Tópicos | Novatos

Sem espaço dentro das legendas e longe da articulação política dos líderes para emplacar seus projetos, deputados de primeiro mandato criaram um grupo paralelo, suprapartidário, para tentar ampliar sua influência na pauta da Câmara. O grupo já se reuniu com o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para discutir as propostas da "nova bancada".

As primeiras conversas sobre a criação do autodenominado Grupo Parlamentar Suprapartidário (GPS) nasceram em um grupo de WhatsApp formado por 18 deputados federais da oposição que votaram a favor da reforma da Previdência no segundo turno da Câmara, contrariando a orientação de seus respectivos partidos.

##RECOMENDA##

Os "dissidentes", alguns alvos de sanções, avaliam que podem se fortalecer com a união. A ideia básica é propor e votar juntos durante as sessões deliberativas da Câmara. "Não é um parlamentar específico que vai mudar o Brasil, é um grupo", disse o deputado Felipe Rigoni (PSB-ES) ao justificar a criação do GPS.

Conforme revelou a Coluna do Estadão na quarta-feira passada, Rigoni e outros 14 deputados se reuniram em um almoço, em Brasília, para discutir os caminhos do grupo. Sentada à frente de Rigoni, a deputada Tabata Amaral (PDT-SP) foi uma das que se mostraram frustradas com o ritmo da tramitação das propostas. Segundo dois participantes do encontro, a parlamentar - autora de cinco projetos de lei - teria afirmado que, apesar de toda "publicidade espontânea" do seu nome, não consegue avançar como queria em temas do seu interesse.

Rigoni, Tabata e outros nove parlamentares lançaram um manifesto no mês passado em que pedem que parlamentares possam exercer o mandato com independência, sem o risco de punições dos partidos. "Enquanto existir o presidencialismo, o multipartidarismo e a federação, as lideranças partidárias precisarão ouvir e negociar com suas bases, dissidentes ou não", afirmou Tabata em artigo publicado após a votação da Previdência.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo no mês passado, a deputada disse que "tem muito machismo" nas críticas que recebeu de colegas de Parlamento. Ela ainda pode ser expulsa do PDT por ter votado a favor do projeto de reforma da Previdência.

Desconforto

Para o cientista político e professor do Insper Carlos Melo, o fenômeno da formação de grupos suprapartidários não é recente e seria fruto da falta de rigor dos partidos na formação de suas bases e na escolha pragmática de candidatos que possam ter um bom resultado eleitoral. "Você vai encontrar esse tipo de desconforto em vários partidos, talvez tenha exceções em partidos mais ideológicos como PSOL e Novo, porque têm uma disciplina interna muito forte, mas o critério de seleção dos candidatos não é ideológico", avalia. "É super pragmático e, depois que se elegem, as pessoas veem que não têm compatibilidade com suas legendas."

Na análise de Melo, Tabata e Rigoni, por exemplo, teriam mais identidade entre si do que com suas siglas. Mas ele ressalta que a atuação de grupos como o GPS pode resultar em impasses, tanto internos quanto em relação às legendas de cada um de seus integrantes. O grupo, por exemplo, não terá como exigir fidelidade de seus membros e os partidos podem punir de forma mais severa aqueles que desrespeitarem novamente decisões sobre votações.

Oficialmente, o GPS se define como um "movimento de pessoas que age com um propósito ou objetivo definido sem qualquer tipo de influência ou ideologia tanto dos partidos de esquerda ou de direita".

A ideia da frente suprapartidária nasceu de uma conversa com o presidente da Câmara. Maia aconselhou deputados de primeiro mandado que não se sentiam representados em seus partidos e bancadas a buscarem uma atuação parlamentar conjunta.

O grupo já se vê como uma espécie de "bloco alternativo", sem a formalização dos partidos, para pressionar líderes, presidentes de comissões e o próprio presidente da Casa para pautar agendas comuns. Maia tem tratado o grupo quase como se fosse uma estrutura tradicional da Câmara, recebendo seus integrantes em seu gabinete e na residência oficial. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A B3, operadora da Bolsa de Valores de São Paulo, ganhou 193 mil novos investidores pessoas físicas em 2018, alta de 31% em relação ao ano anterior. Agora, esses recém-chegados terão até o dia 30 para fazer a declaração do Imposto de Renda e informar as ações, investimentos e títulos negociados em 2018. Especialistas alertam que esses novatos precisam ter cuidado para não fazer declarações duplas, tributar prejuízos ou cair na malha fina por deslizes.

O coordenador do curso de Ciências Contábeis da Universidade Cidade São Paulo (Unicid), Wagner Pagliato, recomenda que o investidor acompanhe mês a mês os rendimentos e prejuízos de cada uma das ações. Para fazer esse cálculo, ele pode usar os informes mensais que as próprias corretoras de ações oferecem aos clientes para saber se o saldo foi positivo ou negativo.

##RECOMENDA##

No caso das ações, se houver ganhos acima de R$ 20 mil em um mês, haverá tributação (para quem negociou bitcoins, o mínimo é R$ 35 mil). Caso o rendimento seja inferior a esse valor, há isenção, mas é necessário declarar do mesmo jeito.

Em algumas corretoras, o imposto já é retido no momento do lucro. Pagliato frisa que, nesse caso, é preciso tomar cuidado para não haver dupla tributação: no abatimento mensal e, depois, no ano seguinte, no IRPF. Caso a corretora já tenha feito o desconto, o contribuinte precisará apenas informar quanto lucrou.

Pagliato brinca que, na hora de declarar os rendimentos do último ano, existe sempre um "dedo-duro": a própria corretora, que repassa as operações de ações à Receita Federal. "Se você não declarar, você fica na malha fina. Não tem saída. Tem de declarar."

É o caso do militar Rodrigo Amorim, que sempre fez sua declaração sozinho. Sem dependentes ou deduções, ele acredita que entregar o IRPF será mais complicado neste ano, pois comprou ações na Bolsa em 2018. "É a primeira vez que tenho de declarar esses investimentos", diz, citando a dificuldade do processo. "Só não fiz a minha declaração ainda por causa disso."

A advogada tributarista Andréa Marco Antonio, do escritório Schneider Pugliese Advogados, explica que as dúvidas são recorrentes quando se trata da tributação de investimentos. "É natural, não é mesmo um processo simples de entender", diz a especialista. Ela ressalta que, no caso de o contribuinte ter contas em mais de uma corretora e negociar ações em todas elas, os cálculos de ganhos e perdas mensais se tornam mais complexos e é necessário cruzar os dados para evitar que prejuízos deixem de ser abatidos do valor total.

Passos

Além do cuidado com os impostos retidos durante o ano, Andréa cita atitudes para que os novatos na renda variável não se percam. A primeira providência é pedir informe de rendimentos nas corretoras. A partir desses documentos, é preciso preencher no espaço destinado à "Renda Variável" o lucro obtido nas negociações desses ativos durante 2018. Depois, ainda é preciso declarar todos os produtos financeiros no campo "Bens e Direitos".

Nessa etapa, porém, só devem ser listados os produtos que não foram vendidos e ainda fazem parte do patrimônio do contribuinte. Nessa última etapa, o valor declarado deve ser o de compra das ações ou cotas, e não o valor atual. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Sem conseguir até agora apoio suficiente para aprovar a reforma da Previdência, o Palácio do Planalto decidiu abrir o cofre. A estratégia do governo foi feita sob medida para agradar a deputados e senadores de primeiro mandato com repasses individuais que podem ficar perto de R$ 5 milhões. O valor ainda não está fechado, mas a Casa Civil negocia a concessão de uma espécie de bônus para os novatos, já que eles só terão direito às emendas parlamentares a partir de 2020.

A ideia é que os calouros do Congresso possam destinar recursos a seus redutos eleitorais para a conclusão de obras já em curso e também para ações e serviços em saúde e educação. Dos 513 deputados, 243 estão no primeiro mandato. No Senado, 46 dos 81 são novos. Se a equipe econômica aprovar o valor próximo a R$ 5 milhões, o total liberado será de aproximadamente R$ 1,4 bilhão para deputados e senadores eleitos em primeiro mandato.

##RECOMENDA##

A cifra não inclui emendas impositivas (obrigatórias) para os parlamentares que foram reeleitos. Cada um deles receberá R$ 15,4 milhões, despesa já prevista no Orçamento. Ao longo do ano serão R$ 9,2 bilhões para Câmara e Senado. Embora sejam obrigatórias, as emendas sempre funcionaram como moeda de troca em momentos de votações consideradas cruciais para o governo, como é o caso das mudanças na aposentadoria. Informado por líderes de partidos, na terça-feira, de que a reforma da Previdência não passa no Congresso como está, o presidente Jair Bolsonaro já admite "cortar gorduras" e negociar alguns pontos, como baixar a idade mínima para aposentadoria das mulheres de 62 para 60 anos (mais informações no caderno de Economia).

Apesar do discurso oficial contrário à barganha política, o Planalto também vai liberar cargos de segundo escalão, além das emendas e do crédito para parlamentares calouros. Trata-se de uma prática antiga, mas que vai na contramão da retórica de campanha. Ainda não se sabe, no entanto, se os repasses aos recém-eleitos ocorrerão por meio de crédito suplementar - modelo que necessita de aprovação do Congresso - ou se os valores serão remanejados dentro do próprio Orçamento.

"Não tem nada de diferente nisso. Se fosse toma lá, dá cá, os repasses seriam só para os deputados e senadores aliados, mas não é isso. Todos os novatos vão receber, independentemente de partidos, para colocar nas suas bases", disse o secretário especial da Casa Civil para a Câmara, Carlos Manato. Ex-deputado, Manato afirmou que "isso é justiça".

Diante das queixas de "descaso" do governo, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, assegurou a líderes partidários, na terça-feira, que a equipe econômica não vai passar a tesoura nas emendas parlamentares. "Não haverá contingenciamento", disse ele. Responsável pela articulação política do Planalto com o Congresso, o titular da Casa Civil também avisou que os políticos poderão fazer indicações para cargos em repartições federais nos Estados, desde que preenchidos "critérios técnicos", como determina a Controladoria-Geral da União (CGU). Advertiu, porém, que ministros terão poder de veto sobre as indicações.

'União'

Bolsonaro não tem até agora uma base de sustentação consolidada no Congresso e só conta com a adesão formal de seu partido, o PSL. A legenda tem se mostrado dividida, mas a deputada novata Joice Hasselmann (SP), escolhida como líder do governo no Congresso, promete trabalhar pelo bom relacionamento. "Se precisar, vou pedir votos até para o PT", comentou. "Na pauta de costumes a gente briga, mas, na Previdência, precisamos ter união."

Para o deputado Daniel Freitas (PSL-SC), que também está no primeiro mandato, a estratégia do governo para beneficiar os calouros garante a isonomia entre os parlamentares. "Ficamos felizes porque vamos poder contribuir com nossos Estados e municípios", argumentou.

Freitas nega o isolamento do PSL e diz ter convicção de que a reforma da Previdência será aprovada depois que forem feitos pequenos "ajustes" na proposta. "São questões pontuais, que não devem ser ampliadas para o País não perder a possibilidade de caminhar a passos largos", observou o deputado.

Líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS) classificou como "uma vergonha" a liberação do crédito para os novatos. "É fisiologismo e contraria tudo o que Bolsonaro disse na campanha", insistiu. Ao ser lembrado de que a verba também deve beneficiar a oposição, Pimenta respondeu: "Nunca tratamos e nem trataremos disso com ninguém." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Alunos novatos da rede municipal de ensino da cidade de Paulista, localizada na Região Metropolitana do Recife (RMR), podem realizar as matrículas a partir da próxima segunda-feira (7). O procedimento deve ser feito na escola mais próxima do estudante. Quem for menor de 18 anos, precisa estar acompanhado dos pais ou responsáveis. Aqueles que forem maiores de idade podem realizar o trâmite sozinhos, junto à instituição de ensino.

Para realizar a inscrição é necessário levar transferência provisória ou definitiva ou histórico escolar, este não contendo falhas ou rasuras; cópia da certidão de nascimento ou casamento; comprovante de residência com CEP; carteira de vacinação atualizada conforme Lei Estadual nº 13.770/09; comprovante de tipo sanguíneo e fator RH do estudante, de acordo com Lei Estadual nº 15.058/2013; e duas fotos 3x4.

##RECOMENDA##

As escolas estarão abertas das 8h às 14h, de segunda a sexta-feira, para realização das matrículas. Apesar de não existir prazo para término das candidaturas, a recomendação da prefeitura de Paulista é que o procedimento seja realizado o mais rápido possível para que o aluno não perca a oportunidade de estudar na escola desejada. 

Em caso de dúvidas, os interessados podem entrar em contato com Secretaria de Educação do município peo telefone (81) 3433-9069. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Atualmente, Paulista conta com 18 mil estudantes matriculados em 62 unidades de ensino.

LeiaJá também

-> Matrículas na rede municipal serão feitas até sexta (4)

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) ainda indicará dois nomes para comandar os ministérios do Meio Ambiente de Direitos Humanos para fechar a equipe que vai compor o primeiro escalão de seu governo. No entanto, um balanço já pode ser feito: 80% dos indicados pelo militar são novatos na política. 

De acordo com balanço feito pelo jornal O Globo, dos 20 indicados até agora, 16 nunca foram sequer secretários estaduais ou municipais. Entre os 20 futuros ministros, 15 nunca ocuparam cargos no Legislativo. 

##RECOMENDA##

Apenas dois nomes já possuem experiência em comandar ministérios: Osmar Terra, indicado para a pasta da Cidadania, foi ministro de Desenvolvimento Social até abril no governo Temer e Wagner Rosário, atual titular da Controladoria-Geral da União (CGU), posto no qual vai continuar. 

Durante a campanha, Bolsonaro prometeu enxugar a estrutura do primeiro escalão, dos atuais 29 para 15 ministérios e, depois, aumentou. "Não vai chegar a 20 [ministérios], não, tá? É 20 no máximo ali. Porque a gente vai vendo, por uma governabilidade até, não podemos sobrecarregar demais uma pessoa em um ministério", chegou a garantir.

Com um alto índice de renovação trazida pelas urnas à Câmara dos Deputados neste ano, a Casa deu início nessa quarta-feira (28) a um "cursinho" para os 243 novos deputados que assumem seus mandatos em fevereiro do ano que vem. Muitos deles são neófitos na política e as aulas têm como objetivo apresentar conceitos básicos da legislatura.

Serão ao todo quatro seminários para os parlamentares eleitos com aulas sobre processo legislativo e orçamentário. A série de encontros foi iniciada com um evento de boas-vindas aos novatos que teve a participação de servidores do Congresso e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

##RECOMENDA##

"Não tem lugar para todo mundo na CCJ (Comissão de Cidadania e Justiça)", avisou Maia, logo no início de sua fala. A comissão é a mais cobiçada da Câmara e a participação em sua mesa começou a ser disputada pela nova legislatura. Eleita pelo PRP, mas de mudança para o PSL, a advogada Bia Kicis é uma das deputadas que já anunciou que quer concorrer à presidência da CCJ.

O presidente da Casa falou aos novatos sobre tramites básicos da legislatura, como a duração das sessões. Ele também defendeu mudanças para que haja "menos obstrução e mais espaço para debate". De olho no perfil da nova Câmara, que elegeu muitos nomes oriundos da internet, Maia fez uma provocação para que eles ampliem o uso das redes sociais pela Casa e lembrou que está em curso um trabalho de redução de custos.

No meio do seu discurso, Maia notou a chegada do vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (MDB-MG), e convidou o colega ao palco. "Senta aqui, Fabinho", disse ele. Os dois deverão ser adversários no próximo ano na disputa pela presidência da Câmara. Fabinho fez um breve discurso em que defendeu a aprovação de reformas para o País.

Ausências

Cerca de 100 novos deputados participaram do evento organizado nesta quarta-feira, 28, pela Câmara. Algumas ausências foram notadas, como de Joice Hasselmann (PSL-SP) e de Tabata Amaral (PDT-SP) - duas das mulheres mais bem votadas nestas eleições - e ainda de Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos mais jovens eleitos.

Nos bastidores, os novatos comentavam sobre a disputa pela presidência da Câmara e especulavam quais serão os direcionamentos dos seus respectivos partidos. Muitos aproveitaram para estudar sobre quais comissões poderão participar e outros para se conectar aos novos colegas.

"É um importante primeiro contato com a Casa", disse Ricardo Guidi (PSD-SC). "É o primeiro 'networking' entre os deputados para que possamos já começar a articulação", afirmou Luís Miranda (DEM-DF). Miranda tem uma empresa de investimento imobiliário nos Estados Unidos, chamada LX Holding. Ele diz que ganha mais lá do que deverá receber como deputado, mas que decidiu entrar para a política mesmo assim. "Quero apoiar a reforma tributária", disse.

Eleitos pelo PRB em Pernambuco, Silvio Rocha e Ossesio disseram que já começaram a analisar quais comissões pretendem pleitear participação a partir de fevereiro. Em relação ao posicionamento do partido, afirmam estar alinhados com a "agenda liberal" para o País. Sobre a Escola sem Partido, no entanto, Rocha - que é formado em pedagogia - afirma que o projeto precisa de "mais diálogo ainda para avançar". Após o evento realizado em um dos auditórios da Câmara, os novatos foram convidados por Fábio Ramalho para um almoço. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A pouco mais de três meses de assumirem seus mandatos, deputados e senadores eleitos no dia 7 já iniciaram uma corrida por gabinetes no Congresso para tentar garantir os mais bem localizados ou com mais espaço. Para isso, começaram a vir a Brasília para conhecer o novo ambiente de trabalho e escolher onde vão se instalar.

Um dos gabinetes mais disputados é o do candidato à Presidência pelo PSL, deputado Jair Bolsonaro (RJ). De acordo com assessores, já há uma fila de novatos do partido querendo ocupar a cadeira do capitão reformado. O interesse se dá justamente por ser o local de trabalho do presidenciável, já que a sala não está em uma área nobre. Ela fica em um dos anexos da Câmara, local apelidado por funcionários e parlamentares de "puxadinho" ou "chiqueirinho". Esses gabinetes não têm banheiros privativos e são menores.

##RECOMENDA##

Apesar da procura, a sala de Bolsonaro não poderá ser entregue a qualquer deputado. A distribuição dos gabinetes segue regras já determinadas pela Casa. Os deputados reeleitos têm prioridade na escolha. Eles podem manter os atuais gabinetes ou escolher outros. Ex-presidentes da Câmara, ex-parlamentares que tenham sido titulares de mandatos, suplentes que tenham exercido o cargo por mais de um ano, pessoas com dificuldade de locomoção ou com necessidades especiais, quem tem mais de 60 anos, mulheres e cônjuges, pais, filhos ou irmãos de deputados podem escolher qual gabinete querem ocupar. Os que sobrarem são sorteados entre os demais parlamentares. Após a definição, é comum que os próprios deputados troquem de gabinete entre si.

Quem ficar com a sala de Bolsonaro poderá ter como vizinho o filho do presidenciável, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que foi o campeão de votos das eleições deste ano.

Diferentemente da Câmara, a distribuição de gabinetes no Senado passa pelo crivo do presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE), que não foi reeleito. É a ele que os senadores precisam recorrer para garantir seus espaços.

Eleito senador por Goiás, o apresentador de TV Jorge Kajuru (PRP) pediu a assessores que sondassem e medissem o gabinete de Zezé Perrela (MDB-MG), que deixará o cargo no fim do ano.

O gabinete do mineiro é cobiçado pela ótima localização - está próximo da entrada do plenário, fica ao lado do gabinete da presidência da Casa e tem vista para a Praça dos Três Poderes.

Outro gabinete que já é alvo de interesse e também ficará vago é o do senador Romero Jucá (MDB-RR). Embora esteja localizado em um dos anexos do Senado, longe do plenário, é mais espaçoso do que a maioria das salas e conta com acesso direto para a garagem, privilégio de poucos. Com mais quatro anos de mandato, o senador Lasier Martins (PSD-SP) é um dos que estão de olho no local.

Aliado de Bolsonaro, Major Olímpio (PSL-SP) também já tem seu preferido - ele quer o gabinete que pertencia a Aloysio Nunes (PSDB-SP), hoje ministro do Itamaraty, conforme antecipou a Coluna do Estadão.

Além destes, gabinetes que ficam na torre principal do Senado, como o de Aécio Neves (PSDB-MG), eleito deputado, ou que ficam próximos às comissões, como o de José Agripino (DEM-RN), também estão entre os preferidos.

Lideranças

Outra disputa que se inicia, principalmente na Câmara, é a por espaços para as lideranças partidárias. Atualmente, 25 siglas ocupam 58 salas da Casa. Eles não precisam pagar pela ocupação dos espaços e os locais são distribuídos de acordo com o tamanho de cada sigla. Com o crescimento exponencial na próxima legislatura, o PSL já está de olho em gabinetes nobres.

A legenda, que terá 52 deputados, ocupa hoje uma sala provisória. A intenção é migrar para uma área próxima ao gabinete da Presidência da Câmara, onde estão atualmente as lideranças do MDB e do DEM. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A Copa do Mundo de 2018, na Rússia, terá uma final inédita. Com a eliminação do Brasil para a Bélgica, não há mais possibilidade de uma decisão repetida no maior torneio de seleções do planeta, que tem ainda quatro "não-campeões" na disputa.

A única possibilidade de final que já ocorreu era Brasil e Suécia, que decidiram a edição de 1958, a primeira vencida pela seleção. Independentemente de quem vença os confrontos daqui em diante, a decisão da Copa de 2018 será inédita.

##RECOMENDA##

Além de França e Bélgica, que farão uma das semifinais, seguem na briga Rússia, Croácia, Suécia e Inglaterra, que definem o outro confronto da próxima fase neste sábado (7). Dessas seis, apenas França (1998) e Inglaterra (1966) já foram campeãs mundiais.

Também é a primeira vez desde 1930 que Brasil, Itália ou Alemanha, donos de 13 títulos, não ficam entre os quatro primeiros colocados. Já a última decisão inédita ocorreu em 2010, entre Holanda e Espanha. 

Da Ansa

As matrículas para a rede municipal de ensino de Olinda estão abertas até o dia 31 de janeiro. Ao todo, são ofertadas 7.935 vagas para turmas de educação infantil, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). 

Para realizar a matrícula, os interessados com mais de 18 anos, pais ou responsáveis pelas crianças e adolescentes devem comparecer à escola desejada munidos de certidão de nascimento ou casamento, histórico escolar, uma foto 3x4 atual, carteira de vacinação atualizada, RG e CPF do estudante ou do responsável, número do NIS, cópia do cartão do SUS, cópia do cartão do Bolsa Família (se for beneficiário) e comprovante de residência (conta de luz, água, telefone ou declaração de moradia). Pessoas com deficiência também devem levar histórico escolar ou declaração (válida por 60 dias), comprovação do grupo sanguíneo e laudo médico.

##RECOMENDA##

Em caso de dificuldades para realizar a matrícula, os pais, responsáveis ou alunos maiores de idade podem se dirigir ao Departamento de Acompanhamento e Registro de Matrícula (DARE), localizado na Secretaria Executiva de Programas e Políticas Educacionais. O endereço é Rua Sigismundo Gonçalves, 515, Carmo, de segunda a sexta-feira, de 8 às 17h. 

LeiaJá também 

--> Tico Santa Cruz denuncia veto à matrícula de sua filha

--> Cai o número de matrículas na rede pública de ensino

As eleições de 2018 podem reservar uma série de candidatos novatos para a Câmara Federal, o que configurará numa renovação significativa. Em 2014, 11 deputados federais foram eleitos para um novo mandato, enquanto 14 foram reeleitos. Houve uma mudança de 44% da composição da bancada em relação a que foi eleita em 2010. Muitos são os novatos que nunca exerceram mandato em Brasília que disputam com chances reais de vitória.

O chefe de gabinete do governador Paulo Câmara, João Campos, é o herdeiro político do ex-governador Eduardo Campos. Ele é a principal aposta do PSB para a disputa do ano que vem. Ele não apenas será eleito como figurará no rol do seu deputados mais votados de Pernambuco porque conta com o apoio do governo Paulo Câmara e da gestão Geraldo Julio no Recife, que têm como objetivo elegê-lo com ampla votação.

O deputado estadual Lucas Ramos é mais uma aposta do PSB que disputará com chances reais de vitória um mandato na Câmara Federal. Ele exerce seu primeiro mandato na Casa Joaquim Nabuco mas entendeu que o melhor caminho para a sua trajetória política é chegar a um mandato de deputado federal. Herdeiro do conselheiro Ranilson Ramos, Lucas trabalha para atingir 100 mil votos no ano que vem.

Lider da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, Silvio Costa Filho exerce o terceiro mandato de deputado estadual, antes tinha sido vereador do Recife. Herdeiro do deputado federal Silvio Costa, que tentará o Senado, Silvinho é pule de dez para se eleger. Jeitoso e conciliador, ele tem um perfil diferente do seu genitor, mas deverá manter o elevado nível de representatividade do estado em Brasília.

Por fim, o empresário Guilherme Uchoa Júnior, herdeiro do presidente da Alepe Guilherme Uchoa, é mais uma novidade com chances reais de vitória no ano que vem. Júnior Uchoa como é mais conhecido, acompanhou o pai na sua trajetória política e agora decidiu sair dos bastidores para a linha de frente. Habilidoso e com o respaldo do pai, Júnior é candidato de pelo menos 100 mil votos no ano que vem.

Arquivamento - Com a cada vez mais eminente candidatura de Bruno Araújo a deputado federal novamente, o projeto do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira de representar o pólo de confecções na Câmara Federal deve ir para o arquivo. Edson é eleitor de Bruno e só considerava a candidatura a federal se o ministro fosse candidato majoritário.

Emendas - Várias comissões da Alepe fizeram um levantamento e constataram que apenas 9% das emendas parlamentares foram pagas. A Alepe decidiu oficiar a Casa Civil para que seja explicado por quê não foram pagas as emendas, que são impositivas, ou seja, obrigatórias, e apresente um novo cronograma de pagamento. Tem deputado ameaçando romper com o governo porque considera isso uma falta de respeito com a Casa.

Tamanho - Caso se confirme o espaço ofertado ao PP, com a administração de Fernando de Noronha, a secretaria executiva de Recursos Hídricos e a secretaria de Desenvolvimento Social, o deputado federal Eduardo da Fonte estará recebendo seu quinhão no governo Paulo Câmara com juros e correção monetária. Nada mais justo, pois o PP possui o quarto maior tempo de televisão e uma robusta bancada de deputados estaduais.

Insatisfeito - Teve deputado aliado do governador Paulo Câmara que não ficou nem um pouco satisfeito com a ida do secretário de Agricultura Wellington Batista para a sua região e sequer foi informado da visita. É tradição um secretário de estado quando vai a um município chegar acompanhado do deputado da cidade para participar dos atos e consequentemente dividir os louros das ações do governo. A atitude gerou uma chiadeira do deputado em questão que era um poço de mágoas com o Palácio.

RÁPIDAS

Abandono - Imagens que circulam nas redes sociais apontam o verdadeiro abandono da saúde pública em Araripina, no sertão do Araripe. As pessoas precisam passar pela humilhação de chegar de meia noite num posto de saúde para pegar uma ficha e aguardar serem atendidas. Muitas vezes sequer conseguem atendimento. Há uma insatisfação generalizada em Araripina com a gestão municipal por conta do tamanho descaso da prefeitura.

Camuflado - O deputado estadual Paulinho Tomé, guerreiro político camuflado filiado ao PT, teve 33 mil votos em 2014. Agora na busca pela reeleição com uma campanha mais organizada camufladamente tende a surpreender no ano que vem.

Inocente quer saber - A prefeitura do Recife atenderá o requerimento do vereador Marco Aurélio que solicitou providências sobre a invasão do Parque dos Manguezais?

O grupo baiano Timbalada, banda criada pelo músico Carlinhos Brown, há 25 anos, é tido como uma das maiores referências do som da Bahia. Nesta quarta-feira (21), o grupo fez o anúncio de uma coletiva de imprensa, através de seu perfil oficial no instagram. A coletiva está marcada para o dia 9 de julho, no Guetho Square, Salvador, e deve apresentar os novos vocalistas da banda.

Os dois últimos vocalistas da Timbalada se desligaram neste mês. Millane Hora, ex-The Voice, foi a primeira a confirmar sua saída. Dias depois, Denny Denan também avisou que se afastaria, após fazer parte da banda por 25 anos. A decisão partiu do próprio cantor. 

##RECOMENDA##

Carlinhos Brown contou que serão 21 músicas inéditas para o projeto chamado Timbalada Sec XXI, e prometeu surpreender os fãs já na estreia, que vai ser realizada na coletiva, com um pocket show. 

Já estão disponíveis as matrículas para novos alunos da Rede Municipal de Ensino de Olinda. O procedimento deve ser feito presencialmente nas escolas onde eles pretendem estudar, a partir das 8h. As oportunidades são para o ensino fundamental, nível infantil e Educação de Jovens e Adultos.

No momento da matrícula devem ser apresentados originais e cópias do cópias do comprovante de residência com CEP, certidão de nascimento, cartão do Bolsa Família para obtenção do Número de Identificação Social (NIS), cartão do SUS, duas fotos 3x4, histórico escolar ou transferência provisória, entre outras exigências. O processo ocorre até a próxima sexta-feira (11) e os endereços das unidades de ensino podem ser conseguidos no site da Secretaria de Educação do município.

##RECOMENDA##

Ao todo, a Prefeitura de Olinda oferece 8.300 vagas para novos alunos. Já em relação aos estudantes veteranos, eles ocupam mais de 21 mil vagas.

Quem deseja ingressar na rede estadual de ensino em 2016 poderá realizar a matrícula a partir das 7h de segunda-feira (16), exclusivamente pela internet, por meio do site da Secretaria Estadual de Educação ou pela página especial de cadastro. Pernambuco disponibiliza mais de 197 mil vagas. Destas, 109.179 são destinadas a alunos novatos. O restante é oferecido, por meio de matrícula automática, aos estudantes que já são oriundos da rede estadual ou ainda aqueles vindos das escolas municipais.

São 19.329 vagas para o Recife, 30.410 para a Região Metropolitana e 59.440 para o interior, sendo 35.828 são para ensino fundamental e 73.351 para o ensino médio, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

##RECOMENDA##

Os estudantes deverão se inscrever até o dia 18 de dezembro. Para os retardatários, ainda haverá uma segunda oportunidade, que será de 20 a 26 de janeiro de 2016. Os estudantes que já são do sistema público de ensino e quiserem mudar de instituição poderão fazê-lo da mesma forma que os alunos novatos, realizando as inscrições pela internet.

Ao realizar o cadastro, o aluno terá a vaga automaticamente reservada. "Nos anos anteriores, os estudantes tinham uma preferência por ordem de inscrição. Este ano, a vaga será debitada na mesma hora do momento do cadastro", explicou o secretário estadual de Educação, Frederico Amâncio.

Após o período de matrícula, é necessário que os estudantes realizem a efetivação. Os alunos ou pais devem seguir para as escolas com o número de inscrição, cópia de certidão de nascimento, comprovante de escolaridade, duas fotos 3x4 recentes e iguais, comprovante de residência com CEP e cópia da carteira de vacinação. 

Os estudantes que são oriundos dos municípios e aqueles que estão realizando transferência devem fazer a confirmação, de 11 a 29 de janeiro de 2016. Já os que realizaram a matrícula na primeira fase devem comparecer à instituição de 11 a 15 de janeiro de 2016. Os que se matricularam na segunda etapa devem comparecer, com os documentos, às escolas, no período de 27 a 29 de janeiro de 2016.

Os laboratórios de informática das escolas da rede estadual estarão disponíveis para os estudantes ou pais de alunos que desejam realizar as matrículas. As dúvidas sobre o sistema de cadastro podem ser realizadas pelo telefone 0800 286 0086, de 16 de novembro a 31 de dezembro, nos dias úteis, das 7h às 21h. Em janeiro, o atendimento informativo será realizado das 8h às 20h. 

Para 2016, estima-se que o número da procura pelas escolas estaduais para o ensino médio cresça 20%, em comparação aos 13% de 2014. Atualmente, segundo o ultimo senso, em 2014, cerca de 650 mil alunos fazem parte do sistema público.

Escolas Técnicas 

As inscrições para as escolas técnicas estaduais estão abertas e podem ser realizadas até o dia 20 de novembro, pelo site da Secretaria de Educação. Estão disponíveis 4.950 vagas em 18 cursos, nos 24 municípios do Estado. As vagas serão preenchidas por meio de prova de língua portuguesa e matemática. 

Na próxima segunda-feira (24), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) inicia o semestre letivo 2015.2. São aguardados 35 mil alunos distribuídos nos três campi da instituição de ensino, em que desses, cerca de 3 mil são novatos.

Segundo a UFPE, no Campus Recife a solenidade de abertura será realizada às 9h, na quadra do Colégio de Aplicação (CAp). A recepção está dentro das atividades da campanha institucional “A casa é sua”, que tem a intenção de acolher os alunos.

##RECOMENDA##

No Centro Acadêmico de Vitória (CAV), a solenidade será realizada no dia 27, às 19h. Já em Caruaru, no Centro Acadêmico do Agreste (CAA), o evento ocorrerá no dia 31 deste mês, também às 19h.

O que sempre passa pela cabeça de todo calouro em uma universidade é o primeiro dia de aula. O trote, recepção mais calorosa que os veteranos fazem com os novos colegas em algumas faculdades, é alvo de polêmicas em algumas instituições de ensino do País. Cenas de abusos e humilhação circularam na internet denunciando atitudes violentas de alguns alunos. 

Na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), os alunos do curso de design realizam um momento de recepção que quebra o preconceito em relação ao trote negativo. Nele, o calouro se diverte e conhece a faculdade de uma forma muito mais “colorida”.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Os estudantes que pretendem ingressar na rede estadual de ensino têm até esta sexta-feira (17) para comparecer à escola selecionada e efetivar a matrícula. Os novatos devem apresentar certidão de nascimento, comprovante de escolaridade, cartão de vacinação (para os alunos do ensino fundamental) e comprovante de residência com CEP, confirmando os dados repassados via internet e call center anteriormente.  

As aulas têm início no dia 5 de fevereiro. Para 2014, foram oferecidas 172.645 novas vagas nas escolas estaduais.

##RECOMENDA##

Com informações da assessoria

Continuando com a política de só oficializar jogador com contrato assinado, o Náutico apresentou, nesta quinta-feira (16), mais três reforços para a temporada. Em todos, uma particularidade: a polivalência, característica de jogar em diferentes setores no campo. O zagueiro Romário, ex-Internacional, também pode atuar como lateral direito. Já Zé Mário só não entra de goleiro. Além da cabeça de área, o atleta também atua na lateral e na meia esquerda. Por fim, oriundo do Juventude, Dê também joga na meia. “Hoje, o futebol mudou. É muita força física, imposição. Um jogador versátil hoje tem mais chances de atuar”, explicou o volante.

Indicado pelo técnico Lisca, Dê agradeceu a confiança. “Tive a oportunidade de trabalhar com ele no Juventude, então já sei como o treinador gosta que o time atue. O Lisca vai tentar tirar o máximo de cada jogador. Estou muito feliz por fazer parte dessa reformulação do Náutico”, ressaltou. Outro que conhece o comandante há bastante tempo é o volante Zé Mário. “Um profissional muito sério, que vem mostrando seu trabalho e crescendo muito. Já sei como ele trabalha, o conheço desde a base do Internacional", afirmou. “Vocês já perceberam que o Lisca cobra demais. Procura sempre passar para o jogador garra, vontade. Tenho certeza que a gente vai fazer um bom trabalho”, complementou Romário. 

##RECOMENDA##

Titular nos treinos coletivos, Romário nega já se considerar entre os 11. “O time não está escalado. Quem tiver bem, vai jogar. O William Alves é um zagueiro muito firme. Vai ser uma briga sadia. Vamos ter que mostrar, no dia-a-dia, que merecemos a vaga”, frisou. Perguntado sobre possíveis comparações sobre o elenco atual e os jogadores da campanha ruim do Timbu, na temporada passada, Zé Mário desconversou. “São grupos totalmente diferentes. Não cabe a mim comparar. O que posso dizer é que me surpreendi com a estrutura do Náutico. Espero corresponder a altura a confiança que me deram”, disse.

Termina na próxima segunda-feira (30) o período de matrículas para estudantes novatos da rede estadual de ensino de Pernambuco. Os interessados devem fazer o procedimento pelo telefone 0800-286-0086.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (SEE), no momento da matrícula, o aluno precisa listar as opções de escolas onde deseja estudar. O prazo de efetivação para os novatos é do dia 13 a 17 de janeiro, em que os estudantes deverão comparecer à secretaria da escola escolhida, apresentando certidão de nascimento, comprovante de escolaridade (em caso de transferência ou retorno aos estudos), cartão de vacinação (para os alunos do ensino fundamental) e comprovante de residência com CEP.

##RECOMENDA##

As aulas da rede estadual começarão no dia 5 de fevereiro e o recesso escolar ocorrerá de 12 a 27 de junho. Ao todo, mais de 172 mil vagas foram disponibilizadas.

Estudantes que desejam ingressar nas escolas e creches da rede municipal do Recife devem se inscrever até esta sexta-feira (20). Para isso, é necessário o acesso ao site e fazer o cadastro. Para quem tem menos de 18 anos, os pais ou responsáveis devem preencher o formulário.

Após fazer a matrícula online, é preciso ir até a escola escolhida e levar documentos entre os dias 26 deste mês até o próximo dia 10 de janeiro. Os documentos exigidos são originais e cópias de comprovante de matrícula, certidão de nascimento ou RG do estudante, comprovante de residência, cartão do SUS e carteira de vacinação da criança.

##RECOMENDA##

Alunos veteranos que já estudam nas unidades de ensino municipais, já tiveram a matrícula renovada automaticamente. Para mais informações, basta ligar para a Secretaria de Educação do Recife pelo número (81) 3355-5954/5955 das 8h às 17h até sexta.

Com informações da assessoria

Estão abertas, a partir desta segunda-feira (9), as matrículas para novatos na rede municipal do Recife. São oferecidas 22.587 vagas nas 316 escolas, creches, Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e unidades de tecnologia da rede municipal do Recife. Essa é a primeira vez que pode ser feita pela internet, através do site da prefeitura.

Pais ou responsáveis poderão acessar o site até 20 de dezembro para realizar a matrícula de acordo com o bairro e unidade desejada. Quem não tiver acesso a computador, tablet ou smartphone pode se dirigir a umas das unidades de ensino da rede municipal do Recife e solicitar ajuda dos técnicos e gestores. Além disso, pode procurar uma das 13 Unidades de Tecnologia na Educação.

##RECOMENDA##

Mas o processo de matrícula não se encerra na internet. De 26 de dezembro deste ano a 10 de janeiro de 2014 pais ou responsáveis precisam comparecer à escola, creche ou Cmei que escolheram para confirmar a matrícula. É necessário levar comprovante da reserva de matrícula online, originais e cópias da certidão de nascimento ou RG do estudante, do comprovante de residência, do cartão do SUS e do original da carteira de vacinação.

A Secretaria de Educação do Recife reforça que os estudantes que já fazem parte da rede municipal do Recife não precisam realizar esse procedimento, pois tiveram sua matrícula renovada automaticamente.

Em caso de dúvidas, os pais ou responsáveis podem ligar para a equipe de suporte da matrícula de novatos de 2014 durante todos os dias do período de cadastro online pelos telefones 3355-5954 ou 3355-5955. O atendimento ocorre das 8h às 17h.

Com informações da assessoria

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando