Edmar Lyra

Edmar Lyra

Coluna Diária

Perfil:Bacharel em Administração de Empresas e Jornalista profissional, é colunista do jornal Gazeta Nossa da Região Metropolitana do Recife e do jornal Folha do Pajeú do Sertão do Pajeú

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJá.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Temer recoloca economia brasileira nos trilhos

Edmar Lyra, | qua, 17/05/2017 - 08:43
Compartilhar:

Com um ano de governo, o presidente Michel Temer segue mal-avaliado pela população, que segundo o Datafolha lhe dá apenas 9% de ótimo/bom. Mas apesar do desgaste com a sociedade, inerente a qualquer governo pós-impeachment, foi assim com Itamar Franco, o presidente tem conseguido ser exitoso no comando da economia.

Temer acertou em cheio quando convocou um craque da economia para comandar o ministério da Fazenda, que é Henrique Meirelles. Isso trouxe credibilidade ao país no mercado nacional e internacional, e em um ano de existência, reduziu a inflação para menos de 4,5%, abaixo do centro da meta, está com a taxa Selic, a taxa básica de juros em 11,25%, bem abaixo do que havia herdado de Dilma, três pontos percentuais, e que deverá ter nova queda na reunião do próximo dia 26 do comitê de política monetária.

O dólar que estava em quase R$ 3,50 em abril de 2016, chegando a atingir R$ 4,02 em janeiro do ano passado durante o governo Dilma, atingiu sua menor cotação em muitos anos, chegando a R$ 3,09, e o emprego que estava em 12 milhões de desempregados, chegando a atingir 14 milhões em março, teve uma quebra da curva, com a geração de 60 mil postos de trabalho em abril.

O PIB do primeiro trimestre de 2017 cresceu 1,1% em relação ao último trimestre de 2016, em mais uma evidência de que a recessão trazida por Dilma é coisa do passado no governo Temer. Com a possível aprovação das reformas trabalhista e previdenciária, a retomada da economia tende a ser mais acentuada e o governo se debruçará na aprovação de outra importante reforma que é a tributária.

Mesmo sendo rejeitado maciçamente pelos brasileiros, o presidente Michel Temer cumpre com louvor o seu papel histórico de frear o caos deixado pela sua antecessora. Ao recolocar a economia nos trilhos, o presidente deixará para o seu sucessor um Brasil infinitamente melhor do que o que foi recebido por Dilma Rousseff.

Capacitação - O Governo do Estado, através da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, por meio da Empresa de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, realiza nesta quarta-feira e quinta-feira, nova capacitação para taxistas sobre a “Cartilha de Expressões Idiomáticas para o Turismo”, que foi lançada pela Empetur. O encontro acontece às 8h30 na sala Tamandaré, no Centro de Convenções de Pernambuco. O curso acontece também nos dias 22 e 23 de maio. No total serão contemplados 300 profissionais.

Requalificação - Após ter o pleito atendido pelo prefeito Geraldo Júlio, o vereador Renato Antunes (PSC), membro da Comissão de Educação na Câmara, confirmou que até julho, serão retomadas as obras da nova sede da Escola Municipal Professor José Lourenço de Lima, no Alto Bela Vista, Ibura. Até o momento, 46% da obra foi executada. Além das salas de aula, a nova sede contará com biblioteca, pátio coberto para recreio, cozinha, copa, parque infantil, salas administrativas, além de espaço tecnológico. A obra está orçada em R$1,7 mi.

Prêmio - Nesta quarta-feira, a Assembléia Legislativa de Pernambuco concederá às prefeituras de Camaragibe e Serra Talhada o prêmio “Prefeitura Amiga da Biblioteca”. A cerimônia acontecerá às 18h, e a indicação do município tem como autor o deputado Aluísio Lessa (PSB). A cidade de Serra Talhada foi indicada pela deputada Teresa Leitão (PT).

Balanço - A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco apresentou um balanço das primeiras quatro edições do Pernambuco de Verdade. Ao todo, foram percorridos 3.200 quilômetros nas regiões do Agreste Setentrional, Agreste Meridional, Sertão do Moxotó, Sertão do Pajeú e Sertão do Araripe, abrangendo 60 municípios.

Anderson Ferreira começa a imprimir uma gestão diferenciada em Jaboatão

Edmar Lyra, | qui, 04/05/2017 - 08:23
Compartilhar:

Sem nenhuma experiência em cargos executivos, Anderson Ferreira tinha sido duas vezes deputado federal antes de se eleger prefeito de Jaboatão dos Guararapes, a segunda cidade mais importante de Pernambuco. Pegou uma cidade um pouco melhor do que era em janeiro de 2009 quando seu antecessor assumiu a prefeitura, mas com uma série de problemas que demandariam criatividade, sobretudo num momento de dificuldade que o país passa.

Imediatamente, o prefeito reduziu em 40% o número de comissionados na prefeitura, caindo para menos de mil servidores nesta situação, anunciou a convocação de quase mil concursados que até agosto estarão trabalhando, reduziu significativamente o número de secretarias executivas e cortou gastos com os secretários, como a retirada de carros oficiais.

Com essas medidas de austeridade, sobrou recursos para investir em outras áreas que melhoram a vida das pessoas do município, como por exemplo a criação de novas creches, dobrando a oferta de vagas na cidade, a implantação do reconhecimento facial para alunos da rede municipal, a modernização do sistema de atendimento na saúde pública do município, a requalificação de postos de saúde e de escolas, dentre outras ações que impactam positivamente em áreas vitais para a população.

Tem realizado mutirões de limpeza em todos os bairros e reordenando o comércio informal na cidade, melhorando a mobilidade das pessoas. Hoje no aniversário de Jaboatão dos Guararapes, e portanto com pouco mais de quatro meses gestão, o prefeito Anderson Ferreira tem se revelado um gestor moderno, antenado com as necessidades da cidade e responsável com a máquina pública, sendo uma das maiores revelações dos prefeitos eleitos em 2016.

Anderson, diferentemente dos seus adversários na campanha eleitoral, quer que Jaboatão dos Guararapes seja uma vitrine para a sua meteórica e vitoriosa carreira política, e a tendência a partir de então é que não só no aniversário da cidade, quando será anunciada, ao lado do governador Paulo Câmara, a assinatura da ordem de serviço de requalificação da PE-007, mais conhecida como Curva do Caranguejo, como ao longo da gestão, uma série de entregas que visam melhorar a vida dos jaboatonenses.

Habitação - O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB), destinou um terreno de 8,5 hectares ao lado do Loteamento Nova Vila Claudete, no Loteamento Garapu, para construção de mil moradias populares. O Termo de Compromisso para Cessão de Direito de Uso foi celebrado entre a Prefeitura, Associação de Mulheres de Beirinha (AMB) e a Associação de Apoio às Famílias Sem Teto de Pernambuco (AAST).

Obras - O senador Armando Monteiro (PTB) criticou o governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife por obras paralisadas no valor de R$ 5,3 bilhões, dos quais R$ 1,7 bilhão já foi pago. Em discurso no plenário, o petebista ressaltou que a falta de prioridade para a conclusão de obras inacabadas, referentes a 911 contratos, representa “uma política perversa, que combina desperdícios de recursos públicos e subtração de benefícios à população”.

Pedaladas - Um ano após o afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff, o TCE de Pernambuco irá debater, em ambiente acadêmico, as "pedaladas fiscais" que fundamentaram juridicamente o impeachment. O jornalista João Villaverde, autor de livro sobre o assunto, dará palestra gratuita amanhã no auditório da sede do TCE. Como debatedora, atuará Germana Laureano, do MPCO, e como mediadora a jornalista Renata Bezerra de Melo, da Folha de Pernambuco. As inscrições seguem abertas no site da Escola de Contas do TCE.

Auxilio - A opinião pública se voltou contra a Câmara do Recife por conta de um auxílio alimentação de mais de R$ 4.5 mil para cada vereador sem a necessidade de qualquer prestação de contas. Um ex-vereador afirmou que é por essas e outras benesses, que os vereadores não aprovaram o reajuste salarial em 2016, pois essas verbas não incidem imposto nem têm qualquer necessidade de prestação de contas.

RÁPIDAS

Araripina - Durante o Pernambuco em Ação que será realizado amanhã em Ouricuri, o governador Paulo Câmara anunciará duas demandas antigas da região que foram conquistadas pela deputada Roberta Arraes (PSB), que será a construção da estrada que liga a cidade de Araripina ao distrito de Lagoa do Barro e a criação de um Batalhão Independente para Araripina.

Previdência - A comissão especial da Câmara dos Deputados  que analisa a reforma da Previdência aprovou ontem o relatório por 23 votos a 14. Apesar de aprovado o relatório, o governo não terá vida fácil no plenário, pois serão necessários 308 votos e há muita resistência dos deputados em aprovar o texto.

Inocente quer saber - Por quê o Ministério Público de Pernambuco quis proibir manifestações religiosas em vez de cobrar a abertura da caixa-preta da Câmara Municipal do Recife?

Supremo Tribunal Federal golpeia a Lava-Jato

Edmar Lyra, | qua, 03/05/2017 - 09:23
Compartilhar:

A operação Lava-Jato trouxe inúmeros avanços para a política, pois desnudou um esquema de corrupção jamais visto no Brasil, colocando em xeque a situação de muita gente da política. O movimento da Lava-Jato inexoravelmente teria represálias da classe política, que sempre tramou contra a operação. Porém, o golpe dado ao andamento da ação da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal, partiu de ninguém menos do que o Supremo Tribunal Federal, o guardião da Constituição e da Justiça.

Ontem a segunda turma do Supremo Tribunal Federal composta por Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Edson Fachin e Celso de Mello, decidiu por três votos a dois pelo habeas corpus do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu. A decisão causou revolta não só no Ministério Público Federal como em toda sociedade, pois Dirceu além de ser mentor e executor do Mensalão, também esteve envolvido diretamente nos esquemas do Petrolão.

A sua liberdade pode colocar em risco os rumos das investigações, pois fora da cadeia ele poderá agir contra a operação, destruindo provas e coagindo eventuais testemunhas. Além desse fator imediato, a saída de Dirceu da cadeia joga um balde de água fria na possibilidade de Antonio Palocci de fechar delação premiada.

O acordão que se referiu o senador Romero Jucá numa interceptação telefônica, visando destruir a Lava-Jato, parece que está tomando corpo a cada dia, desta vez com a anuência de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Se a Suprema Côrte, guardiã da constituição, liberta alguém tão perigoso para as investigações sobre a Lava-Jato, é sinal que o povo brasileiro não tem mais a quem recorrer. Game over para o Brasil, que definitivamente foi desmoralizado em todos os setores da nossa república.

Prazo - O deputado federal Fernando Monteiro (PP) apresentou projeto de lei que autoriza a renegociação das dívidas de crédito rural contratadas até dezembro de 2016, concedendo carência de três anos, independente do valor. Esse tempo, segundo o deputado, é a previsão para o país sair da recessão e os produtores rurais se recuperarem financeiramente.

Concursados - Após reduzir 40% dos cargos comissionados da prefeitura, o prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira (PR) anunciou a nomeação de 944 concursados. Os aprovados começarão a ser nomeados até 21 de maio com os guardas municipais, até 28 de julho ocorrem as nomeações de professores, médicos e outras categorias, já os agentes de trânsito assumem seus postos até 21 de agosto.

Reajuste - O prefeito do Cabo de Santo Agostinho Lula Cabral (PSB) anunciou que os servidores do município terão um aumento de 7% a partir deste mês. A medida repõe o IPCA que foi de 5,5% e permite um ganho real aos servidores do município. O reajuste, que beneficiará seis mil servidores, só foi possível graças a um rígido ajuste fiscal realizado pela equipe do prefeito, que priorizou o funcionalismo público.

Previdência - O deputado federal Daniel Coelho (PSDB) afirmou em entrevista à Rádio CBN Recife, não acreditar que a reforma da previdência proposta pelo governo federal vai ser aprovada pelo Congresso. O parlamentar entende que uma reforma é necessária, mas diverge não apenas do texto, mas também da maneira como a reforma foi conduzida.

RÁPIDAS

Aliança - Há rumores na Alepe que PT e PSOL poderão formalizar uma aliança para as eleições estaduais de 2018. Marília Arraes disputaria o governo, enquanto Ivan Moraes poderia ser candidato a senador ou a vice-governador. A meta seria eleger dois deputados federais e três estaduais.

Recursos - Já estão nas contas de 15 prefeituras municipais de Pernambuco os recursos liberados pelo ministro da Educação, Mendonça Filho através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para investimento em obras de unidades de educação infantil e de ensino fundamental. Ao todo foram R$1.675.526,06 para os municípios do estado.

Inocente quer saber - A sociedade compreenderá a soltura de José Dirceu?

Michel Temer enfrenta seu momento mais crítico

Edmar Lyra, | ter, 02/05/2017 - 06:26
Compartilhar:

Envolvido até o pescoço com a Lava-Jato, tendo parte significativa da sua equipe ministerial envolvida, o presidente Michel Temer tem uma desaprovação de 61% de acordo com o último Datafolha divulgado e tem visto sua sólida base parlamentar ruir por conta da economia seguir sem dar sinais significativos de recuperação.

Precisando aprovar a reforma da previdência e da reforma trabalhista, sendo esta segunda já aprovada na Câmara, o presidente precisou recorrer ao famigerado toma lá, dá cá para tentar aprovar interesses que não são apenas do governo mas sim de todo o país, apesar de parte da população seguir contrária às reformas.

Caso a reforma da previdência não seja aprovada, e o risco neste momento é elevadíssimo, o Brasil caminhará para um processo que já ocorre no Rio de Janeiro, que é o de desarranjo total das contas públicas. Quem perde é todo o país, pois o clientelismo e o fisiologismo de parte significativa dos parlamentares impossibilitam que eles reconheçam o tamanho do problema, a sanha dos parlamentares por cargos e emendas, aliada a uma posição majoritariamente contrária às reformas por parte da população deixa o Planalto num beco sem saída.

Com um ano prestes a completar do governo, faltando pouco menos de dois anos para terminar, Michel Temer mostra que a pinguela a quê se referiu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao falar do governo Temer, é mais frágil do que se pudesse imaginar. Um governo impopular, um presidente praticando as mesmas atitudes de sua antecessora no objetivo de formar base parlamentar, não tem outro caminho senão o colapso. A crise insiste em rondar o Brasil, que precisará esperar o próximo presidente eleito para ver se as reformas saem do papel, enquanto isso a economia segue sangrando e o desemprego aumentando.

Réplica - Um deputado estadual saiu em defesa do prefeito Demóstenes Meira por conta das críticas feitas por um colega ao gestor. Para o deputado, o prefeito está tentando arrumar a casa depois de uma herança maldita que foi deixada por Jorge Alexandre. Ainda de acordo com o parlamentar, a população de Camaragibe muito em breve começará a ver os resultados da nova gestão que recebeu expressiva votação das urnas.

Promessa - Uma das principais promessas de campanha do prefeito Anderson Ferreira, a marcação de consultas e o acompanhamento pelo celular, foi viabilizado pela prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, que lançou um aplicativo que vai permitir que os jaboatonenses possam monitorar suas consultas e exames na tela do celular de forma gratuita. A medida visa diminuir as filas nas unidades de saúde e melhorar a saúde no município.

Recuo - O Palácio do Planalto teria sinalizado estabelecer o diálogo com os sindicatos. Há quem diga que o presidente Michel Temer considera recuar do fim do imposto sindical. Caso faça isso visando menor oposição às reformas, Temer estará assinando o atestado de óbito do seu governo, sobretudo se ainda assim não conseguir aprovar as reformas trabalhista e da previdência.

Ministros - Os quatro ministros pernambucanos, que esperavam ter dividendos eleitorais em 2018, com alguns deles considerando disputas majoritárias, começam a reavaliar o projeto, pois a ojeriza que a população tem ao presidente Michel Temer, e em Pernambuco não é diferente, tende a respingar em quem tentar mandato majoritário em 2018, sobretudo Mendonça e Bruno, que sonham com o Senado.

RÁPIDAS

Novas eleições - O senador Humberto Costa defendeu a realização de eleiçōes gerais ainda em 2017. Esquecendo, portanto que não há previsão constitucional para isso, sendo meras palavras ao vento. Caso eventualmente Temer caia, seja por impeachment ou pelo TSE, haverá eleição indireta, sendo o próximo presidente escolhido pelo Congresso.

Alvo - Tornando-se um nome competitivo para disputar a presidência da República, o prefeito de São Paulo, João Doria já virou o alvo da máquina de destruição de reputações do PT. Muitos vídeos com críticas ao prefeito estão sendo veiculados nas redes sociais.

Inocente quer saber - A reforma da Previdência foi pro vinagre?

Greve Geral nada mais é do que um palanque para Lula e o PT

Edmar Lyra, | sex, 28/04/2017 - 09:21
Compartilhar:

Muitos brasileiros, por conta da crise econômica e política que assola o país, estão dispostos a apoiar a greve geral marcada para essa sexta-feira, convocada pela CUT, um dos braços mais fortes do petismo no país. O cavalo de Tróia da suposta manifestação são as reformas da previdência e trabalhista, ambas em tramitação no Congresso Nacional, mas o que tem dentro dessa manifestação é a defesa do ex-presidente Lula e da sua candidatura à presidência da República em 2018.

A situação econômica do país, com 13,5 milhões de desempregados, não é fruto de um governo que tem onze meses de existência. É reflexo de um governo desastroso que quando saiu em 2016 deixou 12,5 milhões de desempregados, com uma inflação beirando os dois dígitos, com juros básicos de quase 14%, e série de problemas na economia fruto de uma terra arrasada deixada por Dilma Rousseff.

A CUT durante o desastre do governo Dilma, não fez um único questionamento sobre a condução catastrófica da senhora ex-presidente, nem sequer uma notinha de rodapé reclamando dos doze milhões de desempregados causados pela senhora ex-presidente. Aos amigos tudo, aos inimigos os rigores das greves e dos protestos com o único objetivo de desgastar um governo, que apesar de todas as dificuldades, é anos-luz melhor do que o da ex-presidente, sobretudo no âmbito da economia.

As reformas são urgentes e necessárias para tentar amenizar o estrago deixado por Dilma Rousseff, e quem fica contra elas está se colocando contra o futuro do país. Reclamam da suposta ilegitimidade do presidente Michel Temer, mas esquecem que Lula ocupou o cargo durante oito anos, tendo a maior popularidade da história do Brasil, mas foi covarde ao não enfrentar os temas, que já davam sinais de esgotamento durante os governos do PT.

Quem aderir à greve, e tem todo o direito de participar, diga-se de passagem, deve ter a ciência de que ela tem muito mais um cunho eleitoreiro e político do que efetivamente a defesa de direitos dos trabalhadores.

Violência – Moradores da cidade de Feira Nova, no Agreste, a 77 km do Recife, estão apavorados com a explosão da violência no município. Os bandidos estão realizando assaltos à luz do dia, tendo os comerciantes que fechar suas portas o mais cedo possível para não sofrerem assaltos. Os moradores cobram do governador Paulo Câmara e do secretário Angelo Gioia medidas efetivas para diminuir as ocorrências na cidade e consequentemente acabar com o clima de medo que tem tomado conta de toda a cidade.

Destino – Após ser expulso do PDT por não seguir orientação partidária e votar a favor da reforma trabalhista, o suplente de deputado federal em exercício Cadoca poderá voltar para o PMDB, partido onde militou durante trinta anos e saiu por divergências com Raul Henry e Jarbas Vasconcelos em 2007 para disputar a prefeitura do Recife. Cadoca possui excelente relação com o presidente Michel Temer.

Posse – A prefeita eleita de Ipojuca Célia Sales (PTB), após uma demora da Câmara Municipal em marcar sua posse por questões políticas e mesquinhez do prefeito em exercício, que é liderado do ex-prefeito derrotado Carlos Santana, enfim teve sua posse marcada para a próxima terça-feira na Câmara Municipal de Ipojuca.

Cargos – O prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira (PR) deu nova demonstração de força e capacidade de articulação em Brasília ao ser nomeado vice-presidente da Federação Nacional de Prefeitos (FNP) em Pernambuco e vice-presidente do G100 que reúne os cem municípios mais populosos do Brasil.

O judiciário não pode ficar fora da faxina

Edmar Lyra, | qui, 27/04/2017 - 07:15
Compartilhar:

A operação Lava-Jato desnudou um sistema extremamente danoso ao país envolvendo integrantes do legislativo, executivo e do empresariado. Porém, um pilar da nossa democracia tem ficado de fora das investigações, e até mesmo blindado pela imprensa e opinião pública, que é o poder judiciário. Assim como o legislativo e o executivo, o judiciário custa por ano a bagatela de R$ 80 bilhões.

O valor gasto com o poder judiciário brasileiro é quatro vezes maior o que a Alemanha gasta com seu sistema. O Brasil tem a maior proporção de funcionários por cem mil habitantes do mundo em seu poder judiciário, e mesmo assim possui uma das mais lentas justiças do planeta. Como se não bastasse a morosidade, onde existem processos tramitando há decadas, há uma lógica extremamente perversa com os que recorrem à justiça para resolver sua causa, que é a cobrança de propina por parte de servidores públicos para agilizar procedimentos e até mesmo a venda de sentença, praticada pelos bandidos de toga. Um fator determinante é acabar com a aposentadoria integral para os juízes que cometerem atos ilícitos no exercício do seu cargo.

Em Pernambuco não há diferença do que é visto em todo o Brasil. Apesar de o Fórum Rodolfo Aureliano em Joana Bezerra, no Recife, ser imponente na sua arquitetura, nele há inúmeros processos paralisados há vinte, trinta anos. As varas são abarrotadas de processos e tem juiz que sequer lê os autos de um processo, quando questionado, inventa uma série de desculpas para não fazer seu trabalho, que por sinal é muito bem pago pela população.

Além disso, eles tiram férias e licenças que ninguém entende muito bem o motivo, mas com certeza são bem acima da quantidade ao que tem direito a grande maioria da população. Se o Brasil quer mesmo passar tudo a limpo, não pode se dar ao luxo de isentar o judiciário, investigando as atitudes de servidores e magistrados e cobrando para que seus servidores façam efetivamente o seu trabalho em prol de uma justiça menos lenta e mais eficaz, que preserva o direito daqueles que a procuram para resolver seus problemas.

Desastre - Tem sido uma unanimidade na classe política a situação da gestão de Demóstenes Meira (PTB) em Camaragibe. Todos reconhecem que a gestão tem sido um verdadeiro desastre para a cidade, pois o prefeito não tem a menor noção de gestão pública e principalmente de política, sem a menor capacidade de articulação. De acordo com um deputado aliado do governador Paulo Câmara, Meira é de longe um dos piores prefeitos de Pernambuco.

Correios - Os funcionários dos Correios decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. O órgão, que é de fundamental importância para o Brasil, não tem mais a menor condição de continuar público, seu caminho é a privatização, pois tem sido deficitário e refém de péssimas gestões públicas sendo uma mera moeda de troca política para todos os governos.

Municipalização - Após tentativas frustradas em cobrar melhorias dos serviços da Compesa, o prefeito do Cabo de Santo Agostinho Lula Cabral (PSB) enviou à Câmara dos Vereadores o Projeto de Lei nº 73/2017 que pede autorização para a criação da Companhia Municipal de Abastecimento de Água e Esgoto. A proposta foi apresentada em sessão plenária ontem. Na próxima semana o Projeto de Lei será levado à discussão e posterior votação.

Senador - O deputado federal Danilo Cabral tem trabalhado no sentido de ser candidato a senador na chapa de reeleição do governador Paulo Câmara. A movimentação de Danilo acaba por acirrar ainda mais os ânimos dentro da Frente Popular, pois tem muitos candidatos para apenas duas vagas que estarão em jogo.

RÁPIDAS

Cargo - A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), assumiu a vice-presidência de Crianças e Adolescentes da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). O ato aconteceu em Brasília (DF), no IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, onde também houve a posse da nova diretoria da FNP, que será comandada pelo prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette.

Aprovada - Por 296 votos a 177, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da Reforma Trabalhista. Dentre as propostas está o fim da obrigatoriedade do imposto sindical. Com isso, os sindicatos perderão o direito de fazer farra com o dinheiro do trabalhador.

Inocente quer saber - Após passar no teste de fogo da reforma trabalhista, Michel Temer conseguirá os 308 votos necessários para aprovar a reforma da previdência?

Governo Temer agora precisa focar em reduzir desemprego

Edmar Lyra, | seg, 13/03/2017 - 13:53
Compartilhar:

Passados dez meses do governo Michel Temer, o presidente da República tem conseguido resultados significativos que não chegam aos olhos e ouvidos da maioria da população, como por exemplo a inflação que está cada mês mais próxima do centro da meta, a taxa Selic que atualmente está em 12,25% mas que em breve deve chegar a um dígito, e principalmente o ganho de credibilidade do país no mercado internacional, todos esses fatores, atrelados à uma grande força política no Congresso Nacional, têm dado a Temer uma robustez significativa para tirar o Brasil do atoleiro que Dilma Rousseff colocou, porém nada disso terá efeito se Temer não conseguir reverter uma coisa: o desemprego que atinge 13 milhões de brasileiros.

É evidente que com um contingente de 13 milhões de brasileiros sem emprego ajuda a puxar a popularidade de um governo e de qualquer presidente para baixo. E o presidente não conseguirá ter a paz necessária para apresentar as reformas que o Brasil precisa. Para efeito de comparação, Itamar Franco demorou muito mais tempo que Temer para acertar os ponteiros da economia, só encontrando resultados efetivos em 1994, quando o Plano Real dizimou a inflação. Temer não tinha uma hiperinflação para derrotar e por isso com ações óbvias conseguiu estabilizar a economia.

Quem não lembra que pouco antes da queda de Dilma Rousseff a gasolina estava ultrapassando com folga a barreira dos quatro reais o litro? Hoje com Temer, o combustível está mais próximo de três reais o litro, é uma economia significativa que ajuda o brasileiro a sanear suas contas pessoais. A Petrobras por exemplo chegou a perder pontos em agências de classificação de risco, hoje sob Temer ela já começa a ganhar competitividade, dentre outros assuntos.

Não se sabe se o presidente teria condições de através de uma Medida Provisória desonerar a folha de pagamento por um período de dois anos por exemplo, ou criar um programa de investimentos públicos e privados em infraestrutura que gere emprego na construção civil, mas algo precisa ser feito. Se o presidente conseguir até o final de 2017 reduzir o contingente de desempregados para menos de dez milhões, ele entrará em 2018 com chances reais de ganhar popularidade e se tornar até um candidato competitivo para as eleições presidenciais do próximo ano.

Vale salientar que foi a economia que elegeu Fernando Henrique, que elegeu Lula, que elegeu Dilma Rousseff e que depois tirou ela da presidência. A economia deixando de estar em frangalhos e o desemprego sendo reduzido abruptamente entre 2017 e início de 2018, Michel Temer será sim um candidato extremamente competitivo para disputar e vencer próximas eleições presidenciais.

Lançamento - O governador Paulo Câmara participa, nesta segunda-feira, no município do Paulista, da cerimônia de lançamento da pedra fundamental do novo complexo industrial da InBetta. Com investimento de R$ 100 milhões, o empreendimento vai gerar 400 empregos diretos e outros 1.200 indiretos, com prioridade para a mão de obra local. Considerada pela empresa como o maior projeto já aprovado, a fábrica conta com o financiamento do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e será a primeira planta industrial da InBetta fora do Rio Grande do Sul.

Exemplo - O prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira (PR) tem seguido o exemplo do vizinho prefeito do Cabo de Santo Agostinho Lula Cabral (PSB) e está vistoriando pessoalmente as ações da prefeitura nos bairros de Jaboatão. O gestor esteve ontem em Sotave para acompanhar o Mutirão nas Comunidades.

Mágoa - É grande a mágoa de Elias Gomes Filho com o irmão, o deputado federal Betinho Gomes (PSDB). Elias Filho afirmou recentemente numa rede social que pela primeira vez em 2018 não apoiará o irmão numa eleição. Betinho tentará uma reeleição dificilima, mas terá mais dificuldades de conquistar votos porque nem o próprio irmão quer votar nele.

Violência - A sensação de insegurança em Pernambuco tem se tornado cada vez maior. Com mais de mil homicídios em menos de três meses em 2017, o estado caminha para voltar aos alarmantes números de antes da implantação do Pacto Pela Vida em 2007 durante o governo Eduardo Campos. O governador Paulo Câmara precisa chamar o feito a ordem, e se for necessária a demissão de Angelo Gioia da SDS, o governador deve fazê-la sem pestanejar.

RÁPIDAS

Feira Nova - O prefeito de Feira Nova Danilson Gonzaga (PSD), que tem apenas 30 anos, realiza uma gestão elogiada pela população do município. Hoje ele realizará coletiva de imprensa para anunciar a programação da Festa de São José, padroeiro da cidade.

Força - O deputado federal Fernando Monteiro (PP) é visto pelo meio político como um dos deputados que mais ampliarão a sua votação em 2018, pois tem visitado com frequência as suas bases e realizado um excelente mandato em Brasília. Há quem aponte que Fernando possa se aproximar dos 100 mil votos no próximo ano.

Inocente quer saber - Geraldo Julio fez bem em se ausentar de Recife no dia do aniversário da cidade?

Lula precisa atravessar o deserto da Lava-Jato para chegar vivo em 2018

Edmar Lyra, | qua, 08/03/2017 - 10:48
Compartilhar:

Com data marcada para lançar a sua pré-candidatura à presidência da República, o ex-presidente Lula não terá vida fácil para chegar competitivo em 2018, isso porque a Lava-Jato a cada dia que passa fica mais próxima dele. Não é tarefa fácil para quem em outrora ostentou um dos maiores índices de aprovação popular da história, ser uma figura amada e odiada na mesma intensidade.

Beira a ingenuidade achar que Lula hoje trabalha efetivamente com o cenário de ser presidente da República pela terceira vez em 2018, na verdade ele utiliza essa estratégia com o objetivo de constranger a força-tarefa da Lava-Jato em uma eventual prisão e por isso postergar todo e qualquer procedimento.

A estratégia de Lula não parece ser das mais acertadas, pois na condição de pré-candidato ele se coloca numa vitrine que pode ser boa como ser ruim, uma vez que a Lava-Jato já demonstrou por A mais B que não tem fins políticos e eleitoreiros, portanto colocar um ex-presidente da República e pré-candidato ao cargo em 2018 seria a prova cabal que a Lava-Jato tem operado para combater a corrupção.

Lula na vitrine de uma candidatura vira mais vidraça do que estilingue, uma vez que o clamor de quem o rejeita completamente por sua prisão se tornará cada vez mais forte com a aproximação do pleito de 2018 e principalmente com o surgimento de novos fatos que envolvem a sua imagem na lama da corrupção.

Se ele conseguir chegar vivo em 2018 distante da cadeia e principalmente absolvido do processo, talvez consiga fazer algum estrago, mas lembrando sempre que ele ficará tendo que se explicar dentre outras coisas do desastre que foi o governo da sua criatura Dilma Rousseff. Portanto, os números das pesquisas que o colocam na liderança cheiram a teto e a recall, uma vez que todas as evidências apontam para que Lula chegue inviabilizado em 2018.

Água Mineral - O governador Paulo Câmara editou um decreto que vai dar o que falar. A partir de agora, a fonte que engarrafar a água em vasilhames de 20 litros, será obrigada a pagar antecipadamente o ICMS de toda a cadeia produtiva, em regime de substituição tributária, o que poderá encarecer, ainda na fonte, em torno de 30 centavos o valor da água. Envasadores que eram enquadrados no simples nacional e pagavam cerca de 7% (R$0,16) de imposto sobre o valor de pauta estipulado pelo governo, isto é R$ 2,30, passarão a pagar 18%(R$0,41) sobre o mesmo valor de pauta. Com a decisão a população poderá ter um aumento significativo no preço final.

Turismo - No segundo dia da agenda em Brasília, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB) discutiu uma série de demandas para alavancar o potencial turístico da capital do São Francisco. Ontem o gestor foi recebido pelo ministro do Turismo, Marx Beltrão, e pediu apoio do Governo Federal para a construção de novos equipamentos de lazer e infraestrutura como a nova rodoviária e um parque municipal.

Piora - Já sob o comando do presidente Michel Temer, havia uma expectativa dos economistas que a retração do quarto trimestre de 2016 seria de 0,5%, porém o prognóstico foi frustrado, a informação oficial divulgada foi de que a retração do período foi de 0,9%, praticamente o dobro do esperado, num claro sinal que a economia não terá facilidade para se recuperar o tsunami causado por Dilma Rousseff.

Bodocó - A gestão do prefeito Túlio Alves (DEM) acusa a anterior de ter deixado a frota de ônibus escolares sucateada e por isso precisará de apoio do governo do estado para recuperar a frota e garantir a efetividade do serviço aos estudantes do município. O secretário de Educação Carlos Ferreira apresentou a situação aos integrantes da Câmara Municipal.

RÁPIDAS

Economia - O primeiro-secretário da Câmara Municipal do Recife vereador Marco Aurélio (PRTB) anunciou o corte de 195 cargos comissionados da Casa José Mariano. A medida deve gerar uma economia anual aos cofres públicos na ordem de R$ 3 milhões, segundo o vereador, e está sintonizada com a crise que assola todo o país.

Compesa - A Compesa vai executar mais uma obra de setorização do sistema de distribuição de água na Região Metropolitana do Recife. Desta vez, a ação vai beneficiar os bairros de Piedade e Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, com a instalação de uma válvula redutora de pressão (VRP), na Rua Estação, situada no bairro da Pontezinha, que vai isolar a rede que atende as localidades e aumentar o controle de distribuição de água.

Inocente quer saber - O PSDB apostará em nomes rejeitados nas urnas para a eleição presidencial de 2018?

Delação da Odebrecht deixa mundo político desesperado

Edmar Lyra, | sex, 03/03/2017 - 09:21
Compartilhar:

As falas do empresário Marcelo Odebrecht da empreiteira Norberto Odebrecht na delação do fim do mundo colocaram todos os políticos importantes da nossa república em situação complicadíssima, desde o ex-presidente Lula, passando pela ex-presidente Dilma Rousseff, até mesmo o senador Aécio Neves e o presidente Michel Temer, todos eles tiveram algum tipo de relação escusa com a maior empreiteira do país.

A delação de Odebrecht mostra o pesado jogo das campanhas eleitorais que no Brasil só se estabelece quem tem lastro de financiadores, e para obter isso é pertinente ter o que oferecer, isso vai de um simples vereador de capital a candidato a presidente da República, de apenas 50 mil reais até milhares de reais.

Esse modelo nefasto acaba inviabilizando os políticos éticos e sérios que pretendem fazer diferente em detrimento de quem chega ao poder para fazer negociatas. Com raríssimas exceções, políticos vendem a alma para continuar naquele sistema, que cria um círculo vicioso custoso ao país e ao povo brasileiro. Dinheiro poderia servir para a melhoria de educação, saúde e segurança, acaba indo para um propinoduto que não tem fim.

A Lava-Jato continua produzindo crises, sobretudo no momento em que o presidente Michel Temer estava caminhando para retirar o Brasil do atoleiro econômico, mas como ele foi beneficiário direto ou indireto de toda essa patifaria que colocou Dilma Rousseff na presidência da República, não tem como dissociá-lo de todo esse movimento, e inexoravelmente Temer terá cada vez mais a rejeição da sociedade, que está absolutamente estupefata com essa situação.

A classe política também não terá trégua a partir de então. Resta saber qual será o caminho do Tribunal Superior Eleitoral a partir de agora, que tem elementos suficientes para cassar a chapa Dilma/Temer, mas que todo mundo sabe que ainda que isso ocorra, o próximo presidente seria eleito indiretamente por um Congresso Nacional, que assim como Dilma Rousseff e Michel Temer, perdeu a legitimidade para representar a nação, o que igualmente seria uma ebulição de uma crise que ninguém faz a menor ideia onde isso irá parar.

Contestando - O líder da oposição na Alepe, deputado Silvio Costa Filho (PRB) criticou o governo de Pernambuco por não ter divulgado o balanço da violência do carnaval de 2017. De acordo com informações extraoficiais divulgadas pelo próprio deputado, houve um aumento de 30% dos incidentes violentos durante o carnaval em relação ao mesmo período de 2016.

Ricardo Costa - Como bom amante da Cultura, o vice-líder do governo, deputado Ricardo Costa (PMDB), fez como todos os anos, uma maratona no carnaval, passando por vários polos de animação, inclusive acompanhando o governador em Olinda. "Pernambuco mostrou que faz o melhor carnaval do Brasil, onde famílias e foliões brincaram na paz", afirmou Costa que finalizou a comemoração da festa de momo em Moreno ao lado do prefeito Vavá Rufino.

Capacitação - Amanhã no SESC, a partir das 8h30, uma ação do deputado estadual Aluísio Lessa (PSB) promete estimular em Goiana a prática de futebol, atletismo e badminton. Professores da rede municipal de ensino e profissionais do Sesc da cidade vão participar do projeto Educação e Formação Pelo Esporte. A atividade vai oferecer suporte aos educadores na prática e ensinamento das três modalidades, além de oferecer novas técnicas a serem compartilhadas com os alunos. E o aprendizado não vai ficar só na teoria. No sábado seguinte (11), os alunos participarão das atividades e oficinas.

Esclarecimento - O prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira (PR) comemorou a decisão do Ministério Público de Contas (MPCO) de realizar uma auditoria no fundo JaboatãoPrev no intuito de averiguar eventuais irregularidades praticadas pela gestão anterior. De acordo com o atual prefeito, a gestão passada deixou um rombo na ordem de R$ 16 milhões na autarquia responsável pela previdência dos servidores do município.

RÁPIDAS

Trabalho - Mal terminou o carnaval e a deputada estadual Roberta Arraes (PSB) se reuniu com o secretário de Desenvolvimento Econômico, vice-governador Raul Henry, e solicitou ações da pasta para fortalecer a economia do sertão do Araripe, como o polo gesseiro e os arranjos produtivos da  caprinovinocultura, apicultura, mandiocultura. Raul ficou de marcar uma agenda na região para dialogar com os setores da economia.

Estrela - Candidatíssimo a deputado federal em 2018, o deputado estadual André Ferreira foi a estrela das inserções do PSC que começaram a ser veiculadas em cadeia estadual. Além de André, que é o presidente estadual da sigla, os vereadores Wanderson Florêncio, Fred Ferreira e Renato Antunes participaram das chamadas.

Inocente quer saber - Algum político pernambucano ficará encrencado com a delação da Odebrecht?

Michel Temer consegue recolocar economia nos trilhos

Edmar Lyra, | sex, 24/02/2017 - 13:27
Compartilhar:

Passados quase dez meses de quando assumiu a presidência da República com o impeachment de Dilma Rousseff, Michel Temer segue embaraçado com a operação Lava-Jato por fatos que ocorreram antes dele chegar ao cargo, também precisou substituir nada menos que sete ministros, porém no âmbito da relação com o Congresso Nacional e principalmente a respeito da economia, o governo Temer é praticamente impecável.

No Congresso absolutamente todas as matérias de interesse do governo, sobretudo as principais que tratavam da PEC do Teto dos Gastos Públicos por exemplo, foram aprovadas com larga maioria, demonstrando a coesão da base de sustentação do governo, o que facilita absolutamente o êxito de Michel Temer.

Na economia, o presidente Michel Temer através do ministro da Fazenda Henrique Meirelles, também tem obtido praticamente 100% de aproveitamento, pois o governo já conseguiu trazer a inflação para dentro da meta e caminha a passos largos para deixá-la no centro da meta de inflação. A taxa Selic, que é a taxa básica de juros,  já teve reduções significativas e há uma forte possibilidade de concluir 2017 com apenas um dígito, fato que há muito tempo não se via.

O dólar segue num valor aceitável perante o real, e para completar em janeiro o país atingiu o melhor resultado das contas públicas para o mês desde 2013, com superavit primário de R$ 18,6 bilhões. Os sinais apontam para uma retomada da economia e que em breve o desemprego que ainda é alto vai começar a cair.

Com praticamente o período de uma gestação, Michel Temer mais uma vez mostrou que o grande problema da economia brasileira se chamava Dilma Rousseff, e que efetivamente o pior da crise econômica já passou.

Resposta - Após palavras irônicas de Daniel Coelho a respeito da segurança pública, o secretário Felipe Carreras não deixou barato respondendo à altura o tucano dizendo que o assunto não pode ser tratado com demagogia.

Agenda - Candidato majoritário em 2018, o ministro das Cidades Bruno Araújo (PSDB) intensificou sua agenda em Pernambuco. A ordem é visitar todas as regiões do estado para se fazer conhecido como político em ascensão em Pernambuco.

Postura - O senador Armando Monteiro (PTB) decidiu assumir uma postura mais incisiva em relação ao governador Paulo Câmara. Adversários em 2014, tudo leva a crer que eles estarão em lados opostos no ano que vem ainda que Armando não venha a disputar o governo.

Projeto - O deputado federal Severino Ninho (PSB) apresentou um Projeto de Lei que cria uma reserva de recursos no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para as cidades que possuem acervo tombado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), como Olinda e Igarassu.

RÁPIDAS

Corda bamba - Além de Terezinha Nunes e Gustavo Negromonte, que assumiram o mandato na condição de suplentes, nomes como Joel da Harpa, Dr. Valdi e Beto Accioly terão sérias dificuldades de reeleição em 2018.

PSOL - Com um quociente estimado em 100 mil votos para estadual e sem perspectiva de coligação com outros partidos, a situação de reeleição de Edilson Silva não é muito confortável, pois precisará ampliar a votação e contar que muitos nomes do partido tenham votações expressivas para servir de cauda pra ele.

Inocente quer saber - Já que Daniel Coelho não gosta dos governos do PSB, por quê aceitou ser candidato a deputado federal na coligação do governador Paulo Câmara em 2014?

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Leia Concursos

Procure os
Concursos

Copyright. 2019. LEIAJÁ. Todos os direitos reservados.

Carregando