só isso, o aparelho de 10 cm de diâmetro e 200 gramas de peso, pode conversar com TVs que possuem Chromecast, lâmpadas e plugues inteligentes,  além de controlar luzes e ar-condicionado. 

##RECOMENDA##

O Google contabiliza que há centenas de dispositivos inteligentes de marcas variadas, como Positivo, TCL, LG e Sony, que fazem parte do ecossistema do Google Assistente. Uma pipoqueira ou uma cafeteira elétricas, por exemplo, podem ser ligadas através do Nest Mini bastando ter um plugue de tomada inteligente, que se comunique via wi-fi. Aparelhos que funcionam via bluetooth também podem funcionar com a caixinha.

O hardware também pode tocar músicas em serviços como Spotify, iniciar uma série na Netflix ou trazer as principais notícias do dia em mais de 20 jornais brasileiros. O Nest Mini pode ainda contar histórias infantis e oferece jogos otimizados para voz, como o Perguntados, conhecido app mobile.

Utilizando a caixa de som, o usuário consegue configurar rotinas criadas no Google Assistente à casa conectada. "Ok, Google, boa noite" pode ser um comando para que todas as luzes sejam apagadas e a temperatura mude.

O Google acredita que a caixa de som pode interessar diversos perfis, mas, inicialmente, há um público alvo. "O primeiro público que pode se interessar são famílias,  casais jovens, pessoas com rotina agitada", diz Maia Mau, diretora de marketing de Hardware da empresa. A área de casa conectada teve um faturamento de US$ 7,9 bilhões em 2018 e a projeção do Google é que cresça para US$ 31,7 bilhões em 2023.

[@#galeria#@]

Com graves duas vezes mais fortes que a versão anterior,  o Home Mini - que não chegou oficialmente ao Brasil, a caixa tem uma cobertura de tecido fabricada com garrafas pet 100% recicladas pós-consumo. Uma única garrafa de plástico de meio litro produz tecido suficiente para cobrir dois Nest Minis. No Brasil, o hardware será vendido em apenas duas cores, cinza claro e cinza escuro (ou giz e carvão, como chamadas pela companhia).

Outra característica do produto é que ele foi projetado para ser pendurado na parede. O Google promete ajuste de som inteligente no Nest Mini. Caso um liquidificador esteja ligado e a pessoa solicitar a previsão do tempo,  a resposta virá em um volume mais alto. Luzes de LED acendem quando a mão do usuário se aproxima, indicando onde pode ser ajustado o volume.

A Apple lançou seus novos fones de ouvido com cancelamento de ruído, na última quarta-feira (30). Os Airpods Pro, são compatíveis com a nova linha de iPhones da companhia (iPhone 11 e 11 Pro) e possuem resistência a suor, água e um design intra-articular ou seja, dentro da orelha. Dessa forma nenhum ruído entrará nos seus ouvidos, além daquele que você queira escutar.

 Ao preço de R$ 2.249, eles não são os únicos fones de ouvido de luxo lançados, que prometem cancelamento de ruído e funcionam sem estarem conectados diretamente à um celular. Se você quer dar uma olhada nesses itens de desejo para suas orelhas confira nossa lista de novidades para os ouvidos mais exigentes.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O Xbox 360 chegou aos assuntos mais falados do Twitter, nesta segunda-feira (28), após usuários fazerem uma 'cronologia gamer', listando os primeiros consoles que tiveram e apontando aqueles que continuam em funcionamento. Nas listas divulgadas na plataforma é possível conferir também nomes como SNES, Atari, Master System e Mega Drive.

O console da Microsoft foi lançado em novembro de 2005 e se destacava principalmente pelo uso do Kinect. Atualmente descontinuado, o Xbox 360 demorou para ser substituído pela companhia de Bill Gates. O console recebeu suporte oficial até 2016, o que permitiu que pudesse coexistir com seu sucessor, o Xbox One - lançado em 2013. Para aqueles usuários nostálgicos ainda é possível encontrar versões do dispositivo à venda na internet. 

##RECOMENDA##

[@#video#@]

A série 5 do Apple Watch, relógio inteligente da maçã, foi - com certeza - um dos maiores destaque do Apple Event deste ano. Após apresentar uma verdadeira independência do iPhone, possibilidade de ligações internacionais de emergência e novos cuidados com a saúde do usuário, o wearable chega ao mercado para encantar também os brasileiros. Mas prepare-se: se o vestível virou seu sonho de consumo, após aparecer no evento, saiba que não sairá barato ter esse pedacinho do futuro no seu pulso.

Se você não viu a apresentação da Apple ou não prestou atenção no painel do Apple Watch Series 5, vai gostar de descobrir o que ele oferece. Muito mais do que um relógio de pulso, o dispositivo oferece uma tela Retina Always-On que nunca dorme, um sistema de GPS mais eficaz, uma bússola para ajudar os usuários mais aventureiros, Controle do Ciclo (menstrual), e até um aplicativo para medir o Ruído e Atividade de que o veste.

##RECOMENDA##

O grande destaque fica para as melhoria no sistema de detecção de quedas. Se o cliente da Apple cair bruscamente e o aparelho identificar que a queda foi forte ele poderá realizar chamadas de emergência internacionais, diretamente do Apple Watch, automaticamente, mesmo sem o iPhone por perto. O serviço está programado para funcionar em mais de 150 países. 

Mas não é barato ter toda essa segurança e funcionalidade à distância de um toque. Para ter um Apple Watch Series 5 é preciso desembolsar de R$ 3.999 até R$ 11.999 (os modelos com a caixa branca de cerâmica e a Pulseira loop esportiva), dependendo dos componentes do dispositivo. Os relógios inteligentes estão disponíveis em dois tamanhos 44 mm e 40 mm e podem ser adquiridos com ou sem acesso a rede de celular. No Brasil, até o momento, as operadoras compatíveis com o aparelho são Claro e Vivo.

Na última quinta-feira (24), a Motorola fez um lançamento global de suas novas gerações das linhas moto G, One e moto E. Os aparelhos chegam ao mercado nos modelos Moto G8 Plus, Moto G8 Play, Motorola One Macro e Moto E6 Play. Os preços são um grande destaque já que os dispositivos variam de R$ 1.099 até R$ 1.699. Para você conhecê-los um pouco melhor, separamos os detalhes de cada uma das linhas, para não deixar faltar nenhuma informação. Abaixo um dos queridos da marca, que promete imagens nítidas mesmo quando tiradas muito próximas: o Moto One Macro.

Questão de centímetros

##RECOMENDA##

O grande destaque do aparelho é a câmera Macro, que permite focar a uma distância de apenas dois centímetros do objeto, cinco vezes mais perto se comparado a uma lente de um smartphone comum. O sistema de câmeras promete aplicar o foco muito mais rápido, trazendo fotos mais nítidas.

A tela do Moto One Macro vem com 6,2 polegadas. Já a ficha técnica do aparelho conta com Android Pie, processador Mediatek Helio P70M, Octa-core, 4GB de memória RAM, 64GB de armazenamento, expansível para 512 GB via Micro SD. Internet 4G, bateria de 4000 mAh, entrada para USB-C e fone de ouvido de 3.5 mm, são outros destaques. 

Nas câmeras o usuário vai encontrar a principal de 13 MP e as outras duas de 2 MP com o foco a laser, para imagens nítidas, mas rapidamente. O Moto One Macro chega ao mercado a partir de R$ 1.399 e já está disponível para compra em todo país. 

A Motorola anunciou nesta quinta-feira (24), o lançamento global das novas gerações das linhas moto G, One e moto E. Os aparelhos chegam nos modelos moto G8 Plus, moto G8 Play, motorola One Macro e moto E6 Play. Os preços são um grande destaque já que os dispositivos variam de R$ 1.099 até R$ 1.699.

Para você conhecê-los um pouco melhor, separamos os detalhes de cada uma das linhas, para não deixar faltar nenhuma informação. A primeira parte fica com os queridinhos do público que procura os smartphones intermediários da companhia, a linha G:

##RECOMENDA##

Os novos Moto G

Só da linha Moto G são dois smartphones com design totalmente novos. A ambos com com câmera tripla, oferecendo recursos premium na categoria intermediária. O primeiro é o Moto G8 Plus, que garante fotos mais nítidas com um sensor principal de 48 MP, Night Vision e um sistema Quad Pixel inteligente,  para fotos em ambientes com baixa luminosidade.

O aparelho inclui uma grande angular de 117° dedicada para gravar vídeos e um sensor de profundidade de 5 MP, que permite fotos em modo retrato. Para selfies, a câmera frontal trabalha com 25 MP.

O display do Moto G8 Plus tem 6,3 polegadas e o aparelho vem com uma bateria de 4.000 mAh para você não precisar carregar mais de uma vez ao dia. Na ficha técnica temos Android 9 Pie com a experiência pura da Motorola, 4GB de memória RAM e 64GB de armazenamento, expansível até 512 GB via MicroSD, internet 4G, entrada USB-C e para fones de ouvido. O processador Qualcomm Snapdragon 665 Octa-Core promete não fazer feio no modelo intermediário. 

Para o Moto G8 Play a potência diminui um pouco. Apesar do sistema de câmera tripla ser (quase) o mesmo com a grande angular de 117°, a câmera principal tem 13MP e se une com o sensor de profundidade de 2MP. A frontal tem 8MP. tela também é um pouco menor com 6,2 polegadas, mas a bateria de  4.000 mAh promete uma duração de uso interessante.

Ele também conta com Android 9 Pie puro, 2GB de memória RAM, 32GB de armazenamento, extensível até 512GB, 4G, entrada USB-C, entrada de fone de ouvido de 3.5 mm. O Moto G8 Plus chega ao mercado a partir de R$ 1.699. Já o Moto 8 Play pode ser encontrado por R$ 1.099. Os modelos estão disponíveis a partir de hoje em todo o País.

A JBL lançou na última quarta-feira (23), a PartyBox 1000, uma caixa de som mais robusta, cheia de efeitos luminosos. O aparelho chega ao mercado brasileiro se diferenciando das “caixinhas” habituais, principalmente, pelo tamanho e potência de seus alto-falantes. Os 1100W RMS e o tecnológico painel frontal em LED, faz do produto a caixa de som mais potente da marca da Harman.

O DJ PAD 4x4 é um painel luminoso capaz de criar até 48 efeitos sonoros personalizados pré-setados e 16 personalizáveis - como percussão, teclado, piano e outras possibilidades de mixagens. Além disso, o dispositivo acompanha uma pulseira detectora de gestos para comandar os efeitos.

##RECOMENDA##

É possível plugar o microfone, violão ou guitarra no equipamento. Ele também pode se conectar com outra PartyBox 1000 via TWS (True Wireless Stereo) - e, com um fio de saída RCA, é viável unir várias caixas para amplificar o som, mesmo em grandes espaços. O preço sugerido para adquirir o aparelho é de Preço sugerido: R$ 7.499.

Confira Especificações técnicas:

Entradas de energia: 100-240V CA

Entradas: RCA L/R, USB, entrada auxiliar de 3,5 mm, microfone/guitarra/violão com controle de volume

Saída: RCA L/R

Reforço de graves: Sim

Resposta de frequência: 45 Hz-20 kHz

Transdutores: 1 driver de compressão, faixa média de 2x7", woofer de 1x12" direcionado para baixo

Potência: 1100Wrms

Versão Bluetooth: 4.2

Dimensões do produto (L x P x A): 397 x 390 x 1050 mm

Peso: 34,7Kg

Unir o digital, com espaços físicos e de uma forma educativa é um dos grandes desafios de quem faz produtos para o público infantil. Porém, as empresárias à frente da Finestra Cortinas e Decoração, Ana Karla Castro e Malu Castro parecem ter encontrado o equilíbrio para seus clientes. Pensando em como trazer a interatividade para os quartos infantis, as sócias resolveram apostar em um papel de parede tecnológico, que ajuda os pais a contarem histórias para seus pequenos.

O produto conta com tecnologia interativa e funciona através de um aplicativo criado especialmente para a marca. Dessa forma, é possível acessar o conteúdo do papel de parede apenas apontando o smartphone na direção dos elementos da estampa. E eles não são estáticos. Cada papel de parede pode ser personalizado tanto nas cores, quanto na posição dos desenhos interativos. 

##RECOMENDA##

Entre as opções de elementos interativos estão papéis que contam a história de João e o Pé de Feijão, Cinderela ou até mesmo ensinam o alfabeto ou os lugares do mundo. "São vários tipos de papéis e várias tendências, várias cores diferentes. Ele também não é por rolo, ele pode ser na medida que você deseja, então não tem desperdício", afirma Malu.

[@#video#@]

O relógio inteligente da Apple salvou a vida de mais uma pessoa, nos Estados Unidos. Um alpinista de 28 anos, chamado James Prudenciano, foi resgatado após cair em um abismo com sua namorada, Paige Paruso, no Hartshorne Woods Park, em Nova Jersey. O casal estava fazendo uma trilha quando acabou se perdendo e entrando em queda livre rumo ao rio, que ficava logo abaixo. 

O recurso de detecção de quedas do Apple Watch discou automaticamente para o 911, logo após a queda do casal. James e Paige caíram no rio e o rapaz bateu em uma pedra, fraturando as costas em três lugares. Felizmente, a garota teve apenas ferimentos leves. “Eu estava gritando que morreria porque realmente sentia que morreria", disse ele em entrevista ao News 12. "Não havia como escapar disso para mim. Eu literalmente disse meu último adeus", afirmou.

##RECOMENDA##

James estava usando o Apple Watch Series 4, que possui o recurso de detecção de quedas e possibilitou uma maior agilidade no resgate do casal. Por ter apenas 28 anos, o recurso não seria ativado automaticamente, mas o rapaz haviaf de forma manual.

A detecção de quedas também está presente na versão mais nova do gadget, o Series 5, podendo concluir chamadas internacionais para serviços de emergência, independentemente de onde o relógio inteligente foi originalmente adquirido ou do plano da operadora do usuário. 

A Asus lançou na última segunda-feira (21), no Brasil, dois de seus smartphones mais poderosos. O primeiro deles é o Zenfone 6, que vem com a astuta Flip Câmera, que permite um uso melhor do display do aparelho. O segundo é o ROG Phone II, pensado para o público gamer. Os dois chegaram ao topo da lista dos celulares mais poderosos comercializados em agosto - feita pelo site especializado Antutu.

A gente já tinha adiantado alguns dos detalhes dos modelos que foram lançados lá fora e a ficha técnica permanece com a mesma qualidade. No Zenfone 6, a Flip Camera é um destaque por permitir 100% da utilização da tela de 6,4 polegadas, do aparelho. O módulo de câmera flip-up motorizado traz a câmera dupla com lentes de 48MP e grande angular de 13MP, para fotografar tanto a parte traseira, quanto selfies.

##RECOMENDA##

O aparelho vem com processador Qualcomm Snapdragon 855 octa-core de 7 nm e 2,8 GHz com até 8 GB de RAM e bateria de 5000mA. Por ser um smartphone considerado top de linha, o valor chega um pouco mais salgado, a partir de R$ 2.699, à vista. Confira a ficha completa.

Já o ROG Phone II é o celular de quem gosta de jogos mobile. Ele vem com processador Qualcomm Snapdragon 855 plus, com um clock de até 2,96 GHz. Os gráficos são fornecidos pela nova GPU Qualcomm Adreno 640, que prometem imagens mais realistas, além do sistema de refrigeração de câmera de vapor 3D GameCool II, que sustenta o desempenho em velocidade máxima por mais tempo.

O telefone também apresenta a primeira tela AMOLED HDR de 10-bit de 6,59 polegadas de 120Hz/1ms do mundo. Por ser um smartphone voltado para jogos o ROG Phone II precisava de uma superbateria e entrega. Os aparelhos da Asus, em geral, não decepcionam quando se comparam os carregamentos e a duração de suas baterias, no ROG II a super bateria é de 6.000mAh. 

A tecnologia de carregamento ROG HyperCharge retira o circuito de carregamento do telefone e o coloca no carregador especial de 30 W que permite ao ROG Phone II tempos de carregamento mais curtos (acima de 66% carregado em apenas 58 minutos), usando um cabo USB-C. O smartphone chega ao mercado custando a partir de R$ 4.499, vendido - assim como o Zenfone 6 - na loja online da Asus.

A Asus apresenta nesta segunda-feira (21), dois de seus mais novos smartphones, que serão oficialmente lançados em terras tupiniquins. O Zenfone 6 e o ROG Phone II, já fizeram sua estreia no mercado internacional, há cerca de 5 meses, e agora adentram em território nacional após o anúncio que será feito nesta segunda-feira (21), a partir das 17h.

O Zenfone 6 chama atenção pela câmera dupla, que aparece com um flip. Ou seja, não ocupa espaço no display, surgindo apenas quando solicitada pelo usuário. Já o ROG Phone II chega como uma opção ainda mais potente para quem gosta de jogar no celular. Confira a ficha técnica dos modelos lançados lá fora:

##RECOMENDA##

Zenfone 6

Display: tela de 6.4 polegadas com Gorilla Glass 6

Processador: Qualcomm Snapdragon 855 Octa-core;

Bateria: 5000mAh e com carregamento rápido, que pode durar até 26 dias de espera em 4G;

Câmera dupla Flip: principal com 48MP Sony IMX586 e uma grande angular de 13MP;

Memória e armazenamento: até 8GB de RAM e até 256 GB de memória expansível via cartão microSD de até 2 TB;

Compatibilidade com Google Pay;

Sistema Operacional: Android Pie com o novo ASUS ZenUI 6

Cabo USB C.

ROG Phone II

Display: tela de 6.5 polegadas com Gorilla Glass 6

Processador: Qualcomm Snapdragon 855 Octa-core;

Bateria: 6000mAh e com carregamento rápido

Câmeras: traseiras com 48MP e uma grande angular de 13MP e a frontal com 24 MP

Memória e armazenamento: até 12GB de RAM e até 1TB de armazenamento interno;

Sensores: Impressão digital na tela, reconhecimento facial, acelerador, bússola eletrônica , giroscópio, sensor de proximidade, sensor Hall, sensor de luz ambiente, sensores ultrassônicos para AirTrigger II e prensa de pressão, vibradores duplos;

Sistema Operacional: Android Pie com nova interface de usuário ROG;

Cabo USB C

LeiaJá também

--> Asus ocupa topo dos celulares mais potentes de agosto

--> Câmera do novo Zenfone 6 não impressiona

--> Zenfone 6 chega às lojas com tela gigante

O Google lançou um alerta para seus usuários nesta sexta-feira (18), relacionado ao horário de verão. A empresa afirma que, mesmo que a mudança não exista mais no Brasil, alguns telefones Android podem não ser atualizados a tempo. É possível que, nos dias 20 de outubro e 3 de novembro, os dispositivos que usam o sistema operacional da companhia adiantem seus relógios em uma hora, automaticamente. 

De acordo com a gigante da internet "Todas essas modificações impactam diretamente no Banco de Dados Global da IANA (em português, Autoridade para Atribuição de Números de Internet), que é utilizado por smartphones e dispositivos eletrônicos para garantir que você esteja sempre na hora certa, onde quer que esteja" e seria por conta disso que alguns celulares não teriam a informação necessária para evitar que seu relógio seja alterado.

##RECOMENDA##

Para não correr o risco de perder compromissos, a empresa aconselha definir a hora manualmente antes da meia noite do domingo, dia 20 de outubro, data em que começaria o horário de verão. Se o aparelho não sofrer nenhuma alteração de horário nas duas datas, significa que o telefone já foi atualizado pelos fabricantes ou, então, está seguindo as regras de rede da sua operadora. As configurações manuais podem ser mantidas até 16 de fevereiro de 2020, que seria a data de fim do horário de verão.

Confira como mudar a hora manualmente (via Google):

1 - Entre no menu Configurações e procure o item chamado “Sistema”, depois, escolha “Data e Hora” ou algo similar (em alguns aparelhos talvez não seja necessário passar pelo menu “Sistema”). 

2 - Desative as opções “Data e hora automáticas” e “Fuso horário automático”.

Aconteceu na última terça-feira (15), o Made by Google. O evento da gigante da internet não trouxe muitas surpresas, mas apresentou novos dispositivos que agora compõem o catálogo da companhia como o Nest Mini, o Pixelbook Go e o Pixel 4 - considerado o smartphone mais vazado de todos os tempos. Se você quer saber tudo o que rolou no evento, confira nosso resumo:

O Stadia está chegando

##RECOMENDA##

Um dos primeiros anúncios do evento foi a chegada da edição dos fundadores do  Stadia, no dia 19 de novembro. Para quem encomendou e recebeu antecipadamente o controle, feito especialmente para o serviço, a data marcará o início da comprar dos jogos prometidos pela empresa.  O produto ainda não tem previsão de chegar ao Brasil e está na pré-venda custando $129 (cerca de R$ 535). 

Conecte sua casa com os produtos Nest

Os produtos da linha Nest do Google, que ajudam a conectar a casa de forma inteligente, receberam duas adições à família, o Nest Mini e o Nest Wifi. A versão mini do assistente vem com uma potência de som maior,  luzes LED que acendem quando uma mão se aproxima para ajustar o volume e uma maior eficácia no controle das ações via voz. Além disso, o dispositivo está disponível em quatro cores: giz, carvão vegetal, coral e uma nova cor, Sky e pode ser preso à parede para economizar espaço na decoração. 

O aparelho também vem com um chip de aprendizado de máquina e um TeraOPS de poder de processamento, que permite mover algumas experiências do Google Assistente direto dos data centers da empresa. O produto está disponível para o mercado brasileiro, mas ainda não há previsão de chegada ou valor do dispositivo. 

Já o Nest Wifi é um roteador poderoso e um ponto Wi-fi que inclui o Assistente do Google, conectado diretamente ao modem, formando a base de uma rede doméstica. Ele permite que o usuário possa controlar os pontos de acesso à internet via comando de voz. O Nest Wifi estará disponível em oito mercados globais a partir de 4 de novembro, mas infelizmente o Brasil ainda não está nesta lista.

Pixel 4 e Pixel 4 XL

Muitos dos rumores sobre o Pixel 4 foram confirmados no evento. Entre eles estão o projeto Soli, com sensores de movimento que permitem que você use o aparelho sem tocar na tela, um assistente Google que permite multitarefas dizendo "ok, Google" apenas uma vez. Além disso, a adição de uma câmera e a melhoria dos softwares de imagem permitem ao usuário fotografar até mesmo estrelas. Para saber todos os detalhes, clique aqui.

Pixelbook Go

O Pixelbook Go deve chegar às lojas prometendo lidar com qualquer carga de trabalho, silenciosamente. Com uma tela de 13,3'' polegadas, sensível ao toque, o computador portátil exibe imagens com resolução 4K, tem bateria de até 12 horas, sistema operacional Chrome OS, Processador Intel Core que varia entre os modelos m3, i5 ou i7 de 8ª geração. Além disso, a memória também varia dependendo da unidade adquirida ficando entre 8 GB ou 16 GB de RAM e 64 GB e 256 GB de armazenamento. Os preços iniciais do Pixelbook Go vão de US $ 649 (R$ 2.689, na cotação atual), podendo chegar até US $ 1.399 (R$ 5.798, sem impostos).

Google Pixel buds

A próxima guerra da tecnologia será pelos seus ouvidos e para disputar essa batalha o Google apresentou os Pixel Buds. Sem aquele fio que interligava os dois fones a nova versão vem com um arco estabilizador que promete se encaixar suavemente e permanecer preso à orelha, mesmo quando o usuário estiver se exercitando.

Um dos destaques são as pontas dos fones que selam suavemente o ouvido para isolar os ruídos externos altos e fornecer áudio de alta qualidade. Também possuem Adaptive Sound, que ajusta dinamicamente o volume à medida que você passa de um ambiente silencioso para um barulhento, para que você não precise aumentar ou diminuir constantemente o volume. Dois microfones em cada fone de ouvido focam no som da sua voz enquanto suprimem outros sons em segundo plano, o que promete facilitar as chamadas de voz.

O Google Pixel Buds estará disponível no próximo ano nos EUA por US $ 179, e terá quatro cores: Clearly White, Oh So Orange, Quite Mint and Almost Black. Mas ainda não há previsão de chegar ao Brasil.

Nesta quarta-feira (15), o Google preparou um evento focado em apresentar seus novos dispositivos e tecnologias que devem chegar ao mercado em breve. Apesar de não contar com grandes surpresas a empresa aproveitou para apresentar uma data para o início do Google Stadia, lançar o Pixel 4 e uma nova versão para a sua linha de laptops: o Pixelbook Go. O dispositivo chega às lojas após um hiato de dois anos, prometendo lidar com qualquer carga de trabalho silenciosamente.

Com uma tela de 13,3'' polegadas, sensível ao toque, o computador portátil exibe imagens com resolução 4K, sem grandes dificuldades. A bateria promete durar até 12 horas e, caso você precise recarregá-lo, o laptop possui carregamento rápido que dá duas horas de bateria em apenas 20 minutos .

##RECOMENDA##

Um dos destaques do laptop é o teclado Hush, que traz teclas silenciosas e com iluminação de fundo para ajudar a digitar mais facilmente. Com sistema operacional Chrome OS, processador Intel Core que variam entre os modelos m3, i5 ou i7 de 8a geração, a depender do modelo escolhido, o notebook vem com memória entre 8 GB ou 16 GB de RAM e 64 GB e 256 GB de armazenamento.

O preço inicial do Pixelbook Go é de US $ 649 (R$ 2.689, na cotação atual), podendo chegar até US $ 1.399 (R$ 5.798, sem impostos). Porém, assim como muitos dos produtos da linha pixel, o aparelho não tem data para chegar ao Brasil.

O Google anunciou nesta terça-feira (15), durante o evento "Made by Google" o seu novo smartphone da linha Pixel. Tido como o celular que mais teve vazamentos na internet, o Pixel 4 foi a estrela da apresentação, descatando-se principalmente por conta de seus novos recursos. Muitos dos rumores já haviam sido confirmados como o projeto Soli, com sensores de movimento, além das três cores disponíveis e um assistente Google muito mais rápido e funcional. 

Fotos ao infinito e além 

##RECOMENDA##

Se você gosta de fotografia vai ficar feliz com as melhorias anunciadas no Made by Google para o Pixel 4. O telefone, que chega em duas versões, incluindo a XL, agora conta com duas câmeras na parte de trás, incluindo uma nova lente teleobjetiva. Ela deve funcionar em conjunto com um recurso de software chamado Super Res Zoom, que promete oferecer a mesma qualidade da imagem não importando a distância.

Outro recurso que mistura as lentes com os softwares de melhoramento de imagem da companhia é o Modo Nortuno, que recebe um "upgrade" para que você consiga tirar fotos do céu, à noite, captando até mesmo as estrelas. Por se tratar de uma melhoria de software os telefones Pixels 3 e 3a também receberão uma versão do recurso.

Google Assistente e gravadores de voz

Uma das melhorias mais impressionantes do Pixel 4, em relação ao uso do smartphone está no Google Assistente. A ferramenta poderá realizar multitarefas sem precisar do famoso "ok Google" em toda as ações. O funcionamento desse recurso já havia sido mostrado no começo do ano durante o Google I/O. Incluindo a possibilidade de apagar as mensagens de voz gravadas pelo celular para aprendizado. 

Para usar a ferramenta basta dizer o famoso comando de voz do Android apenas um vez e ir solicitando as ações de acordo com a sua necessidade. Ele pode abrir aplicativos rapidamente, pesquisar no seu telefone, compartilhar o que há na tela e muito mais.

Além disso, o aparelho conta com um gravador de voz, feito especialmente para o celular, que escreve em tempo real tudo aquilo que é dito. O lançamento deste recurso pode ser o motivo pelo qual celulares com Android atualizado não conseguem mais baixar apps para gravar a voz de seus usuários. Se for disponibilizado para todos os aparelhos com o sistema operacional da companhia é possível que essas ferramentas, feitas por terceiros, nem deixem saudade.

Projeto Soli

Esqueça tocar na tela do seu celular para realizar pequenas ações. O recurso de sensor de movimento do Pixel 4 detecta pequenos gestos feitos na frente do seu telefone. Se você está em frente ao smartphone ele iniciará o desbloqueio facial, se vai para longe desligará a tela, já que você não está por perto. Com os novos gestos rápidos, será possível pular músicas, ignorar chamadas, desligar o despertador e muito mais. 

O Pixel 4 custa US $ 799, cerca de R$ 3311 na cotação atual, e o Pixel 4 XL sai por US $ 899 - aproximadamente R$ 3725. Os telefones serão disponibilizados no dia 24 de outubro e vem em três cores, Clearly White, Just Black e uma edição limitada, Oh So Orange. Infelizmente, ainda não há previsão para os telefones da linha Pixel chegarem ao Brasil. 

[@#video#@]

Confira a ficha técnica dos aparelhos

Pixel 4

Tela de 5,7" polegadas com display FHD + OLED flexível a 444 ppi, Gorilla Glass 5 e Suporte HDR.

Bateria: 2800 mAh, com carregador USB-C de 18 W e carregamento rápido

Memória e Armazenamento: 6 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB

ProcessadoresQualcomm Snapdragon 855

Câmeras: traseiras de 16 MP e 12 MP e frontal de 8MP

SensoresActive Edge

Sensor de proximidade / luz ambiente

Acelerômetro / Gyrometer

Magnetômetro

Barômetro

Hub do sensor Android

Tátil afiado e texturizado

Microfones

Sentido de movimento

Pixel 4 XL

Tela de 6,3'' polegadas com QHD + OLED flexível a 537 ppi, Gorilla Glass 5 e Suporte HDR 

Bateria: 3700 mAh com carregador USB-C de 18 W e carregamento rápido 

Memória e Armazenamento: 6 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB

Processadores: Qualcomm Snapdragon 855

Câmeras: traseiras de 16 MP e 12 MP e frontal de 8MP

Sensores: Active Edge

Sensor de proximidade / luz ambiente

Acelerômetro / Gyrometer

Magnetômetro

Barômetro

Hub do sensor Android

Tátil afiado e texturizado

Microfones

Sentido de movimento

A Brasil Game Show começou na última quarta-feira (9) e está trazendo novidades, além de diversas atividades para o público. Entre os anúncios está o Zephyrus S, o novo laptop da Asus, que está sendo considerado pela empresa como o notebook gamer mais fino do mundo. 

Com cerca de 15 milímetros de espessura, o aparelho traz  GPU GeForce RTX2080 Max-Q e processador IntelCore i7. A tela de 15,6 polegadas é do mesmo tamanho do seu antecessor, mesmo com o dispositivo mais fino. O Zephyrus S também usa uma mistura de liga de alumínio e magnésio em sua construção para garantir que o chassi encontre o melhor equilíbrio entre força e peso.

##RECOMENDA##

Pertencente a linha ROG da Asus o notebook também é equipado com o Sistema Aerodinâmico Ativo (AAS), que ajuda no resfriamento da máquina. O Sonic Studio III adiciona som surround virtual para uma imersão mais profunda com fones de ouvido estéreo e possui um novo recurso de injeção de APO que estende a virtualização dos alto falantes a uma gama mais ampla de equipamentos, incluindo fones de ouvido analógicos padrão, juntamente com fones de ouvido USB, DACs externos e dispositivos VR.

Ficha técnica 

Sistema Operacional: Windows 10 Home

Processador: Intel i7

Gráficos: NVIDIA GeForce RTX2080 (Max-Q)(Boost Clock: 1230MHz, 90W) 8GB GDDR6 VRAM

Memória: 8GB com capacidade para expandir até 24GB

SSD: 1TB

Peso: 2,5 kg

LeiaJá também

--> Confira 5 ótimos Notebooks Gamers lançados no 1º semestre

--> Asus apresenta laptops profissionais e novo ROG Phone II

--> Asus lança nova linha de notebooks no Brasil

Se você tem em torno de 30 anos, e buscar bem fundo na memória, vai lembrar da evolução dos aparelhos de telefone mobile. De grandes “tijolos” de tela pequena, os celulares evoluíram para versões cada vez mais finas e tomadas por displays cada vez maiores. De 2007 para cá, quando o primeiro iPhone chegou dando o pontapé para formato que conhecemos hoje, muita coisa mudou e agora o design dos smartphones como conhecemos pode estar chegando ao fim.

Esqueça aquela tela grande, porém solitária. O display continua a crescer, mas agora está sendo dobrado para caber no seu bolso. Literalmente. Desde que a Samsung anunciou que lançaria o Galaxy Fold - que em um primeiro momento não pareceu dar muito certo - as empresas de telefonia começaram uma verdadeira corrida para colocar seus próprios modelos dobráveis no mercado. 

##RECOMENDA##

Recentemente, a mais nova gigante a entrar no movimento da tela dupla foi a Microsoft que, após o fracasso do Windows Phone, voltou a fabricar dispositivos mobile com o Surface Duo - o celular que ninguém esperava, mas que, com certeza, entrou na lista de desejos de muita gente. Huawei, Xiaomi e LG também são outros nomes que estão preparando o público para seus modelos flexíveis. Mas será que esse é realmente o futuro? Se você ainda não viu os modelos que vem por aí, confira nossa lista e decida se os smartphones dobráveis vão dobrar seu coração.

[@#video#@]

O Zenfone 6 ainda nem foi lançado oficialmente, mas parece não ter impressionado muito os sites internacionais especializados. O Dxomark, famoso por fazer rankings com as especificações de aparelhos mobile, principalmente câmeras, avaliou o desempenho do aparelho da Asus e o resultado não vai empolgar muito quem faz questão de uma boa imagem na hora de tirar as fotos.

O smartphone não figurou nem entre as 10 câmeras mais potentes. Atrás de modelos como o Huawei Mate 30 Pro (que ocupa o pódio com 121 pontos), o Samsung Galaxy Note 10+ (com 117) e os nem tão novos Huawei P20 Pro (109) e Apple iPhone XS Max (106), o Zenfone 6 estacionou na 12º posição do ranking (com 104 pontos).

##RECOMENDA##

O com lançamento previsto para 21 de outubro, o telefone vem com processador Snapdragon 855, display LCD IPS de 6,4 polegadas e armazenamento de até 256GB com 8Gb de RAM. Além disso ele também apresenta uma câmera dupla com um módulo flip-up motorizado, que só aparece quando o usuário precisa.

Confira as especificações da câmera:

Câmera dupla flip-up motorizada

Primário: sensor Sony IMX586 quad-bayer de 1/2 polegada (saída de 12Mp) de 48Mp com lente de abertura f / 1.8 equivalente a 26mm

Ultra-amplo: sensor de 13 MP com lente de abertura f / 2.4 equivalente a 11 mm ( campo de visão medido de 15 mm )

Foco automático PDAF e laser

Flash com LED duplo

Vídeo de 2160p (4K) a 30fps (padrão) com opções de 1080p / 240fps e 720p / 480fps

Estabilização de vídeo Gyro- EIS (exceto a 720p / 480fps)

Nem só de Prime se fazem os lançamentos da Amazon. Para completar o pacote de novidades que a empresa está colocando no Brasil, está Alexa. A assistente virtual da companhia chega para dividir os holofotes da Siri e do Google Assistente ao ajudar o usuário a solicitar serviços e ações via comando de voz. 

E ela não vem sozinha. Para ajudar o serviço a funcionar corretamente os dispositivos Echo Dot e Echo Show 5, feitos para conectar a casa de forma inteligente, chegam na próxima semana para tornar a experiência ainda mais completa. De acordo com o comunicado feito pela Amazon marcas como Bose, LG, Sony, JBL, Yamaha, Intelbras e Positivo estão lançando dispositivos que funcionam com a Alexa ou possuem a assistente embutida.

##RECOMENDA##

Além de chegar falando o idioma nativo dos brasileiros, a ferramenta, que vem com um modo de falar melhorado, mais coloquial, vai ajudar o usuário a pedir comida por apps como o iFood, chamar um carro pelo Uber, ouvir música pelo Spotify, sem precisar de um acesso manual. Ela também vai funcionar integrada com outros serviços da companhia como o Prime TV e Amazon Músic, que chegaram ao Brasil, em setembro

Os speakers Echo Dot e Echo Show 5 são vendidos a R$ 249 e R$ 449 (preço promocional de pré-lançamento), respectivamente, e o Amazon Echo estará disponível para clientes em novembro - ainda sem preço oficial. Eles, assim como outros produtos compatíveis com a Alexa, podem ser adquiridos pelo site da Amazon. 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando